A escolha certa

27 de Setembro de 2022

Por Shunyi, China

Eu nasci num vilarejo remoto nas montanhas numa família de várias gerações de fazendeiros. Quando estava na escola, minha mãe me exortava: “Nossa família não tem apoio nenhum. Se você quiser mudar seu destino, só poderá contar consigo mesmo. Sua única esperança é sair-se bem na escola”. Levei as palavras dela a sério, esperando, um dia, “distinguir-me dos demais e honrar os meus ancestrais”. Mas após me formar, eu não só não conseguia encontrar um emprego estável, meus pais ficaram muito doentes. Gastamos toda a economia da nossa família e emprestamos dinheiro dos parentes. Já que eu não quitei as dívidas a tempo, minha própria tia me chamou de vampiro pelas costas. Eu me dediquei a ganhar dinheiro para que eles não me menosprezassem, mas as condições destituídas da nossa família e o desprezo dos nossos parentes me deixaram muito deprimido e eu chorei muito em segredo. Justamente quando estava péssimo e me sentindo impotente, em junho de 2013, um amigo compartilhou o evangelho de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias comigo. Por meio da leitura das palavras de Deus e as reuniões com irmãos, eu aprendi que o homem foi criado por Deus e que nossa vida está em Suas mãos. Também descobri que a vida é tão dolorosa porque os humanos perderam a proteção de Deus depois de terem sido corrompidos por Satanás, e Deus se tornou carne e está expressando verdades nos últimos dias para salvar a humanidade da corrupção e dos danos por Satanás. Depois de aprender sobre a vontade de Deus para salvar a humanidade, eu me empenhei muito nas reuniões e li muito as palavras de Deus. Também logo comecei a cumprir um dever na igreja.

Após alguns meses, vendo que eu tinha entusiasmo e queria buscar a verdade, os irmãos sugeriram que eu fosse treinado como líder de grupo. Em parceria com o irmão Li, fiquei à frente de alguns grupos de reuniões. Na época, eu tinha um emprego, assim, o irmão ia às reuniões durante o dia um pouco mais distantes e eu ia às reuniões da noite. Dessa forma, conseguimos coordenar bem as nossas agendas. No fim do ano, faltava-nos pessoal que tratasse dos assuntos gerais, assim o irmão Li foi designado para esse trabalho e eu assumi esses grupos provisoriamente. Eu sabia que devia confiar muito em Deus. Mas, ao mesmo tempo, senti que estava numa situação delicada. Se investisse todo meu tempo e energia no meu dever, eu não teria tempo suficiente para o meu trabalho. Minha companhia tinha estabelecido para mim uma meta de venda de um milhão de yuans, e se eu ultrapassasse essa meta eu receberia um bônus maior no final do ano. Pensei que, se eu alcançasse essa meta, eu conseguiria não só quitar minhas dívidas, mas poderia guardar um pouco de dinheiro, e então meus amigos e parentes não me menosprezariam. Pensei que, primeiro, devia conseguir esse dinheiro e então trabalhar mais em meu dever. Meu supervisor no trabalho queria que eu fizesse horas extras às noites para alcançar a meta, assim eu trabalhava uma hora extra e pedia uma folga para as reuniões, mas meu supervisor parou de aprovar minhas folgas e quis que eu trabalhasse ainda mais. Por isso, passei a me atrasar para muitas reuniões. Os outros me lembravam de que eu devia chegar mais cedo e, com relutância, eu concordava. Não demorou, e consegui garantir uma encomenda no valor de 500.000 yuans, e, naquele mês, recebi mais de 7.000 yuans, o que alimentou meu desejo de dinheiro. Achei que esse dinheiro tinha vindo rapidamente e que eu já tinha cumprido mais da metade da minha meta. Se cinco dos meus dez clientes fizessem uma encomenda, eu teria um lucro grande. E então, se conseguisse mais alguns clientes importantes, eu poderia até comprar uma casa e um carro em alguns anos, então voltaria para casa em glória e os aldeões me admirariam. E assim mergulhei de cabeça em meu sonho de ganhar muito dinheiro. Eu fazia horas extras o tempo todo às noites. Às vezes, pensava nos irmãos que me aguardavam nas reuniões e me sentia um pouco culpado, mas, quando saía do trabalho, já era tarde demais — eu tinha que ir para casa. Quando chegava em casa, eu estava exausto e não tinha a energia para ler a palavra de Deus e, assim, ia logo para a cama. Em algumas manhãs, eu me levantava tarde, por isso só sobrevoava as palavras de Deus e ia para o trabalho. Eu não sabia o que dizer quando orava. Vivendo nesse tipo de estado, fui ficando cada vez mais desleixado em meu dever. Alguns dos recém-convertidos em meu escopo de responsabilidades precisavam urgentemente de rega, e eu mandei outros irmãos irem às reuniões dos recém-convertidos em meu lugar. No entanto, todos eles tinham seu próprio dever e, às vezes, não conseguiam assumir isso também, impactando a eficácia da rega. Mais tarde, a líder e outros comungaram comigo que eu devia colocar o dever em primeiro lugar e me lembraram de que agir sem me envolver e ser irresponsável no meu dever impediria o progresso na vida dos recém-convertidos. Fiquei com medo quando disseram isso. Se os recém-convertidos não fossem regados a tempo, eles poderiam ser enganados por mentiras e desistir, então eu estaria cometendo o mal. Eu sabia que não devia continuar desse jeito e que devia orar e me arrepender imediatamente.

