Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Coleção de sermões: provisão para a vida

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

29. A realidade da verdade em que você deve entrar para tratar de questões com princípios

Deus exige que as pessoas tratem de questões com princípios e isso é crucial para que o povo escolhido de Deus entre na realidade da verdade. Tratar de questões sem princípios significa fazer as coisas por vontade própria; isto é, não praticar a verdade. A expressão fundamental de alguém sem a verdade é que ele trata de questões sem princípios; independentemente da questão da qual esteja tratando ou do dever que esteja cumprindo, ele apenas age por vontade própria, faz o que lhe convém, age negligentemente, simplesmente não busca a verdade nem discute com os outros. Consequentemente, tudo o que faz é realizado de uma maneira que contraria a verdade e desafia a Deus. Aqueles com uma humanidade um pouco melhor só conseguem se apegar teimosamente a regras e aplicá-las mecanicamente, sem quaisquer princípios. Embora possivelmente não estejam fazendo nada obviamente maligno, estão simplesmente em desacordo com a verdade. Se alguém compreende genuinamente a verdade, é capaz de tratar de questões com princípios e sabe como praticar a verdade e aderir a princípios no cumprimento de seu dever. Às vezes, quando não compreende a verdade, é capaz de buscá-la e confia em sua consciência para aderir aos princípios fundamentais de defender a obra de Deus e beneficiar Seu povo escolhido. Tal prática pelo menos está de acordo com a verdade e não contra ela. Se alguém está ou não praticando a verdade depende basicamente de se ele trata ou não de questões com princípios, em conformidade com a verdade e de uma maneira que defende a obra de Deus. Isso é de fato fundamental e é a maneira mais precisa de discernir se alguém está ou não de posse da realidade da verdade. Por exemplo, alguns líderes e obreiros são incapazes de comunicar a verdade para resolver problemas, e nem apoiam nem sustentam pessoas boas que sinceramente creem em Deus e que são capazes de buscar a verdade. Até mesmo atacam e excluem pessoas boas que são capazes de fazer algum trabalho prático e têm absoluta necessidade de apoiar pessoas malignas que percorrem a senda do anticristo, que podem ser talentosas, mas não têm a mínima realidade da verdade. Para alcançar seus objetivos eles sempre distorcem os fatos e confundem o certo com o errado, o que resulta no crescimento do mal e na repressão a pessoas boas. Líderes e obreiros assim não têm a mínima realidade da verdade e são os que desafiam a Deus e percorrem a senda do anticristo, pura e simplesmente. Para avaliar se um líder ou obreiro tem ou não posse da realidade da verdade: primeiro, depende de se ele exalta ou não a Deus, dá testemunho Dele e usa a verdade para resolver problemas; segundo, depende de que tipo de pessoa ele eleva e cultiva, que tipo de pessoa ele representa e apoia e que tipo de pessoa ele ataca e reprime – essa é a melhor maneira de revelar se alguém é bom ou mau e a questão de qual senda exatamente ele percorre. Se não for decente, respeitável, honesto e íntegro, se não for alguém com integridade moral, então será incapaz de realizar o trabalho positivo de apoiar pessoas boas e prover os que buscam a verdade, de comunicar a verdade para resolver os problemas práticos do povo escolhido de Deus e de genuinamente prover Seu povo escolhido e conduzi-lo à realidade da verdade. Porque se alguém cultivar más intenções e sua humanidade for ruim, certamente não terá posse da realidade da verdade e tudo o que fizer estará em desacordo com a verdade e certamente irá contra ela e desafiará a Deus. Se você o discernir conscienciosamente, certamente verá que a maior parte do trabalho que faz é negativa. Somente pessoas boas que realmente buscam a verdade podem ajudar e apoiar pessoas boas a percorrer a senda correta; são certamente capazes de tratar as pessoas de maneira justa e imparcial, de acordo com os princípios da verdade, e certamente são capazes de realizar bastante trabalho positivo como usar a verdade para resolver problemas e apoiar e cultivar pessoas boas – a maior parte do trabalho que fazem é positiva. Isso basta para mostrar que somente pessoas boas podem genuinamente buscar a verdade e percorrer a senda correta, que somente pessoas boas podem realizar trabalho positivo ao cumprir seu dever e servir a Deus, e que as pessoas que elas apoiam, provêm e cultivam certamente são pessoas boas que amam a verdade. Mesmo que os que genuinamente amam a verdade possam não ser capazes de compreender totalmente a verdade, contanto que confiem em sua consciência para tratar de questões e tenham boas intenções, serão absolutamente incapazes de cometer os atos malignos de oprimir a justiça e apoiar a maldade, e absolutamente incapazes de realizar trabalho que prejudique o povo escolhido de Deus ao invés de beneficiá-lo. Serão capazes apenas de agir em benefício do povo escolhido de Deus e de modo definitivo. Há um ditado que diz: “A justiça vive no coração do homem”. Pessoas bondosas que realmente têm consciência sabem naturalmente o que são justiça e integridade e o que as pessoas habitualmente aspiram alcançar. Mesmo que pessoas maliciosas saibam quais ações estão de acordo com a verdade, ainda assim não conseguem colocá-las em prática e involuntariamente fazem o mal e desafiam a Deus – isso é determinado pela natureza satânica do homem. Todos os que apoiam e proveem as pessoas que foram realmente escolhidas por Deus, que elevam e cultivam boas pessoas e que abatem o mal, somente eles são bons líderes que têm a obra do Espírito Santo; todos os que não usam a verdade para resolver problemas para o povo escolhido de Deus, que apoiam e elevam pessoas más e que atacam e reprimem pessoas boas são falsos líderes que percorrem a senda do anticristo; todas as pessoas cujas ações são sempre trabalho positivo que beneficia o povo escolhido de Deus são os líderes e obreiros que estão de acordo com a vontade de Deus; todos os que fazem trabalho negativo que reprime e prejudica o povo escolhido de Deus são falsos líderes e obreiros. Ao discernir líderes e obreiros dessa maneira, você não poderá errar de maneira alguma. Se as pessoas escolhidas por Deus são ou não capazes de discernir entre líderes e obreiros genuínos e falsos tem influência direta na senda que percorrem e se alcançarão a salvação e serão aperfeiçoados ou não; o povo escolhido de Deus deve ter clareza sobre essa questão.

Atualmente, a maioria das pessoas escolhidas por Deus é incapaz de encontrar os princípios de prática exatos na maior parte das 162 questões e isso basta para mostrar que a maioria das pessoas ainda não entendeu genuinamente a verdade nem entrou na realidade. Quando confrontados com essas 162 questões, todos são expostos e conseguem perceber que estão verdadeiramente empobrecidos, cegos e nus. O coração da maioria das pessoas está confuso: “Antigamente eu entendia tudo, então por que não consigo encontrar os princípios de prática nessas questões? Os princípios de prática são tão difíceis assim de determinar?” Na verdade, para os que compreendem a verdade, eles são simples e fáceis. Porque, normalmente, a maioria das pessoas sabe falar doutrinas bem e diz frases vazias sem se concentrar na realidade. Quando se deparam com questões relacionadas à essência da verdade, ficam atônitas. Essa é precisamente a situação em que um único caso pode confundir um herói se ele não tiver a verdade. Agora, a maioria das pessoas cumpre seus deveres, resolve problemas e trata de questões de uma maneira que carece de princípios e até mesmo não tem princípio algum. Sempre contrariam a verdade e agem por vontade própria. Sem a verdade, algumas pessoas chegam a agir de maneira descontrolada e hipócrita, e são de fato realmente lamentáveis. A humanidade corrupta que não busca a verdade é tão lamentável e todos os que creem em Deus, mas O desafiam e não buscam minimamente a verdade são realmente tolos, absurdos e ridículos!

Portanto, como alguém pode determinar com precisão os princípios de prática de uma verdade? Primeiro, ele deve buscar onde se encontra a realidade da verdade, ter uma noção da realidade contida na verdade relativa à questão e determiná-la, e assim encontrará facilmente os princípios de prática. Se você não compreender as verdades dessas questões, será incapaz de determinar seus princípios de prática. Não faz sentido confiar apenas na sua imaginação para formular regras. Apegar-se obstinadamente a regras não é praticar a verdade, porque regras não são princípios de prática. Se você quiser compreender a verdade, deverá esclarecer os vários aspectos da realidade fundamental que compõem a verdade; deverá também ter conhecimento da relação entre o valor prático e a importância da verdade e a humanidade normal, saber por que Deus exige que pratiquemos a verdade e entremos na realidade dessas verdades dessa maneira, e saber qual é a importância prática dessas verdades. Isso diz respeito à questão da imagem de uma pessoa genuína e à questão da essência da vida de uma pessoa. Somente quando alguém possuir a essência da verdade em sua vida – isto é, a realidade das coisas positivas – é que ele possuirá a imagem de uma pessoa genuína. Portanto, sua imagem genuína é composta pela realidade dessas verdades. Por exemplo, as pessoas devem possuir muitas realidades da verdade em sua relação com Deus. Não podem deixar de ter fé, reverência, confiança, obediência, devoção, conhecimento nem adoração; pelo contrário, essas realidades da verdade da fé, reverência, confiança, obediência, devoção, conhecimento e adoração a Deus do homem deveriam ser as partes integrantes da vida de uma pessoa. No momento em que essas realidades mais fundamentais da verdade se tornam a essência da vida de alguém, ele naturalmente vive a imagem de uma pessoa genuína. Obviamente, há muito mais realidades da verdade nas palavras de Deus que são partes integrantes da realidade da vida de uma pessoa, e para viver uma genuína semelhança humana uma pessoa honesta deve também ser honesta, honrar a palavra e ter integridade, dignidade e compaixão. Isso é também o que Deus exige e, naturalmente, é também uma realidade da verdade que alguém deveria possuir. Para ser compassiva, uma pessoa deve respeitar os outros, ser atenciosa, tolerante, paciente e compreensiva e ter misericórdia pelos outros. A realidade dessas coisas positivas é tanto a verdade quanto a vida e elas são a realidade que deve ser possuída pela humanidade normal. Se alguém carece de algum desses aspectos, ela não é completa. A imagem de uma pessoa genuína é composta por essas muitas realidades da verdade. Portanto, para a humanidade corrupta, a exigência de Deus de que tratemos de questões com princípios e entremos na realidade da verdade representa tanto a salvação quanto o aperfeiçoamento, e tal modo de Deus salvar a humanidade é verdadeiramente muito significativo. Pode-se ver que se as pessoas não buscarem a entrada na realidade da verdade, serão incapazes de alcançar essas verdades como sua nova vida e de viver uma verdadeira semelhança humana. Serão apenas pessoas que não creem genuinamente em Deus e que não serão salvas nem aperfeiçoadas.

Agora, o povo escolhido de Deus começou a se concentrar na busca da verdade e na entrada na realidade. Se você for capaz de totalmente compreender, captar, praticar e aplicar as verdades e os princípios de prática nessas 162 questões, se você se sentir à vontade e tiver as habilidades necessárias, seguramente cumprirá seu dever e servirá a vontade de Deus, e dessa forma compreenderá de fato a verdade e entrará na realidade. Se, com essas 162 questões, você for capaz de tratar de questões com princípios, estará inteiramente de acordo com a vontade de Deus; dessa forma, você terá de se preocupar se será ou não salvo e aperfeiçoado?

Os princípios de prática dessas 162 questões estão resumidos e ordenados abaixo:

1. Os princípios da crença em Deus

1. Você deve experimentar a obra de Deus e obedecer a ela com base na crença de que Ele criou todas as coisas e detém soberania sobre todas as coisas;

2. Você deve priorizar a prática de comer e beber as palavras de Deus e obedecer a todo o julgamento, castigo, provação, refinamento, poda e tratamento de Suas palavras;

3. Ao experimentar a obra de Deus, você deve cumprir o dever de um ser criado a fim de alcançar a compreensão da verdade e a entrada na realidade;

4. Você deve buscar a verdade para alcançar a salvação e obter a orientação e o aperfeiçoamento da obra do Espírito Santo.

2. Os princípios de experimentar e obedecer à obra de Deus

1. Aceite e obedeça a todo o julgamento, castigo, poda, tratamento, provações e refinamento de Deus; nunca tente evitá-los, negligenciá-los nem permita que sejam em vão;

2. Aceite e obedeça a todas as verdades expressas por Deus para que Suas palavras e a verdade se tornem a realidade de sua vida;

3. Obedeça à liderança e ao pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo e cumpra seus deveres de acordo com os princípios prescritos pelos arranjos de trabalho;

4. Obedeça à iluminação, ao esclarecimento e à orientação interior do Espírito Santo e obtenha Sua orientação e aperfeiçoamento.

3. Os princípios de buscar o conhecimento de Deus

1. Você deve comer e beber todas as palavras de Deus para alcançar uma compreensão da verdade e conhecer o significado e o propósito das três etapas da obra de Deus;

2. Você deve obedecer ao julgamento, castigo, provações e refinamento de Deus para alcançar o conhecimento de Seu caráter justo e essência de vida;

3. Você deve obter a orientação da obra do Espírito Santo e percorrer a senda de Pedro da busca da verdade e do aperfeiçoamento e ser capaz de buscar o verdadeiro amor a Deus;

4. Você deve praticar exaltar a Deus e dar testemunho Dele de acordo com Suas palavras e a verdade, e você deve usar a verdade para resolver problemas a fim de trazer as pessoas perante Deus.

4. Os princípios de manter um relacionamento normal com Deus

1. Primeiro, você deve entregar seu coração a Deus e permitir que Ele assuma o controle, praticar com frequência a verdadeira oração e associação com Deus e obter a orientação da obra do Espírito Santo;

2. Você deve comer e beber frequentemente as palavras de Deus, comunicar a verdade, praticar a verdade e cumprir seu dever a fim de retribuir o amor de Deus;

3. Em todas as coisas você deve cultivar intenções corretas, aceitar o escrutínio de Deus e colocar os interesses de Sua família em primeiro lugar. Você não deve fazer planos para si mesmo e deve obedecer aos arranjos de Deus;

4. Você deve buscar a verdade em todas as coisas, buscar amar a Deus em seu coração e praticar o amor a Ele, e permitir que Ele assuma o controle e detenha o poder em todas as coisas.

5. Os princípios de cumprir o dever lealmente

1. Você é capaz de cumprir todos os deveres que deve cumprir. Você trata a comissão de Deus como um imperativo moral e é capaz de assumir responsabilidade por Deus;

2. Você cumpre seu dever apenas para que possa cuidar plenamente do coração de Deus, retribuir Seu amor e satisfazer a Ele. Você faz isso sem a adulteração de motivações, objetivos ou negociações;

3. Ao cumprir seu dever, você não deve ser superficial nem irresponsável. Você é diligente e sincero, põe a verdade em prática conforme solicitado por Deus e é capaz de pagar um preço para que seu dever dê frutos;

4. Ao cumprir seu dever, você é capaz de alcançar a lealdade a Deus e não é governado por nenhuma pessoa, matéria ou coisa. Você permite que Deus o observe e tem o máximo de lealdade possível a Ele.

6. Os princípios de comer a beber as palavras em Deus em congregação

1. Uma pessoa deve comer e beber a palavra de Deus estritamente de acordo com os princípios estipulados pelos arranjos de trabalho do alto a fim de acompanhar a obra do Espírito Santo;

2. Uma pessoa deve comer e beber a palavra de Deus em combinação com os problemas existentes da igreja e as situações reais da maioria do povo escolhido de Deus, com ênfase na solução dos problemas com a verdade;

3. Realize o comer e o beber da palavra de Deus com piedade. Acalme-se perante Deus, ore e pondere sinceramente sobre Sua palavra a fim de receber a obra do Espírito Santo e compreender a verdade;

4. O propósito de se congregar para comer e beber a palavra de Deus é compreender a verdade, resolver problemas e entrar na realidade da verdade. Não deve se degenerar em rituais religiosos e procedimentos cerimoniais.

7. Os princípios de aceitar o julgamento e castigo das palavras de Deus

1. Você deve reconhecer que as palavras de Deus são a verdade absoluta, que elas são a realidade das coisas positivas, estejam de acordo com as concepções das pessoas ou não, e que isso nunca mudará, mesmo que o céu e a terra virem de cabeça para baixo;

2. Independentemente de como as palavras de Deus o julguem e castiguem, contanto que elas estejam de acordo com os fatos e haja verdade para buscar, você deverá obedecer e buscar a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo;

3. Independentemente de como Deus o prove ou refina, tudo é feito para salvá-lo e mudá-lo e você deve obedecer, aceitar e buscar entrar na realidade da verdade;

4. Ao experimentar o julgamento e castigo de Deus você deve examinar a si mesmo e conhecer a verdade de sua própria corrupção e a essência de sua natureza; e você deve aceitar a verdade e se arrepender de fato.

8. Os princípios de aceitar poda e tratamento

1. Você deve aceitar todo o julgamento, castigo, poda e tratamento das palavras de Deus e adotar a atitude correta em relação a toda poda e tratamento;

2. Ao experimentar poda e tratamento, independentemente do quanto estejam de acordo com os fatos, você deve sempre aceitá-los e obedecer a eles e buscar a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo para realmente conhecer a si mesmo;

3. Toda a poda e tratamento que visa o caráter corrupto das pessoas é um remédio eficaz para tratar a corrupção do homem; você deve aceitá-lo e obedecer a ele e certamente irá se beneficiar;

4. Ao experimentar poda e tratamento, você deve buscar a verdade e examinar e conhecer a si mesmo para se arrepender verdadeiramente – isso é Deus aperfeiçoando e salvando você.

9. Os princípios de experimentar provações e refinamento

1. Você deve entender que todas as provações e refinamento são arranjos de Deus e que eles contêm Seu amor, Sua vontade e Suas exigências;

2. Durante as provações você deve se acalmar perante Deus, orar e procurar captar Sua vontade; você deve obedecer totalmente à Sua obra;

3. Você deve buscar a verdade, ter fé inabalável e dar testemunho; obedecer a Deus é fundamental e é preferível amaldiçoar a si mesmo a reclamar e trair a Deus;

4. Ao experimentar provações e refinamentos você deve alcançar uma compreensão da verdade e um conhecimento de Deus, e só então você poderá realmente agradecer e louvar.

10. Os princípios de orar a Deus

1. A verdadeira importância de orar a Deus é compreender a verdade e alcançar a obediência e adoração a Ele. Você não deve, em circunstância alguma, praticar cerimônias religiosas;

2. Você deve se basear em suas dificuldades e problemas práticos ao orar a Deus. Você não deve se afastar da realidade e falar palavras vazias, nem letras nem doutrinas;

3. Você deve orar a Deus com frequência sobre os problemas do cumprimento do dever e da entrada na vida, buscando compreender a verdade e entrar na realidade;

4. Deve haver reverência a Deus em suas orações e você deve ser razoável. Você não pode fazer exigências a Deus, coagi-Lo nem tirar proveito Dele, e muito menos pode fazer acordos com Ele.

