A encarnação de Deus Três estágios da obra de Deus Julgamento dos últimos dias Sobre os nomes de Deus A Era da Graça e a Era do Reino Salvação e salvação completa O caminho da vida eterna A obra de Deus e a obra do homem Conhecendo Cristo Conhecendo Deus A Bíblia e Deus Conhecendo a voz de Deus Deus desceu à China A igreja de Deus e a religião Discernindo os fariseus A interpretação da Trindade Verdades e doutrinas Seguindo a vontade de Deus O verdadeiro caminho sempre foi perseguido O verdadeiro significado do arrebatamento
  • 20 tipos de verdades do evangelho
    • A encarnação de Deus
    • Três estágios da obra de Deus
    • Julgamento dos últimos dias
    • Sobre os nomes de Deus
    • A Era da Graça e a Era do Reino
    • Salvação e salvação completa
    • O caminho da vida eterna
    • A obra de Deus e a obra do homem
    • Conhecendo Cristo
    • Conhecendo Deus
    • A Bíblia e Deus
    • Conhecendo a voz de Deus
    • Deus desceu à China
    • A igreja de Deus e a religião
    • Discernindo os fariseus
    • A interpretação da Trindade
    • Verdades e doutrinas
    • Seguindo a vontade de Deus
    • O verdadeiro caminho sempre foi perseguido
    • O verdadeiro significado do arrebatamento
As verdades acerca da obra de julgamento de Deus nos últimos dias

Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade

A obra dos últimos dias é separar todos de acordo com sua espécie, concluir o plano de gestão de Deus, pois o tempo está próximo e o dia de Deus chegou. Deus leva todos os que entraram em Seu reino, isto é, todos aqueles que Lhe foram leais até o fim, à era do Próprio Deus. Entretanto, até a vinda da era do Próprio Deus, a obra que Deus irá fazer não é observar os feitos do homem ou investigar sua vida, mas julgar a sua rebelião, pois Deus irá purificar todos aqueles que vierem diante de Seu trono. Todos os que seguiram os passos de Deus até hoje são aqueles que se colocaram diante do trono de Deus e, sendo assim, toda e qualquer pessoa que aceitar a obra de Deus em sua fase final é objeto de purificação de Deus. Em outras palavras, todos os que aceitarem a fase final da obra de Deus serão objeto do julgamento de Deus.

A obra de julgamento de Deus nos últimos dias realiza e cumpre as profecias da Bíblia

O que é mais predito nas Escrituras é a obra de Deus de julgamento e castigo nos últimos dias. As Escrituras mencionam Deus decretando julgamento em ao menos duzentos lugares; pode-se dizer que todos eles predizem que Deus realizará Sua obra de julgamento e castigo nos últimos dias. Sobre esse assunto, usar apenas uma pequena porção das Escrituras é suficiente para provar que Deus decretar a Sua obra de julgamento e castigo é um passo inevitável de Sua obra dos últimos dias. A obra divina dos últimos dias deve usar o método de julgamento e castigo para purificar, salvar e aperfeiçoar a humanidade; é a obra de classificar cada pessoa de acordo com seu próprio tipo por meio de julgamento e castigo para encerrar a era e, por fim, edificar o reino de Cristo – o reino amado de Deus. Essa é a cristalização da obra divina de três estágios para salvar a humanidade e um símbolo glorioso de Seu triunfo sobre Satanás. Assim, em todos os lugares das Escrituras, podemos ver a escrita de profecias sobre a obra de julgamento de Deus nos últimos dias. Se alguém ler as Escrituras por muitos anos e, do princípio ao fim fracassar em ver a obra divina de julgamento e castigo que é necessária em Sua obra dos últimos dias, então esse é alguém que não entende em absoluto as Escrituras; certamente não é uma pessoa que conhece a obra de Deus. Abaixo está apenas uma pequena parte de escritas óbvias das Escrituras para provar que a obra divina dos últimos dias é a obra de julgamento e castigo:

Alguém pergunta: O Senhor Jesus já redimiu a humanidade na Era da Graça, e os pecados das pessoas que foram perdoados não contam mais como pecado. Por que Deus realizaria a obra de julgamento e purificação nos últimos dias?

“Embora o homem possa ter sido redimido e perdoado de seus pecados, isso só pode ser considerado como Deus não Se lembrar das transgressões do homem e não tratar o homem de acordo com as suas transgressões. No entanto, quando o homem, que vive num corpo de carne, não foi liberto do pecado, ele só pode continuar pecando, revelando infinitamente o caráter satânico corrupto. Essa é a vida que o homem leva, um ciclo interminável de pecar e ser perdoado. A maioria dos homens peca de dia apenas para confessar à noite. Desse modo, mesmo que a oferta pelo pecado seja para sempre efetiva para o homem, ela não será capaz de salvar o homem do pecado. Apenas metade da obra da salvação já foi concluída, pois o homem ainda tem caráter corrupto. […] correndo mais fundo que o pecado, ela é algo plantado por Satanás e profundamente enraizado no homem. Não é fácil para o homem tomar consciência de seus pecados; ele não tem como reconhecer sua própria natureza profundamente enraizada e deve confiar no julgamento pela palavra para alcançar esse resultado. Só assim o homem pode ser mudado paulatinamente desse ponto em diante.”

Alguém diz: Na cruz, o Senhor Jesus disse as palavras: “Está consumado”. Isso não prova que a obra de salvação de Deus já foi concluída? Por que Deus retornaria nos últimos dias para realizar um estágio da obra de julgamento, que começa em Sua própria casa?

“Para o homem, a crucificação de Deus concluiu a obra da encarnação de Deus, redimiu toda a humanidade e permitiu que Ele tomasse a chave do Hades. Todos creem que a obra de Deus foi totalmente realizada. Na verdade, para Deus, apenas uma pequena parte de Sua obra foi realizada. Ele apenas redimiu a humanidade; Ele não conquistou a humanidade, muito menos mudou a fealdade de Satanás no homem. É por isso que Deus diz: ‘Embora Minha carne encarnada tenha passado pela dor da morte, esse não era o objetivo integral da Minha encarnação. Jesus é Meu Filho amado e foi pregado na cruz por Mim, mas Ele não concluiu totalmente a Minha obra. Ele realizou apenas parte dela’”.

Como a obra de julgamento de Deus durante os últimos dias purifica e salva a humanidade?

Nos últimos dias, Cristo usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a essência do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à essência do homem e ao seu caráter corrupto.