Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhos da experiência do julgamento de Cristo

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

33. A perseguição e a adversidade me ajudaram a crescer

Baituo Cidade de Dezhou, Província de Shandong

Antes, eu sabia apenas em teoria que a sabedoria de Deus era exercida com base nas tramas de Satanás, que Deus é um Deus sábio e que Satanás sempre será o inimigo derrotado de Deus, mas eu não tinha compreensão ou conhecimento real. Somente depois, no interior de um ambiente arranjado por Deus, que eu obtive um pouco de experiência real sobre esse aspecto da verdade.

Eu estava em uma reunião certa tarde, quando, de repente, o parceiro do líder do distrito veio correndo até mim e disse: “A sua mãe foi pega pelo grande dragão vermelho. Não vá para casa por enquanto. A igreja arranjará uma família anfitriã”. Essa notícia me atingiu como um raio vindo do nada e me deixou tão chocada que eu fiquei subitamente estupefata: O quê? A minha mãe foi pega pelo grande dragão vermelho? Como o grande dragão vermelho irá torturá-la? Ela será capaz de suportar isso? Talvez eu nunca mais veja a minha mãe de novo. O que eu devo fazer? Pensando nessas coisas, o meu coração estava atormentado e eu não conseguia segurar as lágrimas. Depois que a reunião acabou, fui levada para a família anfitriã e, depois que fui acomodada, os meus pensamentos voltaram para a minha mãe. Em casa, eu era mais próxima da minha mãe. Apesar de meu pai descrente tentar me forçar a renunciar a Deus, a minha irmã mais velha me ignorar por causa da minha crença Nele e todos os meus outros parentes me abandonarem, eu nunca me senti sozinha, porque eu ainda tinha a minha mãe que também acreditava em Deus. Fosse espiritual ou fisicamente, a minha mãe sempre cuidava de mim, dava-me amor e me ajudava com frequência. Quando tinha algum problema, eu podia sempre conversar com ela. Pode-se dizer que ela era a minha rocha, a minha fortaleza. No entanto, agora a única pessoa com a qual eu podia contar tinha sido levada pelo grande dragão vermelho. Senti como se eu tivesse me tornado de repente uma órfã, sem saber como trilhar o caminho adiante, sem saber a quem recorrer quando eu me deparasse com dificuldades. Durante os dias seguintes, chorei o dia inteiro, vivi em constante dor e fiquei muito deprimida. Enquanto eu vivia nesse estado, incapaz de me libertar, Deus me guiou de dentro: “você está realmente disposta a viver para sempre nas trevas, permitindo que Satanás faça de você uma tola? E você realmente não está disposta a compreender Deus em Sua obra e viver na luz?” A orientação de Deus me despertou da minha dor. Está certo, pensei. Eu vou realmente viver para sempre assim, nas trevas, permitindo que Satanás faça de mim uma tola? Não, não posso! Essa situação que se abateu sobre mim certamente deve trazer a bondade de Deus. Posteriormente, fui diante de Deus muitas vezes para orar e buscá-Lo, pedindo-Lhe que me iluminasse para que eu pudesse compreender Sua vontade.

Depois de um tempo, descobri que eu estava começando a entrar um pouco na verdade que não havia compreendido antes ou que eu não tinha sido capaz de pôr em prática. Eu costumava ser paparicada em casa: comida, roupas e divertimentos ocupavam a maior parte do meu tempo. A minha carne não aguentava nenhum sofrimento nem suportava passar pela menor dificuldade. Nos poucos dias depois que deixei minha casa e estava vivendo com a família anfitriã, eu não podia mais fazer tudo que eu queria, não podia mais fazer o que me agradava como eu fazia em casa. Aos poucos, a minha natureza mimada e os meus maus hábitos diminuíram, e descobri que ter comida e roupa na vida é motivo para ficar contente. Também tive uma compreensão sobre a essência da carne, de nunca mais continuar buscando a satisfação da carne, e descobri que buscar satisfazer a Deus é a coisa mais importante que uma criatura de Deus pode fazer. Antes, quando a minha mãe estava em casa, não importava se eu estava com um problema físico ou uma dificuldade na minha vida, sempre me apoiava nela e deixava que ela me ajudasse a solucioná-los. Quando eu me deparava com problemas, não orava para Deus, não buscava a verdade nem tinha um relacionamento normal com Deus. Depois que a minha mãe foi levada embora, eu não tinha ninguém em quem me apoiar quando me deparava com dificuldades. Só me restava ir diante de Deus com maior frequência, para orar para Ele, comer e beber mais das palavras Dele, buscar a vontade Dele mais vezes. Pouco a pouco, o lugar que a minha mãe ocupava em meu coração ficou menor, enquanto o lugar de Deus em meu coração ficou maior. Eu sentia que Deus poderia me ajudar sempre que eu precisasse, que eu não poderia abandoná-Lo nem por um instante. Além disso, também aprendi a confiar na oração e confiar na minha busca pela verdade para solucionar os meus problemas, e experimentei a sensação de paz, certeza e confiança que vem de ter Deus comigo. Quando eu morava em casa, embora soubesse que os crentes e descrentes fossem dois tipos de pessoas que eram incompatíveis uns com os outros, ainda sentia como se apenas os meus pais e a minha irmã mais velha fossem a minha família, e sempre vi meus irmãos e irmãs da igreja como estranhos, sempre sentindo uma certa distância entre nós. Depois que Deus usou o ambiente para me “expulsar” da minha casa, eu estava junto com meus irmãos e irmãs em minha família anfitriã de manhã até a noite, e senti a preocupação e o cuidado deles por mim, a tolerância e a compreensão deles. Nós falávamos a mesma língua, compartilhávamos das mesmas aspirações e nos ajudávamos mutuamente na vida. No meu coração, senti que essa era a minha única família verdadeira, que apenas os meus irmãos e irmãs na igreja eram o meu pai, mãe e irmãos. Não havia mais nenhum estranhamento entre mim e meus irmãos e irmãs na igreja, nenhuma distância, e vivenciei o calor que vem de se ter uma grande família. Através desse ambiente com meus irmãos e irmãs, também aprendi como podemos nos amar, perdoar e apoiar uns aos outros ao longo da vida, de modo que a minha humanidade normal foi recuperada. Essa verdade era o que eu não conseguia pôr em prática antes, quando eu vivia em casa e me apoiava em reuniões e sermões. Depois que a minha mãe foi levada pelo grande dragão vermelho e fui forçada a deixar minha casa, nessas circunstâncias excepcionais e sem que eu soubesse, Deus forjou essa verdade em mim e gradualmente aprofundou a minha compreensão dela. Depois da minha entrada nessa verdade, o meu coração, que buscava amar e satisfazer a Deus, se tornou mais forte e a minha vontade de viver minha vida inteira para Deus se tornou mais determinada. A pessoa que eu tinha sido – que acreditava em Deus, mas que não tinha nenhum propósito, que fraquejava sempre que algum problema aparecia – estava passando por uma mudança gradual. O que Deus me concedeu foi, na verdade, mais do que eu jamais poderia ter imaginado, e o meu coração se tornou pleno de gratidão e louvor a Ele.

Certo dia, durante as minhas devoções espirituais, li as palavras de Deus que diziam: “Ao fazer toda essa obra, Ele não apenas permitiu que a humanidade, que tem sido corrompida por Satanás, recebesse a Sua grande salvação, mas também permitiu que ela visse Sua sabedoria, onipotência e autoridade e, no final, Ele permitirá que a humanidade veja Seu justo caráter, punindo os maus e recompensando os bons. Ele tem lutado contra Satanás até hoje e nunca foi derrotado porque Ele é um Deus sábio, e Sua sabedoria é exercida com base nas intrigas de Satanás. […] Ele ainda realiza Sua obra da mesma maneira realista hoje; além disso, ao realizar a Sua obra, Ele também revela a Sua sabedoria e onipotência […]” (de ‘Você deve saber como toda a humanidade se desenvolveu até hoje’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus iluminaram de repente o meu coração, e eu não consegui deixar de soltar um suspiro profundo: Deus é mesmo um Deus sábio! Os prodígios de Deus são mesmo maravilhosos e imprevisíveis! A situação hoje caiu sobre mim e, na superfície, parecia como se o grande dragão vermelho tivesse levado a minha mãe, levado a minha única rocha, dificultado o meu retorno para casa, tentado em vão usar isso para obstruir a minha crença em Deus e me fazer ceder, ou fraquejar e desistir, afugentando-me com sua influência. Mas a sabedoria de Deus é exercida com base nas tramas de Satanás e Deus a usou com grande eficácia. Ele me arrancou do meu ninho confortável e, através desse ambiente, temperou a minha vontade, aperfeiçoou a minha vontade de superar sofrimentos, treinou-me para ter a habilidade de viver com independência, ensinou-me a viver a humanidade normal e a ser uma pessoa real. Essa verdade era algo que eu não tinha como compreender, não tinha como obter em um ambiente de tranquilidade e conforto. Através desse ambiente, Deus forjou a Sua verdade e o que Ele é na vida dentro de mim, por isso não somente eu não desisti por causa da perseguição do grande dragão vermelho, mas, pelo contrário, obtive a verdade que Deus me concedeu e fui colocada sob Sua salvação. Além disso, através da perseguição do grande dragão vermelho, vi sua face selvagem, cruel e sua natureza reacionária que resiste a Deus ainda mais claramente. No meu coração, eu o abominei ainda mais, e meu coração que buscava amar a Deus se tornou ainda mais forte.

Dou graças a Deus! A partir dessa experiência, ganhei um pouco de entendimento prático da onipotência e soberania de Deus, ganhei um pouco de experiência prática sobre o fato de que a sabedoria de Deus é exercida com base nas tramas de Satanás. Compreendi que tudo que acontece que não se conforma com as concepções do homem é um prodígio sábio de Deus. Não importa de que maneira Satanás coloque suas tramas em ação, Deus sempre será um Deus sábio, e Satanás sempre será o inimigo derrotado de Deus. Compreendendo isso, a minha vontade de seguir Deus é agora ainda mais determinada, e estou plena de fé para o caminho adiante!

Anterior:Uma guinada para melhor no caminho da crença em Deus

Próximo:Usando a palavra de Deus como um espelho