4. Como se resolvem suas noções e imaginações sobre Deus?

Palavras de Deus relevantes:

As noções das pessoas devem ser esclarecidas pelo uso da verdade; elas não podem ser simplesmente colocadas de lado com uma solução feita pelo homem — não é tão fácil. As pessoas não têm compromisso com questões de justiça, mas tendem a se apegar a noções ou coisas heréticas e absurdas, que elas acham difícil deixar de lado. Qual é a causa disso? É porque elas têm caracteres satânicos corruptos. Quer as noções das pessoas sejam grandes ou pequenas, sérias ou não, se elas não tiverem um caráter corrupto, essas noções são fáceis de resolver. Afinal, as noções são apenas uma forma de pensar. Mas por causa do caráter corrupto das pessoas, como rigidez, maldade e arrogância, as noções se tornam um estopim que faz com que as pessoas resistam, interpretem mal e até mesmo julguem Deus. Elas podem não dizer isso, mas seu comportamento mostra que elas resistem e não aceitam a sua perspectiva. Governadas por um caráter corrupto, elas se apegam a suas noções — isso é causado por seu caráter. E assim, conforme as noções são resolvidas, também o é o caráter corrupto das pessoas. Se o caráter corrupto das pessoas for resolvido, muitos de seus pensamentos imaturos e infantis — mesmo as noções que já tomaram forma — não serão um problema para elas; serão apenas pensamentos e não afetarão o desempenho de seu dever ou sua obediência a Deus. Noções e caráter corrupto estão conectados. Às vezes, uma noção está em seu coração, mas não orienta seus interesses imediatos, você a ignora. Ignorá-la, no entanto, não significa que não haja um caráter corrupto dentro de sua noção, e, quando acontece algo que está em conflito com suas noções, você se apega a elas com certa atitude, uma atitude dominada por seu caráter. Esse caráter pode ser rigidez, pode ser arrogância e pode ser maldade; você enche a boca para falar com Deus, dizendo: “Meu ponto de vista foi academicamente ratificado várias vezes. As pessoas têm defendido essas opiniões há milhares de anos, então por que eu não deveria? Se Tu não estás certo, como Tu ainda podes dizer que isso é a verdade e acima de tudo? Minha perspectiva é a mais elevada de toda a humanidade!”. Uma noção pode levar você a se comportar assim, a tal fanfarronice. O que causa isso? Isso é causado pelo caráter corrupto. Há uma forte relação entre as noções e o caráter corrupto das pessoas, e suas noções devem ser esclarecidas. Uma vez que as noções das pessoas sobre a fé em Deus foram tratadas, torna-se fácil para elas se submeter aos arranjos da obra da casa de Deus, e assim elas cumprem seu dever com mais tranquilidade, não se desviam, não se intrometem nem interrompem e nada fazem que faça Deus passar vergonha.

Extraído de ‘Somente ao resolver suas noções alguém pode entrar na trilha certa da crença em Deus (1)’ em “Registros das falas de Cristo”

Eu lhe digo todas essas palavras hoje para que você possa conhecer, para que esse conhecimento possa conduzi-lo a um conhecimento mais novo e exato; Eu também digo essas palavras a fim de erradicar as velhas noções e a velha maneira de conhecer em você, para que você possa possuir um conhecimento novo. Se você verdadeiramente comer e beber as Minhas palavras, então seu conhecimento mudará consideravelmente. Contanto que coma e beba as palavras de Deus com um coração de obediência, então sua perspectiva será revertida. Contanto que você seja capaz de aceitar os repetidos castigos, sua antiga mentalidade mudará gradualmente. Contanto que sua antiga mentalidade seja inteiramente substituída pela nova, sua prática também mudará de acordo. Desse modo, seu serviço se tornará progressivamente mais certeiro, progressivamente capaz de satisfazer a vontade de Deus. Se você puder mudar sua vida, seu conhecimento da vida humana e suas muitas noções sobre Deus, então sua naturalidade gradualmente diminuirá. Isso, e nada menos que isso, é o efeito quando Deus conquista essas pessoas, é a mudança que ocorre nas pessoas.

