Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhos a Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

23. Qual é a diferença entre o trigo e o joio?

Palavras de Deus relevantes:

Como Eu disse, Satanás enviou os Meus servidores para interromper a Minha gestão. Esses servidores são joio, mas o trigo não se refere aos filhos primogênitos, mas, sim, a todos os filhos e povos que não são filhos primogênitos. “Trigo sempre será trigo; joio sempre será joio”; isso significa que a natureza dos que são de Satanás nunca poderá mudar. Portanto, em suma, eles continuam como Satanás. Trigo significa os filhos e o povo porque, antes da criação do mundo, adicionei a essas pessoas a Minha qualidade. Porque Eu disse antes que a natureza do homem não muda, trigo sempre será trigo.

de ‘Capítulo 113’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Não importa como são provados, a fidelidade dos que têm Deus no coração permanece imutável; mas aqueles que não têm Deus no coração, quando a obra de Deus não é vantajosa para sua carne, mudam sua visão de Deus e até se afastam de Deus. Assim são os que não resistirão firmemente no final, que buscam somente as bênçãos de Deus e não têm desejo de se despender por Deus e se dedicar a Ele. Essas pessoas torpes serão expulsas quando a obra de Deus chegar ao fim e são indignas de qualquer compaixão. Os que não têm humanidade são incapazes de amar verdadeiramente a Deus. Quando o ambiente é protegido e seguro ou lucrativo, eles são totalmente obedientes a Deus, mas quando o que desejam é ameaçado ou definitivamente recusado, eles imediatamente se revoltam. Podem de um dia para o outro se transformar de pessoas sorridentes e de “bom coração” em assassinos repulsivos e ferozes, que subitamente tratam o benfeitor de ontem como inimigo mortal, sem mais nem menos. Se esses demônios não forem expulsos, demônios que matariam em um piscar de olhos, não serão eles fonte de ainda mais sofrimento? […] Os que realmente seguem Deus são capazes de suportar o teste de Sua obra, enquanto os que não seguem Deus verdadeiramente são incapazes de suportar qualquer provação de Deus. Cedo ou tarde eles serão expulsos, enquanto os vitoriosos permanecerão no reino. Se o homem realmente busca Deus ou não é determinado pelo teste de Sua obra, isto é, pelas provações de Deus, e não tem nada a ver com a decisão do próprio homem. Deus não rejeita uma pessoa por capricho; tudo o que Ele faz pode convencer completamente o homem. Ele não realiza nada que seja invisível ao homem ou qualquer obra que não possa convencer o homem. Se a crença do homem é verdadeira ou não é algo comprovado pelos fatos e não pode ser decidido pelo homem. Não resta dúvida de que “o trigo não pode ser transformado em joio e o joio não pode ser transformado em trigo”. Os que verdadeiramente amam a Deus permanecerão no reino ao final e Deus não maltratará ninguém que realmente O ama.

de ‘A obra de Deus e a prática do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Aquele que reconhece verbalmente o Deus encarnado, mas que não pode praticar a verdade da obediência ao Deus encarnado, no fim será eliminado e destruído; aquele que reconhece verbalmente o Deus visível, que também come e bebe da verdade expressada pelo Deus visível, mas que busca o Deus vago e invisível, será ainda mais destruído no futuro. Nenhuma dessas pessoas pode permanecer até o tempo do descanso, depois que a obra de Deus estiver terminada; não pode haver pessoas como essas vivendo até o tempo de descanso. As pessoas demoníacas são aquelas que não praticam a verdade; a essência delas é a de resistir e ser desobedientes a Deus, já que não têm a menor intenção de obedecer a Deus. Todas essas pessoas serão destruídas. Se você tem a verdade e se você resiste a Deus, isso é determinado de acordo com a sua essência, não de acordo com a aparência nem com o discurso e a conduta ocasionais. A essência das pessoas é que decide se elas serão destruídas, o que é determinado de acordo com a essência revelada por sua conduta e pela busca da verdade. Dentre as pessoas que realizam obras semelhantes e também fazem obras em quantidades semelhantes, aquelas cuja essência humana é boa e possuem a verdade são as que podem permanecer, mas aquelas cuja essência humana é má e desobedecem ao Deus visível são as que serão destruídas. Qualquer obra ou palavra de Deus dirigida ao destino da humanidade lida com a humanidade devidamente, de acordo com a essência de cada pessoa; não existirão acidentes e por certo não haverá o menor erro. Só quando a pessoa realiza a obra, é que a emoção ou o significado humano estarão associados. A obra que Deus realiza é a mais adequada; de forma alguma Ele trará falsas alegações contra qualquer criatura. Agora existem muitas pessoas incapazes de perceber o destino futuro da humanidade e que não acreditam nas palavras que Eu falo; todos que não acreditam, ao lado daqueles que não praticam a verdade, são demônios!

