Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Coleção de sermões: provisão para a vida

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

11. Você precisa entender que a natureza humana é a traição

Deus disse: “A razão por que Satanás foi lançado ao ar por Mim é por ter Me traído; então, como os humanos poderiam se desvencilhar das repercussões disto? Esta é a razão por que a natureza humana é traição.” As palavras de Deus vão direto ao ponto. Elas indicam de maneira objetiva o motivo pelo qual a natureza humana é a traição. Aliás, esse fato é incontestável. O motivo pelo qual Satanás foi lançado aos ares baseia-se na traição. Esse caso aplica-se não só a uma parte dos anjos que foram enganados por Satanás como também à humanidade, que foi coagida e corrompida por ele. Depois que a humanidade foi corrompida por Satanás, ela passou a pertencer a ele por completo, de modo que os homens tornaram-se cúmplices e instrumentos de Satanás. Sem querer, os homens tornaram-se joguetes de Satanás, passando a ser controlados pela vontade dele. Assim, a natureza humana transformou-se por completo na natureza de Satanás, isto é, numa natureza de traição. A verdadeira face da humanidade é idêntica à de Satanás. Satanás deseja ascender ao mais alto posto e controlar tudo. A humanidade também deseja subir ao terceiro céu e exercer o poder junto com Deus. Satanás deseja libertar-se do controle de Deus para poder fazer o que quiser. O homem também deseja pôr Deus de lado, para poder assumir controle completo sobre si mesmo. Satanás quer criar seu próprio céu e sua própria terra, e o homem deseja criar um espaço de lazer só para si. Satanás odeia a Deus, e há muito tempo anseia por derrubá-lo. A humanidade também odeia a Deus de maneira especial, e prega o Deus encarnado à cruz duas vezes. A ambição de Satanás é grande, mas a do homem é ainda maior. Como o homem é diferente de Satanás? Ele é ainda pior do que Satanás. O homem é cruel demais! O homem simplesmente executaria a Deus, sem dar-lhe nenhuma forma de escapar. A natureza de Satanás é a traição. Tudo o que ele faz é traição. A humanidade, que Satanás coagiu e corrompeu, também rejeita, abandona e resiste a Deus. Todos os diferentes tipos de espíritos malignos que seguem Satanás fazem-se passar por anjos de luz e assumem o nome de Deus para enganar e corromper o homem. O objetivo que desejam atingir é evitar a todo custo que a humanidade adore ao verdadeiro Deus Criador. Eles permitem apenas que o homem os adore. A humanidade tem sido corrompida por Satanás e por todos os tipos de espíritos malignos há seis mil anos. Isso fez a humanidade resistir, contradizer e trair a Deus. Além daqueles que adoram Satanás e os demônios, há o ateísmo que impera no mundo, obstruindo de forma significativa cada uma das etapas da obra divina. A humanidade foi profundamente corrompida por Satanás, tornando-se sua personificação. A natureza do homem, logicamente, também é traiçoeira. Todos os comportamentos e ações humanas também traem a Deus.

Também precisamos entender de forma clara o que significa a traição. As palavras de Deus explicam isso de maneira inequívoca: “Em resumo, a traição é uma forma de comportamento em que uma pessoa rompe uma promessa, desrespeita princípios morais ou vai contra a ética humana, o que demonstra uma perda de humanidade.” “A traição não é apenas uma forma de comportamento imoral na superfície, mas é algo que entra em conflito com a verdade. Este tipo de coisa é precisamente a origem da resistência e da desobediência da humanidade para Comigo. É por isso que resumi na seguinte afirmação: A traição é a natureza do homem. Essa natureza é o inimigo natural para que cada pessoa seja compatível Comigo.” A origem dos comportamentos traiçoeiros de resistir e contradizer a Deus deve-se ao fato de que o homem possui uma natureza traiçoeira. Como o homem traiu a Deus e segue Satanás, é capaz de resistir e contradizer a Deus e de violar a verdade. Nós experimentamos a obra do Deus encarnado e vimos com nossos próprios olhos os desafios envolvidos na conquista, por Deus, desse grupo de pessoas de natureza traiçoeira. Deus suportou imensa humilhação por nossa causa, e Sua carne sofreu todo tipo de dor. Por conseguinte, vemos de forma bem nítida que nossa natureza e tudo que fazemos consiste em traí-Lo. No passado, fomos corrompidos por Satanás a ponto de nos tornarmos arrogantes, pretensiosos, cheios de orgulho de nós mesmos e condescendentes. Nosso coração não tem lugar para Deus, e perdemos o senso e a consciência de um ser humano normal. De que forma somos semelhantes a um ser humano? Nós nos tornamos a personificação perfeita de Satanás. Temos sempre opiniões sobre a obra e as palavras de Deus. Desaprovamos isso e objetamos contra aquilo. Sempre achamos que somos bons. Muito embora descubramos que, na verdade, estamos errados, encontramos um motivo para nos defendermos ou convencermos os outros da nossa inocência. Quando cumprimos nossos deveres, acreditamos que temos devoção a Deus, mas em geral agimos sem nos envolvermos, e enganamos a Deus. Tornamo-nos arrogantes depois de termos trabalhado apenas um pouco para Deus. Usamos nosso status para passar sermões nos outros. Apegamo-nos cegamente às vantagens do nosso status e tiramos o máximo proveito de tudo. Nunca temos consciência alguma de nós mesmos. Falamos bem alto, em tom arrogante, e acreditamos que, se estamos com a verdade, podemos ir aonde quisermos. Servimos a Deus, porém, ao mesmo tempo, exaltamo-nos e glorificamo-nos. Também desejamos ser seguidos e obedecidos pelos outros. Ocupamos o lugar de Deus, desempenhando o papel de um anticristo. Pode-se dizer que todos que foram corrompidos por Satanás são assim. Todos trilham essa senda. Nenhum deles é exceção. Essas pessoas não têm uma natureza traiçoeira? Essa não é a natureza de Satanás? Deus forneceu uma definição muito precisa da natureza humana. A natureza humana é a traição. Esse fato foi comprovado acima de qualquer dúvida.

Com uma natureza que trai a Deus, o homem sempre avalia Deus de acordo com suas próprias noções. Além disso, é fácil para ele ter noções sobre o que Deus faz. De forma inconsciente, ele começa a contradizer e a resistir a Deus. Se o homem possui uma natureza que trai a Deus, naturalmente ele abandonará a Deus em todos os tipos de ambientes, e buscará sua própria senda. Ele trairá a Deus, preferirá as coisas materiais a Deus e afastar-se-á de Dele. Com uma natureza de traição, o homem, decerto, pensará em como obter vantagem em todas as situações, e não em levar em consideração as intenções de Deus. Os comportamentos e ações do homem podem comprovar que ele não possui lugar para Deus em seu coração. Se ao homem fossem dadas algumas escolhas, ele não reservaria nem mesmo o último lugar para Deus. O que isso indica? Indica que o homem está traindo a Deus, e que é muito difícil para ele colocar em prática a verdade e satisfazer a Deus uma vez que seja. Ainda que o homem volte para Deus hoje, seja santificado, ganhe a proteção Dele e se liberte da influência de Satanás, como sua natureza é de alguém que trai a Deus, todos os seus comportamentos e ações ainda serão profundamente traiçoeiros. Seu sangue e seus ossos ainda estarão repletos do veneno satânico da traição. Em verdade, é mais fácil mover montanhas e rios do que mudar a natureza do ser humano. Mesmo quando o homem possui a obra do Espírito Santo, muito embora ele tenha a coragem de buscar uma compreensão da verdade e esteja disposto a gastar por Deus, ele ainda possui impurezas demais. Ele contradiz e resiste demais a Deus. Ele faz coisas más e egoístas em excesso. Ele não coloca muito a verdade em prática. Não tem amor por Deus e nem consideração pelas intenções Dele. Ele não defende a obra da família de Deus, nem obedece a Deus. O que isso indica? Indica que a natureza do homem é a traição. Não admira que, no fundo do seu coração, o homem diga que é muito difícil amar a Deus e ser um ser humano. Trair a natureza carnal é a coisa mais difícil de se fazer. Para buscar uma mudança no seu caráter, o homem deve, obrigatoriamente, buscar uma compreensão da substância de sua natureza traiçoeira. Quando Deus revelou a substância da natureza do homem, Ele disse: “A natureza do homem é completamente diferente da Minha essência; isto porque a natureza corrupta do homem se origina inteiramente de Satanás e a natureza do homem foi processada e corrompida por Satanás. Quer dizer, o homem sobrevive sob a influência de sua maldade e feiura. O homem não se cria em um mundo de verdade ou em um ambiente sagrado e, além disso, não vive na luz. Portanto, não é possível que a verdade seja possuída de maneira inata no âmbito da natureza de cada pessoa e, além disso, as pessoas não podem nascer com uma essência temente a Deus e obediente a Deus. Ao contrário, são possuídas por uma natureza que resiste a Deus, desobedece Deus e não tem amor pela verdade. Esta natureza é o problema do qual quero falar: traição”. Essa é a essência que cada um de nós precisa entender quanto à nossa natureza. Como o homem existe sob a influência horrenda e maléfica de Satanás, e cresceu envolto em corrupção satânica, a natureza de Satanás se enraizou profundamente na carne do homem há muito tempo. Não é fácil libertar-se dela. Uma vez que o homem tenha experimentado a obra de conquista de Deus, esse ponto fica ainda mais claro: é muito fácil para o homem trair a Deus. Quando o homem resiste e contradiz a Deus, ele o faz de forma inconsciente. O homem comete traição involuntária contra Deus porque a natureza humana é traiçoeira. Ninguém pode se libertar dela. Se Deus não tivesse vindo realizar Sua obra, o homem não poderia salvar-se de jeito nenhum. Depois que o homem foi corrompido por Satanás, ele passou a ter uma natureza que resiste a Deus, desobedece a Ele e não ama a verdade. Se o homem possui esse tipo de natureza, ele é alguém que trai a Deus. Pelas ações e comportamentos do homem, não podemos ver uma essência de reverência e obediência a Deus. Na verdade, o que vemos é o oposto; o que podemos ver é uma natureza que resiste e contradiz a Deus e não ama a verdade. Todos deviam examinar-se de forma minuciosa e verificar se seu próprio comportamento e suas ações resistem e contradizem a Deus, e se há verdade neles. Então poderão ver com clareza a natureza corrupta do homem. Permitam-me apresentar-lhes dois exemplos. Ambos são coisas de pouca importância, mas muito comuns, e que bastam para explicar o problema. Havia um líder que costumava dizer, ao comungar com outros irmãos: “Depois que o fulano ou o beltrano fizeram aquilo, fiquei com uma má impressão dele. Fulano ou beltrano me deram uma má impressão”. Ele gosta de falar sobre a impressão que as outras pessoas lhe causaram. Existe verdade nisso? Será que a impressão dele é tão importante assim? A impressão dele pode substituir o caráter de Deus? Esteja a impressão dele correta ou não, o obreiro que fez esses comentários é insensato. Isso indica que sua natureza é arrogante, repleta de orgulho e de presunção. Isso não revela uma natureza que resiste a Deus, contradiz a Ele e não ama a verdade? Também há alguns líderes que costumam dizer, enquanto trabalham: “Faça isso para mim. Faça aquilo para mim. Faça um bom trabalho para mim, senão tenho o direito de repreendê-lo”. Essas palavras revelam um caráter arrogante e orgulhoso. Muito embora estas sejam coisas de pouca importância que acontecem na nossa vida cotidiana, elas, sem dúvida, revelam uma natureza que resiste e contradiz a Deus e não ama a verdade. Só escolhi duas ocorrências comuns e de pouca importância para analisar algo a que as pessoas não costumam prestar atenção. Quanto ao fato de as pessoas julgarem e contradizerem a Deus em segredo, essas são coisas óbvias demais, e não precisam ser analisadas. Qualquer um pode distingui-las. Seja você um líder ou um crente normal, você deve refletir com frequência sobre si mesmo e analisar muito bem suas ações. Apenas depois disso será capaz de compreender de maneira mais profunda como é a sua natureza. Apenas buscando dessa maneira você será capaz de obter uma mudança no seu caráter e se tornar compatível com Deus. Pode-se dizer que ninguém entende bem sua própria natureza. As pessoas, basicamente, não a enxergam com clareza. Senão, não fariam tantas coisas insensatas, que fazem com que Deus as despreze, sinta-Se indignado e não deseje Se unir a elas.

Ao mesmo tempo em que buscamos a verdade para obter a salvação de Deus, devemos nos lembrar bem das palavras Dele: “Todas as almas corrompidas por Satanás estão sob o controle do império de Satanás. Apenas aqueles que acreditam em Cristo foram separados, salvos da esfera de influência de Satanás e trazidos para o reino de hoje. Estas pessoas já não vivem sob a influência de Satanás. Ainda assim, a natureza do homem continua enraizada na carne do homem. Quer dizer, apesar de a sua alma ter sido salva, sua natureza ainda mantém a antiga aparência e a chance de que vai Me trair continua sendo de 100%. É por isto que a Minha obra é tão duradouro, porque a sua natureza é tão inabalável. Agora vocês todos sofrem o máximo possível ao cumprir seus deveres, mas o fato inegável é o seguinte: cada um de vocês é capaz de me trair e retornar ao império de Satanás, a sua esfera de influência e retornar a suas vidas antigas. Nesse momento, não lhes será possível ter qualquer resquício de humanidade ou a aparência de um ser humano como têm agora. Em casos sérios, vocês serão destruídos e, além do mais, amaldiçoados por toda a eternidade para nunca mais encarnar e para ser castigados com severidade. Este é o problema que se apresenta a sua frente.” Hoje em dia, nossa fé e nossa busca estão enfrentando um grande desafio. A compreensão de nossa própria natureza traiçoeira é de importância fundamental para toda e qualquer pessoa. Essa é a questão mais profunda no que diz respeito à compreensão de nós mesmos. Além disso, é algo que precisamos ter para buscarmos uma mudança em nosso caráter. Também precisamos entender como resolver o problema da realidade, o estado muito perigoso que estamos enfrentando, para satisfazer as exigências finais de Deus. Esse é um assunto de importância vital que exige atenção imediata. Este é o momento final para recebermos a obra de salvação de Deus. Se nossa fé em Deus pode ser bem-sucedida ou não é algo que depende, acima de tudo, de podermos ou não satisfazer as exigências finais de Deus.

Anterior:Entender a vontade de Deus e buscar o propósito de Deus

Próximo:Os cinco critérios para ser testemunha

Coisas que talvez lhe interessem