Extraído de ‘A verdade interna da obra de conquista (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando geram mal-entendidos e noções sobre Deus, as pessoas devem reconhecer primeiro que Deus é a verdade e que as pessoas não têm a verdade, e certamente são elas que estão equivocadas. Isso é um tipo de formalidade? Se você somente adota essa prática como uma formalidade, superficialmente, então você pode vir a conhecer os próprios erros? Jamais. Isso exige vários passos. Primeiro, você deve determinar se suas ações estão alinhados com princípios. Não olhe primeiro para as suas intenções; há momentos em que as suas intenções estão corretas, mas os princípios que você pratica estão errados. Por que digo que os princípios que você pratica estão errados? Você pode ter buscado, mas talvez não tenha entendimento algum do que são os princípios; talvez não tenha buscado nem um pouco e baseou suas ações somente em suas boas intenções e entusiasmo e em sua imaginação e experiência e, por isso, cometeu um erro. Dá para imaginar isso? Quando não consegue prever algo, você comete um erro — e então você não foi exposto? Uma vez que foi exposto, se você continua competindo com Deus, então como você está errado? Seu maior erro não foi que você fez algo errado e violou os princípios, causando assim uma perda ou outras consequências, mas que, tendo feito algo errado, você ainda persiste e não consegue reconhecer seu erro; você ainda resistia a Deus com suas noções e imaginações, negando que a obra Dele estava certa. Esse foi seu maior e mais sério erro. Por que tal estado de uma pessoa seria de resistir a Deus? Se as pessoas reconhecem ou não que tudo que Deus faz e Sua soberania estão corretos e qual é seu significado, se elas não conseguem reconhecer inicialmente que estão erradas, então se encontram nesse estado de resistência a Deus. O que deve ser feito para retificar esse estado? Buscar a vontade de Deus, como foi mencionado, não é tão prático para as pessoas. Algumas dizem: “Se buscar não é tão prático, então isso significa que não é necessário e que não há necessidade de buscar o que pode ser buscado e compreendido? Posso simplesmente pular essa etapa”. Isso basta? A pessoa que age dessa maneira não está além da salvação? Tais pessoas estão muito enviesadas e equivocadas em suas interpretações. Buscar a vontade de Deus é uma tarefa tortuosa para as pessoas; se desejam tomar um atalho mais realístico, então deveriam começar negando a si mesmas, se deixando de lado, sabendo que suas ações estão erradas e não estão alinhadas com a verdade, para então buscar as verdades-princípio. Esses são os passos. Eles podem parecer simples, entretanto, colocá-los em prática apresenta muitas dificuldades, pois os humanos têm caracteres corruptos bem como todo tipo de imaginações e demandas e também têm desejos, e tudo isso interfere na negação e no rebaixamento próprios das pessoas. Essas coisas não são fáceis de fazer.

Extraído de ‘Somente ao resolver suas noções alguém pode entrar na trilha certa da crença em Deus (3)’ em “Registros das falas de Cristo”

Quando algo acontece com você que não tem nada a ver com suas noções, você é capaz de continuar comendo e bebendo as palavras de Deus e cumprindo seu dever normalmente. Mas quando acontece algo que entra em conflito com suas noções e vai além delas e que faz com que surjam contradições, como você resolve essas questões? Você solta as rédeas de suas noções e as deixa seguir seu curso ou lida com elas, tenta contê-las e renunciar a elas? Existem algumas pessoas que têm noções quando deparam com um problema, que não só não as põem de lado, mas ainda procuram outras pessoas às quais propagá-las. Elas procuram uma chance de dar vazão a essas noções para que outros também possam ter essas noções. Algumas tentam se justificar: “Vocês dizem que tudo o que Deus faz tem sentido, mas até onde sei, o que aconteceu não tem sentido. Está em desacordo com a verdade, e, quando encontro coisas que estão em desacordo com a verdade, tenho que dizer algo, tenho que defender a justiça!”. Esse comportamento é apropriado? O que você deve fazer para seguir a senda correta? Existem algumas pessoas com noções que refletem sobre as coisas e percebem que seu relacionamento com Deus não é normal, que mal-entendidos sobre Deus surgiram dentro delas e que o fato de elas terem tais noções é um problema sério. Elas pensam que, se suas noções não forem resolvidas, podem correr muito perigo e se tornar suscetíveis a resistir, duvidar e até mesmo virar as costas para Deus. Por isso elas oram a Deus e deixam de lado suas noções. Primeiro, elas refutam os próprios pontos de vista falaciosos e, em seguida, buscam a verdade. Como resultado, com o passar do tempo, embora possam não ter dissecado totalmente suas noções ou tê-las colocado completamente de lado e esclarecido, a verdade direciona seus pensamentos e seu comportamento vindos de dentro e também os guia no cumprimento de seu dever, de modo que seu dever não é afetado. Pode ser que chegue o dia em que algo aconteça com elas e suas noções sejam esclarecidas. Essa não é a maneira correta de praticar? Algumas pessoas podem ficar um tanto descontentes com um arranjo que Deus fez para elas, ou com algo que Deus fez que gera noções nelas, e subsequentemente tornam-se apáticas quanto ao cumprimento de seu dever e não o desempenham adequadamente. Elas vivem constantemente em uma espécie de estado negativo, com resistência, insatisfação e ressentimento em seu coração. Esse comportamento é correto? Essas coisas são fáceis de resolver? Digamos, por exemplo, que você se considere muito inteligente, e, então, eu lhe digo que você é tolo e não entende assuntos espirituais. Ouvir isso o deixa com raiva e antagônico: “Ninguém ousaria dizer que eu não entendo de assuntos espirituais. Hoje é a primeira vez que ouço isso. Não posso aceitar essas palavras. Eu poderia liderar a igreja se não entendesse dos assuntos espirituais? Eu poderia fazer uma obra tão boa?”. O que, então, deve ser feito? É fácil, para as pessoas, refletir sobre si mesmas quando essas coisas acontecem com elas? Que tipo de pessoa é capaz de refletir sobre si mesma? Pessoas que aceitam e buscam a verdade. Primeiro, você deve refutar a si mesmo. Mesmo que você não tenha um conhecimento preciso de si mesmo e não consiga sentir se você está certo ou errado, ou se tem algum grau de ignorância, assim que ouvir Deus dizer que você é tolo e não entende dos assuntos espirituais, embora você não esteja ciente disso, essa é a definição de Deus sobre sua natureza-essência —, você deve abraçar essas palavras como verdade e aplicá-las a si mesmo, ainda que pense de outro modo. Posteriormente, enquanto trabalha e interage com outras pessoas, comparando-se com elas, você vê que não só não entende dos assuntos espirituais, mas também é muito ignorante. Tendo descoberto que tem um problema sério, você não consegue aceitar completamente o que Deus disse? Você deve aceitar essas palavras. Primeiro, aceite-as como uma regra, uma definição ou um conceito, e depois pense em uma maneira de aplicar isso a você mesmo em sua vida real, pense em um meio de conhecer e experimentar isso. Com o passar do tempo, você terá a avaliação correta de si mesmo. Então você ainda terá mal-entendidos sobre Deus? Quando não houver desacordo entre você e Deus sobre esse assunto, você ainda será capaz de contestar a avaliação de Deus sobre você? Você aceitará e deixará de desobedecer. Se for capaz de aceitar a verdade e compreender totalmente esse assunto, você dará um passo à frente; se não aceitar, você permanecerá para sempre preso onde está e não fará progresso algum.

Extraído de ‘Somente ao resolver suas noções alguém pode entrar na trilha certa da crença em Deus (1)’ em “Registros das falas de Cristo”

