Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhos a Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 33: Quando o Senhor Jesus veio para fazer Sua obra, os fariseus judeus O desafiaram e condenaram brutalmente, e O pregaram na cruz. Agora que Deus Todo-Poderoso dos últimos dias veio para fazer Sua obra, os pastores e presbíteros religiosos também O desafiam e condenam brutalmente, pregando Deus novamente à cruz. Por que os fariseus judeus e os pastores e presbíteros religiosos odeiam tanto a verdade e se colocam contra Cristo dessa maneira? Qual é exatamente sua natureza e essência?

Resposta:

Todos que acreditam no Senhor sabem que os fariseus resistiram ao Senhor Jesus, mas essa era a origem, a verdadeira essência da resistência deles? Pode-se dizer que em dois mil anos de história da religião, ninguém descobriu a resposta para essa pergunta. Apesar da maldição do Senhor Jesus aos fariseus estar escrita no Novo Testamento, ninguém conseguiu discernir a essência dos fariseus. Não é esse o caso? Quando Deus Todo-Poderoso chegar nos últimos dias, Ele vai revelar a verdadeira resposta para essa pergunta. Vamos ler as palavras de Deus Todo-Poderoso. Deus Todo-Poderoso diz: “Vocês desejam conhecer a raiz do motivo pelo qual os fariseus se opunham a Jesus? Desejam conhecer a substância dos fariseus? Eles tinham muitas fantasias sobre o Messias. E mais, eles criam somente que o Messias viria, mas não buscavam a verdade da vida. Assim, até hoje eles ainda aguardam o Messias, pois não têm conhecimento do caminho da vida, e não sabem qual é o caminho da verdade. Como, dizem vocês, poderia um povo tão tolo, obstinado e ignorante ganhar a bênção de Deus? Como poderia contemplar o Messias? Ele se opunha a Jesus porque não conhecia a direção da obra do Espírito Santo, porque não conhecia o caminho da verdade do qual Jesus falava e, além disso, porque não entendia o Messias. E como nunca havia visto o Messias e nunca havia estado na companhia do Messias, cometera o erro de pagar tributo vazio ao nome do Messias enquanto se opunha à substância do Messias a qualquer custo. Esses fariseus eram obstinados, arrogantes em substância e não obedeciam à verdade. O princípio de sua crença em Deus é: não importa quão profunda seja a sua pregação, não importa quão elevada seja sua autoridade, você não é Cristo a menos que seja chamado o Messias. Essas opiniões não são absurdas e ridículas?” (de ‘Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus será quando Deus terá feito novo Céu e nova terra’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus Todo-Poderoso disse com clareza. A origem para a resistência dos fariseus e condenação do Senhor Jesus foi que eles não veneravam Deus ou buscavam a verdade. No fundo, os fariseus eram teimosos e arrogantes; eles não obedeciam à verdade. Os fariseus definiam Deus em suas próprias concepções e imaginação, dentro das palavras literais da Bíblia. Eles mantiveram o Messias somente no nome. Não importava o quanto as pregações do Senhor Jesus fossem profundas e corretas, o quanto Suas palavras fossem a verdade, ou o quanto Suas palavras tinham autoridade e poder, como o nome Dele não é Messias, os fariseus se opuseram e O condenaram. Os fariseus, além de não aceitarem as verdades expressas pelo Senhor Jesus, O provocaram e tentaram encontrar falha Nele. Por exemplo, eles provocaram o Senhor Jesus perguntando a ele que autoridade Ele usou para fazer milagres e perguntaram, de propósito, ao Senhor Jesus, se eles podiam pagar impostos a César. Eles perguntaram ao Senhor Jesus se Ele era Filho de Deus, Cristo, etc. O Senhor Jesus revidou o plano maligno deles usando a verdade e a sabedoria. Os fariseus não tinham força para refutar o Senhor Jesus, mesmo assim eles ainda não buscaram a verdade. Eles ainda resistiam fanaticamente e condenavam o Senhor Jesus. Mandaram prender o Senhor Jesus e exigiram que Ele fosse crucificado. Foi exatamente o que o Senhor Jesus disse quando expôs os fariseus: “Mas agora procurais matar-Me, a Mim que vos falei a verdade que de Deus ouvi” (João 8:40). “Se digo a verdade, por que não Me credes?” (João 8:46). Podemos ver que os fariseus, em natureza e essência, eram demônios satânicos, inimigos de Deus que odiavam a verdade! Que tipo de pessoa pode odiar e condenar Cristo? A história dos fariseus claramente demonstra um fato: todo aquele que acredita em Deus, mas não ama a verdade, está farto dela e a odeia, não conhece Deus. Além disso, essas pessoas com certeza resistem a Deus e toma Ele como inimigo. Porque a essência de Cristo é a verdade, o caminho e a vida, qualquer um que odeie a verdade também odeia Cristo. Muitas pessoas que odeiam a verdade parecem boas por fora, elas seguem as regras da Bíblia e não aparentam serem pessoas más, mas quando Cristo vier fazer Sua obra, esses inimigos satânicos de Deus vão ser completamente expostos.

A resistência satânica dos fariseus e a condenação do Senhor Jesus expõe completamente a essência demoníaca deles: eles odeiam a verdade e se resistem a Deus. Que quando o Senhor Jesus pregou e fez a Sua obra, Ele proferiu muitas verdades, demonstrou muitos milagres e deu às pessoas graça abundante, que revelaram a autoridade e o poder de Deus. A obra do Senhor Jesus abalou as fundações do judaísmo e chocou o estado judaico. Muitas pessoas seguiram o Senhor Jesus. Os fariseus sabiam que se o Senhor Jesus continuasse a obra Dele, todos os leais ao judaísmo iam segui-Lo; o judaísmo ia cair, e a posição e o sustento deles iam desaparecer. Portanto, eles decidiram matar o Senhor Jesus. Assim como diz na Bíblia: “Então os principais sacerdotes e os fariseus reuniram o sinédrio e diziam: Que faremos? porquanto este homem vem operando muitos sinais. Se O deixarmos assim, todos crerão Nele, e virão os romanos, e nos tirarão tanto o nosso lugar como a nossa nação. […] Desde aquele dia, pois, tomavam conselho para O matarem” (João 11:47-53). Para proteger o status e o sustento deles, os fariseus conspiraram com o governo romano para crucificar o Senhor Jesus. Eles disseram: “O Seu sangue caia sobre nós e sobre nossos filhos” (Mateus 27:25). Como podemos ver, os fariseus odiaram a verdade e Cristo. Eles chegaram ao ponto de não quererem mais coexistir com Cristo tempos atrás! Preferiram renunciar ao sacrifício do pecado a não crucificar o Senhor Jesus; eles preferiram cometer pecados monstruosos, resistir e ofender Deus e ter os filhos e netos deles amaldiçoados a não crucificar o Senhor Jesus, Ele que proferiu a verdade da redenção para a humanidade. Essa é a natureza e substância de ódio verdade e satânico dos fariseus. Que quando o Senhor Jesus crucificado, o sol escureceu, a terra tremeu e a cortina do templo se partiu. Depois que o Senhor Jesus foi ressuscitado, Ele apareceu diante dos homens. Depois que as pessoas aprenderam esses fatos, eles se arrependeram de seus pecados e se voltaram para o Senhor Jesus. E quanto aos fariseus, o que eles fizeram? Além de não se arrependerem, também se tornaram ainda mais inimigos antagônicos do Senhor Jesus. Eles pagaram soldados para prestarem falso testemunho e dizerem que o Senhor Jesus não tinha ressuscitado. Quando os apóstolos pregaram o evangelho do Senhor Jesus, os fariseus capturaram e perseguiram eles fanaticamente. Eles quiseram proibir a obra do Senhor Jesus para obter suas ambições de controlar a comunidade religiosa permanentemente. Esses fatos são o suficiente para provar que os fariseus acreditavam somente no nome de Deus. Na realidade, eles odiavam a verdade e se resistiam a Deus. A essência deles da resistência e condenação do Senhor Jesus era a seguinte: eles estavam tentando competir e combater Deus, eles estavam lutando contra Ele. A arrogância da resistência e do ódio ao Senhor Jesus expôs completamente as ambições e a face má e satânica deles. Além disso, expôs a natureza anticristã satânica: a recusa de se arrepender, um ódio desenfreado da verdade e de Deus. Não foi assim que os pastores e os presbíteros da comunidade religiosa trataram Deus Todo-Poderoso? Se nós podemos ver claramente como os pastores e os presbíteros resistem e condenam Deus Todo-Poderoso, nós com certeza sabemos que os fariseus se resistiram e condenaram o Senhor Jesus da mesma forma.

Há dois mil anos, os sumos-sacerdotes judeus, escribas e fariseus crucificaram o Senhor Jesus. Dois mil anos depois, os líderes religiosos fizeram a história se repetir por crucificar Deus novamente! Nós todos vimos que Deus Todo-Poderoso exerce a obra de julgamento começando pela casa de Deus nos últimos dias. Ele profere verdades que purificam e salvam a humanidade. Ele revela todos os mistérios do plano de gestão de Deus. Ele julga e expõe a natureza satânica da humanidade que resiste e trai Deus. Ele mostra a eles Seu caráter justo que não pode ser ofendido. As palavras de Deus Todo-Poderoso são a verdade. Elas têm autoridade e poder e nos convencem completamente. Essas verdades realmente purificam e salvam a humanidade. E quanto aos pastores e presbíteros de hoje? Eles não se importam com o quanto as palavras de Deus são a verdade, quanta autoridade e poder as palavras Dele têm, como elas podem purificar e salvar o homem. Eles ainda teimosamente mantêm a falácia deles: “Qualquer um que não desça na nuvem e me eleve para o reino dos céus não é o retorno do Senhor Jesus”. Eles resistem e condenam desesperadamente Deus Todo-Poderoso. Eles guardam o Senhor Jesus apenas no nome; contudo, resistem e condenam Deus Todo-Poderoso fanaticamente. Tem alguma diferença de quando os fariseus guardaram o nome do Messias, mas resistiram e condenaram o Senhor Jesus? A essência deles não é igual à dos fariseus: Teimosa, arrogante, desobediente e odiadora da verdade? Eles só acreditam vagamente em um Deus lá nos céus e renegam, resistem e condenam Cristo encarnado; eles são irreconciliáveis com Cristo. Não são eles apenas anticristos renegando, condenando e resistindo a Cristo? A Bíblia diz: “E, conforme ouvistes que vem o anticristo, já muitos anticristos se têm levantado; por onde conhecemos que é a última hora” (1 João 2:18). “Porque já muitos enganadores saíram pelo mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Tal é o enganador e o anticristo” (2 João 1:7). Portanto, todos os que não reconhecem Deus encarnado são anticristos. Todos os que resistem e condenam Cristo são anticristos. Portanto, os fariseus judeus foram expostos como anticristos pela obra do Senhor Jesus. Os pastores e presbíteros nos últimos dias são todos anticristos que são expostos pela obra de Deus Todo-Poderoso. A obra de Deus encarnado de fato expõe as pessoas! Tudo o que Cristo profere nos últimos dias é a verdade. Ele não só expõe as virgens prudentes e tolas, ele expõe todos os tipos de anticristos e infiéis. Essa é uma verdade que ninguém pode negar!

Os líderes religiosos nos últimos dias e os sumos-sacerdotes judeus, escribas e fariseus, a essência e origem da resistência deles a Deus são as mesmas. As formas com que resistem a Deus são ainda piores do que as dos sumos-sacerdotes, escribas e fariseus. Desde que Deus Todo-Poderoso começou a fazer Sua obra de julgamento a partir da casa de Deus, todas as pessoas de cada denominação foram arrebatadas para diante do trono Dele, contanto que amem a verdade e anseiem pela aparição de Deus. Nada detém os pastores e presbíteros de resistirem e condenarem Deus Todo-Poderoso, tudo na tentativa de restringir os fiéis e estabilizar a posição e modo de vida deles. Eles espalham boatos, geram falsa testemunha e blasfemam contra Deus Todo-Poderoso; eles vedam a igreja e proíbem estritamente os fiéis de estudarem a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. Eles ameaçam, assustam, ridicularizam e agridem os irmãos e irmãs que pregam o evangelho do reino. Eles até mesmo conspiram com o diabólico Partido Comunista Chinês para capturarem e perseguirem eles, deixando centenas de milhares de irmãos e irmãs sem terem um lugar para onde ir. Pelo menos cem mil de pessoas foram brutalmente torturadas pelo Partido Comunista Chinês. Muitos foram até mesmo mortos… A resistência dos pastores e presbíteros a Deus Todo-Poderoso é ainda mais fanática do que era a resistência dos fariseus ao Senhor Jesus. Os maus atos contra Deus são inúmeros. Deus Todo-Poderoso os julgou e condenou há tempos. Deus Todo-Poderoso diz: “Quantos buscam a verdade e seguem a justiça? São todos bestas como porcos e cães, liderando uma gangue de moscas fedorentas em um monte de estrume para sacudir a cabeça e incitar a desordem.[1] Eles acreditam que seu rei do inferno é o mais superior dos reis, sem perceber que não passam de moscas na podridão. Não só isso, mas eles também fazem observações caluniosas contra a existência de Deus ao contar com os porcos e os cães de seus pais. As minúsculas moscas pensam que seus pais são tão grandes quanto uma baleia dentada.[2] Será que não percebem que são diminutas, ainda que esses pais sejam porcos e cães impuros um bilhão de vezes maiores que elas mesmas? Inconscientes da própria baixeza, as moscas correm desvairadas sobre o pútrido odor desses porcos e desses cães, e têm a ideia ilusória de procriar futuras gerações. Isto é absolutamente vergonhoso! Com asas verdes nas costas (algo que se refere à alegação delas de que acreditam em Deus), elas se tornam convencidas e por toda parte se gabam da própria beleza e atratividade, lançando secretamente suas impurezas sobre o homem. E elas são até presunçosas, como se um par de asas com as cores do arco-íris pudesse esconder as próprias impurezas; e assim elas perseguem a existência do Deus verdadeiro (isto se refere à história inerente do mundo religioso). Mal sabe o homem que, apesar de as asas da mosca serem belas e encantadoras, ela não passa de uma mosca minúscula cheia de sujeira e coberta de germes. Com a força de seus pais porcos e cães, elas correm ensandecidas pela terra (isto se refere aos oficiais religiosos que perseguem Deus com o argumento de ter o apoio massivo do país, traindo o verdadeiro Deus e a verdade) com avassaladora ferocidade. É como se os fantasmas dos fariseus judaicos tivessem retornado com Deus à nação do grande dragão vermelho, de volta para seu antigo ninho. Mais uma vez eles começaram a tarefa da perseguição, dando continuidade à tarefa que se estende por vários milhares de anos. Esse grupo de degenerados está condenado a perecer na terra, no fim!” (de ‘Obra e entrada (7)’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras proferidas por Deus Todo-Poderoso foram compartilhadas publicamente pelos jornais, tv e internet há muito tempo. Todos os tipos de filmes evangélicos e vídeos já foram postados na internet para dar abertamente testemunho da obra e manifestação de Deus para o mundo todo. Isso causou uma grande repercussão entre a comunidade religiosa e a humanidade em geral. Os pastores e presbíteros na comunidade religiosa já viram a tendência crescente: as palavras de Deus Todo-Poderoso estão conquistando a comunidade religiosa e a humanidade em geral. Nenhuma pessoa ou força pode impedir. Eles estão ficando irritados e estão desesperadamente resistindo e condenando Deus Todo-Poderoso. Eles estão tentando banir a obra de Deus nos últimos dias e alcançar o maior sonho deles: eterno controle sobre a comunidade religiosa e hegemonia sobre os escolhidos de Deus. Esses fatos são o suficiente para provar que os pastores e presbíteros religiosos nos últimos dias são a reaparição dos fariseus! Eles são os demônios anticristos que se esforçam ao máximo para perturbar e destruir a obra de Deus e prometem até o fim ser inimigos Dele! As numerosas más ações deles já provocaram o caráter de Deus. Como eles podem escapar do julgamento e castigo justos de Deus?

de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

Notas de rodapé:

1. “Incitar a desordem” refere-se ao modo como as pessoas que são demoníacas agem sem controle, obstruindo a obra de Deus e se opondo a ela.

2. “Uma baleia dentada” é usada de forma jocosa. É uma metáfora sobre como as moscas são tão pequenas que porcos e cães parecem grandes como baleias para elas.

Anterior:Pergunta 32: Os fariseus frequentemente expunham a Bíblia às pessoas nas sinagogas. Por fora, pareciam piedosos e compassivos e não pareciam fazer nada em clara violação da lei. Então, por que os fariseus foram amaldiçoados pelo Senhor Jesus? Como a hipocrisia deles se manifestava? Por que se diz que os pastores e os presbíteros religiosos de hoje estão seguindo a mesma senda dos fariseus hipócritas?

Próximo:Pergunta 34: Os pastores e presbíteros religiosos têm um forte conhecimento da Bíblia, eles frequentemente interpretam as Escrituras para as pessoas e as fazem aderir à Bíblia. Então expor e elevar a Bíblia é realmente dar testemunho do Senhor e exaltá-Lo? Por que se diz que os pastores e presbíteros religiosos são fariseus hipócritas? Ainda não temos clareza sobre essa questão — vocês podem responder isso para nós?

Conteúdo Relacionado

  • Como exatamente se deve discernir a voz de Deus? Como se pode confirmar que Deus Todo-Poderoso é de fato o Senhor Jesus que voltou?

    Ele que é a encarnação de Deus deve possuir a substância divina, e Ele que é a encarnação de Deus deve possuir a expressão de Deus. Já que Deus Se torna carne, Ele levará adiante a obra que precisa fazer, e já que Deus Se torna carne, Ele expressará o que Ele é e será capaz de trazer a verdade ao homem, conceder vida ao homem e mostrar o caminho ao homem. Carne que não contém a substância de Deus certamente não é o Deus encarnado; disso não há dúvida. Para investigar se é a carne encarnada de Deus, o homem deve determinar isso a partir do caráter que Ele expressa e das palavras que Ele fala. O que quer dizer, se é ou não a carne encarnada de Deus, se é ou não o verdadeiro caminho deve ser julgado pela Sua substância. E assim, ao determinar[a] se é a carne do Deus encarnado, a chave é prestar atenção na Sua substância (Sua obra, Suas palavras, Seu caráter e muito mais), em vez de na aparência exterior. Se o homem olha apenas a Sua aparência exterior e ignora a Sua substância, então isso mostra a ignorância e a ingenuidade do homem.

  • Quais são as consequências de se crer em Deus dentro da religião e de estar sujeito à enganação e ao controle dos fariseus e anticristos? Será que alguém pode ser salvo por Deus se crer Nele dessa maneira?

    Pastores e líderes do mundo religioso, por exemplo, confiam em seus dons e posições para realizar sua obra. As pessoas que os seguem por muito tempo serão infectadas por seus dons e influenciadas por parte do que eles são. Eles se concentram nos dons, habilidades e conhecimento das pessoas e dão atenção a algumas coisas sobrenaturais e a várias doutrinas irrealistas profundas (essas doutrinas profundas são obviamente inatingíveis). Não se concentram na mudança de caráter das pessoas, mas sim no treinamento das habilidades de pregar e operar delas, aprimorando o conhecimento das pessoas e ricas doutrinas religiosas. Não se concentram em até que ponto o caráter das pessoas é mudado ou até que ponto as pessoas entendem a verdade. Não se preocupam com a substância das pessoas, muito menos tentam conhecer os estados normais e anormais delas. Não contestam nem revelam as noções das pessoas, muito menos corrigem as deficiências ou corrupções delas. A maioria daqueles que os seguem servem através de seus dons naturais e o que eles expressam é conhecimento e verdade religiosa vaga, que estão desconectados da realidade e são totalmente incapazes de dar vida às pessoas.

  • Qual é a diferença entre o trigo e o joio?

    Palavras de Deus relevantes: Como Eu disse, Satanás enviou os Meus servidores para interromper a Minha gestão. Esses servidores são joio, mas o trigo…

  • O que é um falso cristo? Como pode um falso cristo ser discernido?

    Palavras de Deus relevantes: Ele que é a encarnação de Deus deve possuir a substância divina, e Ele que é a encarnação de Deus deve possuir a expressã…