Aqueles que buscam e os que não buscam são agora dois tipos diferentes de pessoas, são dois tipos de pessoas com dois destinos diferentes. Aqueles que buscam o conhecimento da verdade e praticam a verdade são as pessoas que Deus salvará. Aqueles que não conhecem o caminho verdadeiro são demônios e inimigos, são os descendentes do arcanjo e serão destruídos.

de ‘Deus e o homem entrarão em descanso juntos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

As principais manifestações reveladas naqueles que alcançam a salvação são as seguintes: são capazes de se submeter à obra de Deus, independentemente das suas preferências pessoais; seguem a Deus não importando aonde as leve, seja nas provações dos servidores, na morte, nos tempos de castigo ou na grande tribulação — em tudo isso eles não vacilam nem fingem que estão seguindo. Em sua experiência de dificuldades e frustrações, eles nunca abandonaram o verdadeiro caminho e, até os dias atuais, submetem-se aos arranjos de Deus e cumprem os deveres que deveriam cumprir — essas são pessoas obedientes que se submetem e certamente serão salvas por Deus no fim. É assim que é uma pessoa que verdadeiramente deseja a Deus: ela O seguirá até o fim, mesmo que isso signifique colocar sua vida em risco. “Haja o que houver, não me afastarei de Deus. Posso abandonar a felicidade da minha família e rejeitar minha esposa, filhos ou marido. Contanto que eu possa me despender inteiramente por Deus, tudo estará bem.” Essa é a diferença clara entre as pessoas que serão salvas e as que serão eliminadas. Em sua experiência da obra de Deus, aquelas que serão salvas buscam a verdade, enfatizam a vida e são elas que alcançam de fato resultados gratificantes e alcançam mudança em seu caráter de vida em graus variados. Elas têm cada vez menos noções e desobediência e gradualmente chegam a viver a semelhança de um ser humano. Sua interação com outras pessoas se tornou muito mais normal e elas demonstram menos corrupção. Avançaram na verdade e estão constantemente buscando alcançar uma clareza mais profunda em relação à verdade. Elas apreciam a palavra de Deus e têm sede da palavra de Deus. Leem a Sua palavra e comunicam sobre a verdade apropriadamente, colocam ênfase em conhecer a si mesmas e enfatizam mudar de caráter mais profundamente. Independentemente do dever que cumpram, nunca retardam sua entrada na vida. Pode-se dizer que estão na trilha certa da fé, e Deus não precisa Se preocupar muito com elas. São pessoas com as quais Ele está relativamente satisfeito. Essa é outra diferença entre os que serão salvos e os que serão eliminados. Todos os que serão salvos se despendem por Deus o melhor que podem e fazem tudo para o qual têm aptidão. Tomam a iniciativa entusiasticamente, não são preguiçosos nem ociosos, nem fazem trabalho superficial ou desleixado. Dedicam-se de coração e com todas as forças a qualquer tarefa que tenham pela frente, levando-a a sério. Ao trabalhar com outras pessoas, são capazes de considerar o benefício para a casa de Deus. Enfocam o efeito do trabalho, levam em conta a vontade de Deus e buscam cumprir as Suas exigências. Ao cumprir seus deveres, essas pessoas não têm motivos egoístas, não conspiram em benefício próprio, nem fazem confusão sobre