Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

37. Encontrei a verdadeira felicidade

Zhang Hua, Camboja

Nasci em uma família de agricultores comuns. Mesmo que minha família não fosse rica, meu pai e minha mãe se amavam e me tratavam muito bem. Nossa vida familiar era bem abundante e abençoada. Depois que cresci, disse a mim mesma: “Preciso encontrar um marido que me trate bem e preciso ter uma família abençoada e feliz. Isso é o mais importante. Não busco riquezas, só preciso ter uma relação amorosa com meu marido e uma vida familiar tranquila”.

Conheci meu marido através de um conhecido mútuo. Eu não gostava dele porque ele era bem baixinho, mas meu pai e minha mãe o viam com bons olhos. Eles disseram que ele tinha um bom coração e que me trataria bem. Vi que ele tratava as pessoas com muita sinceridade e parecia alguém que trataria bem sua família. Pensei: “Não importa que ele seja meio baixinho. Enquanto ele me tratar bem, está tudo certo”. Como resultado, concordei com o casamento e em 1989 nos casamos. Depois de nos casarmos, meu marido me tratou com muito carinho e cuidou muito bem de mim. Eu também cuidei bem dele e pensava nele em tudo. Depois que nossas duas filhas nasceram, a fim de deixar que meu marido se sentisse tranquilo no trabalho, fiquei em casa para cuidar da família. Depois de um tempo, as duas saíram da aldeia para estudar. Aluguei um lugar para acompanhá-las enquanto estudavam. Se eu pudesse lidar com um determinado assunto, eu não incomodava meu marido com isso. Mesmo que às vezes fosse difícil e eu estivesse cansada, nossa relação como marido e mulher era preenchida com amor mútuo, carinho e consideração e vivíamos uma vida pacífica. Eu sentia que minha vida era muito abençoada.

Naquela época, o dinheiro que meu marido ganhava era suficiente para cobrir nossas despesas diárias. Mesmo que nossa vida fosse um pouco difícil, nunca reclamei com ele. Achava que marido e mulher deviam compartilhar as alegrias e tristezas da vida. Depois disso, a situação econômica no trabalho do meu marido piorou e ele mal conseguia levar para casa metade do seu antigo salário. Logo, não podíamos pagar as taxas escolares das nossas filhas. Em um esforço para aliviar meu marido, pedia dinheiro emprestado aos nossos parentes com frequência. Eu pensava: “Essas dificuldades são temporárias. As coisas vão melhorar”. Por termos pego dinheiro emprestado por tanto tempo, nossas dívidas ficaram cada vez maiores. Meu marido e eu sentimos que a pressão era muito grande. Em 2013, meu marido começou a pensar em ir para o exterior para ganhar dinheiro. Quando ouvi isso, embora estivesse relutante, pensei: “Se ele for para o exterior por dois ou três anos para ganhar dinheiro, podemos pagar algumas das nossas dívidas e melhorar nossa situação familiar. Além disso, nossas filhas estão crescendo e queremos dar-lhes um bom ambiente”. Para o bem da nossa família, concordei em deixá-lo ir ao exterior para trabalhar.

Meu marido foi para o Camboja por três anos. Durante esse tempo, fiquei em casa e cuidei das crianças e dos nossos pais. No início, meu marido sempre ligava para casa e mostrava que se importava com a família. Ele também mandava dinheiro. Depois de um tempo, ele passou a ligar cada vez menos. No final, ficou tão grave que ele não enviava mais dinheiro para casa e se passava muito tempo até ele telefonar. Eu estava preocupada que algo tivesse acontecido com ele. Por isso, levei nossas filhas comigo para irmos vê-lo. Quando chegamos ao Camboja e vi que meu marido estava são e salvo, fiquei muito aliviada. Por ser nossa primeira vez no Camboja, eu estava preparada para ficar lá com nossas filhas por algum tempo e fazer companhia ao meu marido antes de voltarmos para casa. No entanto, descobri que cada vez que acompanhava meu marido fora de casa, as pessoas que o conheciam olhavam para mim com uma expressão estranha. Como não falávamos a mesma língua, eu não sabia o que elas estavam dizendo. Uma semana depois, meu marido trouxe uma criança estranha para me apresentar. Ele disse à criança: “Diga oi à sua tia”. Naquele momento, só consegui olhar fixamente porque não sabia o que estava acontecendo. Quando perguntei ao meu marido, ele me disse que era um filho que teve com uma mulher que conheceu no Camboja. Fiquei muito irritada e não tinha ideia do que fazer. Quando eu o censurei, ele respondeu banalmente: “Isso é muito comum. Muitas pessoas aqui fazem isso!” Quando o ouvi dizer isso, fiquei com tanta raiva que todo o meu corpo tremeu. Eu nunca teria imaginado que meu marido e eu nos amaríamos por tantos anos, e agora ele podia dizer algo tão frio e impiedoso e fazer algo que fosse tão descarado. Com raiva, eu o esbofeteei violentamente duas vezes. A traição dele foi como um trovão em um dia de céu claro. Eu não podia aceitar aquela situação e fiquei paralisada. Sentei no chão e chorei amargamente. Eu me perguntei repetidamente: “Por que ele fez isso comigo? Onde está o marido que eu conhecia? Será que sua promessa de amor eterno, sua ternura e seu cuidado eram falsos?” Eu dei tudo para essa família. Nunca pedi ao meu marido para me dar dinheiro ou prazer material. Porém, agora…” Senti que tinha sido muito humilhada e meu coração estava sofrendo. Era como se eu não pudesse continuar vivendo.

Nos dias seguintes, chorei todos os dias. Desprezei aquela mulher e aquela criança. Eu disse ao meu marido que queria me divorciar e estava preparada para levar minhas filhas para casa e deixar esta “família”. Além de o meu marido não concordar em se divorciar de mim, também não queria deixar aquela mulher. Mais tarde, eu soube que alguns membros da minha família já sabiam que meu marido tinha outra mulher e teve um filho com ela. Ninguém me contou nada a respeito. Senti ainda mais que não vivia com dignidade alguma. Eu me sacrifiquei muito por esta família. Nunca teria pensado que seria retribuída com traição e engano. Meu coração estava despedaçado. Essa traição já era muito dolorosa. O que dificultou ainda mais a minha aceitação foi que as pessoas que conheciam o meu marido olhavam para mim de maneira estranha e até me criticavam. Originalmente, foi meu marido quem me traiu e foi aquela mulher que destruiu minha família. No entanto, agora, aos olhos das outras pessoas, eu era a outra. Não consigo descrever a dor que senti naquele momento. O tempo se arrasta quando alguém está se sentindo miserável. Em um instante, emagreci mais de 10 kg.