A salvação do homem por Deus não consiste de palavras vazias. Ele expressa todas essas verdades a fim de tratar das coisas da humanidade corrupta que estão em conflito com a verdade — suas noções, imaginações, seu conhecimento, suas filosofias, sua cultura tradicional etc. — e, ao dissecar essas coisas, visa fazer o homem entender o que constitui as coisas positivas, o que constitui as coisas negativas, que coisas vêm de Deus, que coisas vêm de Satanás, qual é a verdade e quais são as filosofias e a lógica de Satanás. Quando as pessoas forem capazes de ver essas coisas pelo que realmente são, naturalmente escolherão seguir o caminho correto da vida e serão capazes de praticar a verdade, de fazer o que Deus pede e de discernir coisas negativas. Isso é o que Deus pede do homem e, também, é o padrão pelo qual Ele aperfeiçoa e salva as pessoas. Algumas pessoas dizem: “Deus disseca as noções do homem, mas eu não tenho noções. As pessoas que têm noções costumam ser velhas raposas astutas ou então teólogos e fariseus hipócritas. Eu não sou assim”. Qual é o problema aqui? Elas não se conhecem. O que quer que lhes seja comunicado, elas são incapazes de aplicar a si mesmas, pensando que não são assim. Isso é ignorância, e elas não entendem as coisas espirituais. Vocês são capazes de pensar dessa maneira? Hoje, a maioria das pessoas não pensa assim. Elas ouviram muitos sermões, sentem que todos têm corrupções e noções que são passivas e negativas, e que não há nada de vergonhoso em dissecá-las; além disso, depois de dissecá-las, acreditam que isso ajudará outros a desenvolver o discernimento e que elas mesmas crescerão e serão capazes de compreender a verdade mais rapidamente. Por isso, todos são capazes de se dissecar abertamente. Bem, nesse caso, qual é o objetivo de dissecar noções? É deixar de lado essas noções, tratar de mal-entendidos entre o homem e Deus e, então, permitir que as pessoas se concentrem no que Deus pede ao homem, para saber como entrar na senda da salvação e saber o que fazer para praticar a verdade. Em última análise, praticando continuamente desse modo, o efeito pretendido é alcançado: por um lado, as pessoas virão a compreender a vontade de Deus e se tornarão capazes de se submeter a Deus e, por outro, terão imunidade para rejeitar e resistir a muitas coisas negativas, como noções e imaginações perversas e coisas que surgem do conhecimento. Quando confrontado com um intelectual religioso, um teólogo ou um pastor ou presbítero religioso, você pode discerni-los assim que começar a falar com eles e é capaz de usar a verdade para refutar sua miríade de noções, imaginações, heresias e falácias. Isso mostra que você é capaz de identificar coisas negativas, que compreendeu algumas verdades, que possui uma determinada estatura e, portanto, não se deixa intimidar quando confrontado com esses líderes e vultos religiosos. O conhecimento, o aprendizado e as filosofias sobre os quais falam — até mesmo todas as suas ideologias e teorias — são insustentáveis, pois você discerniu as letras e a doutrina, as noções e imaginações da religião, e as coisas da religião não podem mais enganar você. Mas vocês ainda não chegaram lá. Quando encontram esses charlatães religiosos e fariseus ou qualquer pessoa com algum status, vocês ficam intimidados; você sabe que o que eles dizem é errado, que consiste em noções e imaginações nascidas do conhecimento, mas não sabem como repudiar, não sabe por onde começar a dissecar essas coisas nem com que palavras expor essas pessoas. Isso não mostra que vocês ainda não entenderam a verdade? Portanto, vocês devem se equipar com a verdade e aprender a dissecar a si mesmos. Quando tiverem compreendido a verdade, vocês serão capaz de discernir as outras pessoas, mas se não compreender a verdade, você nunca as discernirá. Para discernir pessoas e coisas, você deve compreender a verdade; sem a verdade como seu fundamento, como sua vida, você não será capaz de penetrar profundamente em nada.

Depois de esclarecerem várias noções e imaginações, as pessoas têm conhecimento e experiência das palavras de Deus e, ao mesmo tempo, também entraram na realidade das palavras de Deus. No processo de entrar na realidade das palavras de Deus, as várias noções e imaginações que surgem nas pessoas são esclarecidas, uma a uma, e há uma mudança no conhecimento das pessoas sobre a obra de Deus, a essência de Deus e as várias atitudes de Deus para com as pessoas. Como essa mudança acontece? Acontece quando as pessoas colocam de lado suas várias noções e imaginações, quando colocam de lado as várias ideias e perspectivas que vêm do conhecimento, da filosofia, da cultura tradicional ou do mundo exterior e, em vez disso, aceitam os vários pontos de vista que vêm de Deus e que estão conectados com a verdade. E, assim, quando aceitam as palavras de Deus como sua vida, as pessoas também entram na realidade das palavras de Deus e são capazes de considerar e pensar sobre questões usando a verdade, e esclarecer questões usando a verdade; essas são as mudanças que o esclarecimento de noções traz para a vida das pessoas e sua existência. Quando as pessoas alcançam essas mudanças, seu relacionamento com Deus se torna aquele entre seres criados e Criador. Nesse nível de relacionamento, não há competição nem tentação, e muito pouca rebeldia; as pessoas são muito mais obedientes, compreensivas, adoradoras, devotas e honestas para com Deus e realmente temem a Deus. Mas esclarecer as noções das pessoas é um processo muito doloroso. Elas devem negar a si mesmas, devem colocar de lado suas noções, colocar de lado as coisas que acreditam ser certas, colocar de lado as coisas a que se agarram, colocar de lado as coisas que acreditam ser corretas, que buscaram e pelas quais ansiaram a vida inteira. Isso significa que as pessoas devem abandonar a si mesmas, devem deixar de lado o conhecimento, as filosofias — até mesmo seu modo de existência — que foram aprendidos com o mundo de Satanás e substituí-los por outro modo de vida, cujo fundamento e raiz da existência é a verdade. Por isso, as pessoas devem suportar grande sofrimento. Esse sofrimento pode não ser uma doença física ou privações e dificuldades da vida diária, mas pode vir de uma mudança em todos os tipos de visões de coisas diferentes e da humanidade em seu coração, ou pode até mesmo vir de uma mudança nos vários aspectos do conhecimento que você tem de Deus, o que vira de cabeça para baixo seu conhecimento e sua visão do mundo, da existência humana, da humanidade e até mesmo de Deus.

Extraído de ‘Somente ao resolver suas noções alguém pode entrar na trilha certa da crença em Deus (1)’ em “Registros das falas de Cristo”

Anterior: 3. Quais danos e consequências resultam se as noções e imaginações permanecem não resolvidas?

Próximo: 1. Qual é a obra do Espírito Santo? Como a obra do Espírito Santo se manifesta?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Venha conversar com a gente
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

3. O nome de Deus pode mudar, mas Sua essência nunca muda

Há quem diga que Deus é imutável. Isso está correto, mas tem a ver com a imutabilidade do caráter de Deus e Sua substância. Mudanças em Seu nome e obra não provam que Sua substância mudou; em outras palavras, Deus sempre será Deus, e isso nunca mudará.[…] Assim, as palavras “Deus é sempre novo e nunca velho” referem-se à Sua obra, e as palavras “Deus é imutável” ao que Deus tem e é inerentemente. Independentemente disso, você não pode fazer a obra de seis mil anos depender de um único ponto, ou circunscrevê-la com palavras mortas. Tal é a estupidez do homem. Deus não é tão simples como o homem imagina, e Sua obra não pode permanecer em uma só era. Jeová, por exemplo, não pode sempre significar o nome de Deus; Deus também pode fazer Sua obra sob o nome de Jesus. Esse é um sinal de que a obra de Deus está sempre progredindo adiante.

3. Como Deus manifesta Seu caráter justo à humanidade

Por meio de Suas palavras, o Criador foi capaz não só de ganhar tudo o que havia Se proposto a ganhar, e alcançar tudo o que havia Se proposto a alcançar, mas também de controlar em Suas mãos tudo o que havia criado e governar todas as coisas que havia feito sob Sua autoridade, e, além disso, era tudo sistemático e regular. Todas as coisas também viviam e morriam por meio de Sua palavra e, além disso, por meio de Sua autoridade elas existiam em meio à lei que Ele havia estabelecido, e nenhuma estava isenta!

4. As maneiras em que a onipotência e sabedoria de Deus são reveladas primariamente

Desde a existência do gerenciamento de Deus, Ele sempre foi totalmente dedicado a realizar a Sua obra. Apesar de haver ocultado Sua pessoa deles, Ele sempre esteve do lado do homem, fazendo a obra neles, expressando Seu caráter, guiando toda a humanidade com Sua essência e fazendo Sua obra em cada pessoa através de Seu poder, Sua sabedoria e Sua autoridade, e assim, trazendo a existência a Era da Lei, a Era da Graça, e agora a Era do Reino. Embora Deus oculte Sua pessoa do homem, Seu caráter, Seu ser e posses e Sua vontade para com a humanidade são reveladas ao homem incondicionalmente para que o homem veja e experiencie.

5. Por que se diz que a humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado

O Deus encarnado é chamado de Cristo e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus. Seja Sua humanidade ou divindade, ambas se submetem à vontade do Pai celestial. A substância de Cristo é o Espírito, isto é, a divindade. Portanto, Sua substância é a do Próprio Deus, essa substância não interromperá Sua própria obra e Ele não poderia fazer qualquer coisa que destrua Sua própria obra, nem jamais pronunciaria palavras que fossem contra Sua própria vontade.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro