Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Coleção de sermões: provisão para a vida

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

15 Olhando para a perspectiva das pessoas quanto à crença em Deus a partir de suas noções sobre Deus

Toda pessoa corrupta desenvolve muitos caráteres corruptos provenientes da sua natureza satânica, mas por que dizemos que a natureza do homem é uma natureza que trai a Deus? Isso se dá porque, uma vez que a natureza do homem é corrompida por Satanás, sua natureza é completamente transformada em uma natureza satânica. Por mais corrupto e maligno que Satanás seja, a humanidade também é igualmente corrupta e maligna; por mais que Satanás resista e traia a Deus, a humanidade igualmente resiste e trai a Deus, e especialmente quanto às pessoas que têm fé em Deus, embora tenham desfrutado de muitas graças de Deus, elas ainda são capazes de resistir e trair a Deus. Mesmo quando está claro para elas que é a obra de Deus e a palavra de Deus, elas ainda julgam a obra de Deus, condenam a obra de Deus e até blasfemam contra a palavra de Deus; mesmo quando está claro para elas que é o Cristo encarnado, elas ainda são capazes de desenvolver muitas noções, e até negam que Cristo é a encarnação de Deus; não obstante, quando está claro para elas que Deus encarnado tem a aparência externa de uma humanidade normal, elas ainda são capazes de desenvolver noções sobre Deus e levantar barreiras contra Ele, e são incapazes ainda de tolerar a humanidade normal de Cristo. Dentre as muitas noções que o homem é capaz de desenvolver sobre Deus, é totalmente possível ver que a natureza do homem é uma natureza que resiste a Deus, que a raça humana corrupta é a corporificação de Satanás e os descendentes de Satanás. Dentre as várias noções que o homem desenvolve sobre Deus, é totalmente possível ver claramente a natureza satânica do homem. É tal como as palavras que Deus falou no passado: “Quando você viver de fato com Cristo, sua justiça própria e presunção serão lentamente expostas por suas palavras e ações, e, assim, seus desejos, desobediência e descontentamento excessivos serão espontaneamente revelados. Por fim, sua arrogância se tornará maior ainda, e quando você se tornar tão incompatível com Cristo como a água é com o fogo, a sua natureza será inteiramente exposta. Nesse dia, suas concepções não mais poderão ser veladas. Suas reclamações, também irão espontaneamente ser expressas, e sua vil humanidade será completamente exposta. […]

Vocês sempre desejam ver a Cristo, mas exorto-os a não se exaltarem tanto; todos poderão ver a Cristo, mas digo que ninguém está apto a vê-Lo. Porque a natureza do homem está repleta de mal, arrogância e rebelião, quando você vir a Cristo, sua natureza irá arruiná-lo e condená-lo à morte. Sua associação com irmãos (ou irmãs) pode não demonstrar muito sobre você, mas não é tão simples quando você se associa com Cristo. A qualquer momento, suas concepções podem se enraizar; sua arrogância, brotar; e sua rebelião, produzir figos.”

Pela experiência, podemos descobrir as várias noções que o homem desenvolve sobre Deus por meio de sua natureza corrupta:

1. Quando o homem vê que a humanidade de Deus é extremamente normal, ele tende a desenvolver noções e dizer: “Não há indicação alguma do divino. Ele é uma pessoa totalmente mediana.” Essa é uma noção que todo mundo tem; isso ilustra que o homem não tem o menor vestígio de conhecimento sobre a substância de Cristo.

2. Quando o homem se encontra com Cristo, ele só consegue ver a humanidade normal de Cristo, não a substância de Cristo, e passa a desenvolver noções e a dizer: “Ele é uma pessoa comum; de que maneira Ele é semelhante a Deus?”

3. Quando Cristo está podando e lidando com o homem, o homem desenvolve noções e diz: “Como pode Deus me tratar dessa maneira? É assim mesmo que Deus é?”

4. Quando Cristo está sendo amigável ao homem, o homem desenvolve noções dentro de si e diz: “Esse não é um modo ruim de Deus me tratar. Deus deveria ser dessa maneira.”

5. Quando Deus está julgando e expondo a corrupção do homem, o homem sente dor no profundo de seu coração, então passa a ter noções sobre Deus, sente que Deus não é gentil e não é acessível, e desenvolve passividade.

6. Quando o homem vê que as coisas que Cristo desfruta são ligeiramente melhores do que as das pessoas medianas, então o homem desenvolve noções e diz: “Cristo não enfrenta nenhum sofrimento. Ele é tão feliz quanto pode ser.”

7. Quando o homem vê que o corpo de Cristo tem uma enfermidade, ele desenvolve noções e diz: “Ele é Deus; como é que Ele pode ficar doente?” O homem não está nem um pouco ciente de que Cristo está experimentando o sofrimento do mundo.

8. Quando as pessoas veem Cristo dar coisas para outras pessoas, mais uma vez elas dão origem a noções e dizem: “Por que Cristo não é imparcial? Como é que Ele dá a outros, mas não a mim?”

9. Toda vez que o homem vê que Cristo é um pouco melhor para uma pessoa, isso dá origem a noções, e ele diz: “O que há de tão bom quanto a essa pessoa? Como é que Tu não és bom para mim?”

10. Quando o homem vê que Cristo é perseguido por demônios satânicos e que deve vaguear por muitos lugares, ele desenvolve noções e diz: “Por que Ele não é capaz de Se proteger, apesar de Ele ser Deus?”

11. Quando o homem vê que Cristo está descansando e não está realizando obra, ele desenvolve noções e diz: “Veja Cristo desfrutando a vida, o dia todo sem fazer nada!”

12. Quando o homem vê que Cristo está sendo frio para com ele, isso dá origem a noções, e ele diz: “Cristo não tem amor algum pelo homem.”

13. Quando o homem descobre que há algum aspecto no mundo do qual Cristo não está ciente, isso dá origem a noções, e ele diz: “Cristo não é onisciente. Ele não possui a substância de Deus?”

E por aí vai. Há muitas outras noções que não precisam ser explicadas em detalhe. Em suma, o homem desenvolve noções sobre todas as ações e comportamentos de Cristo. Não importa o que Cristo faça, será difícil para algumas pessoas evitar desenvolver noções. Quer você reconheça ou não que tem muitas noções sobre Cristo, pode-se dizer com certeza que, por dentro, todos os homens têm uma natureza que resiste e trai a Deus. Isso é algo que ninguém pode negar. Se você nunca descobriu que tem noções, isso simplesmente mostra que você nunca esteve em contato nem se associou com Cristo. Se você verdadeiramente tivesse estado em contato e se associado com Cristo por um período de tempo, todas as noções que você tem por dentro teriam sido reveladas e nem uma sequer faltaria. Porém, a diferença seria esta: quanto às pessoas que amam mais a verdade, visto que têm algum entendimento da verdade da encarnação, mesmo que deem origem a noções, não alcançam o ponto de se tornarem passivas, de não desempenharem seu dever nem de fugirem. Se for alguém que não ama a verdade, então você não poderia imaginar o grau de perigo. Eles poderiam negar a Cristo, negar o verdadeiro caminho e trair a Deus. Há muitas pessoas que anseiam ver a face de Deus. Esse tipo de mentalidade é compreensível, mas você deve estar equipado com algumas verdades e compreendê-las antes de ser qualificado para ver a face de Cristo. Não diga com certeza que, se visse a Cristo, você não daria origem a noções, porque você não tem uma compreensão muito profunda da natureza da corrupção do homem. Na melhor das hipóteses, você simplesmente tem algum conhecimento da sua transgressão de resistir a Deus. Quanto à sua natureza sendo revelada pouco a pouco, você não tem a habilidade de dissecar a verdade, por isso, as pessoas que raramente têm experimentado a poda e o tratamento definitivamente não são pessoas que têm conhecimento de si mesmas ainda. Todo homem tem feito muitas coisas que resistem a Deus ou que traem a verdade, mas se ele nunca experimentou a poda e o tratamento, então há algumas das quais ele não está ciente. É da exposição, julgamento, tratamento e poda da palavra de Deus que o homem mais precisa. Se o homem confiar somente em si mesmo para ler a palavra de Deus e não tiver a obra especial do Espírito Santo, se ele confiar somente em seu próprio cérebro, ele não será capaz de ter conhecimento disso. Além de suas próprias buscas, Pedro só foi aperfeiçoado por meio da obra do Espírito.

Das muitas noções que o homem desenvolve sobre Deus, podemos ver que o homem já não tem a forma de um humano por causa do seu ser corrompido por Satanás. É a tal ponto que todas as perspectivas do homem sobre a fé em Deus estão incorretas, ou são até absurdas, o que dá origem a todos os tipos de noções. Ao dissecar as noções do homem sobre Deus, há muitas noções que mostram que o homem é extremante insensível. Em outras palavras, o homem é muito desarrazoado, é extremamente invejoso dos demais, faz exigências extravagantes, não tem razão e é arrogante e presunçoso demais, ao ponto de até querer ser igual a Cristo. O homem busca e tem gosto pelo sobrenatural, ele espera um Deus sobrenatural. O desenvolvimento dessas noções é suficiente para mostrar que a humanidade busca o mal e não ama a verdade. Cristo realmente não tem como estar junto ao homem. Não importa como Cristo faça algo, as pessoas sempre desenvolverão noções. A partir disso, podemos ver que ninguém possui o tipo de consciência e razão que a humanidade normal deveria possuir. Como é que as pessoas são capazes de adorar ídolos em seus corações? Como as pessoas são capazes de ser dóceis e obedientes e de não ter preconceitos sobre as pessoas que amam em seus corações? Por que é que as pessoas pensam que o que quer que aqueles nos mais altos escalões da sociedade possuam são as coisas que eles deveriam possuir, que é assim que deveria ser, e por que elas não podem se sentir desse modo com relação a Cristo? Será que todas as coisas que Cristo desfruta são coisas que não deveriam ser obtidas ou coisas que Ele não merece? Se não, de que outra forma o homem poderia desenvolver tantas noções? Como esse problema pode ser explicado de fato? Cada pessoa deve refletir sobre si! Será que Deus encarnado deveria agir como a um mendigo e confiar completamente na mendicância para buscar sobreviver e contar com a misericórdia e a caridade humana? Quem delimita isso? A obra de Cristo salva bilhões de pessoas; será que a Sua contribuição para a humanidade não é tão grande como a de qualquer cientista ou a figura notória? Será que a carne de Cristo não merece desfrutar de coisas boas? Essas coisas são delimitadas pelo homem ou por Deus? Lembre quando Jesus foi pregado na cruz. Naquela época, os soldados romanos lançaram sorte para ver como as roupas de Jesus seriam divididas. É claro que as roupas eram de qualidade mais alta naquela época, de outro modo, por que eles lançariam sorte para ver como dividi-las? Quais foram as dores que Jesus sofreu? Quantas pessoas estão cientes disso? As pessoas que verdadeiramente têm alguma consciência e razão não deveriam desenvolver noções sobre o que a carne de Deus desfruta. De fato, as coisas que Deus desfruta pertencem ao Próprio Deus ou vêm da caridade da humanidade? Deixe-me perguntar: as coisas que você desfruta são coisas que você merece obter ou são coisas concedidas a você por Deus? Você não tem qualquer noção de todas as coisas que desfruta; então, por que tem noções sobre as coisas que Cristo desfruta? Qual é a questão aqui? A partir disso, é totalmente possível ver que: a humanidade verdadeiramente está profundamente corrompida, sem um pingo de consciência ou razão, e não somente não tem conhecimento da obra de Deus, como também não tem conhecimento da regência de Deus sobre a humanidade, de Sua liderança e providência à humanidade, e de todas as riquezas que Ele concede à humanidade. Por isso, não é de se admirar que Deus diga que nenhum homem possui a fé que Jó teve. Como Jó foi capaz de dar testemunho? Porque ele realmente entendeu que tudo o que ele possuía era totalmente concedido a ele por Deus. Se Deus não desse graça ao homem, então não teria proveito algum ao homem por mais arduamente que trabalhasse; se a chuva não caísse do céu, não importa o quão arduamente trabalhasse, o homem não faria nenhuma colheita; se Deus não provesse para a raça humana nem a protegesse, então ela teria se autodestruído há muito tempo. Jó tinha esse conhecimento verdadeiro de Deus, por isso, quando passou por provações, não importava o quanto seus amigos e sua esposa escarnecessem dele e reclamassem a ele, ele nunca negou que tudo o que possuía lhe foi concedido por Deus, e sempre sentiu que Deus deveria ser louvado. Os seguidores atuais de Cristo realmente não têm essa fé que Jó possuía; eles são capazes de falar sobre essa doutrina, mas não têm o verdadeiro conhecimento de Deus. Por isso, toda vez que experimentam provações, eles são incapazes de aguentar firmes.

Hoje em dia, não sei quantas pessoas pensam que o dinheiro da casa de Deus é para o uso público da nossa igreja e que ele não pertence a Deus. Como resultado, há algumas pessoas insatisfeitas com a maneira como esse dinheiro é arranjado pelos superiores para executar a obra, e elas desenvolvem noções sobre isso, até ao ponto de inventarem rumores para enganar as pessoas. Deixe-me perguntar: os irmãos e irmãs dão ofertas a Deus ou à igreja? Se dão ofertas a Deus, então o que você dá pertence a Deus, e o modo como Ele arranja isso é da conta Dele. Ele realmente precisa que você se preocupe com isso? Como quer que Ele o use é da conta Dele; Ele precisa que você interfira? Ele precisa que você ofereça conselho sobre se o modo como Ele está usando essas coisas é apropriado ou não? Será que você tem uma parcela de responsabilidade na obra de Deus? Você também deveria receber esse dinheiro? Se você fosse capaz de expressar a verdade, o caminho e a vida de Cristo, então as pessoas dariam ofertas a você também. Por isso, qual é o verdadeiro significado de as pessoas darem ofertas para Deus? Na verdade, essa porção é o que Deus deveria ter. Deus retira um décimo dos 100% que Ele dá ao povo, por isso, o homem deveria devolver a Deus a Sua porção. Cristo está desfrutando da porção que o céu preordenou para Ele. De fato, a porção que cada pessoa deveria dar como oferta é uma porção que Deus já deu a elas, e ao devolver essa porção a Deus, o homem pode receber de cima para baixo as riquezas que Deus concedeu a ele. Será que você não entende essa verdade? A porção de Deus deveria ser dada a Deus. Você realmente pode dizer que a porção de Deus deveria pertencer ao homem? Você realmente poderia dizer que isso é o homem fazendo caridade a Deus? O homem verdadeiramente está sem consciência e razão – ele é extremamente descarado, sua ganância é grande, tanto que até se atreveria a tentar obter lucro com Deus. O homem é verdadeiramente avarento e insaciável. Se você der a ele um centímetro, ele irá querer um quilômetro. Esse tipo de pessoa merece comer e beber a palavra de Deus? Ela merece permanecer na casa de Deus? Eu me lembro de uma vez em que dei a um novo crente um telefonema do meu celular, mas essa pessoa desenvolveu noções, dizendo: “Ele usa celular; dinheiro de quem ele está usando?” Depois disso, essa pessoa parou de crer. Depois que eu soube desse evento, descobri um problema: essa pessoa era realmente insensível, por isso, como poderia aceitar a verdade? Mesmo se não fosse embora, não teria recebido a salvação.

A partir das várias noções do homem sobre Deus, podemos descobrir muitas perspectivas incorretas que o homem tem sobre a fé em Deus. O que dá origem a essas perspectivas incorretas sobre a fé em Deus? Sem dúvida, elas surgem das noções do homem e da sua imaginação, mas, mais do que isso, elas surgem da natureza corrupta do homem, que vai diretamente em oposição à verdade. A perspectiva do homem de olhar para as coisas representa suas ideias e motivações, e representa a natureza vil do homem. As noções do homem e suas perspectivas de olhar para as coisas realmente são muito vis e absurdas. Se a perspectiva do homem sobre sua fé em Deus for incorreta, isso inevitavelmente fará surgir várias noções sobre Deus, o que tornará difícil para ele não cair algum dia, e talvez até possa cair tão longe que afunde em um buraco sem fundo. A seguir, daremos vários exemplos: algumas pessoas veem carros na casa de Deus, e isso as faz desenvolver noções que as fazem dizer: “As pessoas acima tomam o dinheiro suado dos irmãos e irmãs da igreja para seus próprios prazeres”. Por que elas conseguem dizer tais coisas? Você é capaz de descobrir a natureza maligna delas nisso? Algumas pessoas veem obreiros de cima utilizando celulares e pagers, e, mais uma vez, desenvolvem noções e dizem: “De quem é o dinheiro que essas pessoas estão gastando de fato?” O que controla essas pessoas para serem motivadas a pensar desse modo e dizer essas coisas? Será que a perspectiva de fé que elas têm em Deus está correta? Algumas pessoas veem alguns obreiros de cima usando roupas melhores, e isso as faz desenvolver noções sobre a casa de Deus. Elas dizem: “De quem é o dinheiro suado que está sendo utilizado por essas pessoas para comer, beber e desfrutar? Onde elas estão conseguindo esse dinheiro?” Do jeito que elas veem, todos os obreiros na casa de Deus vêm da pobreza e não têm dinheiro suficiente para usar coisas boas, por isso, se estiverem usando coisas boas, isso certamente significa que gastam o dinheiro da igreja para comprá-las. Entretanto, se tais coisas são doadas por irmãos e irmãs abastados da igreja, qual seria a sua interpretação, então? Se suas próprias famílias tiverem dinheiro, o que você diria, então? Isso é o uso da sua pequena mentalidade para julgar os outros. Uma vez que você mesmo é maligno, todos os demais também parecem malignos para você. Você não sabe que aqueles que buscam a verdade mudarão um tanto depois de experimentarem a obra de Deus? Não há como todos poderem ser tão maus quanto você imagina, eles certamente são muito melhores do que você pensa.

Lembro que costumava haver um evento: uma pessoa na casa de Deus servia como líder distrital e, mais tarde, quando a liderança estava sendo ajustada, essa pessoa era, por um motivo ou outro, demitida, e a partir daquele ponto ela não tinha mais fé. Eu pensei sobre esse assunto: será que essa pessoa somente cria em Deus para servir como líder? Se ela cria em Deus para buscar a salvação, então como seria capaz de retroceder porque não lhe era mais permitido servir como líder? Está claro que a perspectiva de fé dessa pessoa em Deus era impura. Parece que ela somente cria em Deus para ser um líder, parece que ela pensava que somente sendo líder é que poderia obter a salvação em Deus. De outro modo, como ela poderia retroceder? Além disso, não há outra maneira de explicar esse problema. Esse tipo de pessoa há em grande número, e parece que o objetivo dela para crer em Deus é servir como líder. Obter ou não a salvação é secundário. Se elas não tiverem permissão para servir como líderes, mesmo que não retrocedam, não terão entusiasmo, e terão ainda menos disposição para buscar a verdade. Vocês todos pensam que essa perspectiva de fé em Deus está correta? Em seus corações, elas simplesmente não têm obediência a Deus, e absolutamente não tratam a buscar da verdade como a coisa mais fundamental. Mesmo que esse tipo de pessoa sirva como líder, se não for uma que busque a verdade, ela poderia mudar seu caráter? Hoje em dia, algumas pessoas que servem como líderes são esse tipo de pessoa. Sua cobiça pelo poder é muito forte, sua sede por posição é muito grande. Se fosse para elas perderem sua posição, poderiam estar em perigo de trair a Deus, por isso, quando ainda não obtiveram a verdade e antes de mudarem seu caráter, o que elas são capazes de fazer para a casa de Deus de fato? Elas são realmente capazes de guiar as pessoas na realidade da palavra de Deus? Suas próprias perspectivas de fé em Deus são incorretas, por isso, como poderiam corrigir suas perspectivas errôneas sobre outros? Esse é um problema prático.

As várias noções do homem sobre Deus são suficientes para ilustrar que o homem não entende, de fato, a verdade da encarnação, nem tem conhecimento verdadeiro da substância de Cristo. Por isso, o homem está sempre olhando para questões a partir da aparência superficial das coisas, ele não consegue ver as questões através da substância das coisas. O homem desenvolve todos os tipos de noções e equívocos sobre Deus; isso também é uma manifestação de o homem não entender a verdade. A quantidade de noções que o homem tem sobre Deus leva ao quanto ele se rebelará contra Deus e resistirá a Ele. Quanto mais noções tiver sobre Deus, maior é o risco de trair a Deus. Há muitas pessoas que têm muitas noções sobre Deus, e talvez seja algumas coisas pequenas que as fará cair e deixar Deus. Muitas pessoas começarão a não crer em Deus depois de verem algum obreiro na casa de Deus fazendo algo que não condiz com a verdade; algumas pessoas ficam fartas e deixam Deus depois de verem as ênfases constantes da casa de Deus sobre a verdade e as ênfases constantes em se buscar mudança de caráter; algumas pessoas desenvolvem noções sobre Deus e O deixam quando veem que Sua obra nestes dias é totalmente voltada para a mudança do caráter das pessoas e não lhes concede mais graça; algumas pessoas deixam Deus quando veem que a casa de Deus não dá nenhuma vantagem a elas, e isso as faz sentir que a casa de Deus é desprovida de amor; algumas pessoas deixam Deus porque veem que algo na casa de Deus não se conforma à imaginação delas; algumas pessoas deixam Deus porque veem que os líderes da igreja não se conformam aos seus desejos, e assim por diante. Por que é que essas pessoas são capazes de deixar Deus por causa dessas questões triviais? Isso só pode significar que elas não creem verdadeiramente em Deus, que suas intenções e perspectivas sobre a fé em Deus são muito absurdas, ao ponto de não permanecerem firmes. Essas pessoas absurdas e disparatadas poderiam também retornar às suas casas e crer em si mesmas, pois o que elas fazem certamente se conforma aos seus desejos. Elas não são, em absoluto, pessoas que buscam a verdade, e certamente trazem consigo desejos extravagantes quando passam a crer em Deus, pois prontamente deixam Deus quando seus desejos não são cumpridos. Se elas realmente cressem em Deus, se fossem pessoas que verdadeiramente buscassem a verdade, então certamente prestariam mais atenção à obra de Cristo, certamente prestariam atenção à palavra de Cristo e não seriam controladas por qualquer pessoa, coisa ou objeto na casa de Deus. Não importa que erros sejam feitos e quem os cometa, nada disso afetaria nem abalaria a fé verdadeira delas em Cristo; não importa o que aconteça, elas se manteriam fortes e seguiriam a Cristo até o fim. Se alguém que crê em Deus for verdadeiramente capaz de ver que Cristo é a verdade, o caminho e a vida, então nunca cederá, apesar de todos os reveses, e seguirá a Cristo até o fim. Se alguém tem crido no Deus prático há vários anos, mas não consegue ver que Cristo é a verdade, o caminho e a vida, então não desenvolverá a fé e a obediência verdadeiras.

Se a perspectiva de fé em Deus de uma pessoa é correta ou não, isso decidirá se ela é capaz ou não de permanecer firme, se é capaz ou não de obter a verdade e a salvação. É evidente que a perspectiva de uma pessoa quanto à fé em Deus pode ser alterada por meio da busca da verdade. Os novos crentes, inevitavelmente, têm muitas perspectivas absurdas quanto à fé em Deus, mas se estiverem dispostos a buscar a verdade e a desfrutar da palavra de Deus, então lhes é totalmente possível mudar suas perspectivas quanto à fé em Deus. Se não buscarem a verdade, então certamente não serão capazes de aceitar a verdade e, nesse caso, todas as perspectivas absurdas deles quanto à fé em Deus nunca mudarão, e eles se tornarão as pessoas mais perigosas, capazes de trair a Deus e deixá-Lo a qualquer momento. O primeiro efeito a ser obtido por se experimentar a obra de Deus é que esta muda a perspectiva passada da pessoa sobre a fé em Deus. Se a perspectiva da pessoa quanto à fé em Deus for pura, se esta se conformar com a vontade de Deus, então não haverá perigo para aquela pessoa, e mesmo se todos os tipos de provações recaírem sobre ela, ela não trairá a Deus. Se você quiser ficar firme na casa de Deus, se quiser obter, por fim, a salvação de Deus, então deve se concentrar em buscar a verdade e aceitar a verdade, de modo a mudar suas perspectivas absurdas passadas sobre a fé em Deus. Essa é a coisa mais importante. Você pode ver a perspectiva de uma pessoa quanto à fé em Deus por meio das várias noções que ela desenvolve sobre Deus. Todas essas noções são suficientes para mostrar que a perspectiva de uma pessoa quanto à fé de Deus é incorreta. Alguns desses pontos de vista são malignos e absurdos, e todos vêm da imaginação do homem e de desejos extravagantes. Como esses problemas podem realmente serem resolvidos? Obviamente, você deve confiar em desfrutar da palavra de Deus e receber a verdade para resolver esses problemas. De modo mais específico, você deve estar equipado com a verdade da encarnação para obter conhecimento da substância de Cristo e para tratar devidamente a humanidade normal de Cristo; você deve buscar o conhecimento do caráter e da substância de Deus para estar certo sobre Cristo ser o Deus prático encarnado; você deve confiar em ser equipado com as verdades com as quais Deus requer que o homem esteja equipado para obter a consciência e a razão da humanidade normal, para viver como um humano real e para, finalmente, estar em paz com Cristo; você deve confiar em desfrutar de todas as palavras de Deus para mudar a condição lamentável da sua tolice, ignorância, cegueira, pobreza e atraso. Se a raça humana corrupta não buscar a verdade desse modo, será muito difícil alcançar mudanças. Se a perspectiva do homem quanto à fé em Deus não mudar, então ele nunca entrará na trilha certa da fé em Deus; se a perspectiva da fé em Deus não mudar, então ele nunca será equipado com a fé com que Jó foi equipado; se a perspectiva do homem quanto à fé em Deus não mudar, então ele sempre estará em perigo, estará em perigo de trair a Deus e de se afundar em perdição a qualquer momento e em qualquer lugar. Especialmente quando as pessoas estão começando a crer em Deus, elas devem examinar as perspectivas absurdas anteriores de sua fé em Deus e encontrar as palavras apropriadas de Deus para comparação e análise, de modo que possam dar uma olhada em como Deus pede que o homem creia Nele e Lhe obedeça, de modo que possam saber com que verdades o homem deve se equipar para crer verdadeiramente. Essas são as questões que deveriam ser primeiramente resolvidas por todas as pessoas que recém começaram a crer em Deus. Se não conseguir por isso em prática, então você não será capaz de escapar da beira do perigo e não será capaz, menos ainda, de alcançar a meta da salvação de Deus.

Anterior:As cinco principais expressões da mudança de caráter

Próximo:Apenas preparando e usando pessoas que busquem a verdade e possuam uma forte aptidão para o trabalho podemos cumprir a vontade de Deus

Coisas que talvez lhe interessem