Depois disso, quando fui verificar os grupos, eu pude ver que, como resultado da minha falta de trabalho prático, os problemas dos recém-convertidos não eram resolvidos a tempo, deixando-os num estado ruim, e alguns deles nem estavam mais frequentando as reuniões regularmente. Me senti muito culpado quando vi as coisas nesse estado. Cada vez mais recém-convertidos estavam adotando a fé e eles precisavam urgentemente de rega e apoio e de ajuda para estabelecer um fundamento no caminho verdadeiro. Senti que devia pedir demissão e me dedicar em tempo integral ao meu dever. Mas meu chefe no trabalho estava me dando alguns projetos bons, e meu supervisor disse que ele queria me ajudar a encontrar mais clientes. Quando eu contei aos meus colegas que estava pensando em me demitir, eles disseram: “Você já alcançou mais da metade da meta de venda, você pode ultrapassá-la até o fim do ano. Seria uma pena se desistisse agora”. Quando ouvi isso, também achei que seria uma pena e quis continuar até o fim do ano e então me demitir. Mas o trabalho da igreja precisava muito de pessoas, então, se eu me concentrasse só no meu emprego e em ganhar dinheiro e não investisse meu coração no trabalho da igreja, isso seria muito egoísta. Isso foi um grande dilema para mim. Na verdade, eu estava num dilema muito grande na época. Orei a Deus, pedindo que Ele me esclarecesse e guiasse.

