Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Vendo o suprimento de Deus para a humanidade a partir do ambiente básico de vida que Deus cria para ela

6

Você consegue entender, com base na maneira como Ele lidou com essas cinco condições básicas para a sobrevivência humana, o suprimento de Deus para a humanidade? (Sim.) Isso quer dizer que Deus criou as condições mais básicas para a sobrevivência humana. Ao mesmo tempo, Deus também está gerindo e controlando essas coisas, e mesmo agora, depois de os seres humanos existirem há milhares de anos, Deus ainda está mudando continuamente seu ambiente de vida, proporcionando o melhor e mais adequado ambiente de vida para a humanidade para que ela possa manter sua vida normalmente. Até quando isso será mantido? Em outras palavras, por quanto tempo Deus continuará fornecendo tal ambiente? Até que Deus conclua Sua obra de gestão por completo. Então, Deus mudará o ambiente de vida da humanidade. Poderia ser através dos mesmos métodos, ou poderia ser através de métodos diferentes, mas o que as pessoas realmente precisam saber agora é que Deus está suprindo continuamente as necessidades da humanidade, gerindo o ambiente de vida da humanidade e preservando, protegendo e mantendo o ambiente de vida da humanidade. É por causa de tal ambiente que o povo escolhido de Deus é capaz de viver normalmente assim e aceitar a salvação, a punição e o julgamento de Deus. Todas as coisas continuam existindo por causa do governo de Deus, enquanto toda a humanidade continua a avançar por causa do suprimento de Deus dessa maneira.

Vendo o suprimento de Deus para a humanidade a partir do ambiente básico de vida que Deus cria para ela

Essa parte que Eu acabei de comunicar trouxe a vocês algum novo pensamento? Vocês agora sentem a maior diferença entre Deus e a humanidade? Quem é o mestre de todas as coisas? É o homem? (Não.) Então vocês sabem qual é a diferença entre a forma como Deus e os humanos lidam com todas as coisas? (Deus governa e organiza todas as coisas, enquanto o homem desfruta de tudo isso.) Vocês concordam com essas palavras? (Sim.) A maior diferença entre Deus e a humanidade é que Deus governa todas as coisas e fornece todas as coisas. Deus é a fonte de tudo, e a humanidade desfruta de todas as coisas enquanto Deus as supre. Isto é, o homem desfruta de todas as coisas quando aceita a vida que Deus outorga a todas as coisas. A humanidade desfruta dos resultados da criação de todas as coisas por Deus, enquanto Deus é o Mestre. Então, da perspectiva de todas as coisas, qual é a diferença entre Deus e a humanidade? Deus pode ver claramente os padrões de crescimento de todas as coisas, e controla e domina os padrões de crescimento de todas as coisas. Isto é, todas as coisas estão nos olhos de Deus e dentro do Seu escopo de inspeção. A humanidade consegue ver todas as coisas? O que a humanidade vê é limitado. Você não pode chamar isso de “todas as coisas” – é só o que ela vê diante de seus olhos. Se você escalar essa montanha, o que você vê é essa montanha. Você não consegue ver o que está do outro lado da montanha. Se você vai à praia, você consegue ver esse lado do oceano, mas você não sabe como é o outro lado do oceano. Se você chegar a essa floresta, você poderá ver as plantas diante de seus olhos e ao seu redor, mas você não poderá ver o que está mais adiante. Os seres humanos não conseguem ver lugares que são mais altos, mais distantes e mais profundos. Tudo o que conseguem ver é o que está diante de seus olhos e dentro de seu campo de visão. Mesmo que os seres humanos conheçam o padrão de quatro estações em um ano e os padrões de crescimento de todas as coisas, eles são incapazes de gerir ou dominar todas as coisas. Por outro lado, a maneira como Deus vê todas as coisas é como a maneira pela qual Deus veria uma máquina que Ele construiu pessoalmente. Ele conheceria cada componente extremamente bem. Quais são seus princípios, quais são seus padrões e qual é seu propósito – Deus conhece todas essas coisas simples e claramente. Por isso Deus é Deus e o homem é homem! Mesmo que o homem continue pesquisando a ciência e as leis de todas as coisas, é apenas dentro de um alcance limitado, ao passo que Deus controla tudo. Para o homem, isso é infinito. Se o homem pesquisar algo muito pequeno que Deus fez, ele poderia passar toda a vida pesquisando sem obter nenhum resultado verdadeiro. É por isso que se você usar o conhecimento e o que você aprendeu para estudar Deus, você nunca será capaz de conhecer ou entender a Deus. Mas se você usar o caminho de buscar a verdade e buscar a Deus, e olhar para Deus a partir da perspectiva de conhecer a Deus, então um dia você admitirá que as ações e sabedoria de Deus estão em todo lugar, e você também saberá por que Deus é chamado de Mestre de todas as coisas e de fonte de vida para todas as coisas. Quanto mais você tiver tal conhecimento, mais você entenderá porque Deus é chamado de Mestre de todas as coisas. Todas as coisas e tudo, incluindo você, estão constantemente recebendo o fluxo constante de suprimento de Deus. Você também será capaz de sentir claramente que neste mundo, e entre esta humanidade, não existe ninguém exceto Deus que possa ter tal poder e tal essência para governar, gerir e manter a existência de todas as coisas. Quando você alcançar tal entendimento, você verdadeiramente admitirá que Deus é seu Deus. Quando você alcançar esse ponto, você verdadeiramente terá aceitado a Deus e deixado que Ele seja seu Deus e seu Mestre. Quando você tem tal entendimento e sua vida atinge tal ponto, Deus não irá mais testá-lo e julgá-lo, nem fará quaisquer exigências de você, porque você entende Deus, conhece o coração Dele e realmente aceita a Deus em seu coração. Essa é uma razão importante para comunicar esses tópicos sobre o domínio e a gestão de Deus de todas as coisas. É para dar às pessoas mais conhecimento e compreensão; não apenas para fazer você admitir, mas para lhe dar mais conhecimento prático e compreensão das ações de Deus.

de ‘O Próprio Deus, o Único VIII’ em “A Palavra manifesta em carne”