ganhos ou perdas individuais, conseguem deixar de lado os prazeres da carne e qualquer benefício para a sua família, e estão dispostas a suportar sofrimento físico, se necessário. Para elas, cumprir bem o seu dever vem em primeiro lugar, assim como espalhar o evangelho para salvar outras pessoas e expandir a obra do evangelho de Deus. Esse é o seu lema. Ser capaz de cumprir lealmente o seu dever é a prova de que uma pessoa tem consciência e razão. Ainda mais elogiável é a sua capacidade de atender à vontade de Deus e estar disposta a suportar sofrimento para consolar o Seu coração. Como essas pessoas amam a verdade e buscam a vida, o Espírito Santo está sempre operando nelas. Elas têm o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo quando estão comunicando a palavra de Deus e sempre são capazes de aceitar a verdade. Sendo assim, seu coração está cada vez mais esclarecido, elas cumprem seu dever com cada vez mais vigor, o estado delas melhora cada vez mais e seu relacionamento com outros irmãos e irmãs é cada vez mais normal. São capazes de amar umas às outras, mas também de traçar limites claros entre si e aqueles que são revelados como pessoas que não amam a Deus e não desempenham seus deveres, sabendo como lidar com tais pessoas sabiamente. Em especial, veem o mundo e os descrentes com completa clareza; odeiam-nos amargamente e ficam extremamente fartas quando entram em contato com eles. Só desejam interagir com outros irmãos e irmãs. A seus olhos, somente os irmãos e as irmãs são a sua família, e elas sentem que não conseguiriam continuar vivendo se fossem separadas da família de Deus, que seria melhor morrer do que não viver para Deus. Essas pessoas são honestas e corretas em seu coração, então, se Deus odeia alguma coisa, elas renunciarão a isso e farão o que Ele exige, contanto que Ele esteja satisfeito. Elas têm autorrespeito e, em seu coração, querem muito ser excelentes e ter determinação. Desejam fazer serviço para Deus e consideram uma glória pessoal ser um servidor leal. Esforçam-se para satisfazer a Deus, e se isso significar só fazer serviço, elas o farão até o fim, até o último suspiro. Acreditam que a busca por bênçãos é por demais desprezível, que ter desejos privados é mesquinho, e que, pelo dever, devem ser servidores adequados e justos. Deus é glorificado por meio dessas pessoas. Embora haja alguma desobediência e corrupção nessas pessoas, elas amam a verdade e buscam a justiça. Não temem dificuldades e sempre perseveram no cumprimento de seu dever e, finalmente, alcançam a bênção de Deus. Vemos que os resultados da obra de Deus nelas são particularmente claros — seu caráter de vida mudou em graus variados, sua perspectiva de vida, pensamento, estilo de vida e pontos de vista sobre as coisas passam por uma mudança significativa e, até certo ponto, elas se tornaram novas pessoas. Essas pessoas que serão salvas passaram pelo vale da sombra da morte e viram a primeira luz da aurora, como se tivessem ressuscitado dos mortos. À medida que o fim se aproxima, sua vitalidade cresce, e elas irradiam o frescor da juventude. Seguindo a Deus, elas permanecem firmes em seu testemunho. Esse é exatamente o grupo de pessoas que Deus ordenou para que recebesse a Sua grande salvação hoje.