11. Os princípios de prestar juramentos a Deus

1. Você deve entender que Deus examina a fundo o coração do homem e examina tudo; os juramentos que você prestar e as promessas que você fizer a Deus devem ter significado e estar de acordo com a Sua vontade;

2. Você deve prestar juramentos e fazer promessas a Deus para alcançar o objetivo e resultado de obedecer e satisfazer a Ele; para tanto, busque motivação para se voltar para a justiça e dar testemunho;

3. Você deve prestar juramentos e fazer promessas a Deus a serviço da entrada na vida; você nunca deve fazer juramentos falsos para usar Deus para alcançar seus próprios objetivos ou se exonerar;

4. Depois de prestar um juramento ou fazer uma promessa a Deus, você deve honrar sua palavra e se esforçar para cumpri-la; se não o fizer, terá mentido irresponsavelmente para usar e enganar a Deus.

12. Os princípios de acalmar o coração perante Deus

1. Você deve se acalmar perante Deus para viver perante Ele; você deve alcançar um estado em que seu coração não abandone as palavras de Deus, e é um princípio importante para ser capaz de viver nas Suas palavras;

2. Você deve frequentemente contemplar, comer e beber as palavras de Deus para que seu coração seja preenchido por Suas palavras; dessa maneira, será fácil para você se acalmar perante Deus e se associar a Ele em seu coração;

3. Busque a verdade em todas as coisas, tenha sempre a orientação das palavras de Deus em seu coração e viva em Suas palavras; obedeça a verdade em todas as coisas, permita que a verdade predomine e viva perante Deus;

4. Você deve examinar a si mesmo todos os dias; independentemente de quaisquer expressões corruptas ou se você foi podado e tratado, você deve sempre se acalmar perante Deus e examinar e conhecer a si mesmo.

13. Os princípios de orar para se associar a Deus

1. Orar para se associar a Deus deve ser estabelecido sobre o fundamento de comer e beber Suas palavras; você deve orar, buscar a verdade e se associar a Deus nas Suas palavras;

2. Você deve orar para alcançar uma compreensão da verdade, captar a vontade de Deus e obedecer a Ele, e não para praticar rituais religiosos para enganar a Deus;

3. Você deve orar para ganhar a obra do Espírito Santo e estabelecer um relacionamento normal com Deus, ganhar a orientação do Espírito Santo e alcançar uma associação real com Deus;

4. Você deve praticar e entrar inteiramente na iluminação, esclarecimento e orientação ganhos do Espírito Santo durante a oração, e fazer o máximo para preservá-los – esse é um princípio importante de obedecer a Deus.

14. Os princípios de orar para adorar a Deus

1. Você deve orar a Deus para compreender a verdade e obedecer e adorar a Ele; a verdadeira oração deve adorar a Deus com sinceridade e honestidade;

2. Ao obter a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo durante a oração, você deve agradecer e louvar a Deus, e ao desfrutar a obra do Espírito Santo, você deve se prostrar para adorar a Deus;

3. Você deve frequentemente dar graças e louvar a Deus à luz da iluminação, conhecimento, realizações e benefícios que você ganhar – essa é a verdadeira adoração a Deus;

4. Ao se deparar com provações ou quando a responsabilidade de servir a Deus recai sobre você, você deve se prostrar diante de Deus e orar e adorar a Ele – essa é a responsabilidade e o poder de um ser criado.

15. Os princípios de servir a Deus

1. Você deve possuir um coração que ama a Deus, ser capaz de ter consideração por Sua vontade, ter o mesmo modo de pensar que Ele em todas as coisas e se esforçar para ser íntimo Dele;

2. Você deve buscar a verdade em todas as coisas e ser capaz de captar a vontade de Deus, cooperar estreitamente na obra do Espírito Santo e acompanhá-la;

3. Ao cumprir seus deveres, você deve praticar a verdade e usá-la para resolver problemas a fim de exaltar a Deus, dar testemunho Dele e trazer Seu povo escolhido diante Dele;

4. Seja sempre capaz de se acalmar diante de Deus e de examinar e conhecer a si mesmo, e corrija prontamente qualquer transgressão ou erro que você descobrir para assegurar que a vontade de Deus seja realizada sem obstruções.

16. O princípio de trazer pessoas perante Deus

1. Ao cumprir seus deveres, você deve exaltar a Deus e dar testemunho Dele para que Seu povo escolhido conheça Sua obra, veja Seu amor e seja capaz de realmente retornar a Deus;

2. Você deve praticar o uso da verdade para resolver problemas para permitir que o povo escolhido de Deus compreenda a verdade e entre na realidade, a fim que ele possa estabelecer fundações no verdadeiro caminho;

3. Você deve buscar amar a Deus, ter verdadeira compaixão para com Seu povo escolhido e ser capaz de suprir e apoiar Seu povo escolhido para que ele ganhe a orientação e o aperfeiçoamento da obra do Espírito Santo;

4. Você deve sempre conduzir as pessoas a experimentar o julgamento e castigo de Deus por meio de comer e beber Suas palavras, para que Seu povo escolhido possa conhecer Sua justiça, santidade e amor.

17. Os princípios de usar a verdade para resolver problemas

1. Você deve buscar a verdade com todos os problemas da corrupção da humanidade, enxergar a essência do problema e chegar à raiz, e então usar a verdade para resolvê-lo;

2. Você deve comunicar a essência da verdade de acordo com as palavras de Deus para que as pessoas possam compreender a verdade e conhecer sua própria essência corrupta, resultando assim no verdadeiro arrependimento;

3. Você deve resolver problemas para fazer com que as pessoas percebam o significado e o valor de aceitar a verdade e permitir que elas vejam o amor e a salvação de Deus;

4. Você deve usar suas experiências para conduzir as pessoas para a realidade da verdade e inspirar sua resolução de buscar a verdade e amar a Deus.

18. Os princípios de comunicar as palavras de Deus durante a assembleia

1. Você deve comunicar suas verdadeiras experiências e conhecimento das verdades das palavras de Deus, fazendo com que as pessoas compreendam a verdade, sejam edificadas e tenham uma senda para praticar;

2. Ao comunicar as verdades das palavras de Deus, você deve recorrer ao seu conhecimento de si mesmo e comunicar os princípios e as maneiras de colocar a verdade em prática. Você não deve falar conversa vazia de letras e doutrinas;

3. Você deve permitir que os que têm a obra do Espírito Santo e experiências reais passem mais tempo comungando para que as pessoas compreendam a verdade e conheçam a palavra de Deus;

4. As assembleias devem desnudar e dissecar todo tipo de problemas sérios. Tudo o que está basicamente de acordo com os fatos e é benéfico para a salvação das pessoas deve ser aceito e obedecido.

19. Os princípios para lideres e obreiros seguirem durante comunhões e sermões

1. Você deve exaltar a Deus e dar testemunho Dele de acordo com Suas palavras e comunicar a verdade com clareza para que as pessoas conheçam a obra de Deus e cumpram seus deveres;

2. Você deve compreender e captar os problemas onipresentes para o povo escolhido de Deus, praticar o uso da verdade para resolvê-los e evitar pregar doutrinas vazias;

3. Você deve comunicar a verdade seguindo a orientação do Espírito Santo, sem se apegar a regras nem aplicá-las mecanicamente; você deve se esforçar ao máximo para comunicar a verdade com perfeita clareza para que as pessoas possam ter uma senda para praticar;

4. Você deve seguir estritamente os arranjos de trabalho, sermões e comunhões do alto, acompanhar a obra do Espírito Santo e conduzir o povo escolhido de Deus para a realidade da verdade.

20. Os princípios de exaltar a Deus e dar testemunho Dele

1. Você deve venerar a Deus como grande e supremo, ter um coração temente a Ele e obedecer e adorar somente a Ele; você não deve adorar o homem ou ser restringido por ele;

2. Você deve comunicar a verdade e o conhecimento de Deus de acordo com Suas palavras, conduzir as pessoas a compreender a verdade e a entrar em realidade e trazê-las perante Deus;

3. Seja capaz de aderir firmemente à verdade e defender a obra de Deus; não faça concessões nem conceda derrota às forças de Satanás, mas use a verdade para resolver todos os problemas do povo escolhido de Deus;

4. Em seu dever, seu foco deve ser a prática da verdade e a entrada na realidade para que você possa tratar de questões com princípios e viver uma verdadeira semelhança humana para trazer glória a Deus.

21. Os princípios de obedecer aos decretos administrativos e mandamentos de Deus

1. Você deve compreender a essência e o verdadeiro significado dos decretos administrativos e mandamentos de Deus, compreender Sua intenção e temer a Ele para não ofender Seu caráter;

2. Você deve buscar a verdade nos decretos administrativos e mandamentos de Deus para compreender Seu caráter e alcançar a verdadeira obediência aos Seus decretos administrativos e mandamentos;

3. Você deve superar suas próprias fraquezas e calcanhar de Aquiles para desenvolver os princípios práticos, saber guardar os decretos administrativos e mandamentos de Deus e não ofender a Ele;

4. Você deve obedecer totalmente aos decretos administrativos e mandamentos de Deus, que é o dever que o homem deve cumprir, e você deve se esforçar para guardá-los, mesmo que não os compreenda.

22 O princípios de aceitar e obedecer ao homem usado pelo Espírito Santo

1. Nos trabalhos e assuntos da igreja, deve haver total aquiescência ao homem usado pelo Espírito Santo. Esse é o arranjo administrativo de Deus;

2. Você deve aceitar e obedecer à liderança, rega e pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo e cumprir seu dever em estrita conformidade com os arranjos de trabalho; só então você será segundo o coração de Deus;

3. Reconhecer que a liderança do homem usado pelo Espírito Santo é a senda pela qual Ele opera e guia o povo escolhido de Deus e é o caminho para entrar na trilha certa da crença em Deus;

4. Você não deve em absoluto adorar e admirar o homem usado pelo Espírito Santo e permitir que ele tome o lugar de Deus em seu coração. Em sua crença em Deus, você deve apenas glorificar a Ele e obedecer aos Seus arranjos administrativos.

23. Os princípios de tratar de arranjos de trabalho, sermões e comunhões

1. Todos os arranjos de trabalho, sermões e comunhões representam o caminho da obra do Espírito Santo e a vontade atual de Deus; você deve aceitá-los, obedecer a eles e praticá-los;

2. Você deve cumprir o seu dever em estrita conformidade com os princípios dos arranjos de trabalho; você nunca deve agir por vontade própria nem fazer o que lhe convém ao percorrer a senda do anticristo;

3. Você deve implementar arranjos de trabalho, sermões e comunhões com motivação e vigor, nunca ficando aquém das expectativas, para assegurar que você acompanhe o ritmo da obra do Espírito Santo;

4. Arranjos de trabalho, sermões e comunhões surgem da iluminação e do esclarecimento do Espírito Santo e dizem respeito ao conhecimento do homem; você nunca deve substituir as palavras de Deus por elas ou tratá-las como Suas palavras.

24. Os princípios de obedecer a Deus

1. Obedeça à autoridade das palavras de Deus; Suas palavras são supremas e a mais alta diretiva e mandamento, e você deve obedecer as elas integralmente;

2. Obedeça à autoridade de Cristo; aceite e obedeça a todas as Suas declarações e trabalho, e você deve obedecer e adorar ao Deus prático e encarnado;

3. Obedeça à autoridade da obra do Espírito Santo; somente ao obedecer integralmente à obra do Espírito Santo é que você poderá compreender a verdade e entrar na realidade das palavras de Deus;

4. Obedeça à liderança e ao pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo; busque a verdade e cumpra seu dever em estrita conformidade com os princípios dos arranjos de trabalho.

25 Os princípios de obedecer à autoridade das palavras de Deus

1. As palavras de Deus são a verdade, a autoridade de Suas palavras é suprema, Suas palavras detêm soberania sobre tudo e tudo realizam – essa é a máxima de vida mais importante da humanidade;

2. Você deve compreender as palavras de Deus, conhecer a essência da verdade de Suas palavras, ser capaz de entrar na realidade da verdade e fazer com que as palavras de Deus se tornem sua vida;

3. Quanto mais as palavras de Deus julgam, expõem, podam e tratam as pessoas, mais verdade há para buscar; você deve aceitar, obedecer e buscar entrar na realidade da verdade;

4. Independentemente de quem fale, contanto que o que digam esteja de acordo com as palavras de Deus e a verdade, você deve sempre aceitar e obedecer à autoridade das palavras de Deus – as palavras de Deus são a autoridade suprema.

26 Os princípios de obedecer à obra do Espírito Santo

1. Você deve obedecer plenamente à iluminação e ao esclarecimento interior do Espírito Santo e à orientação das palavras de Deus; são a obra do Espírito Santo e as palavras de Deus que aperfeiçoam o homem;

2. Você deve obedecer à soberania e aos arranjos do Espírito Santo e aceitar e obedecer a toda poda, tratamento, disciplinamento, castigo, provações e refinamento que vêm do Espírito Santo;

3. Você deve obedecer aos arranjos de trabalho, sermões e comunhões do homem usado pelo Espírito Santo, pois isso faz parte de Sua obra;

4. Você deve obedecer à iluminação e ao esclarecimento que surgiram do Espírito Santo de todos os níveis de líderes, obreiros, irmãos e irmãs e obedecer às suas comunhões que estão de acordo com a verdade.

27. Os princípios de aceitar o escrutínio de Deus

1. Você deve aceitar o escrutínio de Deus ao cumprir seus deveres, cultivar intenções corretas em todas as coisas, não conspirar por interesses pessoais e dar testemunho de Deus e satisfazer a Ele;

2. Ore e aceite o escrutínio de Deus e tenha uma associação real com Ele; você deve abandonar e dispensar tudo que não resista ao escrutínio de Deus;

3. Os que têm um coração temente a Deus devem ser capazes de aceitar Seu escrutínio, cumprir responsavelmente seus deveres a Ele e não serem desleixados nem enganosos em seu trabalho;

4. Deus detém soberania sobre todos e escrutina todos; sejam seus atos realizados em público ou não, você deve trazer tudo perante Deus e aceitar Seu escrutínio e exame.

28. Os princípios de ser uma pessoa honesta

1. Você deve entregar seu coração a Deus e permitir que Ele assuma o controle, agir de acordo com a verdade em todas as coisas, aceitar o escrutínio e o exame de Deus e viver na luz;

2. Ao orar, você deve ter uma associação real com Deus, abrir seu coração a Ele e dizer as palavras em seu coração, e manter e sustentar um relacionamento normal com Deus;

3. Assegure-se de que não há mentiras contaminando suas palavras nem traição nem engano em seu coração; seja puramente aberto e sábio e tenha relações interpessoais normais com os outros;

4. Você deve tratar de questões com princípios e em conformidade com a verdade, agir com honestidade e franqueza, falar e agir de acordo com os fatos e ser alguém que seja aberto e íntegro.

29. Os princípios de ser totalmente dedicado a Deus

1. Seu coração deve ser capaz de ser totalmente dedicado a Deus, com devoção para despender por Deus por toda a vida; você não deve fazer planos para o seu próprio futuro, mas deve viver apenas para cumprir a vontade de Deus;

2. Seja totalmente dedicado às comissões de Deus, seja responsável perante Ele no cumprimento de seus deveres, não seja desleixado no trabalho e seja capaz de pagar o preço e dar testemunho para satisfazer a Deus;

3. Seja totalmente dedicado às declarações de Deus, não adore qualquer pessoa em seu coração, submeta-se às Suas palavras em todas as coisas e não admire o homem, confie nele nem seja restringido por ele;

4. Obedeça totalmente às orquestrações e aos arranjos de Deus; contanto que venham Dele, obedeça com determinação e seja como Pedro – obediente até a morte sem reclamar.

30. Os princípios de defender a obra de Deus no seu dever

1. Defenda a vida da igreja sem reservas, permita que as pessoas escolhidas por Deus comam e bebam Suas palavras, comuniquem a verdade normalmente e cumpram seus deveres normalmente, e permita que não sejam perturbados ou restringidos por pessoas malignas;

2. Falsos líderes e obreiros que não têm a obra do Espírito Santo devem ser dispensados. Você deve eleger como líderes e obreiros os que buscam a verdade e têm a obra do Espírito Santo;

3. Você deve usar a verdade para expor e refutar todas as heresias e falácias para que Satanás seja humilhado e permitir que a verdade das palavras de Deus predomine na igreja e traga a glória a Ele;

4. Você deve definitivamente cumprir o trabalho da igreja de acordo com os arranjos de trabalho do alto; cuidado com anticristos e pessoas malignas fazendo o que bem entendem e assumindo controle do povo escolhido de Deus.

31. Os princípios de resolver a negatividade

1. Você deve lidar com todos os problemas de acordo com as palavras de Deus e a verdade, reconhecer que tudo que Deus faz é para a salvação do homem e o amor a ele e ser capaz de negar a si mesmo e renunciar à carne;

2. Você deve reconhecer a essência e a raiz da negatividade. Ser negativo é rejeitar a verdade e se opor a ela, e ser negativo e reclamar é desafiar e trair a Deus;

3. Você deve orar a Deus e buscar captar Sua vontade para conhecer Sua obra, entender Sua vontade e Suas exigências e deixar a negatividade para trás;

4. É perigoso demais viver com um caráter satânico, pois você será capaz de ser negativo e desafiar Deus a qualquer momento. Você deve buscar a verdade para que a realidade positiva e correta da verdade possa prevalecer.

32. Os princípios de se proteger contra a absurdidade

1. Concentre-se em comer e beber as palavras de Deus, buscar a verdade e praticar, experimentar e conhecer Suas palavras. Não explique as palavras de Deus confiando em seus próprios pensamentos ou imaginação;

2. Ao comer e beber as palavras de Deus, busque e contemple mais o significado prático das palavras de Deus e compreenda a vontade por trás de Suas declarações. Não faça interpretações fora de contexto nem se apegue a significados literais;

3. Seja sempre capaz de comungar com os que buscam a verdade e tenham uma compreensão precisa, e seja capaz de negar a si mesmo. Ao adquirir conhecimento sobre algo, o mais indicado é que seja corroborado por alguém que compreende a verdade;

4. Aceite e obedeça à rega e ao pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo para que você possa compreender puramente a verdade e aceitar as comunhões e o conhecimento dos que compreendem a verdade.

33. Os princípios de resolver a arrogância e autoimportância

1. Você deve aceitar o julgamento e castigo das palavras de Deus. Quando você conhecer de fato a essência de sua própria natureza satânica e a verdade de sua corrupção, você ganhará razão;

2. Você deve aceitar ser podado, tratado, disciplinado e exposto por Deus. Uma vez que você tenha experimentado fracassos e retrocessos, provações e refinamento, você conhecerá a si mesmo por dentro e por fora;

3. Você deve reconhecer que Deus é supremo e que Deus encarnado é humilde e oculto, e você deve ver claramente que a arrogância e a autoimportância são de fato a essência de uma natureza satânica;

4. Você deve buscar conhecer o caráter justo de Deus, e quando a reverência e o temor a Ele brotarem em você, você será capaz de manter um perfil discreto e não desafiar nem trair a Deus.

34. Os princípios de como lidar com transgressões

1. Quando você transgredir, não se entregue ao desespero. Entenda que a vontade de Deus é a salvação maior e que o verdadeiro arrependimento é essencial;

2. Ao descobrir uma transgressão, você deve examinar a si mesmo, buscar a verdade e compreender a essência e a raiz da transgressão. Você só poderá ser salvo ao gerar verdadeiro arrependimento;

3. Aproprie-se da essência e da raiz das transgressões, use a verdade para resolver o problema e permita que sua prática da verdade tome o lugar da transgressão. Evite repetir transgressões passadas que ofendam o caráter de Deus;

4. Não se restrinja devido a transgressões passadas. Contanto que você busque a verdade e se arrependa de fato, poderá ser salvo e abençoado por Deus.

35 Os princípios de como lidar com fracassos e quedas

1. Você deve dissecar e conhecer as raízes de seus fracassos e quedas. Você deve estar ciente da lei de que os que possuem uma natureza arrogante inevitavelmente cairão e fracassarão;

2. Você deve reconhecer que essa é a salvação de Deus. Sem fracassos e quedas você nunca seria capaz de examinar ou conhecer a si mesmo – fracassos e quedas são oportunidades para mudanças positivas;

3. Você deve ter a resolução de buscar a verdade – fracassos e quedas não devem ser temidos. Somente se alguém se recusar a aceitar a verdade é que estará verdadeiramente além da salvação;

4. Você deve resumir as experiências e lições ganhas com o fracasso. Sem a verdade, você será incapaz de permanecer firme, e se você transgredir, contanto que realmente se arrependa, ainda poderá ser salvo.

36. Os princípios de praticar devoções espirituais regularmente

1. Sem autoexame durante devoções espirituais, você se desviará facilmente e seguirá seu próprio caminho. Por meio de devoções espirituais você pode se equipar com a verdade para compensar suas deficiências e se resguardar contra a repetição de transgressões passadas;

2. Você deve aceitar o escrutínio de Deus em seu autoexame durante devoções espirituais. Somente ao ser puro e aberto e entregar seu coração a Deus é que você poderá obter a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo;

3. Você deve se acalmar diante de Deus, comer e beber Suas palavras e examinar sinceramente se está ou não cumprindo seus deveres segundo o padrão exigido e até que ponto seus deveres foram contaminados por intenções e objetivos pessoais;

4. Por meio de autoexame durante devoções espirituais, reconheça se você está ou não percorrendo a senda correta, se está ou não buscando a verdade e se poderá ou não ser salvo e aperfeiçoado.

37. Os princípios do autoexame e do autoconhecimento

1. Você deve sempre examinar a si mesmo com base nas palavras de Deus que julgam e revelam a essência corrupta do homem e conhecer a essência de sua própria natureza e a verdade de sua corrupção;

2. Você deve conhecer suas transgressões e expressões de corrupção e examinar a si mesmo para ver claramente a extensão de sua lástima, renunciar à carne e satisfazer a Deus;

3. Ao experimentar poda, tratamento, castigo, disciplinamento, fracasso e retrocessos, você deve se examinar e conhecer suas próprias deficiências, pontos fracos e calcanhares de Aquiles;

4. Examine-se por meio das experiências de quedas e fracassos dos outros, aprenda as lições e ganhe os benefícios para não desafiar a Deus nem ofender Sua natureza novamente.

38. Os princípios de examinar se houve ou não mudança no seu caráter

1. Examine-se para verificar se você alcançou ou não os padrões de ser uma pessoa honesta, se possui ou não consciência e razão, se é ou não dedicado em seus deveres e quantas boas ações você acumulou;

2. Examine suas visões sobre as coisas, a vida e valores para verificar se houve ou não uma mudança fundamental e se você possui ou não uma visão genuína sobre a vida e valores;

3. Examine-se para verificar se você realmente possui ou não a fé de Jó – ser capaz de temer a Deus e evitar o mal – e se você tem ou não verdadeiro conhecimento de Deus e amor a Ele;

4. Examine-se para verificar se você é ou não alguém que realmente obedece a Deus e se, durante provações, você é ou não capaz de alcançar os 11 padrões de obedecer a Deus.

39. Os princípios de ser sábio em sua crença em Deus

1. Você deve conhecer as diferenças essenciais entre sabedoria e engano. O objetivo de ser sábio é cumprir seu dever e realizar a vontade de Deus corretamente; é algo positivo;

2. Você deve empregar meios sábios em relação ao grande dragão vermelho e a todas as outras forças satânicas, tendo como princípio defender a obra de Deus e não causar nenhum dano à obra de Sua casa;

3. Você deve ser honesto e deve ser afetuoso e sábio em relação aos outros, tomando como princípio beneficiar os outros e a obra de Deus;

4. Ao divulgar o evangelho e salvar os outros, você deve procurar os que são capazes de aceitar a verdade. Certificar-se de que seus métodos são criteriosos significa tomar como princípio a efetividade da salvação.

40. Os princípios de viver a humanidade normal

1. Para viver a humanidade normal você deve ter consciência, razão, integridade e dignidade. Viver de acordo com as palavras de Deus é a fundação de ser humano;

2. Você deve ser uma pessoa honesta, falar honestamente e fazer coisas reais, ser puro, aberto e sábio, temer a Deus, evitar o mal e viver de acordo com Suas palavras;

3. Relacione-se com os outros com um coração afetuoso, seja tolerante, paciente, clemente, solidário, compreensivo e respeitoso e seja capaz de tratar os outros de forma justa e imparcial;

4. Você deve buscar e praticar a verdade, cumprir fielmente os deveres de um ser criado e viver uma verdadeira semelhança humana para glorificar a Deus.

41. Os princípios de tratar a si próprio corretamente

1. Você deve buscar a verdade para realmente se conhecer, conhecer suas deficiências reais, ter autoconhecimento e praticar ser uma pessoa honesta;

2. Ouse a encarar a verdade de sua própria corrupção, desvelar e dissecar sua própria essência corrupta e buscar a verdade. Não seja hipócrita ou enganador;

3. Siga padrões rígidos em todos os aspectos, pratique de acordo com os princípios da verdade em todas as coisas, não aja arbitrariamente nem siga sua carne. Você deve ter uma consciência limpa;

4. Veja as coisas da perspectiva das palavras de Deus, avalie-se com precisão, ache uma posição adequada na igreja, nunca seja negativo, cumpra seu dever de retribuir o amor de Deus.

42. Os princípios de tratar as pessoas com justiça

1. Você deve tratar todas as pessoas, assuntos e coisas de acordo com as palavras de Deus e a verdade. Apenas tratar as pessoas de acordo com os princípios da verdade significa corresponder à vontade de Deus;

2. Trate os pontos positivos e negativos dos outros corretamente, não faça exigências excessivas aos outros nem force as pessoas a fazer o que está além de sua capacidade. Não tenha apreço exagerado pelos outros nem os menospreze;

3. Tenha afeto em seu coração pelo povo escolhido de Deus, não se deixe levar por sentimentos pelos outros nem cultive preconceitos, nem restrinja os outros com seu voluntarismo, mas busque neles o potencial para se desenvolver;

4. Você deve tratar os outros e lidar com problemas de acordo com a essência dos diferentes tipos de pessoas. Trate as pessoas boas que transgridem com um coração afetuoso e odeie e abandone as pessoas malignas.

43. Os princípios de compartilhar com sinceridade

1. Você deve compartilhar sinceramente com pessoas boas que buscam a verdade, abrir a elas seu coração, revelar seu verdadeiro estado e dificuldades e obter a ajuda delas;

2. Trate os outros com sinceridade, se relacione com eles com um coração afetuoso, fale de acordo com a verdade e os fatos e seja prestativo e edificante para eles. Nunca cultive suspeitas sobre os outros nem os ataque;

3. Entenda as fraquezas e dificuldades dos outros, seja capaz de assumir em uma posição neutra e use suas experiências práticas para ajudá-los a não serem restringidos;

4. Fale e comungue de uma forma que permita aos outros compreender a verdade, que os beneficie e edifique e que lhes permita sentir o amor e a salvação de Deus para que possam de fato progredir.

44. Os princípios de ajudar os outros com um coração afetuoso

1. Você deve distinguir os diferentes tipos de pessoas de acordo com a palavra de Deus. Os que realmente creem em Deus e aceitam a verdade você deve ajudar com um coração afetuoso e honesto;

2. Trate os outros de acordo com os princípios da verdade, traga-os perante Deus para praticar a verdade e cumprir seu dever e não tenha intenções individuais;

3. Sua ajuda aos outros deve fazê-los sentir que precisam dela, que é apropriada e que estão dispostos a aceitá-la. Sua ajuda aos outros não deve conter suas próprias intenções nem ser dada para fazer um acordo nem receber algo em troca;

4. Ajudar os outros com um coração afetuoso inclui poda e tratamento, bem como crítica e reprovação, de modo a permitir que as pessoas compreendam a verdade, se conheçam de verdade e entrem na realidade.

45. Os princípios de obedecer a irmãos e irmãs

1. Seja qual for a posição ou estatura dos irmãos e irmãs, contanto que sua comunhão esteja de acordo com a realidade da verdade, você deve aceitá-la e obedecer a ela sem escolha pessoal;

2. Todos são iguais perante a verdade. Contanto que a comunhão dos irmãos e irmãs seja iluminada e esclarecida pelo Espírito Santo, você deve aceitá-la, obedecer a ela e viver na luz;

3. Você deve respeitar os que compreendem a verdade e despendem sinceramente por Deus, e você deve aceitar e obedecer àqueles que são capazes de conduzi-lo à realidade da verdade;

4. Quando os irmãos e irmãs apontarem suas deficiências ou o censurarem ou criticarem, você deve aceitar e obedecer, mesmo que não esteja ciente delas. Nunca tente se justificar.

46. Os princípios de se desculpar

1. Se você prejudicar ou atacar irmãos e irmãs, fazendo com que se tornem negativos, você deve tomar a iniciativa de se desculpar com eles e pedir seu perdão;

2. Pedir desculpas deve ser baseado em princípios – nunca se desculpe com anticristos, pessoas más ou espíritos malignos para evitar envergonhar a Deus;

3. Suas desculpas aos outros devem ser genuínas. Você não deve ser falso e dizer algumas palavras superficiais, você deve deixar clara a eles sua sinceridade;

4. Você deve reconhecer sua corrupção de acordo com as palavras de Deus e dissecar sua própria natureza satânica para a outra pessoa, para que ela possa se beneficiar e ser edificada.

47. Os princípios de negar a si e renunciar à carne

1. Você deve afirmar as palavras de Deus como a verdade e saber que é somente porque toda a humanidade corrupta possui uma natureza satânica que ela é arrogante, autoimportante e desafia a Deus;

2. Quanto mais você crer que algo é impossível e quanto mais isso contrariar as concepções e imaginação das pessoas, mais você deverá buscar a verdade, negar a si e obedecer a Deus;

3. Ao buscar a verdade você deve alcançar o conhecimento da verdade de sua própria corrupção e a essência de sua natureza, ser capaz de negar a si e renunciar à carne e nunca mais crer em si mesmo;

4. Você deve buscar a verdade em todas as coisas e abandonar suas asserções e opiniões. Somente ao renunciar à carne e praticar a verdade é que você poderá viver uma verdadeira semelhança humana.

48. Os princípios de renunciar e amaldiçoar a si próprio

1. Em sua compreensão da verdade, você deve conhecer a essência de sua natureza satânica. Somente ao se conhecer de fato é que você poderá renunciar e amaldiçoar a si mesmo;

2. Somente ao conhecer verdadeiramente a Deus é que você poderá realmente odiar a Satanás. É melhor amaldiçoar a si mesmo do que reclamar a Deus e você deve dar testemunho para satisfazer a Ele;

3. Ao odiar verdadeiramente o grande dragão vermelho, você poderá odiar e amaldiçoar a si mesmo e então será capaz de renunciar ao grande dragão vermelho e despender totalmente para cumprir a vontade de Deus;

4. Amaldiçoar a carne significa na verdade amaldiçoar Satanás. Se você não praticar a verdade nem amar a Deus, deverá ser amaldiçoado, e essa é a lei do céu e o princípio da terra.

49. Os princípios da prática de amar e satisfazer a Deus

1. Entregue seu coração totalmente a Deus e peça a Ele que assuma controle de você. Seja capaz de tratar como urgente o que Deus trata como urgente e pensar como Ele pensa para ter o mesmo modo de pensar que Ele;

2. Considere as comissões de Deus como sua responsabilidade e considere a obediência às orquestrações e arranjos de Deus como sua vocação celestial para cumprir o dever de um ser criado;

3. Ame o que Deus ama e odeie o que Deus odeia, odeie o mal como seu inimigo e faça o máximo possível para defender a obra de Deus e proteger os interesses de Seu povo escolhido;

4. Considere ganhar Cristo como o bem mais precioso, considere amar e servir a Deus como o dever mais glorioso e esteja disposto a dedicar toda a sua vida a cumprir Sua vontade.

50. Os princípios de depender de Deus e recorrer a Ele em todas as coisas

1. Você deve ter confiança absoluta na onipotência e soberania de Deus sobre todas as coisas e saber que Cristo é o caminho, a verdade e a vida. Esse é um princípio fundamental;

2. Em seu coração você deve glorificar a Deus, somente Ele deve ter um lugar em seu coração e você não pode adorar ou seguir qualquer outro. Você deve apenas depender de Deus, recorrer a Ele e viver de acordo com Suas palavras;

3. Você deve buscar a vontade de Deus em todas as coisas e recorrer à iluminação, ao esclarecimento e à orientação do Espírito Santo. Você deve somente obedecer à verdade e cumprir seu dever corretamente de acordo com as palavras de Deus;

4. Em todas as coisas você deve ter verdadeira comunhão com Deus. Durante várias provações é ainda mais necessário orar a Deus, recorrer a Ele e depender de Suas palavras e verdades para permanecer firme em seu testemunho.

51. Os princípios de buscar compreender a vontade de Deus

1. Você deve buscar e compreender a vontade de Deus de acordo com Suas palavras e com base em Suas exigências ao homem para alcançar a compreensão da verdade e praticá-la;

2. Busque a verdade para contrariar as concepções e equívocos das pessoas sobre Deus e reconhecer sua absurdidade e despropósito a fim de alcançar a compreensão da verdade e obedecer a Deus;

3. Durante provações e refinamento, busque compreender a vontade e as exigências de Deus para praticar com exatidão a verdade, obedecer verdadeiramente a Deus e dar testemunho;

4. Busque compreender a verdade em assuntos relacionados aos princípios da verdade e do seu dever e use a verdade para resolver problemas.

52. Os princípios do verdadeiro autoconhecimento

1. Você deve aceitar o julgamento e castigo das palavras de Deus para ser capaz de enxergar a verdade de sua própria corrupção e da essência de sua natureza – apenas isso significa realmente conhecer a si mesmo;

2. Você deve aceitar ser exposto por meio da poda, tratamento, provações e refinamento de Deus e só então saberá de fato o que é exatamente a humanidade corrupta;

3. Você deve buscar a verdade para conhecer o caráter e a essência de Deus e só então será capaz de reconhecer sua própria aparência repulsiva, egoísta, degradada e insignificante;

4. Examine-se à luz das palavras de Deus a respeito de suas transgressões, fracassos e quedas para ganhar conhecimento da essência de sua própria natureza satânica.

53. Os princípios de ser observado em relação ao crescimento de sua vida espiritual

1. Você deve se concentrar em comer e beber as palavras de Deus e aceitar o julgamento e castigo de Suas palavras para verdadeiramente conhecer Sua obra e obedecer a ela;

2. Você deve obedecer a toda poda, tratamento, provações e refinamento que vêm de Deus a fim de compreender a verdade e ter verdadeiro conhecimento Dele;

3. Em seus deveres, você deve sempre usar a verdade para resolver sua própria corrupção e transgressões a fim de alcançar resultados reais em seus deveres e ganhar a aprovação de Deus;

4. Ore frequentemente a Deus e tenha uma associação real com Ele em Suas palavras, obtenha a orientação e o aperfeiçoamento da obra do Espírito Santo e seja capaz de servir a Deus de acordo com a verdade.

54. Os princípios de vencer a tentação de satanás

1. Você deve fazer o máximo possível para buscar a verdade. Somente ao conhecer verdadeiramente a obra de Deus é que você poderá identificar os esquemas ardilosos de Satanás e vencer sua tentação;

2. Ao experimentar provação e refinamento, você deve investir mais tempo e esforço orando a Deus e buscando a verdade. Ao alcançar a compreensão da vontade de Deus, você será capaz de identificar os esquemas ardilosos de Satanás;

3. Você deve ver claramente que os verdadeiros fatos da batalha do mundo espiritual são a acusação de Satanás ao povo escolhido de Deus e sua disputa com Ele. Somente aqueles que permanecerem firmes em seu testemunho serão salvos;

4. Você deve se manter fiel às palavras de Deus e resolutamente obedecer à verdade, ser leal a Deus e revidar os esquemas ardilosos de Satanás; só então Satanás poderá ser completamente humilhado e derrotado.

55. Os princípios de como lidar com a perseguição e a adversidade do grande dragão vermelho

1. Saiba que a sabedoria de Deus é exercida com base nos esquemas de Satanás. A perseguição e a adversidade são permitidas por Deus e exercidas para aperfeiçoar e edificar Seu povo escolhido;

2. Por meio da perseguição e adversidade, enxergue a essência demoníaca maligna e reacionária do grande dragão vermelho a fim de verdadeiramente renunciar a ele e dar testemunho de Deus;

3. Empregue toda sua sabedoria para lutar contra Satanás, volte-se para a justiça e não tenha medo da repressão brutal, mas continue a cumprir fielmente seu dever e concluir as comissões de Deus;

4. Mantenha a verdadeira fé em Deus, independentemente do quanto o grande dragão vermelho o persiga ou oprima. Persista em comer e beber as palavras de Deus, mantenha-se no verdadeiro caminho e siga a Deus até o fim.

56. Os princípios de ser testemunha e dar testemunho

1. Você deve se concentrar em comer e beber as palavras de Deus e verdadeiramente conhecer Sua obra. Ao buscar a verdade e o conhecimento da vontade de Deus durante as provações, você será capaz dar testemunho;

2. Tenha a fé de Jó durante catástrofes e provações, e independentemente de quanta dor ou tormento você sofra, é melhor amaldiçoar a si mesmo do que reclamar de Deus ou trair a Ele;

3. Seja capaz de obedecer a todas as orquestrações e arranjos de Deus durante as provações sem se queixar e, como Pedro, seja capaz de amar a Deus completamente e obedecer a Ele até a morte;

4. Independentemente de como Satanás o engane, tente, perturbe ou oprima, seja sempre capaz de enxergar seus esquemas ardilosos, seja totalmente dedicado a Deus e humilhe Satanás.

57. Os princípios de obedecer até a morte durante provações

1. Você deve conhecer o trabalho de Deus e ter fé de que toda adversidade e refinamento vêm de Suas orquestrações a fim de expor as pessoas, como um programa de testes para o homem;

2. Assuma sua posição de ser criado. Tudo o que o homem tem vem de Deus, submeta-se às orquestrações de Deus na vida e na morte e não imponha condições nem invente desculpas;

3. Tenha a resolução de Pedro de amar a Deus, tenha como princípio satisfazer a Ele e seja capaz de sacrificar tudo e viver para cumprir a vontade de Deus. É melhor morrer do que trair a Ele;

4. Independentemente dos arranjos de Deus durante as provações, enquanto lhe restar um sopro de vida você deve se dedicar às comissões de Deus e ser totalmente fiel a Ele, mesmo que isso lhe custe a própria vida.

58. Os princípios de renunciar ao grande dragão vermelho

1. Enxergue a essência reacionária do grande dragão vermelho que barbaramente desafia e ataca a Deus e engana e devora o homem. Permita que brotem em você o ódio e a maldição pelo grande dragão vermelho;

2. Você deve despender fielmente por Deus, se dedicar totalmente a Ele e cumprir o dever que lhe cabe para humilhar Satanás.

3. Você deve buscar a verdade e permitir que as palavras de Deus tomem controle e dominem seu coração. Elimine e rejeite todo o veneno do grande dragão vermelho e viva pelas palavras de Deus;

4. Aceite as palavras de Deus como sua vida, rompa totalmente com o grande dragão vermelho, não seja restringido por ele de modo algum e seja totalmente fiel ao cumprimento da vontade de Deus.

59. Os princípios de satisfazer às derradeiras onze exigências de Deus

1. Você deve buscar a verdade a fim de verdadeiramente conhecer a obra de Deus, Sua onipotência, sabedoria, justiça e santidade e que Deus detém soberania sobre todos;

2. Você deve ter um coração temente a Deus, verdadeiramente amar a Ele acima de todas as coisas, ter a resolução de obedecer até a morte e dar testemunho para satisfazer a Deus;

3. Você deve ter a fé de Jó; independentemente do que Deus faça, não invente desculpas nem reclame, mas dê graças a Deus e louve Sua justiça;

4. Você deve possuir consciência e razão. Não faça exigências nem deseje nada extravagante de Deus, mas peça apenas para praticar a verdade, satisfazer a Deus e dar testemunho Dele.

60. Os princípios de se libertar das forças das trevas de Satanás

1. Você deve, com frequência, verdadeiramente orar e se associar a Deus, abrir completamente seu coração a Ele e obter a orientação e o aperfeiçoamento da obra do Espírito Santo;

2. Você deve se concentrar em comer e beber as palavras de Deus, buscar a verdade em todas as coisas, ser capaz de realmente obedecer a Deus e não ser restringido por qualquer pessoa, matéria ou coisa no cumprimento de seu dever;

3. Você deve se equipar com a verdade a fim de ser capaz de distinguir o grande dragão vermelho, anticristos, falsos líderes, espíritos malignos e pessoas más, e a fim de não ser enganado por Satanás de maneira alguma;

4. Você deve aceitar o julgamento e castigo das palavras de Deus a fim de verdadeiramente conhecer e odiar a si mesmo e ser capaz de renunciar à carne, obedecer a Deus e viver de acordo com Suas palavras.

61. Os princípios de buscar a verdade

1. Você deve ter como princípio obter a obra do Espírito Santo com base na obediência à obra de Deus e somente assim sua busca da verdade será eficaz;

2. Você deve estabelecer um relacionamento normal com Deus, obter a perfeição da obra do Espírito Santo e obedecer e seguir atentamente a liderança e o pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo;

3. Você deve dedicar sua vida a Deus. Você deve sofrer e pagar o preço para cumprir seu dever da melhor maneira possível e defender a obra de Deus a fim de que Sua vontade seja cumprida;

4. Você deve percorrer a senda de Pedro, fazer o máximo possível para buscar a verdade e amar a Deus, obedecer às palavras de Deus em todas as coisas e nunca seguir falsos líderes ou anticristos.

62. Os princípios de praticar a verdade

1. Você deve entender a vontade de Deus de acordo com Suas palavras e ter clareza sobre os principais aspectos da realidade da verdade – esse princípio nunca deve ser violado;

2. Você deve fazer o máximo possível para defender a obra de Deus e cumprir resolutamente seu dever, usando o princípio de ser benéfico para a entrada na vida do povo escolhido de Deus;

3. Você deve agir de acordo com a verdade e manter-se fiel ao princípio de cumprir seus deveres em qualquer ambiente ou contexto, precisando apenas alcançar resultados e não seguir regras;

4. Os que seguem a verdade devem sentir que os princípios a que você adere em seus deveres são apropriados – assegure-se de que sua consciência permaneça limpa e que você não se arrependa de nada.

63. Os princípios de preparar boas ações

1. Você cumpre seu dever com boa vontade e alegria e apenas para retribuir o amor de Deus, sem tentar fazer um acordo ou receber algo em troca. Você realiza o trabalho da comissão de Deus com um coração que ama a Ele;

2. Você cumpre lealmente todos os deveres que é capaz de cumprir e deve cumprir, assumindo sinceramente a responsabilidade, buscando fazer o melhor sem ser superficial nem irresponsável;

3. Ao cumprir seu dever você é capaz de dedicar todos os seus esforços, pagar qualquer preço e suportar qualquer dor, permanecendo fiel à comissão de Deus do começo ao fim;

4. Ao cumprir seu dever você é capaz de defender a obra de Deus. No mínimo você é capaz de garantir que não haja interferência na obra da casa de Deus e que a vida de Seu povo escolhido não seja prejudicada; nesse princípio, isso é o mínimo exigido de você.

64. Os princípios de viver perante Deus

1. Ore de verdade todos os dias e seja capaz de temer a Deus e evitar o mal, de buscar realmente amar e obedecer a Ele e de verdadeiramente adorar a Ele;

2. Acalme-se com frequência perante Deus, coma e beba Suas palavras, aceite Seu julgamento e castigo, aceite poda e tratamento e concentre-se em conhecer a si mesmo e mudar seu caráter;

3. Ore a Deus, tenha uma associação real com Ele em todas as coisas e obtenha a obra e orientação do Espírito Santo a fim de compreender a verdade e cumprir seu dever;

4. Aceite o escrutínio do Espírito de Deus em todas as coisas e concentre-se em contemplar as palavras de Deus com um coração devoto para compreender e praticar a verdade e viver segundo Suas palavras.

65. Os princípios de obter a obra do Espírito Santo

1. Seu coração deve se voltar a Deus e você deve orar de verdade e compartilhar seu coração com Deus. Seu coração deve ansiar pela verdade e você deve ter a resolução de buscar a verdade e despender por Deus;

2. Seja capaz de despender sinceramente por Deus, praticar a verdade e sinceramente amar a Deus no cumprimento de seu dever. Esteja disposto a sofrer e pagar o preço para divulgar o evangelho e dar testemunho de Deus;

3. Siga atentamente os arranjos de trabalho, sermões e comunhões do alto e acompanhe a obra do Espírito Santo. Viva na luz da obra atual do Espírito Santo;

4. Você deve estabelecer um relacionamento normal com Deus, ser capaz de buscar a verdade e resolver de modo oportuno quaisquer concepções sobre Deus ou alienação Dele. Você deve obedecer inteiramente à Sua obra.

66. Os princípios de obter a obra de aperfeiçoamento do homem do Espírito Santo

1. Seja capaz de genuinamente amar e buscar a verdade e se dedicar aos seus deveres. Os que conseguem praticar a verdade e obedecer a Deus certamente ganharão o aperfeiçoamento do Espírito Santo;

2. Seja capaz de obedecer ao julgamento e castigo de Deus e se submeter à poda e tratamento. Os que obedecem inteiramente à obra de Deus certamente ganharão o aperfeiçoamento do Espírito Santo;

3. Seja capaz de entregar seu coração a Deus. Quando você ouvir e compreender a verdade, será capaz de praticá-la e ser uma pessoa honesta e certamente obterá o aperfeiçoamento do Espírito Santo;

4. Quando seu coração for capaz de sinceramente amar a Deus, buscar a verdade e percorrer a senda de Pedro, e quando você puder sinceramente despender por Deus, você certamente obterá o aperfeiçoamento do Espírito Santo.

67. Os princípios de amar verdadeiramente a Deus

1. Seja capaz de, com frequência, orar a Deus, compartilhar sinceramente com Ele e se examinar. Permita que Deus domine e tome controle de seu coração e seja capaz de exaltar a Ele como supremo e de verdadeiramente adorá-Lo;

2. Cumpra seus deveres sem ser desleixado nem tentar negociar nem pedir nada em troca. Mesmo que você sirva como um cão, deve fazer o máximo possível para ficar de guarda e proteger a porta da família de Deus;

3. Conclua resolutamente as comissões de Deus, seja sincero em suas responsabilidades e seja meticulosamente atento. Seja capaz de satisfazer a Deus ao realizar o trabalho essencial de servir a Ele;

4. Faça o máximo possível para buscar a verdade, obedecer totalmente ao julgamento e castigo de Deus e submeter-se à poda e tratamento, com o único propósito de ser purificado e obedecer à vontade de Deus;

5. Busque ser uma pessoa honesta, ter uma associação real com Deus e eliminar concepções, alienação e equívocos. Seja confidente de Deus e obedeça totalmente a Ele;

6. Seja capaz de mostrar consideração pela vontade de Deus, tratar como urgente o que Ele trata como urgente, ter o mesmo modo de pensar que Ele em todas as coisas e dedicar sua vida inteira a cumprir Sua vontade;

7. Ame a Deus com todo coração e mente, pratique exaltá-Lo e dar testemunho para que Ele traga as pessoas perante Si. Torne-se uma verdadeira testemunha de Deus.

68. Os princípios de temer a Deus

1. Você deve ter clareza de que Deus examina a fundo o coração do homem e examina todas as coisas. Deus conhece as intenções e projetos do homem como a palma de Sua mão – esse é o conhecimento mínimo que você deve ter de Deus;

2. Você deve compreender os decretos administrativos e mandamentos de Deus e também buscar a verdade a fim de ter verdadeiro conhecimento de Seu caráter e cultivar um coração temente a Ele;

3. Você deve acompanhar cuidadosamente as intenções de Deus em todas as coisas e ser capaz de orar a Ele e buscar a verdade com frequência. A única maneira de não desafiar a Deus é ficar atento e mostrar consideração por Sua vontade;

4. Independentemente de como Deus trabalhe, esteja ou não de acordo com as concepções do homem, e independentemente de como o Espírito Santo o guie, você deve ter a intenção de obedecer. Se você não compreende, então deve buscar a verdade.

69. Os princípios de confirmar a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo

1. A iluminação e o esclarecimento que vêm do Espírito Santo certamente estão de acordo com as palavras de Deus e com a verdade e permitem que as pessoas compreendam Sua vontade e a realidade da verdade;

2. A iluminação e o esclarecimento que vêm do Espírito Santo podem trazer às pessoas conhecimento da obra de Deus e de suas próprias expressões de corrupção e deficiências, bem como dar-lhes determinação para cooperar;

3. A iluminação e o esclarecimento que vêm do Espírito Santo podem trazer às pessoas verdadeiro conhecimento da obra de Deus e aumentar seu conhecimento da essência e verdade de sua própria corrupção;

4. A iluminação e o esclarecimento que vêm do Espírito Santo podem permitir que as pessoas compreendam a verdade, tenham conhecimento prático de Deus e compreendam claramente a senda para a entrada na vida.

70. Os princípios de exaltar a Deus como supremo

1. Você deve permitir que Deus tenha primazia em seu coração e ser capaz de praticar exaltá-Lo e dar testemunho Dele. Não admire nem adore nenhuma pessoa ou outro poder;

2. Você deve buscar a vontade de Deus em todas as coisas, tratar todas as pessoas e assuntos de acordo com as palavras de Deus e a verdade e permitir que Suas palavras se tornem a fundação da existência humana;

3. Você deve se voltar para a justiça e seguir resolutamente os princípios da verdade, ter um coração temente a Deus, fazer o máximo possível para defender a obra de Deus e não fazer concessões às forças das trevas;

4. Você deve permitir que Deus governe como um rei em seu coração, satisfazer a Deus como sua prioridade maior em todas coisas, abandonar fama, dinheiro, status e intenções pessoais e ser totalmente dedicado a Deus.

71. Os princípios de mostrar consideração pela vontade de Deus

1. Você deve compreender a verdade e a vontade de Deus, suportar o fardo das comissões de Deus, tratar como urgente o que Deus trata como urgente, pensar como Ele pensa e cooperar com Ele;

2. Compreenda as boas intenções de Deus, saiba o preço que Ele paga e a esperança que Ele tem para o homem e faça o máximo possível para satisfazer Suas exigências a fim de não decepcioná-Lo;

3. Cumpra todos os deveres que for capaz de cumprir com um coração devoto a Deus e não pense em ganhos ou perdas pessoais, mas trabalhe apenas para retribuir Seu amor e consolar Seu coração;

4. Confie em sua consciência, seja consciencioso e responsável e faça o máximo possível para defender a obra de Deus. Seja capaz de se voltar para a justiça e lutar contra as forças de Satanás a fim de assegurar a normalidade da vida da igreja.

72. Os princípios de permitir que Deus domine seu coração

1. Entregue seu coração a Deus e exalte-O como supremo em seu coração. Busque Seu desejo em todas as coisas, pratique a verdade e cumpra seu dever de acordo com Suas exigências;

2. Ore frequentemente para adorar a Deus, obtenha a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo, aja em obediência à orientação do Espírito Santo e viva perante Deus;

3. Faça o máximo possível para buscar a verdade e aceitar as palavras de Deus como sua vida, siga os princípios da verdade em todas as coisas, obedeça completamente à autoridade das palavras de Deus e seja um servo da verdade;

4. Você deve conhecer a obra de Deus, compreender Sua vontade, amar a verdade em seu coração, ser capaz de temer a Deus e buscar tornar-se alguém que ame a Ele.

73. Os princípios de consolar o coração de Deus

1. Concentre-se em comer e beber as palavras de Deus, compreendendo e praticando a verdade a fim de entrar na realidade das palavras de Deus e alcançar uma mudança em seu caráter de vida;

2. Cumpra seus deveres de acordo com os princípios nos arranjos de trabalho, faça o máximo possível para defender a obra de Deus e seja totalmente dedicado;

3. Independentemente de quanta dor você sofra durante provações e refinamento, tudo o que você deseja é ser capaz de compreender a vontade de Deus e dar testemunho para satisfazer e glorificar a Ele;

4. Seja uma pessoa honesta e despenda sinceramente por Deus, dedique todo o seu ser a concluir as comissões de Deus e realizar Sua vontade e viva para Ele.

74. Os princípios de praticar a verdade em todas as coisas

1. Independentemente do problema com que você se deparar, acalme-se diante de Deus, ore a Ele e tente compreender Sua vontade, busque a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo e obedeça à orientação do Espírito Santo;

2. Independentemente do problema, você deve sempre buscar a verdade e princípios de prática nas palavras de Deus. Compreenda e capte tanto a verdade quanto os princípios de ação;

3. Encontre irmãos e irmãs que tenham a obra do Espírito Santo e clareza sobre verdade a ser comungada e buscada a fim de compreender a vontade de Deus e ter uma senda a percorrer;

4. Se você for incapaz de compreender com precisão a vontade de Deus, poderá praticar o princípio de ser benéfico para o povo escolhido de Deus. Se você descobrir mais tarde um erro, deverá corrigi-lo.

75. Os princípios de buscar compreender a verdade

1. Você deve orar mais e buscar mais a verdade com base nas palavras de Deus, aprender a compreender Sua vontade em todas as coisas e obter a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo;

2. Você deve se concentrar em experimentar e praticar as palavras de Deus e também deve usar Suas palavras para comunicar a verdade – somente assim você compreenderá aos poucos a essência da verdade;

3. Durante as provações, você deve se concentrar na busca das verdades e princípios de como dar testemunho a fim de obter um conhecimento mais profundo e prático da verdade;

4. Você deve compreender a essência da verdade e especificidades práticas e determinar os princípios da prática. Somente assim você poderá genuinamente compreender a verdade.

76. Os princípios de conhecer as palavras de Deus

1. Ao comer e beber as palavras de Deus, você deve contemplar conscienciosamente Suas palavras com um coração devoto e desejoso e ansiar pela iluminação e esclarecimento do Espírito Santo. Somente assim você poderá aos poucos compreender a verdade;

2. Ao ler as palavras de Deus, você deve se concentrar em compreender a realidade da verdade de Suas palavras e compreender Suas exigências e a importância delas. Somente assim você terá verdadeiro conhecimento das palavras de Deus;

3. Você deve procurar respostas nas palavras de Deus a fim de compreendê-las. Somente assim você achará fácil compreender a realidade da verdade e a importância de sua essência;

4. Você deve se concentrar em colocar as palavras de Deus em prática. Somente ao ganhar a iluminação do Espírito Santo por meio da experiência das palavras de Deus é que você poderá compreender a essência e a importância de Suas palavras e da verdade.

77. Os princípios de obedecer às palavras de Deus e à verdade

1. Você deve reconhecer que todas as palavras de Deus são a verdade. Quer estejam ou não de acordo com as concepções do homem, elas nunca mudarão e você não deve escolher quais deverá aceitar e obedecer;

2. Você deve praticar todas as verdades nas palavras de Deus. Independentemente do quanto você compreenda de Suas palavras, primeiramente obedeça a elas e pratique-as, e, ao experimentá-las, você ganhará aos poucos uma compreensão clara delas;

3. Você deve obedecer ao julgamento, castigo, poda e tratamento das palavras de Deus a fim de ganhar conhecimento de sua própria essência corrupta e entrar na realidade da verdade;

4. Você deve obedecer à autoridade das palavras de Deus. Independentemente de quem fale, contanto que o que digam esteja de acordo com as palavras de Deus e com a verdade, você deve aceitar e obedecer – as palavras de Deus são a autoridade suprema.

78. Os princípios de entrar na realidade das palavras de Deus

1. Concentre-se em buscar e contemplar as verdades nas palavras de Deus a fim de compreender Sua vontade e exigências e a essência da verdade;

2. Você deve colocar as verdades que compreende em prática e alcançar um conhecimento mais claro e preciso da verdade. Só então você poderá entrar na realidade das palavras de Deus;

3. Você deve aceitar o julgamento e castigo das palavras de Deus e genuinamente reconhecer a verdade de sua própria corrupção e a essência de sua natureza. Só então você poderá entrar na realidade das palavras de Deus;

4. Você deve confiar na obra do Espírito Santo e experimentar o aperfeiçoamento do julgamento, castigo, tribulações e refinamento de Deus. Só então você poderá entrar na realidade das palavras de Deus.

