Como buscar o amor de Deus

Como as pessoas devem praticar e ganhar entrada a fim de verdadeiramente se voltar para Deus e satisfazer a Deus?

Voltar-se verdadeiramente para Deus é algo que se alcança satisfazendo a Deus; se você for verdadeiramente capaz de satisfazer a Deus, então será mais eficaz em voltar-se para Deus e, assim, se voltará verdadeiramente para Deus. Em que estado as pessoas estão quando se voltam verdadeiramente para Deus? E como elas devem praticar para satisfazer a Deus? Essas são questões críticas. A teoria de satisfazer a Deus não é difícil de entender: você pratica a verdade, age como Deus pede e obedece a Deus – é assim que isso é explicado na teoria. Mas como você pratica no momento? Isso se relaciona com os princípios da prática; entender a teoria é inútil, não tem efeito algum se você não tiver os princípios da prática. Então, qual é o princípio da prática? Fazer tudo com oração.

Quando você pode verdadeiramente orar a Deus, depender de Deus e obedecer a Deus, como tudo isso é alcançado? Treinando a si mesmo, problema a problema. E como você treina a si mesmo? Traga seu problema diante de Deus e ore, tente entender a vontade de Deus, busque a verdade, comungue com Deus e permita que Deus o guie, permita que ele o ilumine e esclareça. Que efeito é alcançado no final? Você compreende a vontade de Deus e entende como praticar a fim de satisfazer a Deus. Desde o momento em que você traz seu problema diante de Deus pela primeira vez para orar até o momento em que você está finalmente apto a compreender a vontade de Deus, saber como praticar a verdade a fim de satisfazer a Deus e pôr um fim ao problema, este processo leva, no mínimo, três ou cinco dias, e, no máximo, algumas semanas ou um mês. Esse é o tempo que levará caso seja algo normal; se for algo realmente importante, como largar seu emprego para se despender por Deus em tempo integral, isso não é algo que levará algumas semanas ou um mês, e você pode ter de orar e buscar por três ou cinco meses. Algumas pessoas perguntam: “Se levar três ou cinco meses de busca e oração, eu terei que orar assim 24 horas por dia?” Não precisa. Durante esse período, pode haver momentos em que você ora assim, pode haver momentos em que você espera por Deus, pode haver momentos em que você contempla esse aspecto da verdade nas palavras de Deus, pode haver momentos em que você encontra alguém com quem ter comunhão a respeito de como praticar esse aspecto da verdade. Quando você fizer tudo isso, haverá um efeito no final; você compreenderá a vontade de Deus, saberá o que fazer e dependerá de Deus para lidar com o problema. Se, ao lidar com ele, do início ao fim, você buscar a vontade de Deus e buscar a verdade com um coração de oração e, no fim, encontrar a senda para a prática, então você não dependeu verdadeiramente de Deus e obedeceu a Deus nessa questão? Quais problemas graves você verdadeiramente resolveu orando a Deus e dependendo de Deus? E quantas vezes você já teve essas experiências? E será que alguma delas foi uma experiência completa? Se você verdadeiramente teve uma experiência completa, qual efeito ela teve sobre você? Você contemplou os atos milagrosos de Deus? Você viu a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo? Você sentiu a liderança e a direção do Espírito Santo? Se você ganhar confirmação dessas coisas, então experimentou esse aspecto; você provou a doçura da obra do Espírito Santo, sabe o que significa ser guiado pelo Espírito Santo, sabe o que significa buscar a vontade de Deus, sabe como o Espírito Santo ilumina e esclarece as pessoas, sabe como o Espírito Santo guiou suas ações nessa questão e, por fim, é capaz de ver os atos de Deus, e você diz: “Do lado de fora não havia som nem nada de sobrenatural, mas eu realmente contemplei os atos de Deus”, que é o efeito de sua dependência de Deus. E, após experimentar tais coisas muitas vezes, você sabe o que significa depender de Deus, sabe o que significa agir pelas palavras de Deus, sabe como aceitar o escrutínio de Deus em tudo o que você faz e como compreender a vontade de Deus, como praticar estando atento à vontade de Deus e sabe o que significa viver diante de Deus. Se você não tem a menor experiência em tais coisas, então o que você