Vamos analisar o comportamento daquelas pessoas malignas que foram reveladas. Elas decepcionam amargamente as pessoas e as amedrontam, sendo a síntese do provérbio “é mais fácil mover montanhas e rios do que alterar a natureza de alguém”. Embora no passado tenham trabalhado ou feito serviço na família de Deus, quando Ele as revelou, acabaram por reincidir e mostrar quem são de verdade. Insinuaram-se na esperança de ganhar bênçãos, mas, no fim das contas, sofreram uma derrota esmagadora e vergonhosa. Não amam minimamente a verdade nem estão interessadas ​​na obra de Deus. Nunca levaram a sério a leitura de Sua palavra. Para elas, é mais difícil ler a palavra de Deus do que tomar remédio, e menos ainda querem comunicar a verdade. Essa é sua principal característica. Para essas pessoas, compreender e buscar a verdade estão fora de questão, quanto mais conhecer a si mesmas. São descrentes, o joio semeado por Satanás. Basicamente, não têm vida de que se possa falar. Quando entraram na igreja, não tinham boas intenções. Suas principais manifestações são: nunca querem dedicar nada e querem sempre levar vantagem e se beneficiar. Utilizam uma variedade de oportunidades para lucrar. Se não fosse por alguma vantagem, não levantariam cedo. São pessoas que buscam apenas o lucro e não cumprem o seu dever de maneira feliz e voluntária. Seu caráter é diabólico, e elas não têm compaixão nem empatia alguma pelos outros. São repulsivamente gananciosas e insaciáveis. Elas se apoderam de qualquer um que as beneficie e lhes dê vantagem e obrigam-no a lhes servir. Sempre falam mentiras. O que quer que digam contém mentiras ou impurezas. Nada do que dizem é correto, então nunca se sabe quais palavras que dizem são a verdade e quais são mentiras. Fazem tudo furtivamente e não fazem nada que seja justo e honrado. Nunca abrem o coração e dizem algo honesto aos outros, a menos que estejam à beira da morte, quando vertem algumas lágrimas ao ver o caixão. O que mais sai de sua boca é conversa maldosa sobre outras pessoas, fofocas e críticas, palavras que semeiam discórdia e palavras de acusação, bem como palavras que insultam os outros. O que mais gostam é a adulação e a adoração de outras pessoas, e amam quando outras pessoas giram em torno delas. Desejam ardentemente ser a rainha ou o poder supremo a quem todos servem. Quando estão tendo sucesso e sorte, conseguem enfiar o rabo entre as pernas e fingir ser pessoas boas durante algum tempo. No entanto, quando sofrem uma derrota e são abandonadas por Deus, revelam imediatamente quem são de verdade e começam de pronto a gritar insultos, declaram indignações gigantescas e se tornam demônios. Nessa hora, são capazes de fazer qualquer coisa. Como uma praga que se estende por toda a parte, espalham veneno em todas as direções e propagam rumores para enganar as pessoas. Todas essas pessoas malignas que cometem todo tipo de atos maus têm a mesma natureza, embora o comportamento delas possa ser diferente. Todas têm a mesma condição psicológica e apenas variam em relação à gravidade da ruindade que manifestam. Pessoas assim podem ser encontradas em todos os lugares, e é fácil identificá-las. Pode-se explicar assim: todas as pessoas que buscam vantagens pessoais, em vez de basear suas ações na verdade, são pessoas malignas; todos que não buscam a vida nem têm o menor conhecimento de si mesmos são pessoas malignas; todos os que não fazem contribuições, embora tenham dinheiro, nem estão dispostos a cumprir o seu dever, são pessoas malignas; todos os que são negligentes em cumprir o seu dever, chegando ao ponto de agir intencionalmente, são pessoas malignas; todos os que competem por posições, perturbam a vida da igreja e não obedecem a ninguém são pessoas malignas; todos os que agem de acordo com seus desejos, que agem arbitrariamente e não ouvem mais ninguém são pessoas malignas; todos os que ouvem a voz de Deus e não O temem e que nem mesmo se arrependem são pessoas malignas; os que têm um caráter feroz e brutal, que tratam as pessoas com crueldade, que as atacam a torto e a direito com palavras de insulto, que nunca mudam seus pontos de vista, essas pessoas são ainda mais culpadas dos pecados mais hediondos. Todos os que reincidiram, que retornaram à verdadeira natureza original e são exatamente como os descrentes, são todos demônios mostrando quem realmente são. O Espírito Santo abandonou há muito essas pessoas. Deus já as entregou a Satanás, e elas não pertencem à família de Deus.

da comunhão do alto

Anterior:O que é seguir ao homem?

Próximo:Qual é a diferença entre um bom servo e um servo mau?

Conteúdo Relacionado