Então, um dia, quando eu estava ouvindo hinos das palavras de Deus, eu ouvi isto: “Neste momento, cada dia que vocês vivem é crucial e é de suma importância para o seu destino e sua sina, assim, vocês devem apreciar tudo que vocês têm hoje e valorizar cada minuto que passa. Devem conseguir o máximo de tempo possível para dar a si mesmos os maiores ganhos, para que não tenham vivido esta vida em vão” (‘Cada dia que vocês vivem agora é crucial’ em “Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos”). “Despertem, irmãos! Despertem, irmãs! Meu dia não pode se atrasar; tempo é vida, e recuperar tempo é salvar vida! O tempo não está distante! Se falharem no vestibular, vocês poderão estudar e repeti-lo tantas vezes quanto quiserem. No entanto, Meu dia não tolerará outro atraso. Lembrem-se! Lembrem-se! Eu exorto vocês com essas boas palavras. O fim do mundo se desenrola diante dos seus olhos, e grandes desastres se aproximam rapidamente. O que é mais importante: sua vida ou seu sono, sua comida, bebida e roupas? Chegou a hora de vocês pesarem essas coisas” (‘O tempo perdido jamais voltará’ em “Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos”). Esses hinos das palavras de Deus me deixaram muito impressionados. A obra de Deus dos últimos dias é a obra de concluir a era. Deus está determinando o desfecho de cada pessoa, e todos seguem sua própria espécie. Mais tarde, todos serão ou salvos e protegidos ou afundarão em ruína. Isso é determinado por como buscamos a verdade agora. Esse é o momento crítico que decide nosso desfecho e destino. Agora, um desastre após o outro está caindo sobre nós. Há cada vez mais terremotos, enchentes e secas. Não sabemos quando a obra de Deus chegará ao fim. Eu sabia que, se não usasse meu tempo para buscar bem a verdade, mas continuasse buscando dinheiro e uma vida fácil como os incrédulos, isso arruinaria minha chance de ganhar a verdade e de ser salvo. Lembrei-me da esposa de Ló. Ela cobiçava os bens de sua família. Os anjos os tiraram da cidade e os instruíram a não olharem para trás, mas ela fez isso, e então ela se transformou numa coluna de sal, numa marca de vergonha. Eu era igual à esposa de Ló. Eu cobiçava riqueza e buscava prazeres mundanos, colocava uma mão no arado e olhava para trás. Eu era tão tolo e cego! Lembrei-me de como eu vagava pelo mundo no passado, cheio de dívidas e sem nenhuma saída. A salvação de Deus me encontrou e me tirou do meu sofrimento, dando-me a chance de buscar a verdade e salvação. Eu me regozijava no amor de Deus, mas não desejava retribuí-lo. Eu era negligente em meu dever, irresponsável em relação a ele. Eu não tinha consciência e repugnava Deus. Eu não devia permanecer na senda errada, mas devia renunciar aos meus interesses pessoais, buscar a verdade e cumprir bem o meu dever.