No momento em que eu estava totalmente desanimada, encontrei a salvação de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. Quando minha vizinha Lin Ting soube desse incidente, ela veio e pregou o evangelho para mim. Ela disse: “Creia em Deus. Ele pode ajudá-la”. No entanto, tendo sido influenciada pelo ateísmo, como eu poderia crer em Deus? Eu não lhe dei nenhuma resposta. Mais tarde, Lin Ting falou comigo mais uma vez: “Leia as palavras de Deus. Ele pode salvá-la e ajudá-la a se libertar da sua dor...” Ela disse as coisas com tanta sinceridade que fiquei emocionada. Senti vergonha de rejeitá-la mais uma vez e, com isso, recebi um exemplar do livro “A Palavra manifesta em carne”. Abri o livro e li a seguinte passagem: “A humanidade, que abandonou o suprimento de vida do Todo-Poderoso, não sabe por que existe, contudo, teme a morte. Não há apoio nem ajuda, mas a humanidade continua relutante em fechar os olhos, desafiando tudo, arrastando uma existência ignóbil neste mundo em corpos que não têm consciência das almas. Você vive assim, sem esperança; ele existe desta forma, sem nenhum objetivo. Apenas existe o Santo da lenda que virá para salvar aqueles que gemem em sofrimento e anseiam desesperadamente por Sua chegada. […] Quando estiver cansado e começar a sentir a desolação deste mundo, não fique perplexo, não chore. Deus Todo-Poderoso, o Velador, receberá sua chegada a qualquer momento” (de ‘O suspiro do Todo-Poderoso’ em “A Palavra manifesta em carne”). Quando li as palavras sinceras de Deus, chorei e senti que Ele realmente entende a humanidade. Devido à traição do meu marido, eu queria morrer, mas não tive coragem de fazê-lo nem queria morrer assim. Perdi a direção e o propósito da minha vida e até queria desistir de mim mesma. Quando li as palavras de Deus, foi como se eu visse esperança na vida e meu coração tivesse encontrado paz. Mesmo que meu marido tivesse me traído, eu podia confiar em Deus. Eu não estava sozinha. Deus Todo-Poderoso disse: “Quando estiver cansado e começar a sentir a desolação deste mundo, não fique perplexo, não chore. Deus Todo-Poderoso, o Velador, receberá sua chegada a qualquer momento”. Eu queria confiar em Deus porque eu era alguém que estava magoada e não tinha ninguém que se importasse comigo. Eu precisava do abraço Dele. Sentia que os dias eram muito dolorosos e cansativos. Eu não queria continuar assim. Já que Deus entende a humanidade tão bem, com certeza Ele poderia me afastar dessa dor de uma vez por todas. Por causa disso, comecei a ler as palavras de Deus junto com Lin Ting e aprendi a cantar hinos de adoração a Ele. Ela me disse: “Quando você estiver passando por tempos difíceis, ore a Deus e leia as palavras Dele. Ele pode consolar nosso coração ferido”. Fiz o que ela me disse. Quando vi os vídeos de músicas e de hinos que os irmãos e irmãs da Igreja de Deus Todo-Poderoso fizeram, comecei a me alegrar em meu coração. Especialmente quando vi o vídeo “A alegria na boa terra de Canaã”, pois meu coração pulou junto com os irmãos e irmãs que estavam cantando e dançando. A depressão e a dor em meu coração desapareceram gradualmente e um sorriso finalmente começou a surgir. De imediato, senti que esta era a família que eu realmente queria e que a alegria genuína só podia ser encontrada com irmãos e irmãs. Como resultado, entrei para a Igreja de Deus Todo-Poderoso e desfrutei de uma vida de igreja junto com meus irmãos e irmãs.

Mais tarde, li mais algumas palavras de Deus: “Como Satanás tira vantagem das tendências sociais para corromper o homem. Essas tendências sociais incluem muitas coisas. Algumas pessoas perguntam: ‘Elas se referem às roupas que vestimos? Referem-se à última moda, cosméticos, penteados ou comida gourmet?’. Elas são sobre essas coisas? Essas são parte das tendências, mas não desejamos falar sobre isso aqui. Desejamos apenas falar sobre as ideias que as tendências sociais trazem às pessoas, o modo como elas levam as pessoas a se comportarem neste mundo, as metas de vida e as perspectivas que elas trazem às pessoas. Essas coisas são muito importantes; elas podem controlar e influenciar o estado da mente do homem. Uma após a outra, todas essas tendências carregam uma influência maligna que degenera continuamente o homem, fazendo com que ele perca a consciência, a humanidade e a razão de modo contínuo, e que diminui sua moral e sua qualidade de caráter cada vez mais, ao ponto que podemos até dizer que a maioria das pessoas de agora não tem integridade, nem humanidade, tampouco tem consciência e muito menos razão. […] A maioria das pessoas, contudo, no meio de sua inconsciência, serão continuamente infectadas, assimiladas e atraídas por esse tipo de tendência, até que elas todas, sem se darem conta ou involuntariamente, o aceitam e se tornam todas submersas na tendência e controladas por ela. Para o homem que não possui o corpo e a mente sãos, que nunca sabe o que é a verdade, que não sabe a diferença entre coisas positivas e negativas, esse tipo de tendências, uma após a outra, fará com que todos desejem aceitar essas tendências, a visão de vida e os valores que vêm de Satanás. Ele aceita o que Satanás lhes diz sobre como abordar a vida e o modo de viver que Satanás lhe “concede”. Ele não tem a força, nem tem a habilidade, muito menos a consciência para resistir” (de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”). Quando li essa parte das palavras de Deus, pensei no que meu marido tinha me dito: “Isso é muito comum. Muitas pessoas fazem isso aqui!” O pensamento e a opinião do meu marido não são retratados na verdade revelada pelas palavras de Deus de como as más tendências da sociedade corrompem e assimilam as pessoas? Antes de o meu marido deixar o país, ele podia cuidar da família dele, assim como de mim e das nossas filhas. Entretanto, em três curtos anos depois que saiu de casa para trabalhar, ele seguiu totalmente as más tendências da sociedade e traiu sua própria família. Então pensei: “Na sociedade atual, muitas mulheres não acham que ser uma amante é uma questão vergonhosa, mas uma grande capacidade e habilidade”. Muitos homens foram prejudicados pelo seguinte pensamento venenoso: “Boi amarrado também pasta”. De forma descarada, eles têm casos extraconjugais. Por não se desencorajarem pela vergonha, eles são motivados pela glória. Meu marido não quer se divorciar de mim, mas também não quer deixar a outra mulher. Ele não está sendo controlado por esse tipo de pensamento e perspectiva maléficos? Pela leitura das palavras de Deus Todo-Poderoso, eu pude entender isso: na verdade, todo mundo é vítima. Todos foram enganados pelos maus pensamentos de Satanás. É por isso que fomos corrompidos ao ponto de não termos moral e vergonha. O que as pessoas ganharam ao satisfazer seus próprios desejos egoístas? Elas obtiveram a felicidade verdadeira? Quanto ao meu marido e àquela mulher, não acho que sejam mais felizes do que eu. Além disso, nossas filhas são vítimas inocentes. A miséria que minha família encontrou não é o resultado da corrupção e dano de Satanás? Quando penso em mim mesma, se não encontrasse a salvação de Deus, eu também teria sido corroída pelas tendências malignas da sociedade. Já que meu marido encontrou outra mulher, achei que eu também poderia procurar outros homens. Eu não sou uma mulher indesejada em nenhum sentido. Sou grata por Deus ter me salvado no momento em que eu estava prestes a ser engolida por Satanás. Ele me permitiu vir diante Dele e receber Sua proteção. Caso contrário, eu teria sido arruinada pela maré do mal desta sociedade.

