5. As consequências e o resultado de não aceitar a obra de julgamento de Deus nos últimos dias

Palavras de Deus relevantes:

Cristo dos últimos dias traz vida e traz o duradouro e perpétuo caminho de verdade. Essa verdade é a senda pela qual o homem ganha vida e a única senda pela qual o homem há de conhecer Deus e ser aprovado por Deus. Se você não busca o caminho de vida providenciado por Cristo dos últimos dias, então jamais ganhará a aprovação de Jesus e nunca estará qualificado para adentrar a porta do reino dos céus, pois é tanto um fantoche quanto um prisioneiro da história. As pessoas controladas por regulamentos, pela letra, e agrilhoadas pela história jamais serão capazes de ganhar vida e de ganhar o caminho perpétuo de vida. Isso porque tudo o que elas têm é água turva à qual se agarraram por milhares de anos em vez da água de vida que flui do trono. Aqueles que não são abastecidos de água de vida continuarão a ser cadáveres para sempre, brinquedos de Satanás e filhos do inferno. Como, então, podem contemplar Deus? Se você só tenta se agarrar ao passado, se só tenta manter as coisas do jeito que estão ficando parado e não tenta mudar o status quo e descartar a história, não estará sempre contra Deus? Os passos da obra de Deus são vastos e poderosos, como vagalhões e trovões encapelados — ainda assim você senta e espera passivamente a destruição, persistindo na sua tolice e nada fazendo. Desse modo, como você pode ser considerado alguém que segue os passos do Cordeiro? Como pode justificar o Deus ao qual você se apega como um Deus que é sempre novo e nunca velho? E como as palavras de seus livros amarelados podem transportá-lo para uma nova era? Como elas podem levá-lo a buscar os passos da obra de Deus? E como podem elevá-lo aos céus? O que você tem em suas mãos é a letra que só pode proporcionar conforto passageiro, não as verdades capazes de dar vida. As escrituras que você lê são aquelas que só podem enriquecer sua língua, e não são palavras de sabedoria capazes de ajudar você a conhecer a vida humana, muito menos as sendas que podem levá-lo à perfeição. Essa discrepância não lhe dá motivo para reflexão? Ela não lhe permite compreender os mistérios contidos no interior? Você é capaz de, por si próprio, levar a si mesmo ao céu para encontrar Deus? Sem a vinda de Deus, você pode levar a si mesmo ao céu para desfrutar a felicidade de família com Ele? Você ainda está sonhando agora? Então, Eu sugiro que pare de sonhar e olhe para quem está operando agora, para quem está realizando a obra de salvar o homem nos últimos dias. Se não o fizer, você jamais ganhará a verdade e jamais ganhará vida.

Extraído de ‘Só Cristo dos últimos dias pode dar ao homem o caminho de vida eterna’ em “A Palavra manifesta em carne”

Aqueles que querem ganhar vida sem depender da verdade dita por Cristo são as pessoas mais ridículas na terra, e aqueles que não aceitam o caminho de vida trazido por Cristo estão perdidos na fantasia. Por isso, Eu digo que quem não aceitar Cristo dos últimos dias será eternamente desprezado por Deus. Cristo é a porta de entrada do homem para o reino durante os últimos dias, e não há ninguém que possa se desviar Dele. Ninguém pode ser aperfeiçoado por Deus, exceto por meio de Cristo. Você crê em Deus, então deve aceitar as palavras Dele e obedecer ao Seu caminho. Não deve pensar só em ganhar bênçãos enquanto se mostra incapaz de receber a verdade e incapaz de aceitar a provisão de vida. Cristo vem durante os últimos dias para que todos que acreditam verdadeiramente Nele possam ser supridos com vida. Sua obra é dedicada a concluir a era antiga e a entrar na nova, e Sua obra é a senda que deve ser tomada por todos aqueles que entrarem na nova era. Se você é incapaz de reconhecê-Lo e, em vez disso, O condena, blasfema ou até O persegue, está fadado a queimar pela eternidade e nunca entrará no reino de Deus. Pois esse Cristo é Ele Próprio a expressão do Espírito Santo, a expressão de Deus, Aquele que Deus incumbiu de fazer a Sua obra na terra. E assim Eu digo que, se você não pode aceitar tudo o que é feito por Cristo dos últimos dias, então você blasfema contra o Espírito Santo. A retribuição a ser recebida por todos que blasfemam contra o Espírito Santo é autoexplicativa para todos. Eu também lhe digo que, se você se opõe a Cristo dos últimos dias e O nega, não há quem possa suportar as consequências em seu lugar. Além do mais, desse dia em diante você não terá outra oportunidade de ganhar a aprovação de Deus; mesmo se você tentar redimir a si mesmo, nunca mais contemplará a face de Deus. Pois ao que você se opõe não é um homem, o que você nega não é qualquer ser insignificante, mas Cristo. Você está ciente dessas consequências? Você não terá cometido um pequeno erro, mas um crime atroz. E assim recomendo a todos a não mostrar as presas diante da verdade nem fazer críticas imprudentes, pois só a verdade pode lhe trazer vida, e nada exceto a verdade pode permitir que você renasça e contemple novamente a face de Deus.

Extraído de ‘Só Cristo dos últimos dias pode dar ao homem o caminho de vida eterna’ em “A Palavra manifesta em carne”

Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não torna clara a natureza do homem simplesmente com algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda a longo prazo. Esses métodos de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo podem ser chamados de julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido a se submeter a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de revelar a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus. Se você não considera essas verdades como importantes e só pensa em evitá-las ou em encontrar um novo caminho que não seja por elas, então digo que você é um pecador atroz. Se você tem fé em Deus, mas não busca a verdade ou a vontade de Deus, nem ama o caminho que o leva para mais perto de Deus, digo que você é alguém que está tentando se esquivar do julgamento, um fantoche e um traidor que foge do grande trono branco. Deus não poupará nenhum rebelde que fuja de Sua vista. Tais homens irão receber punição ainda mais severa. Aqueles que comparecerem perante Deus para ser julgados, e que, além disso, tiverem sido purificados, viverão para sempre no reino de Deus. Evidentemente, isso é algo que pertence ao futuro.

Extraído de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Muitos têm uma sensação ruim a respeito da segunda encarnação de Deus, pois as pessoas acham difícil crer que Deus Se torne carne para realizar a obra de julgamento. No entanto, devo lhe dizer que muitas vezes a obra de Deus excede em demasia as expectativas do homem e aceitá-la é difícil para a mente humana. Pois os homens são simples vermes sobre a terra, enquanto Deus é o Supremo que preenche o universo; a mente do homem é comparável a um poço de água suja, que dá origem apenas a vermes, enquanto cada etapa da obra dirigida pelos pensamentos de Deus é o destilar da sabedoria de Deus. As pessoas estão sempre tentando contender com Deus, ao que digo que é evidente quem irá sofrer a perda no final. Exorto todos vocês a não se considerem mais importantes do que o ouro. Se outros podem aceitar o julgamento de Deus, então por que você não pode? Quanto você está acima dos outros? Se outros podem abaixar a cabeça diante da verdade, por que você também não pode fazê-lo? A obra de Deus tem um impulso irrefreável. Ele não repetirá a obra de julgamento mais uma vez só por causa da “contribuição” que você fez, e você será dominado pelo arrependimento de deixar escapar uma oportunidade tão boa. Se você não acredita em Minhas palavras, então espere só até que o grande trono branco no céu julgue você! Você provavelmente sabe que todos os israelitas desprezaram e negaram Jesus e, mesmo assim, o fato da redenção da humanidade por Jesus se estendeu por todo o universo e até os confins da terra. Não é essa uma realidade que Deus criou há muito tempo? Se você ainda está esperando que Jesus o leve para o Céu, então digo que você é um obstinado pedaço de árvore morta.[a] Jesus não reconhecerá um seguidor falso como você, que é desleal à verdade e busca apenas bênçãos. Ao contrário, Ele não mostrará misericórdia ao lançá-lo no lago de fogo para queimar por dezenas de milhares de anos.

Você entende agora o que é julgamento e o que é verdade? Se tiver entendido, exorto você a se submeter obedientemente a ser julgado, caso contrário jamais terá a oportunidade de ser elogiado por Deus ou de ser trazido por Ele ao Seu reino. Aqueles que só aceitam o julgamento, mas nunca são purificados, isto é, aqueles que fogem da obra de julgamento, hão de ser para sempre detestados e rejeitados por Deus. Os pecados deles são mais numerosos e mais graves que os dos fariseus, pois eles traíram a Deus e são rebeldes contra Deus. Tais pessoas, que não são dignas nem mesmo de prestar serviço, irão receber punição mais severa, uma punição que, além disso, é eterna. Deus não irá poupar nenhum traidor que antes tenha manifestado lealdade com palavras, mas que depois O tenha traído. Pessoas assim irão receber retribuição por meio da punição do espírito, da alma e do corpo. Não é essa precisamente uma revelação do caráter justo de Deus? Não é o propósito de Deus ao julgar o homem e revelá-lo? Deus consigna todos aqueles que realizam todo tipo de atos perversos durante o período do julgamento a um lugar infestado de espíritos malignos, deixando esses espíritos malignos destruírem livremente seus corpos carnais, os quais exalam o mau cheiro de cadáveres. Essa é a adequada retribuição a eles. Deus escreve no livro de registros deles cada um dos pecados desses falsos crentes, falsos apóstolos e falsos trabalhadores desleais; então, no devido tempo, Ele os lança no meio de espíritos imundos, deixando esses espíritos imundos profanarem o corpo inteiro deles à vontade, para que jamais possam ser reencarnados e jamais vejam a luz novamente. Aqueles hipócritas que prestam serviço por algum tempo, mas que são incapazes de permanecer leais até o fim, são contados por Deus dentre os perversos, para que andem no conselho dos ímpios e se tornem parte de sua corja desordenada; no fim, Deus os aniquilará. Deus descarta e desconsidera aqueles que nunca foram leais a Cristo nem dedicaram qualquer esforço e aniquilará a todos na mudança das eras. Eles não existirão mais na terra, muito menos ganharão acesso ao reino de Deus. Aqueles que nunca foram sinceros para com Deus e que são forçados pelas circunstâncias a lidar superficialmente com Ele são contados entre aqueles que prestam serviços a Seu povo. Só um pequeno número de pessoas como essas sobreviverão, enquanto a maioria irá perecer com aqueles que não são qualificados nem para prestar serviço. Por fim, Deus trará a Seu reino todos os que forem unos com Ele em pensamento, o povo e os filhos de Deus, bem como aqueles predestinados por Deus a serem sacerdotes. Eles serão a destilação da obra de Deus. Quanto àqueles que não puderem ser enquadrados em nenhuma categoria estabelecida por Deus, esses serão contados entre os descrentes — e vocês certamente podem imaginar qual será o desfecho deles. Eu já disse a vocês tudo que deveria dizer; a estrada que vocês escolherem será uma decisão sua. O que vocês devem entender é o seguinte: a obra de Deus nunca espera por alguém que não possa acompanhar Seus passos e o caráter justo de Deus não mostra nenhuma misericórdia para com homem algum.

Extraído de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Enquanto o velho mundo continuar existindo, Eu lançarei Minha raiva sobre suas nações, promulgando abertamente os Meus decretos administrativos por todo o universo, e enviando castigo sobre quem quer que os viole:

Quando Eu volto a Minha face ao universo para falar, toda a humanidade ouve a Minha voz e então vê todas as obras que Eu realizei por todo o universo. Aqueles que forem contrários à Minha vontade, isto é, que se opõem a Mim com os feitos do homem, cairão sob o Meu castigo. Eu tomarei as numerosas estrelas dos céus e as farei de novo e, graças a Mim, o sol e a lua serão renovados — os céus não serão mais como eram; as miríades de coisas na terra serão renovadas. Tudo se tornará completo mediante Minhas palavras. As muitas nações do universo serão redivididas e substituídas pelo Meu reino, de modo que as nações sobre a terra desaparecerão para sempre e tudo se tornará um reino que Me adora; todas as nações da terra serão destruídas e deixarão de existir. Dos seres humanos do universo, todos aqueles que pertencem ao diabo serão exterminados; todos os que adoram Satanás serão abatidos pelo Meu fogo ardente — isto é, exceto aqueles que agora estão na corrente, o resto será transformado em cinzas. Quando Eu castigar os muitos povos, aqueles que estiverem no mundo religioso, em extensões diferentes, voltarão para o Meu reino, conquistados por Minhas obras, porque terão visto o advento do Santo vindo numa nuvem branca. Toda a humanidade seguirá a própria espécie e receberá castigos que variam conforme suas ações. Aqueles que se levantaram contra Mim irão todos perecer; quanto àqueles cujos feitos na terra não Me envolveram, por causa da maneira como se absolveram, continuarão a existir na terra sob a governança dos Meus filhos e do Meu povo. Eu Me revelarei à miríade de povos e à miríade de nações, ressoando com Minha própria voz sobre a terra, proclamando a completude da Minha grande obra, para que toda humanidade veja com os próprios olhos.

Extraído de ‘Capítulo 26’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Deus não quer que mais gente seja punida, em vez disso, espera que mais gente seja salva e que mais gente acompanhe Seus passos e entre em Seu reino. Mas se as pessoas se recusarem a reconhecer seus erros, se não conseguirem aceitar a verdade com um coração humilde e, em vez disso, forem minuciosos, tentando apontar falhas e fingindo entender quando, na verdade, não entendem, então, elas serão as que perderão no final. A obra de Deus não espera ninguém. Sua salvação não é um lixo qualquer para ser jogada aleatoriamente em qualquer um. Antes, Ela é direcionada, com um objetivo e por escolha. Se você não souber apreciá-la, a única coisa que o espera será o julgamento e a punição justa de Deus. Deus trata todas as pessoas de modo justo; seja qual for sua idade, o quanto você é idoso, ou até mesmo quanto sofrimento tem enfrentado, o caráter justo de Deus é eternamente imutável diante dessas coisas. Deus não trata ninguém com grande consideração, nem favorece ninguém. Sua atitude em relação às pessoas é baseada no poderem ou não aceitar a verdade e Sua nova obra ao abrir mão de todas as coisas. Se você puder receber Sua nova obra e a verdade que Ele expressa, então será capaz de ganhar a salvação de Deus. Se você tiver orgulho de seu status de veterano e ostentar sua senioridade, impondo condições a Deus, você será excluído da salvação de Deus. Exatamente como os judeus, que não conseguiram aceitar Jesus Cristo, mas apenas esperaram pelo Messias, aquilo que lhes sucedeu no fim foi a maldição e a ira de Deus; isso é um fato à plena vista de todos. […]

[…] O conhecimento e os comportamentos externos dos fariseus não salvaram seu relacionamento com Jesus Cristo. Ao contrário, isso os prejudicou, e foram seu conhecimento e suas concepções, juntamente com sua imagem de Deus em seu coração, que os impeliu a condenar o Senhor Jesus. Foram suas imaginações e mente que os iludiram, que cobriram seus olhos espirituais, levando-os a não reconhecer o Messias que já tinha vindo, a fazer tudo que podiam para encontrar evidências e conquistar uma posição a fim de condenar o Senhor Jesus. Esse é o seu rosto feio — usar a desculpa de preservar a obra original de Deus para condenar a obra realista de Deus no presente. É claro que isso é um erro que pessoas que vivem em qualquer era são suscetíveis de cometer — usar doutrinas e regras antigas para avaliar e condenar verdades que nunca ouviram antes, pensando que estão aderindo ao caminho verdadeiro e preservando sua pureza diante de Deus, que estão sendo leais a Deus. Mas quais são os fatos? Deus está continuamente fazendo Sua obra nova, continuando Sua gestão, sempre nova e nunca velha. E quanto às pessoas? Elas sempre se agarram a algumas coisas obsoletas que acreditam ser a totalidade das expressões de Deus, dando-se palmadinhas nas costas, infladas de arrogância, esperando que Deus lhes conceda recompensas com uma atitude que acredita que Deus jamais as descartaria, jamais as maltrataria. E qual é o resultado? A obra de Deus continua ininterrupta, com mais pessoas da nova era O seguindo e aceitando Sua nova obra, enquanto aqueles que esperam que Deus lhes conceda recompensas são eliminados pela nova obra de Deus, e ainda mais pessoas caem na punição de Deus. No momento em que sua punição começa, sua vida de crer em Deus acaba, e seu final e seu destino são levados a um término. Isso é algo que ninguém deseja ver, mas que acontece inadvertidamente diante dos nossos olhos. Então, isso se deve ao caráter de Deus ser tão impiedoso, ou é a busca das pessoas que é culpada? Será que realmente não vale a pena que a humanidade examine a si mesma cuidadosamente?

Extraído do Posfácio em “Exemplos clássicos de punição pela resistência a Deus Todo-Poderoso”

Nota de rodapé:

a. Um pedaço de árvore morta: expressão idiomática chinesa que significa “que não tem mais jeito”.

Anterior: 4. Como se conhece o significado da obra de julgamento de Deus nos últimos dias

Próximo: 1. O propósito dos três estágios da obra de gerenciamento da humanidade por Deus

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

1. O que é ser salvo e alcançar salvação completa

A carne do homem é de Satanás, é cheia de caráter desobediente, é deploravelmente imunda, é algo sujo. As pessoas cobiçam demais o prazer da carne, há manifestações demais da carne, e assim Deus despreza a carne até um certo ponto. Quando as pessoas deixam para trás a imundice e as coisas corruptas de Satanás, elas ganham a salvação de Deus. Mas se permanecerem incapazes de se livrar da imundice e da corrupção, então continuarão sob o império de Satanás. A conivência, o engano e a desonestidade das pessoas são coisas de Satanás; ao salvar você, Deus o separa dessas coisas e a obra de Deus não pode estar errada, e isso tudo é para salvar as pessoas da escuridão. Quando você acreditou até certo ponto e é capaz de se livrar da corrupção da carne e já não está mais algemado por essa corrupção, não terá sido salvo? Quando você vive sob o império de Satanás, é incapaz de manifestar Deus, é uma coisa imunda e não vai receber a herança de Deus. Depois que você for limpo e tornado perfeito, será santo e se tornará normal, e será abençoado por Deus e trará prazer a Deus.

1. Por que o Senhor Jesus amaldiçoou os fariseus e qual era a essência dos fariseus

Eles condenaram e blasfemaram contra o Senhor Jesus Cristo. A essência de sua resistência e blasfêmia contra Deus era inteiramente a mesma que a essência de Satanás e a resistência e blasfêmia do diabo contra Deus. Eles não apenas representavam humanos corruptos, porém mais ainda, eram a personificação de Satanás. Eram um canal para Satanás entre a humanidade, e eram os cúmplices e mensageiros de Satanás. A essência da sua blasfêmia e sua difamação do Senhor Jesus Cristo era a luta que travavam com Deus pelo prestígio, sua disputa com Deus, seus intermináveis testes de Deus.

2. Se Cristo é o Filho de Deus ou o Próprio Deus

O Deus encarnado é chamado de Cristo e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus. Seja Sua humanidade ou divindade, ambas se submetem à vontade do Pai celestial. A substância de Cristo é o Espírito, isto é, a divindade.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro