Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Coleção de sermões: provisão para a vida

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

6. Discutindo a mudança de caráter

A obra de salvação que Deus faz é a obra de mudar o caráter do homem. O resultado da aceitação e obediência do homem à obra de Deus é alcançar a mudança de caráter. Podemos dizer também que a mudança de caráter é um sinal que mede se cada homem pertence ou não a Deus. Ver se um homem se tornou compatível com as intenções de Deus é ver como seu caráter mudou. Na realidade, no que diz respeito à autoconsciência, renúncia da carne, obediência a Deus, conhecimento de Deus, amar a Deus, lutar pela vida, lutar por santidade e buscar ser os vencedores que os homens buscavam no passado, todos se referem à mudança de caráter. Contanto que seu caráter mude, o homem chegará a todos esses diversos estados. A base que produz esses vários argumentos é a estatura do homem, o contexto em que ele vivia e sua prática à época. Esses conceitos estavam em plena conformidade com a realidade e eram precisamente o que o Espírito Santo exigia do homem à época, e o resultado supremo que alcançaram foi a mudança de caráter. Nesse estágio da obra de Deus, todas as maneiras em que Ele opera e cada passo de Sua obra são para mudar, dentro do homem, as coisas que não estão de acordo com Suas intenções. Não têm a intenção de tratar o homem como um brinquedo e fazê-lo sofrer deliberadamente, mas são para mudar seu caráter, e quando ele atinge o padrão que lhe é exigido por Deus, o coração Dele se satisfaz. Agora entendemos as intenções mais sinceras de Deus e estamos infinitamente satisfeitos, nossos corações repletos de agradecimentos e louvor.

Por ter sido corrompido de modo tão profundo por Satanás, o caráter do homem não pode, de modo algum, ser completamente mudado no intervalo de alguns anos, ao invés disso, requer toda uma vida. Durante o período em que experimenta a obra de Deus, a mudança de caráter do homem se dá em estágios, avançando gradualmente de modo ordenado, passo a passo. Baseia-se inteiramente na obra de Deus e em Suas palavras, com uma mudança primeiramente na consciência do próprio eu, e depois uma mudança no conhecimento de Deus, a partir de uma mudança no modo de olhar para as coisas como totalmente compatíveis com Deus. A mudança na autoconsciência é uma transformação da crença de que se é bom em tudo, excelente, de que jamais se obedece aos outros e se é muito superior às pessoas comuns, para o reconhecimento da desobediência, corrupção, arrogância selvagem e falta de razão, além da degradação e mesquinhez. A mudança no conhecimento de Deus é uma transformação da crença de que Deus é especialmente vago e indistinto, ou que Ele é apenas o tipo de Deus descrito em lendas para o conhecimento de Sua existência prática, de Suas ações, de Seu caráter de justiça e majestade que é inofendível, para o conhecimento da sabedoria onipotente de Deus e da maravilha de Seu domínio sobre todo o universo. Também uma transformação de todas as várias concepções de Deus para um conhecimento prático, das doutrinas para a verdade, uma transformação da adivinhação e imprecisão para o enxergar verdadeiramente e o reverenciar e louvar que vêm do fundo do coração Em resumo, a mudança no conhecimento de Deus é uma mudança da passividade para a atividade, do negativo para o positivo, da imagem de Satanás para a realidade de Deus e Sua formosura. Essa é a principal área de mudança no homem exigida pela obra de Deus. Quando dizemos que a mudança de caráter que o homem é capaz de alcançar em sua vida é viver uma humanidade normal, a maioria das pessoas acha que é inalcançável, que não pode ser atingido, ou, talvez algumas acreditem que se já não são mais desobedientes ou não resistem a Deus, isso já não seria mudança de caráter? Na realidade, esses dois argumentos estão corretos em certo aspecto, e não sem razão. Contudo, para ser mais preciso, mudança de caráter é viver a semelhança de homem, e aquilo que foi aperfeiçoado pelas palavras de Deus e Sua obra é essa semelhança de homem. No passado, Deus resumiu a natureza corrompida do homem em quatro palavras: arrogância, orgulho, presunção e justiça própria. Esse é um resumo da natureza de Satanás, e é sua imagem exata. Por que Deus diz que o homem é o descendente de Satanás, a descendência do grande dragão vermelho? Diz-se isso com base na natureza do homem. Se o homem tem sido corrompido a este ponto por Satanás, onde podemos encontrar um pouco da sua semelhança? Por que o homem foi desprezado por Deus? Por que Ele detestou e rejeitou o homem? Não é porque tudo que o homem expressa é a imagem de arrogância, orgulho, justiça própria e presunção de Satanás? Se a humanidade viver a semelhança de homem, então não há maneira de Deus amaldiçoá-la. Portanto, podemos dizer com certeza que Deus salva o homem primeiramente mudando sua natureza satânica e levando-o a viver a semelhança de homem. Ora, por que dizemos que essa obra é uma obra de conquista? A obra de conquista é