pratica não passa de cerimônia religiosa; depois de orar, você ainda segue sua própria vontade e pensa: “Farei o que eu quiser, farei aquilo que me beneficiar, farei o que parecer certo para mim.” Se você faz isso, sua oração não é uma experiência genuína. No hino que acabamos de cantar, havia as palavras: “Quanto mais você satisfizer a Deus, mais o seu coração pode se voltará para Ele”. Se você não experimentou essas palavras, você nunca satisfez a Deus e nunca dependeu de Deus em coisa alguma; quando você diz que satisfaz a Deus, isso é um absurdo, você está mentindo – você entende isso? Algumas pessoas dizem: “Eu oro por muitas questões, mas em nenhuma delas eu vi os atos de Deus, nem vi Deus iluminar-me, esclarecer-me ou guiar-me.” Isso mostra que você não sabe como depender de Deus, que você não sabe como esperar por Deus, que você só sabe agir sem se envolver. Qual é a inclinação da maioria das pessoas em certos momentos? Logo após orar a Deus, elas olham para ver se serão iluminadas ou esclarecidas, se serão tocadas pelo Espírito Santo, se o Espírito Santo lhes revelará algo. É certo fazer isso? Você não experimentou; sua imaginação faz com que você pense que, após orar, o Espírito Santo revelará imediatamente algo a você, que ele irá em frente e falará com você – mas você está errado, pois o Espírito Santo não age dessa maneira. Depois de orar, você se sente em paz, e o que esse “em paz” significa? Significa que é bom fazer isso, que é OK, que é certo. Se você é capaz de trazer seu problema diante de Deus para orar, então já está se saindo muito bem – mas você ainda não sabe quando Deus permitirá que você compreenda, quando Ele o esclarecerá; pode ser que um dia você entenda de repente e diga para si mesmo: “Eu sei o que fazer, meus olhos de repente foram abertos para este assunto, e eu sei qual é a coisa certa a fazer.” Veja – isso não foi feito pelo Espírito Santo? Foi. E você sabe quando o Espírito Santo age? Não há como saber. E o que você deve fazer se não sabe? Depois de orar, você mantém isso em mente e, quando não houver mais nada que o preocupe, você pensa sobre o que fazer a respeito e qual é a coisa certa a fazer. Pode ser que, após contemplar isso três ou cinco vezes, você ainda não tenha uma resposta. Se você não conseguir encontrar a senda, pare de pensar sobre isso; pode muito bem chegar um momento em que você de repente entenderá, uma vez que, após orar, você buscou em seu coração e esperou em seu coração, e Deus sabia. Deus não demora, pois Ele é Deus; e, em algum tempo desconhecido, Ele fez com que você entendesse, Ele o despertou. Naquele momento, você sentiu como se seu coração tivesse sido iluminado e disse: “Ah! Agora eu entendo. Eu sei o que fazer.” E isso não é obra do Espírito Santo? Esse é o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo. De repente, há uma luz, e isso acontece em um momento desconhecido para você. Pode ser que, um dia, você entenda o problema assim que despertar ou que, um dia, você de repente o entenda enquanto estiver pensando em outra coisa. E assim, quando você realmente tem um problema e ora a Deus, em algum momento desconhecido – um dia ou metade de um dia, ou dois ou três dias, ou algumas semanas após orar – você entenderá o que fazer, e isso é o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo. Tudo o que envolve esclarecimento e iluminação é o Espírito Santo guiando você e o aperfeiçoando, e, quando você vê que isso vem do Espírito Santo, você pensa consigo mesmo que Deus é amor, e sua fé cresce ainda mais. Lembre-se: de agora em diante, quando você orar, deve orar dessa maneira e esperar dessa forma, e um tempo virá em que você entenderá, pois Deus não demora. Se, em muitas coisas, você orar assim e depender de Deus quando agir, então “Quanto mais você satisfizer a Deus, mais o seu coração pode se voltará para Ele”. Você satisfez a Deus, você experimentou determinado problema e ganhou o conhecimento de Deus, e você diz: “Deus escuta a oração das pessoas, Ele age! Quem diz que, quando as pessoas oram, o Espírito Santo nada faz? Agora eu sei que Ele de fato age.” Mas as pessoas têm de esperar! Ele não segue as regras do homem. Cedo ou tarde, Ele permitirá que você entenda, e não importa se você é estúpido; de repente, você verá a luz, seus olhos serão abertos. Deus realmente não demora, e, assim, quanto mais seu coração se volta para Deus, mais disposto você fica a depender de Deus e orar a Deus, e você dirá: “Eu oro a Deus em tudo. Não há como eu errar quando Deus guia minhas ações. É absolutamente melhor do que seguir minha própria vontade, cem vezes melhor.” E, nisso, seu coração não retornou completamente para Deus? Você provou a doçura, e é apropriado que você tenha experimentado essas palavras dessa maneira. Quando você experimentou isso e tem tal conhecimento, então as palavras “Quanto mais você satisfizer a Deus, mais o seu coração retornará para Deus” são confirmadas. E, quando seu coração se volta para Deus, você é capaz de amar a Deus? Sem dúvida, sim – pois viu que “Deus é tão amável, Deus realmente ouve as orações e nunca demora. Eu não tinha essa fé antes, mas agora, depois de experimentar essas poucas coisas, eu entendo. Deus é todo-poderoso!” Você só precisa esperar; quando seu coração realmente entregar as coisas a Deus, se você for realmente capaz de esperar por Deus, então Deus certamente não demorará. Ninguém é mais confiável do que Deus; tudo o que Ele faz com o homem é amar, Ele realmente se importa com o homem. Quando você tem tal conhecimento de Deus em seu coração, você sentirá que Deus é amável, confiável e digno de veneração. Logo, cada vez que você tem uma experiência assim, seu amor por Deus cresce um pouco mais, e, da próxima vez que você tiver tal experiência, ele crescerá mais um pouco novamente; seu amor por Deus cresce cada vez mais até que finalmente chega ao ponto em que você diz: “Devo fazer todas as coisas com a aprovação de Deus; devo primeiro orar, buscar a vontade de Deus e agir sob a orientação do Espírito Santo e nada devo fazer segundo a minha própria vontade.” É assim que se toma a senda de amar a Deus; é assim que o amor a Deus é produzido. Tente experimentar essas palavras de Deus – quanto mais você as experimentar, melhor. Em “Quando você alcança um ponto, quando seu coração se volta para Deus”, a que “quando seu coração se volta para Deus” se refere? Um aspecto de voltar-se para Deus é que você tem uma sensação cada vez maior de que Deus é amável, confiável e digno de veneração. Após seu coração voltar-se para Deus, se você tiver um conhecimento mais profundo de Deus, você pertence a Ele e foi ganho por Ele. Logo após se voltar para Deus, você ainda tem de ser ganho por Deus – mas quando você se volta para Deus por mais tempo e experimenta mais, orando assim em muitos assuntos, você será capaz de ver que o Espírito Santo o ilumina dessa maneira e contemplará os atos milagrosos de Deus. Não haverá palavras, nada de sobrenatural, nenhum som, mas Deus realmente está agindo; Ele está despertando nossa mente estúpida, Ele está permitindo que nós, que somos lentos e estúpidos na fala, entendamos a vontade de Deus; Ele está permitindo que nós, os mais ignorantes dos seres, saibamos como agir em conformidade com a vontade de Deus. Deus é tão amável. E, nisso, você não passou a conhecer a Deus? Quanto mais as pessoas conhecem a Deus, mais próximo seu coração está Dele e mais compatíveis elas são com Ele. Quando seu conhecimento Dele chegou ao ponto em que você nunca mais pode estar separado Dele, você ainda poderia se opor a Deus? Você ainda poderia estar disposto a desafiar a Deus? Você ainda poderia querer fugir de Deus? O que você sentirá é isto: “Não estou disposto, não importa o quê. Não farei isso, não importa quanto dinheiro você me dê. Quero apenas me despender por Deus e obedecer a Deus e eu ficaria feliz em fazê-lo mesmo se eu não ganhasse um único centavo com isso ou tivesse de dar a minha vida. Ser um oficial, status, dinheiro – são coisas inúteis, um monte de esterco. Eu nada ganho por me despender por Deus, mas eu desfruto algo do amor de Deus e ganho um pouco de conhecimento de Deus, e esta é a minha felicidade eterna, meu conforto eterno, meu gozo eterno.” No final, você é abençoado tão grandemente por Deus que palavras não são suficientes.

Anterior: Como buscar a verdade e entrar na sua realidade

Próximo: As coisas-chave que se deve ganhar por meio da crença em Deus

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro