Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Coleção de sermões: provisão para a vida

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

18 Enxergue através da natureza e da essência dos anticristos para penetrar nas trapaças e esquemas de Satanás

Ao experimentar a obra de Deus dos últimos dias, o Seu povo escolhido está sempre acompanhado dos enganos e perturbações de Satanás, bem como da perseguição, opressão, prisão e do monitoramento do grande dragão vermelho. Além disso, também há restrição, supressão, enquadramento e controle de falsos líderes e anticristos escondidos em todos os níveis da igreja, bem como uma variedade de rumores, ataques, julgamentos e difamações por parte dos anticristos da comunidade religiosa. Todas essas coisas ameaçam gravemente o povo escolhido de Deus, trazendo enormes obstáculos e ameaças a todos os que buscam a verdade e a manifestação de Deus e que aceitam e se submetem à Sua obra. As forças de Satanás perturbam a obra divina de uma maneira muito aberta e com apenas um objetivo, que é não permitir que o povo escolhido de Deus entenda a verdade e entre na trilha certa da fé Nele. As forças de Satanás impedem o povo escolhido de Deus de conhecê-Lo, sem alcançar, assim, a salvação, e desejam que o plano da obra da salvação da humanidade dê em nada para que Satanás e os demônios possam para sempre controlar a humanidade corrupta. Nos últimos anos, os falsos líderes e anticristos escondidos nas igrejas de toda parte têm espalhado vários rumores a fim de negar as palavras de Deus, bem como julgar, difamar e atacar o homem usado pelo Espírito Santo. Eles chegam até a dizer absurdos, como as palavras de Deus terem sido deturpadas pelo homem usado pelo Espírito Santo, que “Dez decretos administrativos” foram escritos pelo homem. Eles também disseram que o livro A Palavra manifesta em carne contém palavras humanas. Todas essas são mentiras de Satanás. Para revelar tais mentiras e penetrar nas trapaças satânicas, devemos saber que toda a obra de Deus é realizada pelo próprio Deus e que ninguém mais pode participar dela. Devemos saber também que o homem usado pelo Espírito Santo está operando em coordenação com a obra de Deus. Além disso, devemos também crer que Deus é todo-poderoso, que o caráter justo de Deus não pode ser ofendido por ninguém, que a obra divina dos últimos dias é a obra final que salvará a humanidade e encerrará a era, e que ela é algo que as forças de Satanás não podem conter nem substituir. Se as pessoas tiverem conhecimento real da essência e do caráter de Deus, elas acreditarão que ninguém ousaria mudar as palavras de Deus e serão, então, capazes de penetrar nas trapaças de Satanás. O povo escolhido de Deus deve entender claramente que a natureza da mudança das palavras de Deus é uma ofensa direta ao caráter divino. Se uma pessoa decidiu que as palavras de Deus foram mudadas pelo homem, então ela também está duvidando que Deus seja todo-poderoso e, até mais, duvidando que o caráter de Deus seja justiça, majestade e ira. Deus pôs fim às vidas de certas pessoas durante a Sua obra em toda era. O caráter Dele não pode ser ofendido, e essa é a verdade.

Quando Deus estava usando Moisés durante a Era da Lei, os homens que se opuseram a Moisés foram aniquilados nessa fase. A obra de Deus foi obstruída ou suprimida? De modo algum. Os israelitas por fim foram levados à boa terra de Canaã. Durante a Era da Graça, Jesus foi encarnado para cumprir a obra. Depois de pregar por três anos, quando a crucificação se fez necessária para concluir a Sua obra de redenção, Satanás foi necessário a fim de fazer serviço para Ele e, assim, Judas apareceu para trair Jesus, resultando em Sua morte na cruz. Pode parecer que a obra de Jesus foi suprimida por Judas, mas na verdade foi o oposto: a traição de Judas na realidade ajudou a realizar o plano de Deus de ser encarnado para salvar a humanidade. A obra de Deus durante a Era da Graça foi arruinada por Satanás? Não. O serviço de Satanás na verdade contribuiu para a realização da obra divina. Agora, durante a Era do Reino, todos os tipos de anticristos estão enganando e perturbando o povo escolhido de Deus. Eles também estão inventando vários rumores para negar a Cristo, para negar o Deus encarnado. Eles inventam até vários rumores para negar as palavras de Deus, para negar a essência das verdades nas palavras de Deus. Eles dizem que as palavras de Deus foram adulteradas pelo homem. Eles tentam impedir que o povo escolhido de Deus coma e beba as palavras de Deus, busque a verdade, entre na trilha certa da fé em Deus. Eles estão até inventando vários rumores, julgando e difamando o homem usado pelo Espírito Santo, o que é exatamente como a natureza daqueles homens que se opuseram a Moisés durante a Era da Lei. Eles pensavam que, contanto que tivessem derrotado o homem usado pelo Espírito Santo de forma que o povo escolhido de Deus fosse separado de sua liderança e provisão, eles poderiam controlar com êxito o Seu povo escolhido. Tal é o esquema de Satanás. Entretanto, podemos ver claramente um fato: a maioria dentre o povo escolhido de Deus já entendeu a verdade e já é capaz de discernir Satanás. Deus já concluiu Sua obra na China continental e as pessoas com fé verdadeira Nele que foram pré-selecionadas por Ele já entraram na trilha certa da fé em Deus. Os da igreja estão todos com seus semelhantes e agora é a hora da colheita. Deus realmente formou um grupo de vencedores e os que foram aperfeiçoados por Ele nunca podem ser enganados nem corrompidos por quaisquer forças satânicas porque já entenderam a verdade, eles já ganharam entendimento real de Deus e já ganharam um testemunho glorioso durante a queda do grande dragão vermelho. Essas pessoas já pertencem a Deus, então nunca podem ser levadas por Satanás. Embora todo passo da obra de Deus seja repleto de intensas batalhas, bem como de disputas de vida ou morte com as forças satânicas, Deus venceu no fim e Satanás é aquele que perdeu no final das contas. As forças malignas de Satanás sempre falharão no fim porque a obra de Deus não pode ser restringida por nenhuma força. Assim como dizem as palavras de Deus: “O reino está se expandindo no meio da humanidade, está se formando no meio da humanidade, está em pé no meio da humanidade; não há força que possa destruir o Meu reino.”

Permita-me agora refutar diversas mentiras e falácias dos anticristos:

I. Os anticristos dizem que as palavras de Deus foram adulteradas pelo homem usado pelo Espírito Santo. Essa é uma grande mentira. O povo escolhido de Deus não deve acreditar nas palavras dos anticristos e devemos acreditar que as palavras de Deus são verdadeiras, que Satanás tem dito mentiras desde o princípio e que todos os que mentem pertencem aos demônios. Crer em Deus é crer que as palavras de Deus são autênticas, que as palavras de Deus são a verdade. Devemos crer em tudo o que Deus diz, devemos crer que somente Deus tem amor real pela humanidade, que Deus pode salvar os homens, que todos os anticristos pertencentes a Satanás não têm amor algum e que todas as palavras das pessoas pertencentes a Satanás são mentira e engano. Nossa ancestral Eva foi corrompida porque aceitou as mentiras de Satanás. Abaixo, testemunharei os fatos que levaram à publicação de A Palavra manifesta em carne.