direcionada às forças hostis. A arrogância, justiça própria, presunção e orgulho do homem são exatamente resistência contra Deus. De acordo com a natureza de Deus, o homem é exatamente uma força hostil que se opõe a Ele. Não é fácil para o homem obedecer totalmente a Deus. Não se pode fazer isso sem a obra de conquista. Esse método deve ser usado para se iniciar e é seguido de aperfeiçoamento progressivo por meio de adversidades de todo tipo de provações e tribulações. Somente dessa maneira o homem pode perder seu caráter corrompido de arrogância, orgulho, presunção e justiça própria. Contudo, no intervalo de vários anos, ele atingirá no máximo níveis distintos de mudança e não será capaz de mudar completamente. Mudança de caráter não é tão simples como as pessoas imaginam; em Sua obra, Deus tem Seus padrões e níveis. Ao lutar por mudança de caráter, o homem deveria prestar atenção à própria natureza de arrogância, visto se tratar de uma área chave, que é mais fácil de ser ignorada. Contudo, se a natureza arrogante do homem não mudar, de nada servirão as muitas doutrinas das quais ele entende. Isso inclui a essência da vida, e se o homem pode ou não ser resgatado. Se essas questões não forem resolvidas, o homem não apenas será grandemente desprezado por Deus, mas outros homens também O odiarão e abandonarão completamente. Essa natureza corrompida do homem será tão repulsiva a todas as pessoas quanto uma ratazana cruzando a estrada. Se os homens veem alguém revelando sua arrogância e justiça própria, é simplesmente a mesma coisa que comer uma mosca morta: vil e repugnante. Esse caráter de arrogância, orgulho, justiça própria e presunção é precisamente a natureza do grande dragão vermelho; são coisas que esse grande dragão vermelho incutiu nos homens. Essas coisas são os seguidores obstinados de homens e inimigo declarado de Deus. O que Deus despreza são aquelas coisas nos homens que Satanás corrompeu profundamente, e o que Ele despreza ainda mais é a natureza de Satanás que torna o homem incapaz de obedecê-Lo e de amá-Lo. Então, essa natureza é a arrogância, orgulho, justiça própria e presunção do homem. Esses venenos no homem o têm transformado no inimigo de Deus, e na humanidade mais odiada e amaldiçoada por Ele. Portanto, a obra mais fundamental na salvação do homem por Deus é mudar o caráter de Satanás que esse homem possui, transformá-lo em alguém de quem Deus goste, um homem que seja compatível com Suas intenções, um homem que já não pertença mais a Satanás, mas que se voltou a Deus. O que a obra de Deus extermina é o grande dragão vermelho, e o derrotado é o verdadeiro inimigo de Deus, Satanás, ao passo que o que é salvo é a humanidade que foi corrompida por Satanás. Portanto, qualquer passo na obra de Deus, seja redenção, conquista ou aperfeiçoamento e obtenção, são todos para alcançar o objetivo de mudar o caráter do homem, e também para alcançar o alvo de o homem ser completamente salvo. Satanás tem corrompido o homem por milhares de anos e tem fincado as raízes de seu veneno profundamente no coração do homem, a ponto de o veneno do grande dragão vermelho circular por seu sangue e ossos. É óbvia a profundidade com que Satanás corrompeu a humanidade. A salvação do homem por Deus não é uma questão fácil, é como tratar um câncer. Arrancar as raízes do veneno requer vários anos de trabalho e eliminá-lo leva um tempo maior ainda. Durante esses diversos anos de trabalho, os homens reconheceram a importância da mudança de caráter, mas todos sentiram que a coisa mais difícil de administrar é o fato de sua natureza de arrogância não ser fácil de ser mudada: seus próprios esforços não funcionarão. Ele despreza a si mesmo, mas ainda é incapaz de resolver o problema porque esse é um problema de sua natureza. É verdadeiramente mais fácil mudar a paisagem do que transformar a natureza do homem. O problema da mudança de caráter somente pode ser resolvido, em última análise, por meio da obra salvadora de Deus, com a cooperação do homem. A razão por que o caráter do homem não é facilmente mudado é que a natureza de Satanás se tornou a sua natureza. Se não fosse pela obra do próprio Deus de conquistar e aperfeiçoar, a engenhosidade do homem não seria suficiente, e esse é o verdadeiro significado de Ele ser o Único capaz de salvar o homem. A arrogância, orgulho, justiça própria e presunção no homem tornaram-se sua natureza, que não pode ser resolvida no espaço de diversos anos, a ponto de não haver garantia de que possa ser limpo dessas coisas durante toda uma vida. Essa é uma questão na vida que é tão difícil como ser nascido de novo e trazido de volta dos mortos. A arrogância do homem tornando-se sua natureza é a mesma que Satanás se tornando a vida do homem, e a altura à qual se vive, claro, é a imagem de Satanás, e ninguém pode negar isso. Se puder verdadeiramente conhecer a si mesmo, o homem reconhecerá esse fato e será capaz de dizer que é um Satanás que vive e respira. Quando vier o dia em que o homem vir sua face verdadeira, saberá então o que é a imagem de Satanás.

O objetivo de Satanás de corromper o homem é para fazê-lo abandonar a Deus e trai-Lo e impedir que desfrute Suas bênçãos e tudo que Ele concede. Também de levar o homem a quebrar completamente suas relações com Deus, estar completamente divorciado da verdade, atolado na escuridão, desconhecedor da justiça e da verdade, e até mesmo menos consciente do que é humanidade, incapaz de discernir o que são coisas positivas e coisas negativas. Ele sabe apenas como enganar as pessoas e feri-las, lutar por fama e agarrar as vantagens, conspirar um contra o outro e matar um ao outro. No final, leva a humanidade ao esquecimento. O que todos os homens que foram corrompidos por Satanás expressam em comum é: eles não somente negam a existência de Deus, mas também fazem o máximo para resisti-Lo, e resistem à verdade. E aqueles homens corrompidos por Satanás, que o valorizam, se desviam de Deus, negam a Deus. O caráter que expressam é de arrogância selvagem e de orgulho. A fala deles é um completo desvario. Eles são deliberadamente selvagens e completamente sem lei. Portanto, ao resolver nossa arrogância selvagem, podemos alcançar a obediência a Deus e Sua adoração. Quando esses dois itens tiverem sido alcançados, as dificuldades do homem terão sido resolvidas. Mudar o caráter do homem começa por mudar sua arrogância selvagem e orgulho. Se for selvagemente arrogante, então você certamente se considerará todo importante; se for selvagemente arrogante, então você certamente é irracional e não ouvirá a razão; se for selvagemente arrogante, então é certamente difícil para você obedecer qualquer pessoa, e é ainda mais difícil obedecer toda obra de Deus e o Deus encarnado; se for selvagemente arrogante, então você é incapaz de aceitar a real situação dos fatos, e incapaz de aceitar a verdade; se for selvagemente arrogante, então você é incapaz de cumprir seu dever de modo leal e honesto na família de Deus. A pessoa selvagemente arrogante sempre mantém concepções a respeito de Deus, sempre O delimita como se somente ela pudesse entender Seu verdadeiro caráter e como se Ele tivesse de trabalhar do modo que ela achar adequado. Como está enfatuado com orgulho e subestima os outros, o homem selvagemente arrogante não é amigável com as pessoas e não é capaz de tratá-las como a iguais, ele nunca consegue viver em harmonia com outras pessoas. A arrogância selvagem é a raiz da doença do homem. Se um caráter selvagemente arrogante não puder ser repelido, então você é incapaz de conhecer a si mesmo, não pode conhecer a Deus e não pode cumprir seus deveres com devoção. Mesmo que externamente parecer ser obediente a Deus, se não for resolvido o caráter selvagemente arrogante, você não Lhe tem a obediência essencial, porque ainda tem as raízes de veneno em seus ossos e em seu sangue. Isso significa que a natureza da desobediência ainda não foi resolvida; se a questão for apenas dizer palavras da boca para fora e ter um coração disposto, então receio que tal parte tão pequena de obediência não possa ser sustentada por muito tempo e que não se possa dizer com certeza a que horas a velha doença não poderá mais ser controlada e surgirá de repente. As palavras incluídas são cheias de concepções e ressentimentos, sentimentos que invertem o sentido das coisas, também se desatarão palavras em defesa própria e que dão largas ao despeito da pessoa, bem como palavras demoníacas culpando o Céu, a terra e todo mundo exceto a si próprio, e o resultado será sua destruição sendo partido ao meio. Se a natureza de arrogância selvagem e orgulho não for resolvida, o homem não pode se oferecer a Deus, nem pode dar testemunho Dele, porque sempre tem um mau odor em torno dele, e fará os outros sentirem náusea. Ele não pode edificar outros, não pode lhes trazer benefícios; pelo contrário, lhes trará a miséria da corrupção. Isso é o que todos os homens sentirão em comum. Quando as pessoas conhecerem de fato o caráter de Deus, e tudo que Sua vida representa, saberão também o que são. Elas conhecem de fato suas reais condições. Naquele momento, elas podem ficar humildes. Eu vejo isso como