Depois disso, comecei a refletir sobre a razão pela que eu não conseguia renunciar a emprego e dinheiro — qual era a raiz disso? Então, um dia, li algumas das palavras de Deus. “Satanás usa a fama e o ganho para controlar os pensamentos do homem até que tudo em que as pessoas consigam pensar seja fama e ganho. Elas lutam por fama e ganho, passam por dificuldades por fama e ganho, suportam humilhação por fama e ganho, sacrificam tudo o que têm por fama e ganho e farão qualquer julgamento ou tomarão qualquer decisão para o bem de fama e ganho. Dessa forma, Satanás amarra as pessoas com grilhões invisíveis e elas não têm nem a força nem a coragem para se livrar deles. Elas, sem saber, carregam esses grilhões e caminham penosamente sempre adiante com grande dificuldade. Por causa dessa fama e ganho, a humanidade se afasta de Deus e O trai e se torna cada vez mais perversa. Dessa forma, portanto, uma geração após a outra é destruída em meio à fama e ao ganho de Satanás” (A Palavra, vol. 1: A obra de Deus e conhecer a Deus, “O Próprio Deus, o Único VI”). “‘O dinheiro faz o mundo girar’ é uma filosofia de Satanás, e ela prevalece em meio à humanidade inteira, em cada sociedade humana. Você pode dizer que é uma tendência porque foi incutida no coração de cada pessoa. Nos primórdios, as pessoas não aceitavam esse dito, mas então o aceitaram tacitamente quando entraram em contato com a vida real e começaram a sentir que essas palavras eram realmente verdadeiras. Isso não é um processo de Satanás corromper o homem? Talvez as pessoas não entendam esse dito no mesmo grau, mas cada qual tem graus diferentes de interpretação e reconhecimento desse dito baseado em coisas que aconteceram à sua volta e em suas próprias experiências pessoais. Não é esse o caso? Independentemente de quanta experiência alguém tenha com esse dito, qual é o efeito negativo que ele pode ter sobre o coração de alguém? Algo é revelado através do caráter humano das pessoas neste mundo, incluindo cada um de vocês. O que é isso? É o culto ao dinheiro. É difícil remover isso do coração de alguém? É muito difícil! Parece que a corrupção do homem por Satanás é de fato profunda! Satanás usa o dinheiro para tentar as pessoas e as corrompe para que adorem dinheiro e venerem coisas materiais. E como essa adoração do dinheiro se manifesta nas pessoas? Vocês acham que não poderiam sobreviver neste mundo sem nenhum dinheiro, que mesmo um só dia sem dinheiro seria impossível? O status das pessoas está baseado em quanto dinheiro elas têm, e o mesmo vale para o respeito que exigem. As costas do pobre estão curvadas de vergonha, enquanto os ricos desfrutam do seu status elevado. Eles assumem uma postura ereta e altiva, falam alto e vivem com arrogância. O que esse ditado e essa tendência trazem às pessoas? Não é verdade que muitas pessoas fazem qualquer sacrifício na busca de dinheiro? Muitas pessoas não perdem sua dignidade e integridade na busca de mais dinheiro? Muitas pessoas não perdem a oportunidade de cumprir seu dever e seguir a Deus por causa do dinheiro? Perder a chance de ganharem a verdade e serem salvas não é a maior de todas as perdas para as pessoas? Satanás não é sinistro ao usar esse método e esse ditado para corromper o homem a tal ponto? Esse não é um ardil malicioso?” (A Palavra, vol. 1: A obra de Deus e conhecer a Deus, “O Próprio Deus, o Único V”). As palavras de Deus revelam a raiz de buscar fama e dinheiro. Desde que era pequeno, eu via filosofias satânicas como “Dinheiro move o mundo” e “Distinga-se dos demais e honre seus antepassados” como palavras de vida. Achava que, com dinheiro, as pessoas conseguiam falar com confiança e dignidade, que conseguiam se elevar, ter uma posição alta e ser respeitadas. Achava que era o único jeito de ter uma vida digna e honrável. Especialmente quando minha família virou as costas para mim, eu trabalhei ainda mais para ganhar mais dinheiro, esperando que, um dia, eu governasse sobre eles. Depois de ganhar minha fé, eu sabia que devia participar de mais reuniões e cumprir meu dever para aprender a verdade e progredir na vida. Mas eu não conseguia renunciar à minha busca por status e dinheiro. Quando havia um conflito entre meu emprego e meu dever, eu colocava o emprego em primeiro lugar e tratava meu dever levianamente. Especialmente quando meu trabalho ia bem e eu ganhava um pouco de dinheiro, esse desejo se inflava ainda mais. Eu estava concentrado em como conseguir mais clientes e mais encomendas para ganhar mais dinheiro, ignorando totalmente o trabalho da igreja. Isso significou que alguns recém-convertidos não foram regados a tempo e quase desistiram, e o trabalho de rega sofreu sérios atrasos. Àquela altura, vi que viver segundo essas filosofias satânicas estava me tornando cada vez mais egoísta e ganancioso e eu só pensava em meus interesses. Eu estava desfrutando de tanto da rega e do sustento de Deus, mas não estava retribuindo por meio do meu dever. Eu não tinha razão nem consciência! Nome e status são os meios de Satanás para arrastar as pessoas para o inferno, são seu truque. Ele afastava meu coração cada vez mais de Deus a ponto de me levar a agir sem me envolver até nas orações e na leitura das palavras de Deus. Se isso continuasse, eu não poderia ganhar a verdade e perderia minha chance de ser salvo por Deus.

Mais tarde, ouvi outro hino das palavras de Deus: “Perca a chance e você o lamentará para sempre”. “Vocês deveriam estar atentos ao fardo de Deus, aqui e agora; vocês não deveriam esperar que Deus revele Seu caráter justo a toda a humanidade antes de vocês ficarem atentos ao fardo de Deus. Não seria tarde demais, então? Agora é uma boa oportunidade para ser aperfeiçoado por Deus. Se permitir que essa oportunidade escorregue pelos dedos, você lamentará isso pelo resto da sua vida, assim como Moisés foi incapaz de entrar na terra de Canaã e lamentou isso pelo resto da vida, morrendo com remorso. Quando Deus tiver revelado Seu caráter justo a todos os povos, você ficará cheio de remorso. Mesmo se Deus não castigar você, você castigará a si mesmo por causa de seu remorso. A melhor oportunidade para alcançar perfeição é a presente; agora é uma hora extremamente boa. Se você não buscar com sinceridade ser aperfeiçoado por Deus, quando a Sua obra estiver concluída, será tarde demais — você terá perdido a oportunidade. Não importa quão grandes sejam as suas aspirações, se Deus não estiver mais realizando a obra, então, a despeito do esforço que você despenda, você nunca será capaz de alcançar perfeição” (“Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos”). Eu podia sentir as expectativas de Deus em Suas palavras. Ele espera que nós sejamos capazes de valorizar esse tempo precioso para buscar a verdade, cumprir nosso dever e ganhar Sua salvação. Essa é uma oportunidade inestimável para buscar sermos aperfeiçoados por Deus e um tempo crítico para cumprirmos um dever. Ao cumprir um dever, por meio da prática de buscar a verdade para resolver vários problemas, podemos aprender mais verdades e progredir na vida mais rapidamente. Se eu não aproveitasse essa oportunidade para treinar, mas continuasse correndo atrás de dinheiro, quando a obra de Deus concluísse, eu acabaria sem nada, e nenhum arrependimento adiantaria. Na verdade, na vida, você deve se contentar com comida e abrigo. Se você negligenciar seu dever para ganhar muito dinheiro, no fim, você prejudicará sua vida, perderá a chance incrível de ganhar a verdade e de ser aperfeiçoado por Deus. Isso seria muito idiota!

Li outra passagem das palavras de Deus “Como alguém que é normal e que busca o amor a Deus, a entrada no reino para se tornar integrante do povo de Deus é o verdadeiro futuro de vocês e é uma vida de valor e importância máximos; ninguém é mais abençoado do que vocês. Por que digo isso? Porque aqueles que não creem em Deus vivem para a carne, e vivem para Satanás, mas hoje vocês vivem para Deus e vivem para fazer a vontade de Deus. É por isso que Eu digo que a vida de vocês é de máxima importância. Somente esse grupo de pessoas, que foram escolhidas por Deus, é capaz de viver uma vida de máxima importância — mais ninguém na terra é capaz de viver uma vida de tal valor e significado” (A Palavra, vol. 1: A obra de Deus e conhecer a Deus, “Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos”). A leitura dessas palavras de Deus foi emocionante para mim. Buscar a verdade e conhecer a Deus é o único jeito de ter uma vida significativa. Antes, eu sempre vivia de acordo com filosofias satânicas, pensando que, com dinheiro e status, todos me admirariam e que isso seria uma vida significativa. Mas tudo isso estava errado. Sem fé, sem ganhar a verdade e a vida, as pessoas não podem entender nada. Nem sabem de onde elas vieram e não sabem que Deus governa sobre o destino da humanidade. Só buscam status e dinheiro, não pensam em dar meia-volta, por mais que sofram, e estão fadadas a morrer nos desastres quando eles vêm — então seu dinheiro será inútil! É tão triste quando Satanás brinca com você e prejudica toda a sua vida. Mas ter fé e buscar a verdade é diferente. Não temos tanta gratificação material, mas quando aprendemos verdades, ganhamos percepção de algumas coisas e deixamos de ser tentados e amarrados pelo dinheiro, podemos ganhar algum esclarecimento e paz. Jó tinha tantos bens familiares, mas não era nisso que ele se regozijava. Ele estava concentrado em conhecer o governo de Deus em tudo, em temer a Deus e evitar o mal. Quando sofreu provações, ele não se queixou e permaneceu firme em testemunho. Ele ganhou a aprovação de Deus e, no fim, Deus lhe apareceu. A vida de Jó tinha sentido e valor. Pensando assim, escrevi minha carta de demissão. Vendo que eu estava decidido, o chefe não tentou convencer-me a ficar. Meu processo de demissão foi rápido. No momento em que saí da empresa, eu me senti muito relaxado, muito livre.

Depois disso, eu mergulhei no meu dever e trabalhei em harmonia com os outros irmãos para regar os recém-convertidos. Algum tempo depois, os recém-convertidos estavam participando das reuniões com entusiasmo e a vida de igreja estava acelerando. Eu senti uma paz enorme! Graças a Deus!

O alarme dos últimos dias já tocou e grandes desastres já começaram. Você quer dar as boas-vindas ao retorno do Senhor e ter a chance de receber a proteção de Deus com sua família?

Conteúdo relacionado

Por um Fio

Aceitei a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias há mais de um mês. O pastor e os presbíteros não param de me aborrecer e fazer com...

Entre em contato conosco pelo WhatsApp