Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Quando o Senhor retornar, é certo que Ele irá Se manifestar dentro do mundo religioso? Estar em uma igreja significa ser capaz de acolher o Senhor?

8

Versículos bíblicos relevantes

Não está escrito: A minha casa será chamada casa de oração para todas as nações? Vós, porém, a tendes feito covil de salteadores” (Marcos 11:17).

Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim. Mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homem. […] Deixai-os; são guias cegos; ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão no barranco” (Mateus 15:8-9, 14).

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o tornais duas vezes mais filho do inferno do que vós. Ai de vós, guias cegos!” (Mateus 23:15-16).

Palavras de Deus relevantes

Há milhares de anos, o homem tem desejado poder testemunhar a chegada do Salvador. O homem tem desejado contemplar Jesus, o Salvador, sobre uma nuvem branca, descendo pessoalmente entre aqueles que têm anelado e ansiado por Ele há milhares de anos. O homem tem desejado que o Salvador retorne e seja reunido ao povo, isto é, que Jesus, o Salvador, volte para o povo de quem Ele tem estado separado por milhares de anos. […] O homem não sabe disto: embora o santo Salvador Jesus esteja repleto de afeição e amor pelo homem, como Ele poderia operar em “templos” habitados por imundície e espíritos impuros? Apesar de o homem estar aguardando a Sua volta, como Ele poderia aparecer àqueles que comem a carne do injusto, tomam o sangue do injusto, usam as roupas do injusto, que creem Nele, mas não O conhecem, e que constantemente O extorquem?

de “O Salvador já voltou sobre uma ‘nuvem branca’”

A obra que está sendo realizada aqui agora é estritamente fechada para impedi-los de saber. Se eles tomassem conhecimento, tudo o que fariam é condená-la e sujeitá-la a perseguição. Eles não acreditariam nela. Operar na nação do grande dragão vermelho, o mais atrasado dos lugares, não é tarefa fácil. Se essa obra fosse divulgada, seria impossível continuar. Este estágio da obra simplesmente não pode ser executado neste lugar. Como eles poderiam permitir que ela progredisse, se tal obra fosse executada abertamente? Isso não colocaria a obra em um risco ainda maior? Se esta obra não fosse ocultada, mas, ao invés, fosse executada como no tempo de Jesus, quando Ele curava os enfermos e expulsava demônios espetacularmente, ela não teria há muito tempo sido “aprisionada” pelos diabos? Eles poderiam tolerar a existência de Deus? Se hoje Eu entrasse nos corredores para pregar e dar palestras ao homem, não teria Eu, há muito tempo, sido despedaçado? E se isso tivesse acontecido, como minha obra poderia ter continuado a ser realizada? A razão pela qual os sinais e maravilhas não são manifestados abertamente de modo algum é em favor da ocultação. Assim, Minha obra não pode ser vista, conhecida ou descoberta por incrédulos. Se esta etapa da obra fosse para ser feita da mesma maneira que a de Jesus, na Era da Graça, ela não poderia ser tão firme como é agora. Assim, operar secretamente dessa maneira é benéfico para vocês e para a obra como um todo. Quando a obra de Deus na terra chegar ao fim, isso é, quando esta obra em segredo terminar, esta etapa da obra será aberta explosivamente. Todos saberão que há um grupo de vencedores na China; todos saberão que o Deus tornado carne está na China e que Sua obra chegou ao fim. Só então o homem entenderá: Por que a China ainda não demonstrou declínio ou colapso? Acontece que Deus está realizando Sua obra na China pessoalmente, e Ele aperfeiçoou um grupo de pessoas como vencedoras.

de “O mistério da encarnação (2)”

O homem acha que os israelitas estavam errados por “crer somente em Jeová e não crer em Jesus”, mas a maioria das pessoas desempenha um papel no qual “creem somente em Jeová e rejeitam Jesus” e “anseiam pelo retorno do Messias, mas se opõem ao Messias que se chama Jesus”. Assim, não é por menos que as pessoas ainda vivam sob o império de Satanás depois de aceitarem uma etapa da obra do Espírito Santo, e ainda não tenham recebido as bênçãos de Deus. Não é isso o resultado da rebeldia do homem? Cristãos em todo o mundo que não acompanharam a nova obra dos dias atuais se apegam à crença de que são afortunados, de que Deus realizará cada um de seus desejos. No entanto, não sabem dizer com certeza por que Deus os levará para o terceiro céu, nem sabem ao certo como Jesus virá recolhê-los montado numa nuvem branca, muito menos sabem dizer com absoluta certeza se Jesus realmente chegará em uma nuvem branca no dia em que imaginam. Estão todos ansiosos e perdidos; nem ao menos sabem se Deus levará cada um deles, os pequenos e variados punhados de pessoas que vêm de todas as denominações. A obra que Deus realiza hoje, a era atual, a vontade de Deus – eles não têm compreensão alguma disso e nada podem fazer além de contar a passagem dos dias nos dedos. Somente aqueles que seguem as pegadas do Cordeiro até o fim podem ganhar a bênção final, ao passo que as “pessoas espertas”, que são incapazes de seguir até o fim e ainda assim creem que conquistaram tudo, são incapazes de testemunhar a aparição de Deus. Acreditam que são as pessoas mais espertas do mundo e interrompem o desenvolvimento constante da obra de Deus sem razão alguma, e parecem ter certeza absoluta de que Deus as levará para o céu, elas que “têm a máxima lealdade a Deus, seguem Deus e obedecem às palavras de Deus”. Embora tenham “máxima lealdade” às palavras ditas por Deus, ainda assim suas palavras e ações parecem repugnantes, pois elas se opõem à obra do Espírito Santo, são desonestas e cometem o mal. Aqueles que não seguem até o fim, que não acompanham a obra do Espírito Santo e se apegam à obra antiga não só fracassaram em sua lealdade a Deus, como, pelo contrário, se tornaram aqueles que se opõem a Deus, aqueles que são rejeitados pela nova era e que serão punidos. Há outros mais lamentáveis do que eles? Muitos até creem que todos que rejeitam a lei antiga e aceitam a nova obra não têm consciência. Essas pessoas, que falam apenas de “consciência” e não conhecem a obra do Espírito Santo, no fim das contas terão suas perspectivas interrompidas por suas próprias consciências. A obra de Deus não obedece a doutrinas, e embora a obra seja Sua, mesmo assim Deus não se apega a ela. O que deve ser negado é negado, o que deve ser eliminado é eliminado. No entanto, o homem assume uma posição de inimizade com Deus ao se apegar a apenas uma pequena parte da obra de gerenciamento de Deus. Isso não mostra o absurdo do homem? Não mostra a ignorância do homem? Quanto mais são tímidas e excessivamente cautelosas forem as pessoas por medo de não receber as bênçãos de Deus, mais incapazes são de ganhar bênçãos maiores e de receber a bênção final. Aqueles que obedecem servilmente à lei demonstram a máxima lealdade à lei, e quanto mais demonstram tal lealdade à lei, mais se tornam rebeldes que se opõem a Deus. Pois a era atual é a Era do Reino e não a Era da Lei e a obra de hoje não pode ser comparada à obra do passado, e a obra do passado não pode ser comparada à obra de hoje. A obra de Deus mudou e a prática do homem também; não consiste mais em se apegar à lei ou suportar a cruz. Assim, a lealdade à lei e à cruz não conquistará a aprovação de Deus.

de “A obra de Deus e a prática do homem”

A obra do Espírito Santo muda dia a dia, elevando-se mais a cada passo; a revelação de amanhã é ainda mais elevada que a de hoje, passo a passo escalando cada vez mais alto. Essa é a obra pela qual Deus aperfeiçoa o homem. Se o homem não conseguir manter o ritmo, ele poderá ser deixado para trás a qualquer momento. Se não tiver um coração obediente, ele não conseguirá prosseguir até o fim. A era anterior passou; esta é uma nova era. E, em uma nova era, uma nova obra precisa ser feita. Especialmente na era final, em que o homem será aperfeiçoado, Deus realizará uma nova obra cada vez mais rápido. Portanto, sem obediência em seu coração, o homem terá dificuldade em seguir os passos de Deus. Deus não acata nenhuma regra, nem trata nenhuma etapa de Sua obra como imutável. Em vez disso, a obra que Ele faz é sempre mais nova e mais elevada. Sua obra se torna cada vez mais prática a cada passo, cada vez mais de acordo com as reais necessidades do homem. Só depois que o homem experimentar esse tipo de obra, é que ele poderá alcançar a transformação final de seu caráter. O conhecimento da vida pelo homem atinge níveis cada vez mais elevados, e assim também a obra de Deus atinge níveis mais elevados. Somente dessa maneira o homem pode ser aperfeiçoado e se tornar apto para o uso de Deus. Deus opera dessa maneira, por um lado, para contrariar e inverter as noções do homem e, por outro, para levá-lo a um estado mais elevado e realista, no mais alto domínio da crença em Deus, de modo que, no final, a vontade de Deus possa ser feita. Todos os que têm uma natureza desobediente, e que se opõem deliberadamente, serão deixados para trás nessa etapa do rápido e furioso avanço da obra de Deus; somente aqueles que obedeçam voluntariamente e que alegremente se humilhem podem progredir até o fim da estrada. Nesse tipo de obra, todos vocês precisam aprender como se submeter e como deixar de lado suas noções. Vocês precisam ser cautelosos em cada passo que dão. Se alguém for descuidado, certamente se tornará alguém rejeitado pelo Espírito Santo, alguém que atrapalha Deus em Sua obra.

de “Aqueles que obedecem a Deus com um coração sincero certamente serão ganhos por Deus”

A obra de Deus está desenvolvendo-se rapidamente, lançando longe os religionários de várias facções e as celebridades que observam o culto da igreja à distância, bem de longe, e ainda está espalhando aos quatro ventos esses peritos entre vocês que amam, de modo especial, cumprir regras. A obra de Deus não espera, não depende de nada e não fica arrastando os pés. Ela não puxa nem arrasta ninguém consigo; se não puder acompanhar o ritmo, você será abandonado, não importa quantos anos tenha seguido.

de “Com relação a uma vida espiritual normal”