tendo de ser humilhado. O que uma porção de dejeto fedorento tem para ser arrogante? Não é um idiota irracional? Embora essas minhas palavras sejam vulgares, são a verdade e eu não farei rodeios. Eu mesmo experimentei isso. Depois de conhecer a mim mesmo, tornei-me mais obediente, falei de maneira mais honesta e reduzi meus ares e modos arrogantes de falar. Também sou simples e direto, e um pouco ingênuo. As toxinas de Satanás diminuíram bastante em mim e estou muito mais descontraído e natural que antes. Ao comunicar a verdade, falo com mais objetividade e precisão, mais realisticamente, sem mistura. Faço as coisas de maneira mais segura e sofisticada, e presto atenção à eficácia. Posso lidar corretamente com outras pessoas e ter amor e confiança. Posto-me de maneira apropriada e falo racionalmente. Trabalho é trabalho relacionar-se bem é relacionar-se bem. Quando realizo um trabalho, faço-o com sentido. Quando me relaciono bem com os outros, há uma personalidade com a qual se relacionar bem. Quando estou trabalhando, além de falar sobre trabalho, mesmo quando compartilho a verdade da vida, você não conseguirá ver eu me comportando como um trabalhador, porque me coloco como os outros. Quando o próprio caráter de uma pessoa muda, também traz outros benefícios excelentes. Seu trabalho e discurso sempre podem produzir resultados. Vejam vocês, quando o caráter arrogante de uma pessoa mudou, ela não vive na semelhança de homem? Particularmente, ela tem verdade, humanidade e personalidade. O que ela diz, faz e mostra é visto pelas pessoas como sendo apropriado e estas sempre receberão bem esse tipo de pessoa. As pessoas gostam de se relacionar bem com qualquer um que tenha a verdade, porque representa benefício e edificação aos outros e pode trazer um suprimento de vida e a comunicação da verdade. Isso tudo pode ser vivido após nosso caráter ter mudado. Na mudança de homens cuja natureza satânica é selvagemente orgulhosa, arrogante, presunçosa e de justiça própria para homens que têm a verdade e a humanidade, para homens que pertencem a Deus, posso ver a imensidão da Sua graça salvadora, e que o homem é verdadeiramente ressuscitado dos mortos. A resolução do problema da arrogância selvagem, orgulho, presunção e justiça própria nos homens, de modo que não possam resistir novamente a Deus, ser desobedientes a Ele e, além disso, ter uma vida de humanidade normal e ser capazes de cumprir seus deveres formalmente; isso é salvação completa, e tal homem está compatível com as intenções de Deus. É somente com mudança de caráter que há a semelhança de uma pessoa normal, e somente então podemos chamá-la de alguém que obteve a vida e tornou-se uma nova pessoa, pertencendo completamente a Deus. Se o caráter do homem não tiver mudado, não importa o quão humilde possa ser, ou quão compassivo, ele está apenas passando-se de bom. Por sua natureza ser selvagemente arrogante, orgulhosa, presunçosa, e de justiça própria, não há como não agir como si próprio, além disso, ele assim o faz apesar de si mesmo. Mesmo que manifeste a si mesmo, não pode ter conhecimento de si, e ainda acredita ter ele próprio a verdade, e que é extremamente brilhante. O homem com um caráter selvagemente arrogante sempre pensa que é consideravelmente superior a todos os outros e não está disposto a estar sob o controle deles, ao invés disso, quer controlá-los. O homem com um caráter selvagemente arrogante sempre se considera melhor que os outros e ninguém é igual a ele. É incapaz de ver os pontos fortes e bons das outras pessoas, e mesmo que os veja, não os aceita de modo algum, apenas aumenta seus ataques e as denigre. Ele vê as falhas e deficiências dos outros com clareza incomum, e as difunde arbitrariamente. Ele gosta particularmente de falar dos próprios pontos fortes, gosta particularmente de elogiar a si mesmo, exaltar a si mesmo enquanto denigre os outros. O homem com um caráter selvagemente arrogante é sempre orgulhoso ao extremo, inclinado a ser egocêntrico, fazendo os outros tê-lo em alta estima e o rodearem. Seja o que for que diga e faça, os outros devem ouvi-lo e prestar atenção. O homem selvagemente arrogante gosta mais de revelar a si mesmo. Seja qual for a ocasião, sempre que ocorrer algo, ele será o primeiro a aparecer e expressar uma opinião para os outros desfrutarem, a fim de fazer os outros respeitá-lo. Além disso, ele tende a expor as falhas e deficiências dos outros para destacar o próprio brilho, sem dar o mínimo testemunho de Deus. O homem com caráter selvagemente arrogante nunca leva outras pessoas a sério, já que aos seus olhos são todas tolas e imprestáveis, pessoas com as quais brinca como quer conforme agradá-lo, pessoas de quem caçoa, e ele não respeita nem mesmo seus pais; verdadeiramente, ele não se submete a nenhuma pessoa. Por não ter razão, a pessoa selvagemente arrogante não consegue ouvir a verdade e é como se ela fosse a verdade, como se estivesse acima da verdade; se outras pessoas comunicarem a verdade ela é completamente incapaz de ouvir e se submeter; considera que somente ela mesma tem o direito. O homem de caráter selvagemente arrogante gosta de ser o mestre de outros e não gosta de maneira alguma de ouvir outros falarem. Depois de ter estado em contato com ele por algum tempo, você pode sentir especialmente que ele tem pouquíssima consideração pelos outros, raramente os ouve com respeito, raramente se submete a eles, tem pouquíssimo respeito pelos outros, tem pouco apreço pelos outros, como um assassino a sangue frio. O que diz é sempre para instruir os outros, sempre para concluir, sempre fazendo definições, sempre condenando pessoas, e tem um sentimento um tanto cruel e impiedoso em relação a isso. Visto que despreza a verdade e não reverencia Deus, como o homem de caráter selvagem pode tratá-Lo como Deus? Ele está preocupado apenas com o prestígio pessoal, está preocupado apenas se as pessoas são ou não capazes de obedecê-lo, de ouvi-lo, e qual posição ele ocupa em suas mentes; Veja! Não são precisamente o anticristo estes cuja arrogância selvagem está nesse nível? A obra daqueles que têm caráter selvagemente arrogante é repreender as pessoas, lidar com elas, minar seu entusiasmo. Quando desanimam as pessoas, levam-nas à passividade, levam-nas à queixa. Elas deveriam abandoná-los e o trabalho deles deveria parar. Por não ter a verdade, não ter experiência de vida, e muito menos saber o que é mudança de caráter, o homem de caráter selvagemente arrogante é totalmente incapaz de proferir a essência da verdade e pode somente recorrer a cartas, doutrinas e regras para medir as pessoas e a elas fazer exigências; ele não pode de modo algum suprir a vida e comunicar a verdade, seu trabalho não passa de enganar pessoas, ferir a si mesmo e envergonhar a Deus, portanto, Deus detesta seu serviço e o modo como se conduz. O homem selvagemente arrogante não tem razão, ele perdeu sua humanidade, é uma personificação total de Satanás. Pode-se dizer que tudo que ele tem e é, tudo que ele revela é completamente uma natureza demoníaca, ele não tem a mínima humanidade e tudo que revela é disseminação de morte e corrupção de homem; aceitar sua instrução é sofrer um grande dano! Agora que aceitaram a obra e as palavras do Deus prático, as pessoas expandiram a amplitude de seu conhecimento e possuem discernimento, elas sabem o que é a verdade e o que é falácia, e são capazes de discernir as coisas positivas das coisas negativas, portanto, protegendo a si mesmas enormemente. Caso contrário, as pessoas seriam levadas a este abismo da morte por esses falsos apóstolos e falsos obreiros que são arrogantes e orgulhosos. O que precisamos entender agora é em que aspectos a mudança de caráter é personificada, quais áreas são importantes, se ser capaz de discutir doutrinas e seguir algumas regras representa mudança de caráter, e qual é a semelhança que podemos viver após a mudança de caráter. Essas coisas devem ser conhecidas. São a trilha certa para a entrada na vida e a chave para receber a salvação. Somente aqueles cujos carácteres mudaram são compatíveis com as intenções de Deus.

Anterior:Vários aspectos da humanidade normal

Próximo:Os decretos administrativos e o caráter de Deus