Enquanto continuava a ler, as palavras de Deus disseram: “Sempre que Satanás corrompe o homem ou se envolve em um dano descontrolado, Deus não fica impassível, de perto, nem empurra para um lado ou finge que não vê aqueles que Ele escolheu. […] Ele faz muitas coisas pelo homem e com grande custo; o homem não percebe nada desse custo ou dessas coisas que Deus faz e, mesmo assim, tudo o que Ele faz é, na realidade, realizado em cada pessoa individual. O amor de Deus é real: através da graça de Deus, o homem evita um desastre depois do outro, enquanto que, pela fraqueza do homem Deus mostra reiteradamente Sua tolerância. O julgamento e o castigo de Deus permite que as pessoas gradualmente venham a conhecer a corrupção da humanidade e a sua essência satânica. O que Deus provê, Sua iluminação do homem e Sua orientação permitem a humanidade conhecer cada vez mais da essência da verdade e conhecer de maneira crescente do que as pessoas precisam, que estrada devem tomar, para que vivem, o valor e o sentido de suas vidas e como percorrer a estrada à frente. Todas essas coisas que Deus faz são inseparáveis do Seu único propósito original. Qual é, pois, esse propósito? Vocês sabem? Por que Deus usa esses métodos para executar Sua obra no homem? Que resultado Ele quer alcançar? Em outras palavras, o que Ele quer ver no homem e obter dele? O que Deus quer ver é que o coração do homem pode ser reavivado. Esses métodos que Ele usa para operar no homem são para continuamente despertar o coração do homem, despertar o espírito do homem, fazer com que o homem saiba de onde ele veio, quem o está guiando, apoiando, provendo para ele e quem tem permitido ao homem viver até agora; eles são para permitir que o homem saiba quem é o Criador, a quem ele deve adorar, que tipo de estrada ele deve seguir e de que maneira o homem deveria chegar diante de Deus; eles são usados para gradualmente reavivar o coração do homem, de modo que o homem conheça o coração de Deus, entenda o coração de Deus, e compreenda o grande cuidado e pensamento por trás da Sua obra para salvar o homem. Quando o coração do homem é reavivado, ele não deseja mais viver a vida de um caráter degenerado e corrupto, mas, em vez disso, deseja seguir a verdade na satisfação de Deus. Quando o coração do homem tiver sido despertado, ele será capaz de fazer uma ruptura completa com Satanás, para não ser mais prejudicado por Satanás, para não ser mais controlado ou enganado por ele. Em vez disso, o homem pode cooperar com a obra de Deus e com Suas palavras de uma maneira positiva para satisfazer o coração de Deus, alcançando assim o temer a Deus e o evitar do mal. Esse é o propósito original da obra de Deus” (de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”). Das palavras de Deus, entendi que, embora Satanás use todos os tipos de tendências sociais para corromper o homem, Deus não abandonou o Seu povo escolhido. Ele tem obrado em cada pessoa e pagou um preço enorme para dar ao homem graça, misericórdia, cuidado e proteção em abundância. Mesmo que o homem não possa sentir tudo o que Deus faz, Deus é indulgente com a fraqueza e imaturidade do homem. Ele ignora a estupidez e a ignorância do homem e o conduz passo a passo para a família de Deus. As palavras de julgamento, castigo, esclarecimento e liderança de Deus ajudaram o homem a enxergar a perversidade e a impiedade de Satanás a fim de reconhecer que a natureza e a essência do homem foram corrompidas por Satanás. As palavras de Deus também ajudaram o homem a compreender que sua vida se origina Dele e que adorar ao Senhor da criação é correto e apropriado. Além disso, Suas palavras ajudaram o homem a entender a intenção de Deus de salvá-lo e fazê-lo saber como ele pode viver uma vida significativa com base em valores. Assim, o homem pode ter sede de buscar a verdade, rejeitar o caráter corrupto de Satanás, abandoná-lo totalmente e retornar a Deus. Das palavras de Deus, também entendi que só Ele tem uma essência pura e santa. Só as verdades que Deus expressa podem nos permitir ver através dos esquemas e truques de Satanás para corromper o homem. Só Deus pode salvar o homem para que ele seja capaz de se livrar do dano da corrupção de Satanás. Só Deus pode fazer o homem andar na brilhante senda da vida. Sou grato a Deus Todo-Poderoso por me salvar do abismo do meu sofrimento!

Hoje, enquanto continuo lendo mais das palavras de Deus, entendo um pouco da verdade e posso compreender muitas situações. Não odeio mais o meu marido ou aquela mulher. Eles são livres para escolherem o tipo de vida que querem viver. Quanto aos parentes e amigos, consigo lidar com eles com calma. Não culpo mais meus parentes porque todos nós fomos corrompidos por Satanás e somos suas vítimas. Atualmente, participo de reuniões com meus irmãos e irmãs com frequência. Lemos as palavras de Deus, comunicamo-nos e partilhamos nossas experiências individuais. Nós nos beneficiamos diariamente das palavras de Deus. Temos paz e alegria em nosso coração e nossas vidas estão cheias de esperança. Obrigada, Deus Todo-Poderoso, por me guiares pela senda correta da vida e por me dares uma família genuína. Aqui encontrei a verdadeira felicidade! Quero seguir a Deus para sempre!

Anterior:Se eu não fosse salvo por Deus

Próximo:O retorno de um filho pródigo