O fato de Deus expressar Suas palavras em Sua obra dos últimos dias começou em 1991 e atingiu o auge em 1993. Em A Palavra manifesta em carne, 90% das palavras são expressas durante esses três anos. Cada vez que Deus expressa as Suas palavras, Ele sempre as escreve primeiro em um grande caderno e depois elas são copiadas e impressas a fim de serem expedidas para as igrejas. É assim que as palavras divinas têm sido expressas pouco a pouco. Deus sempre escreve cada parte de Suas palavras de uma só vez. Ele, às vezes, expressa uma parte por dia ou uma parte a cada dois ou três dias. Cada parte dessas palavras de Deus é geralmente escrita dentro de um intervalo de duas a três horas e elas nunca são alteradas. A partir de 1993, um total de sete ou oito volumes das palavras de Deus foram escritos. Um deles foi perdido durante o processo de layout e composição tipográfica, o que foi lamentável. Somente por volta de 10% de A Palavra manifesta em carne baseia-se em gravações de sermões. Como havia palavras expressas em demasia e o livro seria grosso demais se fosse impresso em um volume, Deus mesmo escolheu e finalizou os rascunhos e eles foram divididos cronologicamente em três partes, para serem por fim impressos como A Palavra manifesta em carne. O prefácio e as introduções de todas as partes desse livro foram escritos pelo Próprio Deus e não podem ser substituídos. A Palavra manifesta em carne é um clássico das palavras de Deus durante a obra divina dos últimos dias. É tudo escolhido a dedo pelo próprio Deus e somente uma pequena parte foi apagada. Na partícula apagada, uma porção do conteúdo era repetitiva, uma porção era direcionada a certos indivíduos e havia também dizeres relacionados às eras de operação de Deus (pertencentes a uma natureza mística que não pode ser entendida pelos homens). Então, não havia necessidade de essas palavras serem publicadas e por isso Deus as apagou. Evidentemente, as palavras que ficaram e foram selecionadas são as melhores, disso não há dúvidas. Essa é uma breve história de como A Palavra manifesta em carne surgiu. A totalidade de A Palavra manifesta em carne são as palavras de Deus vindas do próprio Deus e nenhuma delas foi adicionada pelo homem. Isso é certeza. Porque o caráter de Deus é justiça, majestade e ira e, nas ocasiões em que Ele expressou essas palavras e cumpriu obra, a atmosfera era digna e solene. As pessoas tremiam de medo e ninguém ousava se aproximar de Deus quando Ele estava escrevendo essas palavras. Elas até evitavam Deus tanto quanto podiam, como se preocupadas que pudessem ofender o Seu caráter. Isso é tudo verdade. Todo o povo escolhido de Deus sentiu o mesmo quando viu Deus expressando essas palavras. Em particular, durante os períodos de provações ao julgar os servidores, todos se lamentaram, porque no local onde Deus estava expressando as Suas palavras e realizando a Sua obra, eles podiam sentir a majestade e a ira do caráter de Deus. Ninguém jamais duvidou que as palavras de Deus eram falsas. Hoje em dia, anticristos de toda e qualquer forma ousam julgar publicamente as palavras de Deus, até inventando rumores de que as palavras de Deus foram adulteradas pelo homem usado pelo Espírito Santo. Os anticristos disseram que a seleção das palavras de Deus envolveu uma alteração das palavras Dele. Isso é verdadeiramente confundir preto e branco e distorcer o fato. Selecionar as palavras de Deus é um passo necessário para a publicação e todos os escritores devem passar por esse processo de seleção ao publicarem uma obra. Já que as palavras de Deus foram todas expressas por Ele, nada mais adequado que Ele organize, selecione ou edite as Suas palavras. Deus tem o direito de organizar as Suas palavras do modo que achar apropriado, o homem não tem direito de interferir, e isso não significa, nem minimamente, adulterá-las. As coisas faladas pelos anticristos têm sido sempre sobre mistura de conceitos e distorção e confusão de fatos, então todas as palavras deles são absurdos sem qualquer base na realidade, são todas mentiras que distorcem a verdade. Todos os meus sermões e comunicações devem ser organizados e editados antes de poderem ser publicados. Todos os artigos e discursos de alguém, todos os decretos de imperadores e todos os documentos expedidos por chefes de governos devem passar pelo processo de organização, edição e seleção; somente então eles podem ser publicados ou expedidos. Esse é um fato objetivo. O que é falsificação? É quando uma pessoa altera as palavras de outra, mudando, assim, o seu significado para diferir da intenção original do autor. Isso é falsificação. A organização, seleção e edição realizadas pelo próprio autor não é falsificação. Eu também entrego meus sermões e comunhões para outros organizarem, mas afirmo claramente meus princípios e, contanto que eles não tenham violado esses princípios e tenham realizado a organização de acordo com meus desejos, então isso não é falsificação. Se alguém alterar minhas palavras pelas costas e as mudar de modo que signifiquem algo diferente, então isso é falsificação. Deus tem o direito de decidir quais das palavras expressas por Ele devem ser publicadas, quais delas podem ser apagadas, que mistérios devem ser entendidos e conhecidos pelo homem e que mistérios não precisam ser entendidos nem conhecidos pelo homem. Isso tudo está sob a autoridade de Deus e a humanidade corrupta não tem direito de interferir. Por serem essas obras realizadas pelo Deus encarnado, elas não são realizadas pelo homem usado por Deus, e Deus não confiou nos profetas que aprenderam a falar as palavras Dele, portanto, a questão da falsificação não existe com relação a como Deus expressa as Suas palavras. É uma piada ridícula dizer que Deus adulterou as Suas palavras, tão absurdo quanto dizer que alguém adulterou seus próprios escritos. O fato de os anticristos dizerem que a organização, a seleção e a edição que Deus fez de Suas palavras é adulteração das Suas palavras significa confundir conceitos diferentes e distorcer fatos. A partir disso, podemos ver as vis intenções dos anticristos que têm a ousadia de usar tais argumentos para se oporem à obra de Deus. Isso é um crime hediondo e eles devem ser amaldiçoados. Essas pessoas não terão um bom fim. Veremos qual será o destino delas.

A obra de Deus durante a Era da Lei durou por volta de um milênio, desde a época do Pentateuco escrito por Moisés até o último livro do profeta. Quando o Antigo Testamento foi escrito na forma de livro? Ninguém sabe. Entretanto, uma coisa é certa: quando Moisés estava realizando a obra, não havia Pentateuco porque ele não podia ter feito sua obra depois que o Pentateuco fosse escrito. Em vez disso, Moisés primeiro realizou a obra de dizer aos israelitas como se comportar e agir de acordo com as palavras de Deus e, depois de realizada, essa obra foi, então, organizada em livro. Depois de concluído, o Pentateuco foi definitivamente dado aos israelitas. Com o passar do tempo, em sequência ao Pentateuco, livros escritos pelos profetas surgiram um após o outro, embora o Antigo Testamento só tenha sido finalizado após o último livro do profeta ser escrito. Consequentemente, em relação a Moisés e esses outros profetas, eles primeiro falaram as palavras ou primeiro realizaram a obra? Creio que, com base na lei natural, eles devam ter primeiro falado as palavras e realizado a obra; depois as palavras e relatos da obra foram organizados em livros. Essa é uma lei objetiva. Quando Jesus chegou para realizar a obra durante a Era da Graça, Ele não havia escrito livro algum, mas pregou o evangelho do reino dos céus às pessoas em toda parte. Deve ter havido muitos que ouviram os sermões de Jesus, mas somente os autores dos Quatro Evangelhos da Bíblia foram capazes de registrar as Suas palavras. Com base nos Quatro Evangelhos, podemos ver que na época em que Jesus estava falando, não houve gravação de voz nem registro escrito algum de qualquer dos sermões. Eles foram todos memorizados por quem os havia ouvido e essas pessoas só memorizaram algumas ideias vagas. Os Quatro Evangelhos da Bíblia foram escritos por volta de 50-100 d.C. e, já que cada pessoa só se lembrava de uma vaga ideia das palavras de Deus, como resultado, quando os Quatro Evangelhos da Bíblia foram escritos, houve pequenas diferenças no registro das palavras de Deus. Mas a essência das palavras de Deus não mudou, o que significa que, efetivamente, as Suas palavras eram exatamente as mesmas. Os anticristos dizem que caracteriza adulteração das palavras de Deus cada vez que há discrepâncias nas palavras divinas no nível literal. Podemos ver, a partir disso, que os anticristos duvidam das palavras de Deus e negam a essência delas. Foi por volta de 300 d.C. que o Novo Testamento foi escrito em forma de livro. Havia Novo Testamento durante esses 300 anos? Não, não havia. Muitas cartas foram distribuídas entre as diferentes igrejas e o povo escolhido de Deus só tinha uma vaga ideia das palavras Dele na mente. Como resultado, o Novo Testamento foi escrito por muitos dos apóstolos de Deus e as palavras faladas por Jesus também foram oralmente transmitidas pelas pessoas; portanto, é muito difícil para aqueles que duvidam e negam as palavras de Deus acreditar na autenticidade das Suas palavras que foram transmitidas pelos discípulos de Jesus. Com isso, os anticristos duvidariam e negariam as palavras de Deus ainda mais. Mas a chave para transmitir as palavras de Deus está em transmitir o significado espiritual delas; a ênfase é transmitir a essência da verdade contida nelas e não nos importamos com as pequenas discrepâncias no nível literal. Se as pessoas conhecerem verdadeiramente as palavras de Deus, contanto que possam saber que elas são a verdade e a realidade, isso basta para provar que são palavras de Deus. Pois a verdade pode transformar as pessoas, a verdade pode se tornar a vida delas e trazer-lhes nova vida. Se as pessoas sempre duvidarem das palavras de Deus ou não crerem nelas, nunca irão entender nem ganhar a verdade, nunca irão alcançar a salvação. Há somente duas maneiras de se obter fé nas palavras de Deus: 1. Crer que Deus é todo-poderoso, que ninguém ousa alterar as Suas palavras, que Ele nunca permitirá que Satanás perturbe a Sua obra e que Deus punirá e abaterá aqueles que se opuserem de forma vil à Sua obra – quanto mais Deus os abaterá se alguém ousar adulterar as Suas palavras? Só com base nesse único ponto é que devemos crer na onipotência de Deus e crer que o caráter Dele não pode ser ofendido. 2. Crer que o homem usado por Deus é confiável e fidedigno. O homem usado por Deus é predestinado e não pode estar errado. As pessoas podem escolher pessoas erradas, mas Deus não comete erros no homem que Ele usa porque Deus é a verdade e Deus é o Criador, governando sobre todas as coisas. Portanto, Deus nunca estará enganado. Aqueles que são capazes de duvidar e negar as palavras de Deus definitivamente não acreditam que Ele seja todo-poderoso, menos ainda que o Seu caráter não possa ser ofendido. Essa é a verdade. Todos os que duvidam das palavras de Deus estão duvidando Dele. Aqueles que dizem que acreditam em Deus, mas não o fazem, e não acreditam no homem usado pelo Espírito Santo são descrentes. Tais descrentes poderiam seguir a Deus até o fim? Poderiam alcançar a salvação?

Os anticristos julgaram que a seleção de Deus de várias pessoas para organizar e editar as Suas palavras é equivalente a adulterá-las. Eles até ousam inventar abertamente rumores para enganar o povo escolhido de Deus. Tais comportamentos perturbam e enganam o povo escolhido de Deus e também destroem a Sua obra. Tais pessoas são anticristos, são demônios. Deus publicará as Suas palavras para todos lerem a fim de que toda a humanidade corrupta possa ouvir a Sua voz e ver as Suas palavras. Tudo isso é para a salvação da humanidade. No entanto, os anticristos dizem que a organização e a edição de Deus de Suas palavras é adulteração delas e o resultado que eles pretendem alcançar é enganar o povo escolhido de Deus, impedir que o Seu povo escolhido coma e beba as Suas palavras, e fazer com que o Seu povo escolhido abandone as Suas palavras. O povo escolhido de Deus deve enxergar através da trapaça de Satanás. Para termos fé em Deus, devemos crer Nele e nas palavras Dele. Nunca devemos crer em Satanás e nos anticristos.

II. Os anticristos inventam abertamente rumores de que os “Dez decretos administrativos” expedidos por Deus durante a Era do Reino foram escritos pelo homem usado pelo Espírito Santo. Isso é uma total mentira. A parte da palavra de Deus “Os dez decretos administrativos que devem ser obedecidos pelo povo escolhido por Deus na Era do Reino” foi expressa em 1993. Alguns dentre o povo escolhido de Deus estavam presentes quando essas Suas palavras foram expressas e eles todos viram Deus mesmo escrever e expedir essas palavras. Isso aconteceu em 1993 e alguns dentre o povo escolhido de Deus podem corroborar esse fato porque os “Dez decretos administrativos” há muito tempo foram impressos em A Palavra manifesta em carne. Os anticristos certamente não fazem ideia do contexto daquela época. Os anticristos estão simplesmente inventando coisas e é claro que isso envolve trapaça de Satanás. O povo escolhido de Deus deve ter clareza sobre que tipo de pessoas os anticristos são e de onde eles vêm. Eles nunca experimentaram a obra de Deus, Ele não os conhece e eu também não os conheço. Eles não estavam presentes quando Deus expressou as palavras nos “Dez decretos administrativos” e eles não conhecem a história de como A Palavra manifesta em carne surgiu. Porém, eles ousam inventar rumores e mentiras abertamente, mostrando quão vis as intenções de Satanás são. Por terem a natureza diabólica de Satanás, os anticristos nunca baseiam qualquer de suas mentiras em fatos. Antes de inventarem as coisas, eles fazem até mais e nunca investigam o contexto da época nem o verificam com aqueles que são bem informados. Essa não é a natureza diabólica de Satanás? Para os anticristos ousarem dizer que os “Dez decretos administrativos” não são as palavras de Deus, mas foram escritos pelo homem usado pelo Espírito Santo, deve haver três provas:

Primeira, eles devem ter a corroboração daqueles dentre o povo escolhido de Deus que estavam presentes quando Deus expressou as palavras nos “Dez decretos administrativos”.

Segunda, eles devem estar baseados nas palavras de Deus, com corroboração da própria boca de Deus.

Terceira, eles também devem ter a corroboração do homem usado pelo Espírito Santo.

Sem essas três coisas como prova, os anticristos são realmente inescrupulosos e arrogantes por ousarem dizer tais coisas, assim como o grande dragão vermelho, que nunca precisa de nenhuma prova, até distorce abertamente e adultera a história, não permitindo que ninguém objete. A natureza e a essência dos anticristos são totalmente as mesmas que as do grande dragão vermelho. Não é difícil ver que os anticristos não têm coração temente a Deus, pois eles não acreditam nas palavras Dele e até ousam inescrupulosamente distorcer o fato e negar as palavras Dele. Os fatos são suficientes para mostrar que os anticristos são descrentes que são servos de Satanás. Tudo o que eles dizem é absurdo, mentiras e falácias.

Podemos ver que os sermões e as comunicações do homem usado pelo Espírito Santo nunca são misturadas com as palavras de Deus. No prólogo de todos os sermões e comunhões que ele escreveu está declarado especificamente que esses são “sermões e comunhões do homem”, que representam a experiência e o entendimento humanos, de forma alguma as palavras de Deus, e que eles servem como materiais de leitura extracurricular. Nos sermões e nas comunhões do homem usado pelo Espírito Santo, o povo escolhido de Deus nunca ouviu o homem usado pelo Espírito Santo dar testemunho de si mesmo como Cristo e, ainda mais, nunca o ouviu dizer que seus sermões e comunhões são as palavras de Deus. Todo o povo escolhido de Deus pode provar que o homem usado pelo Espírito Santo é um homem com consciência e razão, que nunca mentiu nem enganou ninguém em seu discurso ou obra. Tudo o que ele diz é verdade. Isso pode ser totalmente confirmado com esse fato. As palavras de “Dez decretos administrativos” foram expressas por Deus. Quem quer que negue as palavras de Deus será amaldiçoado; quem quer que duvide dos “Dez decretos administrativos” afundará na destruição e na perdição. Para ser honesto, quando vi pela primeira vez os “Dez decretos administrativos”, fiquei um tanto chocado com o sétimo decreto. Se eu tivesse que preencher esse decreto, não ousaria dizê-lo da mesma forma, especialmente que: “Quanto à obra e aos assuntos da igreja, além de obedecer a Deus, em tudo você deve obedecer às instruções do homem que é usado pelo Espírito Santo. Até mesmo a mais leve infração é inaceitável. Sua obediência deve ser absoluta; você não deve analisar o que é certo ou errado; o que é certo ou errado não tem nada a ver com você. Você deve apenas se ocupar de ser totalmente obediente.” O povo escolhido de Deus pode relembrar todos os sermões dados pelo homem usado pelo Espírito Santo. Ele disse alguma coisa sobre o povo escolhido de Deus ter de obedecer absolutamente às suas palavras? Ele nunca exigiu que o povo escolhido de Deus lhe obedecesse e o mesmo povo pode corroborar esse fato. Eu tenho pedido apenas que o povo escolhido de Deus obedeça aos arranjos de trabalho do alto, que obedeça à obra e à liderança do homem usado pelo Espírito Santo. Nunca pedi que o povo escolhido de Deus obedecesse a mim pessoalmente. Tais coisas nunca apareceram em meus sermões e comunhões, nem em minhas conversas particulares. Vemos que, durante a Era da Graça, o apóstolo Paulo sempre se exaltou, dizendo até que para ele o viver é Cristo. Tais são palavras ultrajantes. Independentemente da transformação do caráter de vida de uma pessoa, ela nunca pode dizer isso por si, o viver é Cristo. Qualquer um que não seja Cristo não está qualificado a pedir que as pessoas lhe obedeçam. Com base nessas palavras, vemos que Deus até exige que o Seu povo escolhido “em tudo você deve obedecer às instruções do homem que é usado pelo Espírito Santo. Até mesmo a mais leve infração é inaceitável”. Na verdade, o significado primário disso é obedecer aos arranjos de trabalho e à liderança do homem usado pelo Espírito Santo e não obedecer a ele pessoalmente. Esse é meu entendimento pessoal. Portanto, o homem usado pelo Espírito Santo sem dúvida não ousa escrever tais palavras, e essas palavras nunca apareceram em sua obra nem em seus sermões. Se os “Dez decretos administrativos” fossem realmente escritos por ele, então ele certamente diria a mesma coisa em sua obra e seus sermões, e também exigiria o mesmo do povo escolhido de Deus. Portanto, o que vemos é que o homem usado pelo Espírito Santo nunca disse tais coisas; ele nunca exigiu tais coisas do povo escolhido de Deus. Os fatos são suficientes para provar que o homem usado pelo Espírito Santo nunca fará tais coisas, e somente Deus exigiria assim do povo escolhido de Deus por causa de Sua obra, que “em tudo você deve obedecer às instruções do homem que é usado pelo Espírito Santo. Até mesmo a mais leve infração é inaceitável”. Aqui, Deus testemunhou para o homem usado pelo Espírito Santo e isso é inteiramente para a Sua obra, de tal forma que o povo escolhido de Deus possa ser salvo. Devo ser honesto aqui. Antes de Deus começar esse estágio de Sua obra, Ele já disse muitas palavras para testemunhar ao homem usado pelo Espírito Santo. Todo o povo escolhido de Deus, desde os tempos mais remotos, sabe a respeito disso, mas o homem usado pelo Espírito Santo nunca disse nada sobre o assunto. A esse respeito, podemos dizer com certeza que os vários anticristos se comportaram de uma forma totalmente vil e desprezível. Eles são capazes de fabricar toda sorte de mentiras e rumores, são demônios que têm mentido desde o início e sua natureza satânica nunca mudará.

III. Os anticristos julgaram e caluniaram os “Dez decretos administrativos” de forma vil, o que mostra que os anticristos nunca conheceram as palavras de Deus. Embora as pessoas não saibam que as palavras de Deus são a verdade e a realidade, elas devem tratá-las com um coração que busca e obedece. Entretanto, os anticristos tentam ao máximo negar o homem usado pelo Espírito Santo a fim de atingir seus objetivos pessoais. Eventualmente, eles usaram os “Dez decretos administrativos” para fazer a jogada deles. Os anticristos abominaram particularmente a parte das palavras de Deus que dão testemunho do homem usado pelo Espírito Santo; eles tratam tais palavras como espinhos na carne. Eles mal podem esperar para negar e apagar completamente as palavras de Deus que testemunham pelo homem usado pelo Espírito Santo. Por que os anticristos abominam tanto o homem usado pelo Espírito Santo? Nem é preciso dizer que é porque eles desejam substitui-lo e, assim, controlar o povo escolhido de Deus. Tais pessoas são os espíritos traidores de Corá, Datã e Abirão da Era da Lei. Da mesma maneira que aqueles homens se opuseram e condenaram Moisés naquela época, essas pessoas estão se opondo e condenando o homem usado pelo Espírito Santo. Os “Dez decretos administrativos” expressos por Deus servem particularmente para restringir o povo escolhido de Deus durante a Era do Reino. Eles têm a mesma função que os mandamentos durante a Era da Lei e a Era da Graça, que é restringir o povo escolhido de Deus. Pode-se dizer que o significado de Deus expedir os “Dez decretos administrativos” é que eles são a realidade da vida que todo o povo escolhido de Deus deve entrar. Cada decreto administrativo tem significado para o povo escolhido de Deus no entendimento da verdade, na entrada na realidade e no alcance da salvação e da perfeição. É o padrão do povo escolhido de Deus atingir a perfeição. Somente quando o povo escolhido de Deus alcançar a salvação e a perfeição é que o verdadeiro significado dos “Dez decretos administrativos” pode ser completamente revelado. Portanto, os anticristos disseram que os “Dez decretos administrativos” estão repletos de contradições, o que é total absurdo. O que eles dizem é como o ditado chinês: “Marfim nunca vem da boca de um cão.”[a] As palavras de Deus, contudo, nunca têm nenhuma contradição, mas realmente contêm coisas que o povo escolhido de Deus não pode entender. As pessoas não têm um órgão para entender a verdade e somente aqueles que são iluminados pelo Espírito Santo podem entender realmente a verdade e vir a conhecer as palavras de Deus. Os anticristos dizem publicamente que os “Dez decretos administrativos” foram escritos pelo homem. Esse é um ato de julgamento da obra de Deus e das Suas palavras. Esse é um ato de condenação da obra de Deus e de blasfêmia a Ele. Essa é uma séria ofensa ao caráter de Deus. Com base no que os anticristos dizem, que “se alguém está sendo inadequado em termos de relacionamentos românticos, então eles definitivamente não são da casa de Deus e não precisamos usar esses decretos para governá-los”, podemos ver que os anticristos não têm qualquer entendimento espiritual e que a falácia deles beira o absurdo. A humanidade foi profundamente corrompida por Satanás, a ponto de não haver mais nenhuma semelhança de humanidade, e isso é fato. Todas as palavras de Deus que julgam a humanidade corrupta são dirigidas ao caráter corrupto do povo escolhido de Deus que realmente existe. Se, de acordo com o que os anticristos dizem, tal corrupção não estiver presente em ninguém dentre o povo escolhido de Deus, então isso depõe ainda mais contra o fato. As palavras de Deus que revelam a natureza e a essência do povo escolhido de Deus estão revelando esse povo ou estão revelando os demônios e Satanás? Se determinamos quem do povo escolhido de Deus está de acordo com essas palavras dos anticristos, então temo que a maioria dentre o povo escolhido de Deus será eliminada. Toda a humanidade corrupta tem uma natureza satânica que é má e traidora, e esse é um fato que ninguém pode negar. Se alguém não alcançou a salvação, se seu caráter de vida não foi transformado, poderia suportar a tentação de Satanás? Porque a salvação de Deus é para a humanidade corrupta, por um lado, Deus está usando os mandamentos e decretos administrativos para restringir o povo escolhido de Deus, embora por outro lado Ele esteja usando a verdade para julgar, castigar e revelar a humanidade corrupta. O resultado alcançado é permitir que o povo escolhido de Deus conheça a sua corrupção, bem como a sua natureza e essência, veja que sua corrupção é demasiadamente profunda, sem qualquer aparência de humanidade, para que ele seja capaz de abandonar a carne e praticar a verdade. Essa também é a maneira pela qual Deus está salvando as pessoas. Ao experimentar a obra de Deus, todo o povo escolhido de Deus experimentou assim. O fato de os anticristos serem capazes de dizer tais falácias é prova suficiente de que eles nunca conheceram sua própria natureza satânica e menos ainda sabem o que são ou o papel que desempenham. Eles são típicos descrentes, possuídos por espíritos malignos, e tudo o que fazem é vomitar lixo.

IV. Os anticristos realmente se esforçaram muito para difamar o homem usado pelo Espírito Santo e também desviaram várias passagens das palavras de Deus para negar o homem usado pelo Espírito Santo. A parte desviada das palavras de Deus é: “Esse é o princípio de como Deus encarnado opera – usando a encarnação para falar e operar com o intuito de completar a obra da divindade e então usar algumas ou muitas pessoas segundo o próprio coração de Deus para complementar a obra de Deus. Isto é, Deus usa as pessoas segundo Seu coração para pastorear e regar a humanidade de forma que cada pessoa receba a verdade.” Também há outras partes relevantes das palavras de Deus sendo desviadas, cujo objetivo é ilustrar que a obra realizada pelo Deus encarnado durante os últimos dias deve usar um pouco ou mais de pessoas segundo o próprio coração de Deus para suplementar a obra de Deus. A intenção dos anticristos é provar que deve haver um pouco ou mais de pessoas segundo o próprio coração de Deus suplementando a obra de Deus, não simplesmente o homem usado pelo Espírito Santo suplementando a obra de Deus. Eles continuam desviando as palavras de Deus a esse respeito, pretendendo ilustrar que “aqueles usados pelo Espírito Santo não são apenas uma pessoa, mas várias”. Se tal opinião fosse ganhar apoio entre o povo escolhido de Deus, então os anticristos também poderiam ser contados como uma delas e poderiam, então, interferir na obra de Deus e, assim, exercer controle sobre o povo escolhido de Deus. Isso é trapaça de Satanás. Na verdade, o significado dessas palavras de Deus é muito evidente, isto é, deve haver algumas pessoas segundo o próprio coração de Deus suplementando a obra Dele. Isso não tem nenhuma relação com quantas pessoas são usadas pelo Espírito Santo. Deus usa apenas um ministro ou um sacerdote durante cada era, embora haja vários que suplementem a própria obra de Deus. Isso é absoluto. Portanto, vemos que o Espírito Santo só dá testemunho ao homem usado pelo Espírito Santo e a ninguém mais. Isso é algo de que todo o povo escolhido de Deus tem muita clareza e isso de forma alguma é contraditório ao que Deus diz sobre usar algumas pessoas segundo o Seu próprio coração para pastorear e regar a humanidade. Deus nunca disse que essas pessoas, segundo o Seu coração, são todas usadas pelo Espírito Santo e Ele também nunca testemunhou para essas pessoas. Onde estão essas pessoas que são segundo o coração de Deus? A casa de Deus tem sempre procurado aqueles que são segundo o coração de Deus e Ele também tem prestado atenção àqueles segundo o Seu coração. A casa de Deus já gastou quatro a cinco anos ajustando as lideranças de todos os níveis e, dentre todos os líderes e obreiros da igreja de todos os níveis, certamente houve alguns que fizeram obra prática que mantém a obra de Deus. Isso é algo que ninguém pode negar. Sinto que há realmente alguns dentre os níveis dos líderes e obreiros da igreja, os quais foram esclarecidos e iluminados pelo Espírito Santo, que têm mais entendimento da verdade e que são capazes de comunicar a respeito da realidade da verdade e praticamente suprir o povo escolhido de Deus. Essas são as pessoas que Deus diz que são segundo o Seu próprio coração. Elas estão escondidas, não expostas. Certamente, todas elas buscam a verdade, todas foram trabalhadas pelo Espírito Santo e todas estão suplementando a obra de Deus em toda parte na igreja. Essas pessoas certamente serão aperfeiçoadas no futuro. Dentre os líderes de todos os níveis da igreja, há certamente alguns que estão atentos à vontade de Deus, que se submetem aos arranjos de trabalho da casa de Deus, têm testemunho bom e real na obra que guia e protege o povo escolhido de Deus e que mantém a obra de Deus, assim ganhando elogio de Deus. Embora o Espírito Santo não tenha testemunhado a essas pessoas que são segundo o coração de Deus, Ele sabe onde elas se encontram. Essas são todas pessoas que mantêm e suplementam a obra de Deus por debaixo. Com o homem usado pelo Espírito Santo liderando à frente, essas pessoas que são segundo o coração de Deus estão suplementando a obra em todos os lugares na igreja. Algumas delas são publicamente conhecidas, algumas estão escondidas. Essa é a sabedoria de Deus e Satanás é incapaz de sondá-las, perturbá-la ou bani-la. No entanto, uma coisa é certa: todas essas pessoas que são segundo o coração de Deus estão realizando obra prática em todos os lugares da igreja e são profundamente apoiadas pelo povo escolhido de Deus. Elas sem dúvida não são esses falsos líderes e anticristos que já foram revelados.

Os anticristos estão despendendo muito esforço e supervalorizando essas partes das palavras de Deus, mas é tudo em vão porque Deus considera todas as coisas. Quem essas pessoas são será revelado uma vez que a obra de Deus tenha sido concluída, na qual esses anticristos certamente não desempenharão papel algum. Não adianta brigar por causa de tais coisas, porque ninguém pode se tornar primogênito lutando por elas, mas, ao invés disso, é por ser aperfeiçoado pela obra de Deus. Se os anticristos são capazes de comungar a respeito da verdade, se são capazes de suprir o povo escolhido de Deus, este povo não os apoiaria? O povo escolhido de Deus tem discernimento, pois ele não é ignorante. O povo escolhido de Deus é plenamente capaz de discernir se os sermões e o discurso de alguém se ajustam à verdade e podem edificar outros. Os anticristos são muito eloquentes, mas aqueles que sabem falar não são melhores que aqueles que sabem ouvir. Se aqueles anticristos fossem realmente competentes, se pudessem comungar sobre mais sendas para a entrada prática, se pudessem falar mais sobre seu real conhecimento, então o povo escolhido de Deus lhes daria reconhecimento. O homem usado pelo Espírito Santo também certamente os promoveria e os colocaria em posições importantes, e Deus também os apreciaria. Mas não é fácil descobrir tais pessoas. Na obra de Deus, quem quer que seja capaz de estar em íntima coordenação com os arranjos de trabalho do alto para guiar o povo escolhido de Deus a entrar na trilha certa da fé em Deus é alguém a quem Ele deseja aperfeiçoar e é alguém de quem Ele gosta. Os anticristos são incapazes de comungar a respeito do real conhecimento da experiência e não podem fazer qualquer obra prática. Eles só querem se tornar alguém usado pelo Espírito Santo. Eles estão apenas determinados a ser um dos primogênitos de Deus. Eles estão todos enfeitiçados, não estão? O arranjo de trabalho da casa de Deus pede que as pessoas foquem o comer e beber as 119 passagens das palavras de Deus, foquem o comer e beber as palavras de Deus a respeito das dez verdades, com o propósito de permitir que as pessoas entrem na realidade da verdade das palavras de Deus. Aqueles que entenderam claramente essas dez verdades e entraram na realidade são os que devem alcançar a salvação e perfeição. Somente os que forem aperfeiçoados são segundo o coração de Deus, somente eles são as primícias, somente eles são um dos primogênitos de Deus. Aqueles que não buscam a verdade nem entram na realidade só desejam olhar para aquelas partes das palavras de Deus durante o período de transição da obra de Deus em Declarações e Testemunhos de Cristo no Início. Assim, fica fácil se perder, não é fácil entrar na trilha certa da fé em Deus porque toda a humanidade corrupta tem ambições, ela gosta muito de brigar por poder e posição, e a possibilidade de ela trair a Deus antes de ganhar a verdade é de 100%. Na fé que se tem em Deus, somente a busca da verdade para alcançar a salvação é vital, enquanto coisas como seu primogênito, ser vencedor ou buscar primícias não são os objetivos que os crentes devem perseguir. Essas são recompensas de Deus e, se estivermos excessivamente determinados a obter tais coisas e formos cheios de imaginação, fica muito fácil nos arruinarmos. Lembre-se das provações dos servidores. Muitos deles foram arrogantes, irracionais e cheios de caráter satânico. Eles continuaram a buscar ser primogênitos e, no final, ficaram possuídos de espíritos malignos e se arruinaram. Portanto, a coisa mais vital em nossa fé em Deus é buscar a verdade e a vida. Agora vemos que esse grupo de anticristos é tão arrogante que se tornou sem lei, eles perderam completamente a razão e até se tornaram anormais. Essas pessoas que atacam o homem usado pelo Espírito Santo tentam ao máximo interromper a obra de Deus, mas só se prejudicarão e irão se arruinar. Meu conselho a todos os falsos líderes e anticristos é que parem de se iludir. Vocês devem se submeter ao julgamento e ao castigo de Deus concreta e honestamente, evitar o mal e seguir o bem, realizar algumas obras práticas para o povo escolhido de Deus, depois vocês podem ter alguma esperança de serem perdoados por Ele. Caso contrário, se continuarem a antagonizar Deus, se continuarem a antagonizar o homem usado pelo Espírito Santo, se continuarem a interromper a Sua obra, seu destino será uma tragédia e a única coisa que os aguardará será a ira e a punição de Deus. Quando essa época chegar, vocês irão saber que o caráter de Deus não pode ser ofendido.

Nota de rodapé:

a. Marfim nunca vem da boca de um cão: ditado chinês clássico usado quando se quer dizer que palavras agradáveis não virão de uma fonte ruim.

V. Os anticristos realmente gastaram muito esforço em julgar e negar os “Dez decretos administrativos” de Deus, e agora também estão voltando o pensamento às ofertas a Deus. Eles estão atacando o terceiro dos “Dez decretos administrativos” de Deus: “Dinheiro, objetos materiais e todos os bens da casa de Deus são ofertas que devem ser dadas pelo homem. Essas ofertas podem ser desfrutadas apenas pelo sacerdote e por Deus, pois as ofertas do homem são para o deleite de Deus e Deus só compartilha essas ofertas com o sacerdote, e ninguém mais está qualificado ou tem direito a desfrutar qualquer parte delas. Todas as ofertas do homem (inclusive dinheiro e coisas que podem ser desfrutadas materialmente) são dadas a Deus, não ao homem. Portanto, essas coisas não devem ser desfrutadas pelo homem. Se o homem fosse usufruir delas, então, ele estaria roubando as ofertas. Qualquer um que faça isso é um Judas, pois, além de ser um traidor, Judas também se serviu do que tinha sido posto na bolsa de dinheiro.” Os anticristos estão extremamente insatisfeitos com essas palavras de Deus e estão se queixando incessantemente de que Ele é injusto. Estão cheios de ódio de Deus. De acordo com o que os anticristos dizem, o dinheiro da casa de Deus não deveria ser controlado e gasto pelo sacerdote, mas todos aqueles que se dedicaram à obra de Deus deveriam gastar esse dinheiro e somente isso é apropriado. Aqueles que entendem a verdade podem ver que esse é o princípio de gerenciamento do dinheiro de Deus. Deus estipulou quem deveria gerenciar as ofertas contribuídas pelo povo escolhido de Deus nos “Dez decretos administrativos” e isso é mais do que necessário para a manutenção da Sua obra e para assegurar que a obra de Deus prossiga normalmente. Agora, a maior parte do povo escolhido de Deus já entende claramente que, antes de ter alcançado a salvação e perfeição, a maior parte da humanidade corrupta ousaria roubar as ofertas, bem como cobiçar o prazer do status. Esses fatos podem ser vistos a partir daqueles falsos líderes, falsos obreiros e anticristos que foram revelados. Tem havido escassez de casos de ofertas desviadas e defraudação do dinheiro da casa de Deus? Sem esse decreto administrativo, sem as regras rigorosas do arranjo de trabalho do alto, o dinheiro da casa de Deus provavelmente seria todo desviado pelos falsos líderes e anticristos. Com base nesse fato, há significado e sabedoria na decisão divina de incluir nos decretos administrativos o princípio para o sacerdote gerenciar as ofertas de Deus. No entanto, os falsos líderes e anticristos escondidos na igreja cobiçam as ofertas a Deus, mas são incapazes de roubá-las, portanto, estão extremamente insatisfeitos com esse decreto administrativo. Deixe-me perguntar aos falsos líderes e anticristos: que direito vocês têm de desfrutar as ofertas a Deus? Quanta obra prática vocês realizaram para o povo escolhido de Deus? Quantas dificuldades vocês resolveram para o povo escolhido de Deus entrar na vida? Vocês merecem desfrutar as ofertas que o povo escolhido de Deus têm oferecido a Ele? Os anticristos são capazes de atacar o terceiro dos “Dez decretos administrativos” de Deus de forma muito vil e se opõem ao princípio de que as ofertas de Deus sejam gerenciadas e organizadas pelo homem usado pelo Espírito Santo. Qual é a intenção deles? Se os anticristos forem capazes de subtrair as ofertas, o povo escolhido de Deus permitiria tal coisa? As ofertas são oferecidas a Deus e não aos anticristos. As ofertas de Deus devem ser controladas e gerenciadas por Ele e ninguém mais pode interferir com quem tem permissão para desfrutá-las. Se um homem é sempre cobiçoso e ganancioso pelas ofertas a Deus, ele não se preocupa em poder ser amaldiçoado por Ele? É crime defraudar alguém por dinheiro, então não é pecado e pecado hediondo desviar as ofertas feitas a Deus? Os anticristos nunca fizeram coisas práticas para o povo escolhido de Deus entrar na verdade. Ao contrário, eles sempre desejam freneticamente ter posições elevadas e dinheiro da casa de Deus, e desejam até substituir o homem usado pelo Espirito Santo. Eles têm ambição de lobos e são desavergonhadamente descarados. Atualmente, há muitos dentre o povo escolhido de Deus, inclusive líderes e obreiros de todos os níveis, que estão sinceramente dispostos a se gastarem por Ele e se submeterem à obra Dele. Embora estejam temporariamente sofrendo, eles todos viram as bênçãos de Deus. De acordo com a vontade de Deus, Ele nunca maltratará aqueles que sinceramente se gastarem por Ele e concederá a essas pessoas qualquer coisa que desejarem. Deus o disse pessoalmente a mim. Os anticristos nunca buscam diligentemente a verdade, são míopes, seus olhos são cheios de ganância, traiçoeiros e traidores. Eles são feras; são demônios que ousam espalhar falácias no website da casa de Deus e perturbar a Sua obra. Essas falácias devem ser apagadas do website, pois todo o povo escolhido de Deus já está indignado com elas. As falácias e mentiras desses anticristos são irritantes, são totalmente irracionais e não justificam resposta alguma.

Não é algo fácil conhecer a voz e as palavras de Deus. Sem nenhuma experiência pessoal da obra de Deus, pode-se dizer que nunca somos capazes de saber que as Suas palavras são a verdade e a realidade. Nunca podemos saber que a obra de Deus é salvar e aperfeiçoar a humanidade. Esse é totalmente o caso. Quantos na comunidade religiosa são capazes de reconhecer a voz de Deus? Quantos são capazes de conhecer as palavras de Deus? Na realidade, ninguém. Há apenas bem poucas de tais pessoas na humanidade inteira, e todos os que pregam o evangelho podem dar testemunho disso. Isso é fato.

Conhecer as palavras de Deus é principalmente saber que a essência das Suas palavras é a verdade e a realidade, e saber que a verdade e o mistério das palavras de Deus realmente vêm de Dele. Ninguém dentre a humanidade corrupta jamais pode pronunciar as palavras de Deus, e somente ao conhecer a essência da verdade nas palavras Dele é que se pode conhecer verdadeiramente a Sua voz. Na casa de Deus, alguns dentre o Seu povo escolhido leem as palavras Dele, mas não admitem que essas palavras foram escritas por Ele. Esses até suspeitam que algumas palavras de Deus foram escritas pelo homem usado pelo Espírito Santo. Isso é suficiente para mostrar que essas pessoas não entendem a verdade e que elas não conhecem a voz de Deus. Já que tais pessoas não entendem o espírito, como podem ser líderes e obreiros? Alguns que experimentaram a obra de Deus, mesmo se algumas palavras não forem identificadas como palavras de Deus, podem identificar que essas não são palavras faladas por homem, mas que são palavras de Deus. As pessoas que entendem o espírito são assim. Se Deus faz mudanças em Suas próprias palavras, você ainda chama essas palavras de Suas palavras? Muitas pessoas tropeçaram nessa questão, o que é suficiente para mostrar que essas pessoas ainda não reconhecem as palavras de Deus. É como quando elas não mais são capazes de reconhecer um homem porque ele mudou de roupa. Essas pessoas não fazem ideia de como conhecer as palavras de Deus de acordo com a essência das palavras Dele. Meus sermões, comunicações e arranjos de trabalho vêm de meu conhecimento da realidade da verdade em minha experiência da obra de Deus. Evidentemente, eles são um resultado do esclarecimento e da iluminação do Espírito Santo, mas essas palavras foram editadas algumas vezes após terem sido escritas. Existe de fato alguma diferença entre as palavras que falei e as que escrevi? Há apenas uma diferença gramatical, em quão concisas elas são, mas, em essência, elas são as palavras de um homem. Se as palavras de Deus forem alteradas ou editadas por Ele, elas seriam, então, transformadas em palavras de um homem? Isso é o que alguém que fosse absurdo diria. As palavras que foram expressas por Deus, independentemente de terem ou não sido alteradas por Ele, independentemente do que Ele disse antes e do que Ele está dizendo agora, ainda são palavras de Deus. A essência da verdade interior não mudou; a única mudança é a linguagem usada para expressá-las em um nível superficial. A linguagem usada pode ser mais coloquial e fácil de se entender ou mais concisa, mas a essência da verdade não foi mudada. Portanto, as palavras de Deus são sempre as palavras de Deus, enquanto as palavras do homem são sempre as palavras do homem. Elas permanecem as mesmas.

Algumas pessoas são cheias de imaginações a respeito das palavras de Deus, como se todas as palavras faladas por Ele devessem ser revelações dos céus que não podem ter a menor discrepância e devessem ser registradas pelo próprio Deus encarnado, sem uma única alteração. Somente assim elas são as palavras de Deus. Essa visão é colorida por superstição, é totalmente produto da imaginação humana e não se encaixa na realidade. Somente aqueles que ouviram pessoalmente as palavras faladas por Deus e O viram pessoalmente expressar Suas palavras são capazes de saber que a obra de Deus é prática e normal demais. Todos os que entendem a verdade e conhecem os princípios e métodos de discurso sabem disso. Eles também entendem plenamente que as imaginações e concepções daqueles que vieram antes são absurdas e impraticáveis, e somente agora eles têm uma ideia a respeito de como reconhecer as palavras de Deus. Portanto, eles nunca duvidaram se as palavras de Deus foram ou não alteradas ou editadas. Tudo o que eles têm é obediência. Somente tais pessoas podem ter verdadeiro conhecimento das palavras de Deus, somente elas são capazes de focar a realidade das palavras Dele e a essência da verdade sem estarem emaranhadas no fato de haver ou não discrepâncias na redação. Assim como quando Jesus estava realizando obra: Ele deve ter proferido muitas e muitas palavras, mas por que as palavras registradas nos livros são tão limitadas? Você ousa dizer que todas as coisas faladas por Jesus durante a obra que Ele realizou em três anos são apenas aquelas que foram registradas na Bíblia? Você ousa dizer que os discípulos de Jesus só se lembram daquelas poucas palavras de Deus? Pedro seguiu Jesus por mais de três anos e, se todas as coisas que Pedro ouviu Jesus dizer pelos três anos fossem somadas, elas seriam muitas em número. Por que os discípulos de Jesus não registraram todas as Suas palavras e as tornaram disponíveis ao público? Os anticristos simplesmente causarão mais problemas se tentarem explicá-lo. Eles diriam que Jesus normalmente falava bem pouco, que na maior parte do tempo Ele ficava em completo silêncio. Se o Espírito de Deus O fizesse falar, Ele falava; se o Espírito de Deus não O fizesse falar, Ele não falava. Essa explicação corresponde ao fato? Isso foi registrado na Bíblia? Os anticristos certamente suspeitariam das palavras de Deus que foram transmitidas pelos discípulos de Jesus e até diriam que as palavras de Deus foram adulteradas pelos discípulos de Jesus. Relembrando a era de Jesus, podemos ver que havia descrentes demais desse tipo, havia pessoas demais que negavam que Jesus era o Deus encarnado e havia pessoas demais que negavam as palavras de Deus expressas por Jesus. A situação é exatamente a mesma com a obra de Deus dos últimos dias no presente. Então, os discípulos de Jesus também classificavam esses descrentes como anticristos, o que mostra que anticristos já estavam presentes durante a Era da Graça, quando o Deus encarnado estava realizando a obra. Hoje, com o Deus encarnado fazendo a Sua obra dos últimos dias, há mais anticristos porque este mundo está sendo controlado por Satanás e pelos vários espíritos malignos. Assim, não surpreende que haja tantos casos de obras realizadas por espíritos malignos e de anticristos enganando as pessoas.

Quando o povo escolhido de Deus estiver experimentando a Sua obra durante estes dias, não devemos contar com a imaginação humana em relação às palavras expressas por Deus. Não devemos mensurá-las, julgá-las nem identificá-las usando concepções humanas, o que entristecerá a Deus por ser Ele um Deus prático, que é real e vivo. Deus não segue regras ao realizar a Sua obra e expressar as Suas palavras. Se a humanidade corrupta deseja alcançar a salvação, deve se submeter conscientemente à obra de Deus e respeitosamente comer e beber as palavras Dele. Subsequentemente, seremos aceitos por Deus, ganharemos a obra do Espírito Santo, conheceremos as palavras de Deus e entenderemos a verdade. Quando as pessoas tiverem realmente aprendido que as palavras de Deus são a verdade, que Cristo é a verdade, elas nunca duvidarão das palavras de Deus nem as negarão. Todos aqueles que duvidam das palavras de Deus não conhecem a voz Dele, não têm entendimento da verdade. Não é fácil para tais pessoas alcançar a salvação, e elas podem facilmente ser enganadas por Satanás a qualquer momento e, assim, trair a Deus.

Toda a obra realizada pelo Espírito Santo é para guiar as pessoas a entender as palavras de Deus, a comer e beber as Suas palavras, a conhecer as palavras de Dele, bem como a entender a verdade e entrar na realidade. Portanto, a obra realizada pelo homem usado pelo Espírito Santo também visa a atingir esse resultado e é inteiramente guiada e direcionada pelo Espírito Santo. O homem usado pelo Espírito Santo deseja até mais: que o povo escolhido de Deus coma e beba todas as palavras de Deus o mais rápido possível e, para esse fim, ele supervisionou pessoalmente a organização e a publicação do livro Cristo é a verdade, o caminho e a vida. Esse livro inclui as partes mais clássicas das palavras de Deus, as passagens mais brilhantes das Suas palavras e as palavras de Deus usadas como máximas e motes do livro A Palavra manifesta em carne, bem como aquelas palavras de Deus que são fáceis para o povo escolhido Dele se lembrar e recitar. Ele intitulou pessoalmente o livro Cristo é a verdade, o caminho e a vida com o objetivo de fazer o Seu povo escolhido guardar firmemente as palavras Dele na mente, de forma que as Suas palavras possam se tornar a vida deles. Podemos ver que toda obra realizada pelo homem usado pelo Espírito Santo é para permitir que o povo escolhido de Deus coma e beba as palavras de Deus, entenda a verdade e entre na realidade. Essa é a manifestação dele ao manter a obra de Deus, enquanto o que os anticristos estão fazendo é levar as pessoas a duvidarem, negarem e abandonarem as palavras Dele e, finalmente, perecerem devido à sua oposição a Deus. Isso cria um acentuado contraste. Você não pode discernir quem é positivo e quem é negativo? Você não pode ver quem é capaz de levá-lo a entrar na realidade da verdade e quem é capaz de desencaminhá-lo e arruiná-lo? Algumas pessoas gostam de aceitar as mentiras de Satanás; elas estão dispostas a crer nos demônios. Não acreditam nas palavras de Deus e não acreditam no testemunho do homem usado pelo Espírito Santo. Tais pessoas estão cavando sua própria sepultura e todo o sofrimento delas é auto-infligido porque cada pessoa escolhe sua própria senda.

17 de março de 2011

Anterior:Ninguém será verdadeiramente salvo, a menos que escape da influência de Satanás

Próximo:Os doze problemas que devem ser resolvidos para se entrar na trilha certa de ter fé em Deus