79. Os princípios de conhecer a salvação maior do homem por Deus

1. Enquanto houver a mínima esperança de que as pessoas sejam capazes de aceitar a verdade e verdadeiramente se arrependerem, Deus não abandonará Sua salvação delas;

2. Quando as pessoas transgredirem, contanto que sejam capazes de conhecer e se arrepender e possam mudar, Deus esquecerá. Ele dá às pessoas a chance de se arrependerem para que possam ganhar a salvação;

3. Durante o tempo da obra da palavra de Deus, nenhum homem é prontamente punido. Na medida do possível, Deus é tolerante com as pessoas e lhes dá a chance de se arrependerem;

4. Deus salva os que realmente creem Nele e detesta e amaldiçoa anticristos, pessoas más e espíritos impuros e malignos. Os que odeiam a verdade certamente serão destruídos.

80. Os princípios de reconhecer o aperfeiçoamento do homem por Deus

1. Deus somente aperfeiçoa os que genuinamente amam e buscam a verdade e amam a Ele com sinceridade. Os que possuem um coração que não ama a Deus nunca poderão ser aperfeiçoados;

2. Deus aperfeiçoa o homem por meio de palavras que expressam Seu caráter justo, permitindo assim que as pessoas se conheçam e gerem verdadeiro arrependimento e mudança em Suas palavras;

3. Deus aperfeiçoa o homem por meio de julgamento, castigo, poda, tratamento, provações e refinamento, permitindo assim que as pessoas conheçam a Deus e gerem mudança em seu caráter;

4. Deus aperfeiçoa o homem usando o grande dragão vermelho como contraste, permitindo assim que as pessoas reconheçam a natureza satânica da humanidade e conheçam Seu caráter justo, onipotência e sabedoria.

81. Os princípios de percorrer a senda de Pedro

1. Você deve percorrer a senda da busca da verdade, que é a senda do verdadeiro autoconhecimento, a fim de alcançar a mudança de caráter e ser aperfeiçoado;

2. Você deve se concentrar em buscar amar a Deus, ser capaz de praticar a verdade e seguir o exemplo de Cristo em todas as coisas e tornar-se alguém que realmente ama a Deus e dá testemunho Dele;

3. Você deve se concentrar em conhecer a Deus e a si mesmo em Suas palavras e compreender Suas exigências ao homem a fim de compreender a verdade e entrar na realidade;

4. Você deve aceitar o julgamento, castigo, provações e refinamento de Deus e conhecer Sua justiça e santidade a fim de ser capaz de amar a Ele plenamente e ser obediente até a morte.

82. Os princípios de ser um líder da igreja

1. Você deve realizar todo o trabalho da igreja estritamente de acordo com os arranjos de trabalho e ser capaz de aceitar a inspeção de líderes de nível superior e a supervisão do povo escolhido de Deus;

2. Você deve defender a obra de Deus e proteger Seu povo escolhido contra o engano e a perturbação de anticristos, pessoas malignas, espíritos malignos e todo tipo de influências satânicas;

3. Você deve servir de maneira harmoniosa e coordenada com seus parceiros de trabalho, ser dedicado às comissões de Deus em todos os momentos, ter como prioridade os interesses de Seu povo escolhido e abandonar os interesses da carne;

4. Você deve conduzir todos os irmãos e irmãs que buscam a verdade a aprender a comer e beber as palavras de Deus e a experimentar Sua obra e conduzi-los a entrar na realidade da verdade.

83. Os princípios de ser um diácono da igreja

1. Você deve trabalhar em harmonia com os líderes da igreja e ser capaz de aceitar poda e tratamento. Quando tiver dificuldades, comunique-as aos seus líderes sem demora a fim de evitar atrasos no seu trabalho;

2. Você deve se concentrar na entrada de sua vida pessoal, se concentrar na busca da verdade e na mudança de seu caráter, cumprir seus deveres e se dedicar às comissões de Deus;

3. Você deve supervisionar o trabalho dos líderes da igreja de acordo com os arranjos de trabalho. Se você descobrir que eles não estão fazendo trabalho prático, deverá aconselhá-los ou informar os níveis mais altos;

4. Você deve defender a ordem normal da vida da igreja. Quando surgir um problema em que alguém estiver causando confusão, você deverá proteger o povo escolhido de Deus para que não seja enganado.

84. Os princípios de ser um pregador distrital

1. Você deve regar e suprir todos os líderes e obreiros da igreja de acordo com os arranjos de trabalho e resolver as dificuldades e problemas reais que eles tiverem;

2. Você deve ter compreensão dos estados e estaturas de todos os líderes e obreiros da igreja. Se você descobrir um falso líder ou obreiro, deverá denunciá-lo e substituí-lo sem demora;

3. Você deve cooperar com os líderes distritais para realizar todo o trabalho do distrito. Você deve trabalhar em harmonia com eles e se concentrar em descobrir e cultivar pessoas que tenham talento;

4. Você deve supervisionar o trabalho dos líderes distritais de acordo com os arranjos do trabalho. Se você descobrir que eles não estão fazendo trabalho prático, deverá aconselhá-los ou informar os níveis mais altos.

85. Os princípios de ser líder distrital ou membro de um grupo decisório regional

1. Você deve exaltar a Deus como grande e supremo, ser capaz de exaltá-Lo e dar testemunho Dele e se concentrar em trazer todos os níveis de líderes e obreiros para a realidade da verdade;

2. Você deve trabalhar estritamente de acordo com os arranjos de trabalho do alto. Nunca se permita confiar em seu voluntarismo para fazer o que mais lhe convém e fique atento aos perigos de percorrer a senda do anticristo;

3. Dedique-se às comissões de Deus, realize o trabalho abrangente da igreja e se concentre em realizar as duas tarefas fundamentais de liderar os líderes e obreiros para que progridam na entrada na vida e divulgar o evangelho;

4. Você deve aprender a servir com seus parceiros de trabalho, resolver todos os problemas de acordo com a verdade, garantir a vida normal da igreja e fazer o máximo possível para divulgar o evangelho do reino.

86. Os princípios de ser membro de um grupo decisório de área pastoral

1. Você deve se dedicar às comissões de Deus, ter como vocação celestial a realização de Sua vontade e ser capaz de aceitar o escrutínio do Espírito Santo em tudo que faz;

2. Você deve realizar o trabalho abrangente da área pastoral de acordo com as responsabilidades de trabalho do grupo decisório da área pastoral e aceitar a poda, tratamento e orientação do alto;

3. Você deve realizar o trabalho de regar com a verdade de acordo com as palavras de Deus e em estrita conformidade com os arranjos de trabalho e prestar atenção ao trabalho fundamental e essencial;

4. Você deve fazer ajustes adequados em todos os níveis de líderes. Se você descobrir um colega de trabalho contrariando os princípios da verdade, deverá comungar com ele para resolver a questão sem demora e estar preparado para reprimir falsos líderes a todo momento.

87. Os princípios de servir em coordenação

1. Você deve realizar todo o trabalho da igreja estritamente de acordo com os arranjos de trabalho, fazer o máximo possível para cumprir seu dever e nunca se permitir fazer o que mais lhe convém;

2. Você deve obedecer à obra do Espírito Santo e aos princípios da verdade. Você não deve aderir ao voluntarismo nem ser restringido por outras pessoas e você não deve renunciar aos princípios, mas supervisionar uns aos outros;

3. Não busque prevalecer sobre os outros, mas busque e comunique a verdade em todas as coisas para alcançar um consenso. Aprendam uns com os outros, não se prendam ao passado, respeitem e obedeçam uns aos outros;

4. Você deve defender a obra da família de Deus. Se você descobrir que seu parceiro tem um problema, deverá ajudá-lo sem demora. Se vocês não forem capazes de cooperar, deverão buscar prontamente uma resolução para o problema.

88. Os princípios de regar novos crentes

1. Devemos suprir os novos crentes com rega e sustento adequados sobre os aspectos das visões da verdade a fim de que possam se estabelecer no verdadeiro caminho o mais rapidamente possível;

2. Os novos crentes devem ser regados e apoiados com amor. Devem ser cuidadosamente encorajados, inspirados e orientados para que possam comer e beber corretamente as palavras de Deus e comungar sobre a verdade;

3. Lide com os novos crentes com sabedoria e observe atentamente seus estados e dificuldades. Resolva suas atuais noções e problemas de maneira oportuna;

4. Faça com que os novos crentes compreendam o significado de crer em Deus e cumprir seu dever e sejam capazes de amar e buscar a verdade a fim de entrar na trilha certa da crença em Deus.

89. Os princípios de regar e suprir o povo escolhido de Deus

1. Você deve regar e suprir o povo escolhido de Deus passo-a-passo, de acordo com os princípios nos arranjos de trabalho, a fim de permitir que compreenda a verdade e entre na trilha correta da crença em Deus;

2. Você deve compreender os fundamentos e usar a verdade para resolver problemas de acordo com a obra atual do Espírito Santo, permitindo assim que o povo escolhido de Deus obedeça à Sua obra e cumpra seu dever.

3. Você deve comunicar a essência da verdade de acordo com os estados do povo escolhido de Deus. A exigência mínima é não permitir que as pessoas se tornem negativas e passivas e que sejam capazes de buscar a verdade e entrar na realidade;

4. Você deve comunicar a verdade de acordo com as estaturas, calibres e dificuldades práticas do povo escolhido de Deus, variando sua abordagem de pessoa para pessoa sem empregar uma abordagem de “solução única”.

90. Os princípios das eleições da igreja

1. Você deve comunicar a verdade antes das eleições e eleger como líderes e obreiros os que buscam a verdade, têm a obra do Espírito Santo e despendem sinceramente por Deus;

2. Você deve praticar a verdade durante as eleições, tratar a todos de forma justa e não confiar em emoções ou ressentimentos pessoais. Você deve votar imparcialmente de acordo com a essência das pessoas;

3. Todas as pessoas escolhidas por Deus na igreja (excluindo as que foram expulsas ou isoladas) têm o direito de votar e de ser eleitas. As pessoas do Grupo B não têm o direito de ser eleitas;

4. Absolutamente ninguém tem permissão para nomear um candidato. Você deve garantir que mais de 80% das pessoas na igreja participem da votação para que seja válida.

91. Os princípios de viver a vida da igreja

1. Você deve comer e beber as palavras de Deus e comunicar a verdade de acordo com os princípios prescritos pelos arranjos de trabalho atuais e deve acompanhar a obra do Espírito Santo;

2. Nas reuniões você deve comunicar mais sobre sua experiência e conhecimento das palavras de Deus e também comunicar os princípios da prática sobre a verdade a fim de ter uma senda para colocar a verdade em prática;

3. Os que buscam a verdade e têm compreensão precisa devem comunicar mais. É melhor para os que não têm experiência nem conhecimento que escutem mais comunhões e contemplem mais as palavras de Deus;

4. Você deve obedecer ao princípio de somente comunicar o que você compreende. Não fale descuidadamente nem pregue letras e doutrinas, nem diga coisas que não têm relação com o assunto.

92. Os princípios de a igreja ser dividida em Grupo A e Grupo B

1. Você deve separar as pessoas no Grupo A e Grupo B dependendo de se elas buscam ou não a verdade, têm ou não a obra do Espírito Santo, têm humanidade boa ou má e causam ou não perturbações na igreja;

2. Você deve separar no Grupo B os “10 tipos de pessoas” mencionados nos arranjos de trabalho para lhes dar a oportunidade de se arrepender e mudar;

3. Os que têm problemas sérios e especiais e cuja essência dos problemas você é temporariamente incapaz de penetrar ou definir devem ser todos colocados no Grupo B;

4. Você pode fazer ajustes a qualquer momento em quem deve estar nos Grupos A e B de acordo com seu nível de busca da verdade. No entanto, para isso você deve obter a aprovação de mais da metade da igreja.

93. Os princípios de fazer ajustes para líderes e obreiros

1. Os ajustes para líderes e obreiros devem ser feitos de acordo com sua essência. Todos os que contrariam os arranjos de trabalho, fazem o que lhes convêm e pertencem a anticristos devem ser substituídos;

2. Todos os falsos líderes e obreiros que não buscam a verdade, não têm a obra do Espírito Santo e são incapazes de realizar trabalho prático devem ser substituídos e ter arranjos separados feitos para eles;

3. Você deve fazer uso das pessoas de acordo com sua estatura, calibre, pontos fortes, se sua humanidade é boa ou má e seu nível de compreensão da verdade;

4. Os líderes e obreiros eleitos devem ser os melhores candidatos comparativamente capazes de comunicar a verdade, resolver problemas e realizar trabalho prático.

94. Os princípios de cultivar as pessoas e fazer uso delas

1. Você deve elevar e cultivar os que creem sinceramente em Deus, buscam a verdade, têm senso de justiça, têm uma boa humanidade e têm a obra do Espírito Santo;

2. Se pessoas boas que foram anteriormente substituídas se arrependeram de fato e forem capazes de realizar trabalho prático, poderão ser eleitas e elevadas novamente;

3. Contanto que os novos crentes que acreditaram por apenas um ou dois anos tiverem boa humanidade, bom calibre e buscarem a verdade, eles poderão ser cultivados na primeira oportunidade;

4. Quanto aos que transgrediram e que são arrogantes e autoimportantes, mas que são capazes de buscar a verdade e verdadeiramente se arrepender, contanto que sejam capazes de realizar trabalho prático, poderão ser eleitos e elevados.

95. Os princípios de sondar alguém ao divulgar o evangelho

1. Primeiramente você deve ter uma compreensão precisa de se a humanidade da pessoa é boa ou má, se ela consegue ou não aceitar a verdade e se ela tem ou não espíritos malignos operando nela, e então poderá confirmar se é ou não alguém a quem você pode divulgar o evangelho;

2. Ao sondar alguém, você deve compreender e captar seu calibre, gostos, calcanhares de Aquiles e concepções a fim de fornecer informações básicas para a futura apresentação do testemunho;

3. Ao sondar alguém, você deve usar o método sábio para construir um bom relacionamento com ele, obter sua confiança e causar uma boa impressão. Só então você terá esperança de ganhá-lo;

4. Ao sondar as pessoas, você deve ter um coração afetuoso e ser paciente. Você nunca deve ser desleixado, mas deve se esforçar com as pessoas a quem você pode divulgar o evangelho – somente assim você terá sucesso em ganhar as pessoas.

96. Os princípios de divulgar o evangelho e dar testemunho de Deus

1. Você deve, de acordo com as palavras de Deus, dar testemunho claro e criterioso de Sua obra dos últimos dias. Você deve afastar as concepções e imaginações das pessoas, removendo os obstáculos e barreiras que estão no caminho delas;

2. Você deve conscienciosamente analisar e examinar todo convertido em potencial, estabelecendo propostas realizáveis e se esforçando para abrir a situação da forma mais eficaz possível;

3. Você deve escolher os destinatários corretos para o evangelho e flexivelmente adotar uma variedade de métodos de esclarecimento. Contanto que você não infrinja a lei ou cometa um crime, você deverá fazer o que for preciso para ganhar mais pessoas;

4. Você deve recorrer à obra do Espírito Santo e seguir Sua orientação. Você deve empregar métodos flexíveis e eficientes para divulgar o evangelho, tanto direta quanto espontaneamente. Quando a situação o permitir, você poderá fazê-lo abertamente.

97. Os princípios de hospedar o povo escolhido de Deus

1. Você deve confiar em seu coração afetuoso e ter princípios ao hospedar o povo escolhido de Deus, e também obedecer aos arranjos da igreja. Nunca hospede anticristos, pessoas malignas nem espíritos malignos;

2. Nos momentos cruciais você deve garantir a segurança de líderes, obreiros, irmãos e irmãs – essa é uma responsabilidade obrigatória;

3. Você deve fazer tudo que puder de acordo com a situação da sua família. A família de Deus defende simplicidade e conveniência em relação a refeições e comer e beber em excesso não é permitido. O princípio é assegurar que os irmãos e irmãs possam saciar sua fome;

4. Se a família anfitriã tiver alguma dificuldade, a igreja deverá resolvê-la. Se a família anfitriã for pobre e tiver dificuldades para sobreviver, a igreja poderá arcar com todos os custos de hospedagem.

98. Os princípios de oferta e doação

1. Não é permitido que neófitos que não compreendem a verdade façam ofertas. Somente aqueles com fé verdadeira que sinceramente creem em Deus podem fazer ofertas;

2. As ofertas e doações do povo escolhido de Deus devem ser realizadas através de repetidas orações com inteira boa vontade, sem arrependimento e expectativa de recompensa, a fim de serem comemoradas por Deus;

3. As doações devem ser feitas para destinatários selecionados, irmãos e irmãs indigentes que buscam a verdade e sinceramente despendem por Deus;

4. Dinheiro e materiais oferecidos a Deus devem ser entregues à custódia da igreja. Doações a indivíduos não precisam ser transmitidas por meio da igreja. Podem ser doados diretamente.

99. Os princípios de como lidar com as ofertas a Deus

1. O dinheiro e os bens da família de Deus, incluindo todos os ativos, são ofertas dedicadas a Deus por Seu povo escolhido. Não pertencem a nenhuma igreja ou líder;

2. Além de Deus e Seu sacerdote, ninguém tem o direito de desfrutar das ofertas a Deus. Se alguém as usar sem permissão, ele é um Judas que rouba ofertas;

3. As ofertas dedicadas a Deus são organizadas, manuseadas e administradas por Deus e pelo homem usado pelo Espírito Santo. Ninguém pode interferir ou lidar com elas arbitrariamente;

4. Qualquer prejuízo causado por aqueles que cometerem atos desonestos graves e roubarem ofertas deve ser recuperado e reembolsado. Se a pessoa se recusar a pagar, a retribuição punitiva pode ser adotada.

100. Os princípios de fazer visitas a irmãos e irmãs

1. Todos os que creem sinceramente em Deus, mas que ainda não compreendem a verdade, devem ser visitados e apoiados, e você deve fazer o máximo possível para ajudá-los com um coração afetuoso;

2. Você deve ter a maior compaixão e paciência possível para apoiar novos crentes. Você deve se concentrar mais em dar testemunho da obra de Deus para que as pessoas compreendam a verdade e experimentem Seu amor;

3. Comunique a verdade e resolva problemas de acordo com os problemas reais que as pessoas têm, para que elas conheçam a obra de Deus e sintam que têm uma senda para percorrer;

4. Visitar irmãos e irmãs não visa apenas resolver o problema da entrada na vida. Você deve usar todas as suas forças para ajudá-los com outros problemas, para que tenham fé para seguir a Deus.

101. Os princípios de a igreja distribuir e salvaguardar livros das palavras de Deus

1. Todos os livros necessários devem ser prontamente distribuídos aos que sinceramente creem em Deus e buscam a verdade – ninguém pode violar esse princípio;

2. Os novos crentes de quem ainda não se tem certeza se buscam ou não a verdade devem receber apenas o livro do evangelho, o hinário e as gravações dos sermões e comunhões do alto;

3. Ninguém pode confiscar livros das palavras de Deus de Seu povo escolhido por motivo nenhum (com exceção dos que foram expulsos ou expurgados);

4. Somente pessoas com boa humanidade e coração responsável podem ser selecionadas para salvaguardar os livros da família de Deus. Os zeladores de livros devem ser conscienciosos e responsáveis e assumir responsabilidade por Deus.

102. Os princípios da salvaguarda e uso do dinheiro da família de Deus

1. Os três níveis de líderes são diretamente responsáveis por providenciar a salvaguarda do dinheiro da família de Deus. A transferência de ofertas deve ser assinada por um mínimo de dois a três líderes ou obreiros.

2. Você deve ser consciencioso e responsável com a salvaguarda e uso de ofertas. Se houver prejuízo devido a negligência do dever, será necessária uma investigação sobre a responsabilidade de pessoas relevantes;

3. O dinheiro deve ser usado para pagar todos os custos apropriados do trabalho da igreja ou resolver as questões monetárias dos que cumprem seu dever. Nunca deve ser usado de maneira arbitrária ou errada;

4. Ao surgir um ambiente adverso, as ofertas devem ser transferidas ou distribuídas sem demora, e de acordo com a situação real, para as mãos de um número de pessoas com boa humanidade e que buscam a verdade, para sua salvaguarda.

103. Os princípios de assistir os que cumprem seu dever em tempo integral

1. Mensalmente, despesas de subsistência adequadas são fornecidas aos que cumprem seu dever com base em um padrão de vida moderado e suas necessidades específicas;

2. Para famílias de crentes em que todos cumprem seu dever em tempo integral, devem ser tomadas providências apropriadas caso enfrentem dificuldades, permitindo que tenham roupa e comida e possam sobreviver;

3. Para famílias em que parte dos membros são crentes e cumprem seu dever em tempo integral, se enfrentarem dificuldades, devem ser assistidas de acordo com suas circunstâncias, assegurando que todos os que cumprem seu dever tenham meios de sobrevivência;

4. Em caso de doença ou acidente, deve-se prestar assistência de acordo com a situação. Em circunstâncias especiais, deve ser feito um relatório e as questões devem ser tratadas pelo grupo decisório regional.

104. Os princípios de como tratar novos irmãos e irmãs

1. Você deve regar as verdades da visão para os novos crentes, remover todas as suas concepções e permitir que lancem fundações no verdadeiro caminho e não voltem atrás;

2. Você não deve fazer exigências demasiadamente elevadas aos novos crentes. Você deve abordar seus problemas e concepções com um coração afetuoso, comunicar pacientemente a verdade e resolver prontamente seus problemas;

3. Você não deve usar regras para restringir as pessoas. Você deve regá-las com a verdade de acordo com a situação real de cada indivíduo e não deve obrigar ninguém a fazer o que está além de sua capacidade;

4. Você deve ser sábio e se precaver contra os que têm má humanidade e são pobres demais para aceitar a verdade. Você nunca deve revelar os nomes nem os endereços de líderes nem de obreiros para eles.

105. Os princípios de como tratar pessoas que creram em Deus por muitos anos e foram expostas

1. Todos os que creram por muitos anos e nunca buscaram a verdade nem cumpriram seu dever são descrentes e falsos crentes. Eles pertencem aos gentios e devem ser expulsos;

2. Se alguém nunca buscou a verdade, mas é capaz de prestar serviço, contanto que não seja uma pessoa maligna ou um anticristo, você deverá tratá-lo sabiamente com um coração afetuoso e lhe dar a oportunidade de se arrepender;

3. Você deve tratar com um coração afetuoso os que creram em Deus por muitos anos, têm uma humanidade relativamente boa e são capazes de prestar serviço fielmente. Use todas as suas forças para ajudá-los e apoiá-los a entrar na realidade da verdade;

4. Os que nunca foram capazes de prestar serviço, frequentemente fazem o mal e cumprem uma função negativa na igreja devem ser expurgados ou expulsos.

106. Os princípios de como tratar pessoas com naturezas arrogantes diferentes

1. Contanto que uma pessoa arrogante que não seja maligna creia sinceramente em Deus, você deverá fazer o máximo possível para supri-la, apoiá-la e permitir que entre na trilha correta da crença em Deus;

2. Você deve elevar e cultivar pessoas arrogantes de bom calibre e boa humanidade que são capazes de buscar a verdade e possuem razão. Você nunca deve atacá-las nem excluí-las;

3. Os que são excessivamente arrogantes, não têm o mínimo de razão, são descontroladamente ambiciosos, não obedecem a ninguém e são anticristos devem ser expulsos;

4. Os que pertencem aos anticristos absurdos e espíritos malignos, são absurdos ao extremo, insistem em doutrinas absurdas, se opõem à verdade e são arrogantes e disparatados devem ser expurgados.

107. Os princípios de como tratar pessoas que buscam a verdade e têm a obra do Espírito Santo

1. Todos os que buscam a verdade e têm a obra do Espírito Santo são verdadeiramente pessoas escolhidas por Deus. Você deve ajudar com um coração afetuosos os que transgrediram, fracassaram ou caíram;

2. Você deve cultivar e estimar os que buscam a verdade e têm a obra do Espírito Santo, bom calibre e senso de justiça. Nunca permita que alguém os ataque ou faça acusações falsas contra eles;

3. A igreja deve considerar as pessoas que buscam a verdade e têm a obra do Espírito Santo como seu núcleo, se concentrar em regá-las e cultivá-las e permitir que tenham oportunidades para cumprir seu dever;

4. A igreja deve cultivar os que têm boa humanidade, têm bom calibre, buscam a verdade e têm a obra do Espírito Santo, e o povo escolhido de Deus deve estimá-los e protegê-los.

108. Os princípios de como tratar líderes e obreiros

1. As pessoas escolhidas por Deus devem exaltar a Ele como supremo e não devem admirar nem adorar nenhum líder ou obreiro. Devem obedecer a Deus e à verdade em todas as coisas e não serem restringidas por pessoa alguma;

2. Contanto que as palavras e ações dos líderes e obreiros estejam de acordo com as palavras de Deus e a verdade, e contanto que sejam capazes de exaltar a Deus e dar testemunho Dele, estarão aptos para serem usados e você deverá aceitá-los e obedecer a eles;

3. Se as ações dos líderes e obreiros não estiverem de acordo com a verdade, você deverá aderir aos princípios e à verdade e não ser restringido pelo líder ou obreiro. Comungue com um coração afetuoso e permita que eles se arrependam;

4. Se um líder ou obreiro se envolver em má conduta, contrariar os arranjos de trabalho e fizer o que lhe convém, deverá ser exposto, removido ou denunciado a níveis mais altos.

109. Os princípios de apoiar o trabalho de líderes e obreiros e cooperar com eles

1. Contanto que os líderes e obreiros possam realizar seu trabalho com base nos arranjos de trabalho do alto e usar a verdade para resolver problemas, você deverá aceitá-los e obedecer a eles;

2. Quando os líderes e obreiros enfrentarem dificuldades em seu trabalho, o povo escolhido de Deus deverá fornecer apoio e cooperação e salvaguardar a obra da casa de Deus, unidos em coração e mente;

3. Se os líderes ou obreiros contrariarem os arranjos de trabalho e trabalharem segundo suas próprias intenções, você deverá ter discernimento e evitar segui-los tolamente. A atitude deles deverá ser mudada por meio de comunhão amorosa;

4. Se os líderes ou obreiros forem atacados ou incriminados por pessoas malignas, o povo escolhido de Deus deverá ficar do lado de Deus. Sua responsabilidade é proteger adequadamente os líderes e obreiros.

110. Os princípios de como tratar líderes e obreiros que transgredirem

1. Você deve tratar corretamente os líderes e obreiros que buscam a verdade, mas transgredirem, e ajudá-los com um coração afetuoso. Você não deve atacá-los, condená-los, nem fazer falsas acusações contra eles;

2. Se um líder ou obreiro contrariar os arranjos de trabalho e trabalhar de maneira voluntariosa, você poderá comunicar a verdade com ele ou podá-lo e tratá-lo para lhe dar a oportunidade de se arrepender;

3. Você deve ajudar e apoiar com um coração afetuoso os líderes e obreiros que tenham boa humanidade, bom calibre e experiência superficial, que possam ter transgredido, mas que valem a pena ser cultivados;

4. Os líderes e obreiros que cometeram transgressões sérias que causaram graves prejuízos à obra ou propriedade da família de Deus devem ser substituídos, a menos que se arrependam verdadeiramente.

111. Os princípios de como tratar falsos líderes e obreiros

1. Falsos líderes e obreiros que têm má humanidade, não buscam a verdade e são capazes de fazer o mal devem ser substituídos, banidos e eliminados;

2. Anticristos demoníacos malignos que cometem todo tipo de mal, provocam a indignação de todos e se dedicam a estabelecer seus próprios reinos devem ser expostos, analisados e depois expulsos;

3. Outros deveres podem ser providenciados para os que têm humanidade relativamente boa e experiência de vida superficial e que perderam a obra do Espírito Santo por não buscarem a verdade, e eles devem ser tratados com um coração afetuoso;

4. Falsos líderes e obreiros de humanidade relativamente boa que foram substituídos, mas que depois se arrependeram verdadeiramente e são capazes de realizar trabalho prático, poderão ser novamente eleitos, elevados e usados.

112. Os princípios de denunciar líderes e obreiros

1. Deve haver comprovação de que o Espírito Santo definitivamente não está operando. A corroboração e o apoio de várias pessoas que compreendem a verdade devem ser obtidos. Em seguida, o devido processo de denúncia poderá ser iniciado;

2. Se for descoberto que um líder ou obreiro violou seriamente os arranjos de trabalho, cometeu o mal ou oprimiu o povo escolhido de Deus, ele deverá ser denunciado e exposto;

3. Um líder ou obreiro que transgrediu ou mostrou corrupção deve receber ajuda amorosa. Se ele se recusar a aceitar a verdade, poderá então ser denunciado, exposto e substituído;

4. Se um líder ou obreiro cometer muito mal, revelando sua verdadeira natureza, e for exposto como uma pessoa maligna ou um anticristo, deverá ser denunciado, exposto, removido e expulso.

113. Os princípios da renúncia de líderes e obreiros aos seus cargos

1. Todos os falsos líderes e obreiros que não buscam a verdade, não conseguem realizar trabalho prático e há muito tempo perderam a obra do Espírito Santo devem renunciar;

2. Todos os que se recusam a distribuir ou implementar arranjos de trabalho, sermões ou comunhões e impedem o povo escolhido de Deus de aceitar a liderança e o pastoreio do alto devem renunciar;

3. Todos os que contrariam os arranjos de trabalho, fazem o que lhes convêm e causam grandes prejuízos e desastres para a obra da família de Deus e para Seu povo escolhido devem renunciar;

4. Se um líder ou trabalhador transgredir ou fizer o mal, mas for capaz de se arrepender sinceramente e garantir que trabalhará corretamente no futuro depois de experimentar poda e tratamento, ele poderá ser isento de renunciar.

114. Os princípios de remover líderes e obreiros de seus cargos

1. Você deve primeiramente concluir o trabalho de investigação e deve haver provas factuais suficientes para definir com precisão que alguém é um falso líder antes ele que seja removido de seu cargo;

2. Você deve sondar a opinião popular e somente quando a maioria das pessoas escolhidas por Deus que compreendem a verdade aprovarem que a pessoa é um falso líder ou obreiro é que você poderá removê-la de seu cargo;

3. Com o argumento de garantir a segurança e assegurar que a vida da igreja não seja perturbada, você deve agir prontamente contra falsos líderes e anticristos e nunca procrastinar;

4. Você pode se unir a vários outros que são genuinamente pessoas escolhidas por Deus e dois ou três líderes e obreiros para remover de seus cargos os falsos líderes e anticristos que fazem todo tipo de mal.

115. Os princípios de discernir se alguém tem ou não a obra do Espírito Santo

Se alguém tem ou não a obra do Espírito Santo depende de:

1. Se ele é capaz ou não de aceitar o julgamento, castigo, poda, tratamento, provações e refinamento das palavras de Deus e se é ou não verdadeiramente obediente à Sua obra;

2. Se ele ganha ou não nova luz ao comer e beber as palavras de Deus, se tem ou não conhecimento prático da verdade e se tem ou não conhecimento verdadeiro de sua própria essência corrupta;

3. Se ele vê ou não resultados em seus deveres, se frequentemente exalta a Deus e dá testemunho Dele ou não e se tem ou não um coração temente a Deus;

4. Se seu caráter de sua vida mudou ou não, se progrediu ou não com o tempo, se seus relacionamentos interpessoais se tornaram cada vez mais normais ou não e se é capaz ou não de tratar os outros de forma justa.

116. Os princípios de discernir heresias e falácias

1. Tudo que não vem Deus ou de Suas palavras – desde que contrarie as palavras de Deus e a verdade – é herético e falacioso;

2. Todas as ideias e teorias que negam a Deus, negam Suas palavras e a verdade e não pertencem a coisas positivas são heréticas e falaciosas;

3. Todas as palavras que vêm de Satanás e de todos os tipos de espíritos malignos, independentemente de quem tente comunicá-las, são heréticas e falaciosas;

4. Toda cultura hereditária, concepções, imaginações e teorias acadêmicas que surgem da humanidade corrupta e se opõem às palavras de Deus são heréticas e falaciosas.

117. Os princípios de discernir toda a espécie de espíritos malignos

1. Todos os que são possuídos por demônios ou frequentemente têm espíritos malignos operando neles são espíritos malignos. Todos os que odeiam a verdade e desafiam a Deus são espíritos malignos;

2. Todos os que tentam se passar por filhos primogênitos de Deus ou anjos ou que não dão testemunho do verdadeiro Deus, mas dão testemunho de si mesmos, ou que desejam ser Deus são espíritos malignos;

3. Todos os que são incapazes de compreender puramente as palavras de Deus, são excepcionalmente absurdos e disparatados, sempre interpretam equivocadamente as palavras de Deus e espalham falácias são definitivamente malignos;

4. Todos os que negam a Deus, O atacam e blasfemam contra Ele, que odeiam especialmente a verdade e odeiam o homem usado pelo Espírito Santo são todos os espíritos malignos que são as reencarnações de demônios malignos.

118. Os princípios de discernir quando os espíritos malignos estão tentando enganar as pessoas

1. Se alguém tenta se passar por Cristo ou um anjo, está sempre contando mentiras e não está de maneira alguma de acordo com as palavras de Deus, então é um espírito maligno tentando enganar as pessoas;

2. Qualquer um que afirma ser filho amado de Deus, Seu filho primogênito, um anjo ou um profeta vindo para falar e trabalhar, que fala palavras que pareçam verdadeiras, mas na verdade são falsas, é um espírito maligno tentando enganar as pessoas;

3. Todos cujas habilidades de compreensão são de extraordinária absurdidade, que sempre propagam heresias e falácias, distorcem os fatos e negam a obra de Deus são espíritos malignos tentando enganar as pessoas;

4. Todos os que se concentram no sobrenatural e que afirmam poder frequentemente ouvir vozes e ter visões, conhecer e apontar os pecados dos outros e realizar milagres e maravilhas são espíritos malignos tentando enganar as pessoas.

119. Os princípios de discernir demônios anticrísticos

1. Todos os demônios anticrísticos são arrogantes e vaidosos, se recusam a obedecer aos outros, não têm lugar algum em seu coração para Deus e nunca O exaltam nem dão testemunho Dele;

2. Todos os demônios anticrísticos odeiam a verdade e resistem a ela, nunca conhecem a si mesmos, são especialmente arrogantes e hipócritas e, além disso, não aceitam nem praticam a verdade;

3. Os demônios anticrísticos somente se empenham por poder e lucro, querem sempre enganar, ludibriar e controlar as pessoas para estabelecer seu próprio reino independente e gostam de se associar a pessoas e espíritos malignos;

4. Todos os demônios anticrísticos têm ódio profundo pelo homem usado pelo Espírito Santo e adotam todo o tipo de argumentos e difamações para atacá-lo e condená-lo enquanto planejam substituí-lo.

120. Os princípios de discernir toda a espécie de pessoas malignas

1. As pessoas malignas odeiam principalmente a verdade, nunca aceitam a verdade nem o julgamento nem o castigo de Deus e muito menos aceitam ser podadas e tratadas;

2. As pessoas malignas não são razoáveis, são especialistas em dizer que preto é branco e em distorcer fatos, gostam de subjugar e prejudicar os outros e usam meios inescrupulosos para alcançar seus objetivos;

3. As pessoas malignas não têm a mínima consciência ou razão e são totalmente insensíveis, independentemente de quanto mal façam ou até que ponto prejudiquem os outros – são como animais de sangue frio;

4. Todas as pessoas malignas definitivamente não têm amor pela verdade, mas amam somente o mal. Não conseguem deixar de fazer o mal e mesmo que aparentem estar comendo e bebendo as palavras de Deus, isso é apenas fingimento.

121. Os princípios de distinguir o joio do trigo

Se alguém é joio ou trigo depende de:

1. Se ele tem ou não fé verdadeira em Deus, se realmente aceita ou não Seu julgamento e castigo e realmente obedece à Sua obra;

2. Se ele tem ou não oração e associação reais com Deus, se tem ou não um coração temente a Deus e se obteve ou não a obra do Espírito Santo;

3. Se seu coração genuinamente ama e busca a verdade ou não, se consegue ou não aceitar e praticar a verdade e se consegue ou não se unir aos seus irmãos e irmãs em um esforço conjunto;

4. Se ele realmente cumpre ou não o dever, se consegue ou não praticar a verdade e realizar boas ações no cumprimento de seu dever e se é ou não dedicado a Deus.

122. O princípio de discernir letras e doutrinas

1. Todas as letras e doutrinas surgem da análise e explicações das pessoas sobre as palavras de Deus. Não são experiência e conhecimento reais e representam as concepções e imaginações do homem;

2. Doutrinas surgem da mente e do pensamento do homem. Não são a iluminação do Espírito Santo nem experiência real e não podem tocar o coração das pessoas nem beneficiá-las;

3. Todas as letras e doutrinas são regras e formas externas de fazer as coisas. Não têm princípios de prática nem senda e impedem as pessoas de alcançar a libertação;

4. Pregar cartas e doutrinas não é dar testemunho de Deus, e sim exibir a si mesmo. Faz com que as pessoas admiram calibre e dons e elas não têm conhecimento algum de Deus.

123. Os princípios de discernir se alguém tem ou não a realidade da verdade

Se alguém tem ou não a realidade da verdade depende de:

1. Se ele tem ou não verdadeiro conhecimento de Deus e se consegue ou não enxergar a essência dos problemas de acordo com as palavras de Deus a fim de usar a verdade para resolver esses problemas;

2. Se ele consegue ou não praticar a verdade e ser dedicado a Deus em seus deveres, se consegue ou não exaltar a Deus, dar testemunho Dele e conduzir as pessoas à realidade da verdade;

3. Se ele realmente aceita ou não o julgamento, castigo, poda e tratamento das palavras de Deus e se realmente obedece a Ele e O adora;

4. Se sua visão das coisas, perspectiva da vida e valores se transformaram ou não, se é ou não uma pessoa honesta e se seu caráter de vida mudou ou não.

124. Os princípios de discernir a essência da natureza de alguém

1. Determine a essência da natureza de alguém ao observar, baseado em suas preferências, em que exatamente ele se concentra na busca e qual senda gosta de percorrer;

2. Determine a essência da natureza de alguém baseado em seus pontos fracos, calcanhares de Aquiles e o que os limita mais severamente;

3. Determine a essência da natureza de alguém baseado em seu desempenho consistente, o caráter que frequentemente expressa e o tipo de pessoas que escolhe e com quem gosta de se associar;

4. A essência da natureza de uma pessoa pode ser confirmada por sua visão de mundo, perspectiva da vida e valores que defende, bem como a senda que percorre.

125. Os princípios de distinguir entre igrejas verdadeiras e falsas

Se uma igreja é verdadeira ou falsa depende de:

1. Se a vida da igreja tem ou não a obra do Espírito Santo, se seus membros realmente comunicam ou não a verdade nas reuniões e se a vida do povo escolhido de Deus está ou não progredindo aos poucos;

2. Se os líderes da igreja amam e buscam a verdade e têm a obra do Espírito Santo ou não e se realmente compreendem e praticam a verdade ou não;

3. Se o que predomina na igreja é a verdade ou pessoas malignas e se o que predomina são os que perseguem a verdade ou pessoas malignas e pessoas que causam perturbação;

4. Somente onde se reúnem os que genuinamente buscam a verdade e têm a obra do Espírito Santo é uma igreja. Onde se reúnem pessoas malignas e confusas é um local religioso – não uma igreja.

126. Os princípios de distinguir entre buscar a verdade e ter uma crença confusa

Se alguém está buscando a verdade ou tem uma crença confusa depende de:

1. Se ele se concentra em comer e beber as palavras de Deus, aceita Seu julgamento e castigo e progride constantemente na vida, ou se conspira contra outras pessoas, causa perturbações e age desordenadamente dia após dia;

2. Se ele se concentra em compreender a verdade, cumprir seu dever e entrar na realidade, ou se ele se concentra em maneiras externas de fazer as coisas e entusiasmo superficial e se recusa a reconhecer seus erros;

3. Se ele se concentra em buscar a verdade para resolver suas questões de corrupção ao enfrentar problemas, ou se é confuso, dá atenção à sua carne e cobiça avidamente uma vida de conforto e tranquilidade;

4. Se ele pratica a verdade e obedece a Deus em seus deveres, ou se é desleixado em seus deveres, tenta enganar a Deus e se recusa teimosamente a se arrepender.

127. Os princípios de distinguir entre coisas positivas e negativas

Se uma coisa é positiva ou negativa depende de:

1. Se ela vem com a obra de Deus e emerge de Suas palavras e da verdade, ou se vem de Satanás e espíritos malignos ou se foi processada e disfarçada por eles;

2. Se é algo que Deus exige que as pessoas busquem ter e que esteja de acordo com Suas palavras e a verdade ou se diz respeito a tendências mundiais e é algo que as pessoas mundanas buscam;

3. Se ela edifica e beneficia as pessoas e permite que sejam positivas, ou se corrompe e arruína as pessoas e faz com que se tornem negativas e pereçam;

4. Se ela restaura a humanidade normal das pessoas e permite que obedeçam e adorem a Deus, ou se faz com que se tornem degeneradas e decadentes e caminhem em direção à morte.

128. Os princípios de distinguir entre prática da verdade e bom comportamento

Se alguém está praticando a verdade ou se comportando bem depende de:

1. Se ele age de acordo com as exigências e princípios das palavras de Deus e de acordo com a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo, ou se age de acordo com suas emoções, preferências, concepções e imaginações, ou suas próprias experiências;

2. Se ele age de acordo com a realidade da verdade que compreende e de acordo com princípios, ou se ele se apega a regras, age sem se envolver e se concentra em maneiras externas de fazer as coisas;

3. Se ele possui realidade e alcança resultados em sua prática da verdade, ou se faz muito alarde sobre questões menores para passar uma impressão falsa às pessoas;

4. Se ele reverencia a Deus, é dedicado a Ele e alcança resultados reais no cumprimento de seus deveres, ou se é desleixado em seus deveres, age sem se envolver e se dedica a disfarce e engano.

129. Os princípios de distinguir entre os que seguem a Deus e o que seguem o homem

Se alguém segue a Deus ou o homem depende de:

1. Se ele ora a Deus, busca a verdade, confia em Deus e O admira em todas as coisas e permite que Ele predomine, ou se sempre admira, ouve e segue o homem;

2. Se ele opta por obedecer às palavras de Deus e palavras que condizem com a verdade, ou se apenas ouve o que as pessoas dizem, defende o homem em todas as coisas e é restringido por ele;

3. Se ele obedece apenas à liderança de Deus e do homem usado pelo Espírito Santo, ou se é restringido e controlado por falsos líderes, anticristos e pessoas malignas;

4. Se ele se concentra em aceitar a verdade e obedecer a ela de acordo com as palavras de Deus em todas as coisas, ou se ele se submete ao status, doutrinas espirituais e filosofias de vida do homem.

130. Os princípios de como tratar as pessoas de acordo com a sua essência

1. Contanto que alguém seja confirmado em sua essência como uma pessoa maligna, um espírito maligno ou um anticristo, ele deverá ser expulso ou expurgado, independentemente de quanto mal tenha feito;

2. Os que não tiverem a essência de uma pessoa maligna, um espírito maligno ou um anticristo, mas sim de alguém com humanidade má que transgrediu, deverão ser ajudados com um coração afetuoso e ter a oportunidade de se arrepender;

3. Em relação aos que têm problemas especiais e cuja essência você é momentaneamente incapaz de enxergar, você deve observar e esperar. Você poderá lidar com eles quando for capaz de enxergar sua essência e defini-la;

4. Você não deve julgar ou condenar as pessoas de acordo com suas expressões momentâneas, mas determinar sua essência de acordo com seu desempenho consistente e tratar as pessoas de forma justa, confiando nos princípios da verdade.

131. Os princípios de determinar seu dever e lugar

1. Obedeça aos arranjos da igreja e cumpra seu dever. Contanto que a maioria das pessoas escolhidas por Deus o considere apropriado, esse será seu lugar apropriado;

2. Determine o dever apropriado para você cumprir baseado em seu calibre, pontos fortes e estatura real. Contanto que a maioria a veja de modo favorável, a posição que você ocupar será adequada;

3. Independentemente do dever que você estiver cumprindo, você deverá ter a confirmação da obra do Espírito Santo. Seu dever só será correto e adequado se você se sentir à vontade e tratar de questões com princípios;

4. Você deve frequentemente orar sobre seu dever e obedecer aos arranjos de Deus sem questionar. Cumpra seu dever sob a orientação do Espírito Santo e você encontrará a vontade de Deus.

132. Os princípios da admissão à igreja

1. A admissão à igreja deve ser conduzida de acordo com princípios. Você deve se precaver contra pessoas malignas, espíritos malignos e espiões do grande dragão vermelho se infiltrando na igreja;

2. Qualquer um que creia sinceramente em Deus – desde que sua essência não seja determinada como a de uma pessoa maligna, um espírito maligno ou alguém a quem o evangelho não pode ser divulgado – poderá ser admitido à igreja;

3. Qualquer um que tenha sido isolado por ter sido identificado pelas autoridades ou que tenha deixado a igreja por não ter suportado se separar do mundo só poderá ser admitido de volta à igreja se tiver boa humanidade que tenha sido verificada por muitas pessoas;

4. Os que exibirem expressões práticas de verdadeiro arrependimento ou expiação depois de terem sido expulsos só poderão ser admitidos com a verificação e concordância da maioria do povo escolhido de Deus.

133. Os princípios de isolar pessoas da igreja

1. Os que foram presos e depois libertados devem primeiramente ser isolados por três a seis meses, independentemente das circunstâncias, em caso de perigo potencial;

2. Os que frequentemente perturbam e interrompem a vida da igreja, não dão ouvidos a dissuasão e se recusam a corrigir seu comportamento depois de experimentarem poda e tratamento podem ser isolados;

3. Os falsos líderes e obreiros que têm má humanidade, muitas transgressões e má reputação, mas que não são pessoas malignas, devem ser substituídos e isolados para que possam se examinar;

4. A igreja só pode isolar alguém com a aprovação de mais de 80% das pessoas em toda a igreja. Essa decisão só poderá ser revogada se a pessoa verdadeiramente se arrepender.

134. Os princípios de a igreja expulsar pessoas

1. A igreja deve seguir as palavras da verdade de Deus e os princípios prescritos nos arranjos de trabalho para determinar que alguém não pode ser salvo antes de tomar a decisão de expulsá-lo;

2. A igreja só deve implementar o procedimento de expulsar alguém se todas as pessoas escolhidas por Deus reconhecerem que, em essência, essa pessoa pertence a um dos cinco tipos de pessoas que devem ser expulsas. Ninguém poderá ser expulso baseado em transgressões momentâneas;

3. A igreja deve expulsar as pessoas que pertencem à gangue de um anticristo que o seguem, servem a ele e não se arrependem;

4. Uma pessoa só poderá ser expulsa se todos os níveis de obreiros e líderes e mais de 80% dos membros da igreja tiverem determinado que ela não pode ser salva.

135. Os princípios de a igreja expurgar pessoas

1. A igreja deve seguir as palavras de Deus, a verdade e os princípios prescritos nos arranjos de trabalho para determinar que alguém não pode ser salvo antes de tomar a decisão de expurgá-lo;

2. A igreja implementa os procedimentos de expurgação para pessoas mortas que não compreendem a verdade de maneira alguma e pessoas que não conseguem cumprir seus deveres e desempenham uma função negativa na igreja;

3. A igreja implementa procedimentos de expurgação para os que, de acordo com suas manifestações, forem considerados espíritos malignos e demônios imundos, pessoas malignas, pessoas absurdas, pessoas estúpidas e pessoas insensíveis, impulsivas e encrenqueiras;

4. A igreja só poderá implementar procedimentos de expurgação se todos os níveis de obreiros e líderes e mais de 80% das pessoas da igreja o consentirem.

136. Os princípios de como encarar o destino e o futuro

1. O destino das pessoas está nas mãos de Deus – as pessoas não tem domínio sobre seu próprio destino. A obediência à soberania e aos arranjos de Deus é a lei do céu e o princípio da terra;

2. Tenha fé de que tudo o que Deus faz é justo, tenha fé verdadeira Nele e obedeça à Sua soberania e arranjos em relação à vida e à morte;

3. Não seja restringido pelo futuro e pelo destino. Independentemente das bênçãos que você ganhe ou dos infortúnios que você sofra, somente a busca da verdade, o conhecimento de Deus e o amor a Ele são a vida mais significativa;

4. Creia em Deus com todo seu coração, mesmo que você não tenha futuro nem destino. O cumprimento do dever para retribuir o amor de Deus é a consciência e a razão que as pessoas devem ter.

137. Os princípios de como encarar calamidades naturais e infortúnios artificiais

1. Independentemente das calamidades naturais ou infortúnios artificiais que o acometam, você deve ter fé que Deus é justo e todo-poderoso e que tudo que Ele faz é verdadeiro e significativo;

2. Toda a humanidade corrupta possui uma natureza satânica e os venenos do grande dragão vermelho. Você deve aceitar o julgamento e o castigo antes de poder ser purificado e deve obedecer às orquestrações e arranjos de Deus;

3. Você deve ter a fé de Jó durante desastres e provações. Não reclame de Deus, não negue nem abandone a Ele, mas permaneça firme em seu testemunho Dele;

4. Você deve entender que ter simpatia pelo diabo Satanás significa desafiar e trair a Deus. Mesmo que Ele dê fim à nossa carne e nossas famílias, ainda assim devemos louvar Sua justiça.

138. Os princípios de tratar doenças

1. A humanidade foi profundamente corrompida por Satanás. Antes de sua salvação, não é incomum que as pessoas adoeçam, e tais doenças devem ser enfrentadas corretamente, sem queixas;

2. Ao adoecimento inicial é o amor de Deus, é Seu julgamento, punição e purificação do homem e a chave é se as pessoas são capazes de buscar a verdade e obedecer a Deus;

3. Não é por acaso que as pessoas são acometidas por doenças graves. Diante de Deus, devem se examinar por dentro, verificar se cometeram alguma transgressão e confessar e se arrepender a Deus;

4. Não siga doutrinas cegamente. Com base em sua estatura e compreensão, você poderá optar por tratamento médico ou confiança na fé. Mas o importante é se você é purificado ou não.

139. Os princípios de como encarar a morte

1. A vida e a morte do homem estão nas mãos de Deus, tudo está arranjado e predestinado por Ele e o homem não deve fazer suas próprias escolhas;

2. A carne e a alma do homem pertencem a Deus e nunca a si próprio. Elas devem ser entregues nas mãos de Deus e você deve se submeter às Suas orquestrações em relação à vida e à morte;

3. Deus é justo e Ele examina a fundo o coração do homem. Seus arranjos para cada pessoa individual são justos e razoáveis – não julgue coisas que você não compreende;

4. Deus nos permite viver a cada dia e por isso devemos viver para Ele. Precisamos entregar nossas vidas e é nossa obrigação obedecer aos Seus arranjos e dar testemunho.

140. Os princípios de como encarar o amor e o casamento

1. Você pode escolher de acordo com sua visão – não há regras. Ninguém tem o direito de interferir nesse assunto, mas, ao mesmo tempo, isso não deve interferir na sua crença em Deus ou no cumprimento de seus deveres;

2. Abrir mão do casamento para buscar a verdade e cumprir seu dever é um testemunho especial condizente com vontade de Deus – é extremamente sábio e digno de Seu louvor;

3. Se você realmente não conseguir renunciar à sua carne, deverá escolher um parceiro adequado. Uma exigência mínima de sua decisão é que ela deve beneficiar sua vida. Você não deve prejudicar o trabalho real da crença em Deus para satisfazer sua carne;

4. Respeite o amor e o casamento corretos. Casamentos múltiplos contrariam a verdade e os princípios morais. Os que são levianos no casamento são espíritos malignos e demônios imundos.

141. Os princípios da relação com a esposa ou marido e filhos

1. Se sua esposa ou marido e filhos creem em Deus, vocês devem se permitir ser governados pelas palavras de Deus e pela verdade e se entregar a Cristo. Vocês devem aprender a apoiar e obedecer uns aos outros;

2. Se sua esposa ou marido e filhos não forem crentes, mas não se opuserem à sua crença, se estiver de acordo com os princípios da pregação do evangelho, você deve frequentemente dar testemunho do amor de Deus e trazê-los diante Dele;

3. Você deve ter adotar uma postura esclarecida em relação a esposas, maridos ou filhos que se opõem à crença em Deus e odeiam a verdade. Você não deve forçar pessoas malignas a crer em Deus e entrar para a igreja;

4. Em relação aos membros da família que não são crentes, você deve escolher entre ficar com eles ou deixá-los com base em se apoiam sua crença ou se opõem ela e de acordo com seu grau de oposição e prejuízo.

142. Os princípios de como encarar a educação das crianças

1. Orientar os filhos a crer em Deus e adorar a Ele é uma responsabilidade que compete aos pais. Você deve ter comunicar a verdade e dar testemunho do amor de Deus, permitindo a eles ter conhecimento Dele;

2. Você deve orientar seus filhos a percorrer a senda correta da crença em Deus de acordo com Suas palavras e a verdade para que possam compreender a verdade da corrupção da humanidade e importância da crença em Deus;

3. Quer seus filhos optem por crer em Deus ou ir para a faculdade, os pais só podem comunicar a verdade e orientar. Você deve respeitar as decisões de seus filhos e nunca obrigá-los;

4. Você não deve exigir que seus filhos se elevem acima dos outros ou glorifiquem seus antepassados. A verdadeira glória é adquirir algum conhecimento prático para compreender a verdade e percorrer a senda correta na vida.

142. Os princípios da relações interpessoais

1. Tenha princípios em suas relações com os outros. Não se dedique a filosofias de vida ou interações físicas, mas estabeleça relações interpessoais normais de acordo com os princípios da verdade;

2. Você deve possuir humanidade normal, ser capaz de amar os outros, ser uma pessoa honesta e ser capaz de respeitar, entender e tolerar os outros e ser paciente com eles;

3. Busque ser uma pessoa honesta. Porque a humanidade foi tão profundamente corrompida, você deve ser sábio e ter princípios em sua associação com os outros de uma maneira que seja benéfica para eles, para si mesmo e para a igreja;

4. Trate os outros corretamente – não os estime demais nem os menospreze. Seja capaz de tratar corretamente as imperfeições e transgressões de outras pessoas e de tratar outras pessoas de maneira tanto justa quanto imparcial.

144. Os princípios de se relacionar com o sexo oposto

1. Devemos enxergar claramente a substância da promiscuidade perversa dos descendentes de Moabe. Somente quando alguém buscar a verdade e conhecer o caráter de justiça e santidade de Deus é que ele será capaz de se manter virtuoso;

2. Você deve ter dignidade e decência e buscar diligentemente a verdade ao cumprir seu dever, aceitando frequentemente a observação de Deus. Se surgir um pensamento maligno, ore a Deus imediatamente por proteção;

3. Na medida do possível, evite trabalhar apenas com membros do sexo oposto. Ao falar e agir, tenha princípios e um padrão de comportamento. Seja controlado, não dissoluto;

4. Um homem prudente prevê o mal e se esconde. Se você se deparar com a tentação, o melhor é orar a Deus e se manter longe de membros malignos do sexo oposto e de locais problemáticos.

145. Os princípios de como encarar tendências mundiais

1. Todas as tendências mundiais têm sua origem nas forças malignas de Satanás. Sua essência é uma coisa negativa que desafia e nega a Deus e se opõe à verdade;

2. Tendências mundiais são de fato um gigantesco caldeirão de pecado e licenciosidade e você deve enxergar a verdade corrupta obscura, maligna e imunda das tendências mundiais;

3. Reconheça que todas as tendências mundiais são esquemas que Satanás usa para manipular as pessoas, seduzindo o coração das pessoas para que evitem e desafiem a Deus e causem sua própria ruína;

4. Em sua crença em Deus você deve buscar a verdade, evitar coisas malignas e não seguir tendências mundiais. Você deve viver à luz das palavras de Deus e viver pelas Suas palavras.

146. Os princípios de lidar com festivais e costumes

1. Todos os costumes tradicionais são truques de Satanás para manipular as pessoas. Não foram estabelecidos por Deus e Ele odeia festivais e costumes humanos;

2. As pessoas que creem em Deus não devem dar atenção aos costumes da humanidade corrupta nem segui-los. Devem apoiar coisas positivas e permitir que a verdade floresça;

3. Celebrações apropriadas em festivais são permitidas, mas não podem interferir no cumprimento do seu dever. Somente fazer coisas que agradam a Deus é a verdadeira felicidade;

4. Ao cumprir seu dever em lugares diferentes com costumes diferentes você deve aprender a seguir a maré e adaptar-se ao ambiente, mas não pode deixar seu coração ser dominado.

147. Os princípios de lidar com cultura tradicional

1. Boa parte da cultura tradicional vem de Satanás ou de espíritos malignos e é a influência perniciosa satânica que nega a Deus, um inimigo da verdade e uma coisa negativa;

2. A cultura tradicional é uma corrente invisível que prende e agrilhoa a humanidade. É uma ferramenta para Satanás, o rei dos demônios, confundir, controlar e tragar as pessoas completamente.

3. A cultura tradicional torna as pessoas cada vez mais corruptas, depravadas e degeneradas e as afasta cada vez mais de Deus. Ela faz com que as pessoas se tornem inimigas de Deus;

4. Se você discernir e dissecar a essência da cultura tradicional baseado nas palavras de Deus e na verdade, será plenamente capaz de enxergar sua corrupção e natureza reacionária e de odiá-la e rejeitá-la.

148. Os princípios de como encarar o conhecimento prático

1. O conhecimento prático é benéfico para melhorar seu calibre e é algo que você deve possuir. Você deve encará-lo da maneira correta e aprender a dominá-lo;

2. Conhecimento não é a verdade e não pode se tornar a vida das pessoas. É meramente uma ferramenta imprescindível para a vida das pessoas – não tenha fé cega nele nem o adore;

3. Somente ao possuir a verdade é que você poderá encarar corretamente o conhecimento e fazer uso racional dele. Sem a verdade e somente com conhecimento você não poderá se livrar da corrupção de Satanás;

4. Você pode aprender a dominar o conhecimento prático satisfatoriamente, mas somente ao se concentrar na busca da verdade é que você poderá ser salvo.

149. Os princípios de como encarar o conhecimento e a ciência

1. Nem o conhecimento nem a ciência são a verdade, mas são armas usadas por Satanás e por demônios malignos para corromper as pessoas. A busca do conhecimento e da ciência é a senda da destruição;

2. Nem o conhecimento nem a ciência podem salvar a humanidade. Podem apenas corromper as pessoas, fazer com que elas evitem a Deus e neguem a verdade e trazer destruição ao homem;

3. Quanto mais conhecimento as pessoas têm, mais elas desafiam a Deus e maior a possibilidade de suas perspectivas de vida, valores, ideias e pontos de vista se tornarem mais malignas, reacionárias, absurdas e disparatadas;

4. Nem o conhecimento nem a ciência podem resolver os problemas da corrupção do homem – podem apenas acelerar a destruição da humanidade. Somente a verdade pode salvar a humanidade.

150. Os princípios de como encarar teorias religiosas e teológicas

1. Teorias religiosas e teológicas são cópias falsas e fraudulentas da verdade. São todas doutrinas que aparentam ser verdadeiras, mas na verdade são falsas e fazem com que as pessoas delimitem e desafiem a Deus;

2. Teorias religiosas e teológicas não vêm de maneira alguma da iluminação e do esclarecimento do Espírito Santo, mas das concepções, imaginações e raciocínio lógico do homem – são mentiras de impostores;

3. Teorias religiosas e teológicas não são a verdade e não podem salvar o homem. Quanto mais as pessoas buscam o conhecimento teológico, mais desmedidamente arrogantes e autoimportantes se tornam, e negam a verdade e desafiam a Deus;

4. Teorias religiosas e teológicas são teorias vazias excessivamente fascinantes, sem a mínima realidade da verdade. Você deve usar a verdade para expô-las, refutá-las e repudiá-las totalmente.

151. Os princípios de como tratar dignitários religiosos

1. Dignitários religiosos são todos impostores religiosos sem o mínimo conhecimento de Deus. São anticristos que pensam que servem a Deus, mas na verdade desafiam a Ele – não tenha fé cega neles nem os adore;

2. Dignitários religiosos não têm a verdade nem a obra do Espírito Santo. Todos pensam que creem em Deus, mas na verdade desafiam a Ele e a senda que percorrem é a do anticristo;

3. Dignitários religiosos são os fariseus modernos hipócritas odiados por Deus. Você deve expô-los, ser capaz de discerni-los e abandonar os que se recusam teimosamente a se arrepender;

4. Os que são capazes de aceitar a verdade e buscar o verdadeiro caminho e que têm a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo devem ser admitidos, tratados com um coração afetuoso e auxiliados o máximo possível.

152. Os princípios de resolver concepções e imaginações

1. Você deve afirmar que somente Deus é a verdade. Independentemente de quão boas possam ser, as concepções e imaginações das pessoas são doutrinas vazias e pouco práticas, que não têm benefício algum para as pessoas;

2. As concepções e imaginações das pessoas não estão de acordo com as palavras de Deus e são inadequadas para a essência da verdade. Você não poderá ser salvo se viver em concepções e imaginações;

3. As palavras de Deus e a verdade são o grande flagelo das concepções. Somente ao ler mais as palavras de Deus e buscar mais a verdade é que você será capaz de resolver todas as suas concepções e imaginações;

4. Por meio da procura e busca da verdade você alcançará o verdadeiro conhecimento de Deus e só então será capaz de alcançar a verdade, entrar na realidade e receber as bênçãos de Deus.

153. Os princípios de escolher uma senda de crença em Deus

1. Em sua crença em Deus você deve obedecer à Sua obra e optar por percorrer a senda de Pedro da busca da verdade e do aperfeiçoamento. Você nunca deve percorrer a senda do anticristo de Paulo;

2. Em sua crença em Deus você deve seguir de perto e obedecer à liderança e ao pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo. Nunca siga falsos líderes ou anticristos na senda de desafiar a Deus;

3. Em sua crença em Deus você deve seguir somente a Ele. É melhor prestar serviço a Deus do que viver nas tendências malignas do mundo, levando uma vida ignóbil e tornando-se um demônio imundo;

4. Em sua crença em Deus você deve escolher a senda correta de acordo com as palavras de Deus. Somente ao viver por Suas palavras e pela verdade é que você poderá ser humano. Nunca viva por filosofias ou falácias satânicas.

154. Os princípios de possuir fé verdadeira

1. A verdadeira fé em Deus surge da crença nas palavras de Deus e de seu conhecimento e é estabelecida sobre o fundamento da compreensão da verdade e do conhecimento da obra de Deus;

2. Nas palavras de Deus você deve se concentrar em buscar compreender a verdade a fim de conhecer a obra de Deus e produzir fé e força;

3. Você deve aceitar o julgamento, castigo, poda, tratamento, provações e refinamento de Deus a fim de conhecer Seu caráter justo e produzir um coração temente a Ele;

4. Ore e busque a verdade em todas as coisas, tenha associação real com Deus e permita que as pessoas tenham muita fé Nele e verdadeiro conhecimento Dele ao obter a obra do Espírito Santo.

155. Os princípios de despender por Deus

1. Despender por Deus é o dever e a responsabilidade de um ser criado, segundo a lei do céu e o princípio da terra. Independentemente de como será seu fim, você deve cumprir seu dever adequadamente e não se arrepender;

2. Ao despender por Deus você deve cultivar intenções corretas, não cobiçar fama nem fortuna, não buscar remuneração nem ser desleixado, mas fazê-lo apenas para retribuir o amor de Deus e satisfazer a Ele;

3. Se você realmente se dedicar a despender por Deus, deverá se colocar à disposição dos arranjos da família de Deus, aprender a obedecer, submeter-se às orquestrações de Deus e não tomar decisões pessoais;

4. Você deve decidir como despender por Deus de acordo com as necessidades da obra da família de Deus, sua própria fé e estatura e os deveres que você é capaz de cumprir.

156. Os princípios de fundar uma igreja

1. Contanto que aproximadamente 20 pessoas realmente aceitem a obra de Deus e exijam viver a vida da igreja, uma igreja poderá ser fundada;

2. A votação para fundar uma igreja deve ser presidida por um líder da igreja, um diácono do evangelho ou um diácono regador;

3. Uma vez eleitos os líderes e diáconos da igreja, uma reunião de oração presidida por aqueles que fundaram a igreja deve ser realizada, as palavras de Deus devem ser lidas e a fundação da igreja deve ser formalmente anunciada;

4. O nome da igreja pode ser determinado de acordo com o nome geográfico local. Uma vez fundada a igreja, ela deve ser dividida em pequenos grupos de reunião, com a determinação do número de pessoas de acordo com circunstâncias.

157. Os princípios de obedecer à igreja

1. Contanto que as decisões da igreja estejam de acordo com as palavras de Deus, a verdade e os princípios prescritos pelos arranjos de trabalho, você deve aceitá-las e obedecer a elas. Você não deve recusá-las nem desafiá-las;

2. Contanto que os arranjos e as decisões beneficiem o trabalho da igreja e o povo escolhido de Deus, você deve aceitá-los e obedecer a eles. Você não deve recusá-los nem desafiá-los;

3. Contanto que os arranjos e as decisões sejam aprovados com o acordo da maioria do povo escolhido de Deus, você deve aceitá-los e obedecer a eles. Você não deve recusá-los nem desafiá-los;

4. Obedecer a um líder ou obreiro individual não é de maneira alguma obedecer à igreja. Nenhum líder ou obreiro individual pode de maneira alguma representar a igreja – o povo escolhido de Deus deve ter clareza sobre isso.

158. Os princípios de buscar a salvação

1. Você deve aceitar o julgamento, castigo, poda, tratamento, provações e refinamento de Deus a fim de conhecer Seu caráter justo;

2. Você deve ser capaz de aceitar a verdade e obedecer a ela ao comer e beber as palavras de Deus e obter a iluminação, esclarecimento e orientação da obra do Espírito Santo;

3. Você deve estabelecer um relacionamento normal com Deus, ser totalmente capaz de obedecer à Sua obra e cumprir o dever que lhe compete e ser dedicado a Ele;

4. Você deve buscar e praticar a verdade em todas as coisas e viver pelas palavras de Deus a fim de se livrar da influência sombria de Satanás e realmente obedecer a Deus.

159. Os princípios de buscar o aperfeiçoamento

1. Você deve entregar seu coração a Deus, dedicar-se completamente a Ele, buscar ser uma pessoa honesta e percorrer a senda de Pedro de amar a Deus;

2. Você deve obedecer integralmente à obra de Deus. Seja capaz de aceitá-la e obedecer a ela, independentemente do quanto Sua obra esteja em desacordo com as concepções do homem, e seja fiel somente a Ele;

3. Você deve buscar conhecer a Deus, resolver sua alienação Dele e suas concepções e disposições satânicas, ser uma pessoa honesta e tornar-se alguém que realmente ama a Deus;

4. Você deve aceitar todo o tipo de provações e refinamento, concentrar-se em mudar seu caráter de vida, ser absolutamente capaz de obedecer a Deus e viver por Suas palavras e ter o mesmo modo de pensar que Ele.

160. Os princípios de se submeter às orquestrações de Deus

1. Deus é o Criador e as pessoas são seres criados, e, portanto, devem se submeter às orquestrações de Deus e obedecer aos Seus arranjos – essa é a racionalidade que as pessoas devem ter;

2. O destino do homem está nas mãos de Deus. As pessoas não podem controlar a si mesmas, devem entregar tudo ao controle de Deus e obedecer às Suas orquestrações e arranjos;

3. Tenha fé de que Deus é justo e que, para o homem, Ele é plenamente amor e salvação. Independentemente do quanto Suas ações estejam em desacordo com as concepções do homem, você deverá sempre obedecer até a morte e não se queixar;

4. Ao experimentar provações e refinamento, coloque sua vida e morte nas mãos de Deus, você deseja apenas ser capaz de dar testemunho Dele e satisfazer a Ele e não tome decisões pessoais nem faça exigências.

161. Os princípios de seguir a vontade de Deus

1. Você deve reconhecer que seguir a vontade de Deus é a vocação celestial dos seres criados, que é a lei do céu e o princípio da terra e que os seres criados têm o dever de cumprir a vontade de Deus;

2. Você deve ter um coração que ama a Deus, ter consideração por Sua vontade, fazer o máximo possível para exaltar a Ele e dar testemunho Dele e trazer as pessoas perante Ele;

3. Você deve realizar todo o trabalho das comissões de Deus em estrita conformidade com arranjos de trabalho, sermões e comunhões atuais e cumprir seu dever;

4. Você deve arcar com a importante responsabilidade do trabalho de divulgar o evangelho, aceitar as comissões de Deus como seu dever, ser fiel somente a Ele e obedecer a Ele até a morte.

162. Os princípios de viver pelas palavras de Deus

1. Você deve praticar e experimentar as palavras de Deus a fim de conhecer Suas palavras, compreender todas as verdades em Suas palavras e entrar completamente na realidade da verdade;

2. Você deve buscar a verdade com cada problema, usar a verdade para resolver problemas e permitir que a verdade se torne a realidade de sua vida;

3. Você deve analisar as coisas de acordo com a verdade e praticá-la a fim de tratar de questões com princípios e em conformidade com a verdade e tornar-se alguém com verdade e humanidade;

4. Pratique orar a Deus, comungar com Ele e tentar compreender Sua vontade em todas as coisas a fim de estar de acordo com Sua vontade em todas as coisas e caminhar ao Seu lado.

Embora os princípios de prática das 162 questões acima estejam agora organizados, só podem ser considerados relativamente precisos. Os princípios de prática de algumas das questões ainda não estão totalmente finalizados e algumas questões podem ser complementadas com um ou dois princípios. Mas os quatro princípios confirmados para cada questão são os mais fundamentais e importantes. Para garantir que a prática da verdade seja feita de forma mais abrangente, o povo escolhido de Deus pode adicionar um ou dois princípios de prática a algumas questões. Os principais princípios fundamentais dessas 162 questões estão agora estabelecidos e a família de Deus agora abriu o caminho para a prática da verdade. Se, na experiência prática e na entrada, as pessoas escolhidas por Deus forem capazes de genuinamente compreender a essência da verdade, serão capazes de determinar com precisão os princípios de prática completos. Desse modo, o povo escolhido de Deus entrará completamente na realidade da verdade. Uma vez que os princípios de prática dessas questões tenham sido distribuídos, as reuniões da igreja poderão começar a comunicar palavras de Deus relacionadas a elas e comunicar cada verdade e seus quatro princípios de prática a fim de compreender a verdade com clareza e ter uma senda para praticar. Isso garante que possamos cumprir nosso dever de acordo com o padrão exigido, viver perante Deus e despender por Ele normalmente, ser dedicados às Suas comissões, divulgar o evangelho, dar testemunho Dele e expandir o reino de Cristo, e que possamos cumprir nosso dever e servir a Deus segundo os princípios da verdade, a fim de que estejamos de acordo com a vontade de Deus – isso é absoluto. Quando cumprirmos nosso dever e resolvermos problemas no futuro, será fácil praticar a verdade e poderemos, de acordo com as palavras de Deus, nos referir diretamente aos princípios de prática dessas 162 questões e comunicar a verdade. Assim, compreenderemos facilmente a verdade, teremos um caminho a seguir e seremos capazes de entrar na realidade da verdade.

Se as pessoas escolhidas por Deus compreenderem e captarem os princípios de prática dessas questões, alcançarão grandes resultados no cumprimento de seu dever e serão capazes de praticar a verdade a fim de tratar de questões com princípios. Isso significaria uma entrada completa na realidade da verdade e elas certamente seriam abençoadas por Deus. Se alguém ainda trata de questões de uma maneira que contraria a verdade e sem princípios, ou se ele conhece os princípios, mas não obedece a eles, isso significa cometer uma ofensa conscientemente e diz respeito a rejeitar a verdade e resistir a ela. Pessoas assim, portanto, certamente não amam a verdade e terão muita dificuldade para alcançar a salvação. A entrada na realidade da verdade não é alcançada apenas ao se confiar na vida da igreja. É preciso alcançar uma compreensão da verdade e entrar na realidade no cumprimento do dever e ganhar o louvor de Deus. A obra de Deus atingiu a etapa final da divulgação do evangelho do reino. Se alguém possui ou não a realidade da verdade depende de se ele consegue ou não praticar a verdade e ser totalmente dedicado a Deus ao divulgar o evangelho e dar testemunho Dele, se consegue ou não ou buscar a verdade para conhecer a Deus e alcançar a mudança em seu caráter de vida e se realmente obedece e ama a Deus ao divulgar o evangelho do reino e consegue dar um belo e retumbante testemunho. Todo o povo escolhido de Deus deve ter clareza de que divulgar o evangelho do reino é a vontade de Deus. Agora é a hora crucial em que Deus testa as pessoas para ver se conseguem ou não completar a comissão de divulgar o evangelho e dar testemunho Dele. Se as pessoas ainda não puderem tratar de questões com princípios ao divulgar o evangelho do reino, se não puderem cumprir fielmente seu dever, mas mesmo assim forem capazes de agir de maneira arbitrária e descontrolada, serão expostas completamente como alguém que não tem a mínima realidade da verdade. Pessoas assim são malfeitores e descrentes e deverão inevitavelmente ser punidas e eliminadas.

Nessa etapa final da obra de Deus, se alguém busca ou não a verdade e consegue alcançar a salvação depende de se ele trata ou não de questões com princípios ao divulgar o evangelho do reino, se pratica ou não a verdade e se verdadeiramente obedeça a Deus ou não. Se alguém definitivamente possui ou não a realidade da verdade, se é bom ou maligno e exatamente qual senda percorre é inteiramente revelado por essas questões práticas. Se alguém pode ou não alcançar a salvação e ser aperfeiçoado ao divulgar o evangelho do reino depende de se ele pode ou não pagar o preço da busca da verdade e se pode ou não suportar grande sofrimento e dar testemunho no cumprimento de seu dever. Esse é o momento crucial que determinará o destino e o desfecho das pessoas e todos devem conhecer o caráter justo de Deus, pois agora é o momento em que a obra de Deus está chegando ao fim e Seu caráter justo será inteiramente revelado. Não haverá mais misericórdia de Deus para aqueles que nunca buscaram a verdade, pois Seu caráter é santo e justo. Deus detesta os que nunca buscaram a verdade e que não se arrependem verdadeiramente e Ele odeia e amaldiçoa todos os que negam e rejeitam a verdade e O desafiam. “O que vocês devem entender é o seguinte: a obra de Deus nunca espera por alguém que não possa acompanhar Seus passos e o caráter justo de Deus não mostra misericórdia para com qualquer homem.

22 de setembro de 2012

Revisado em 12 de outubro de 2016

Anterior:Como comer e beber as palavras de Deus e praticar a verdade para compreendê-la e entrar na realidade

Próximo:Vários problemas práticos relacionados à necessidade de escapar da influência de Satanás para obter a salvação:

Coisas que talvez lhe interessem