Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Cem perguntas e respostas sobre investigar o caminho verdadeiro

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

56. Por que as pessoas sempre usam a Bíblia para definir Deus? Por que é errado alguém circunscrever Deus à Bíblia?

A resposta da palavra de Deus:

Isso porque a Bíblia acompanhou vários milhares de anos da história humana e todas as pessoas tratam-na como Deus, a ponto de, nos últimos dias, substituírem Deus pela Bíblia. Isso é algo que Deus realmente odeia. Por isso, em Seu tempo livre, Ele teve de esclarecer a história particular e a origem da Bíblia. Senão, a Bíblia ainda poderia tomar o lugar de Deus no coração das pessoas e elas poderiam condenar e medir os atos de Deus com base nas palavras da Bíblia. A explicação de Deus para a essência, a construção e as falhas da Bíblia não é absolutamente para negar sua existência, nem a condena. Em vez disso, é para fornecer uma explicação razoável e apropriada, para restaurar a imagem original da Bíblia e para corrigir os desentendimentos que as pessoas têm da Bíblia, de modo que todos tenham a visão correta a respeito dela, não mais a adorem e não fiquem mais perdidas; as pessoas erroneamente tomam sua fé cega na Bíblia como a crença e a adoração de Deus, e nem ousam encarar seu verdadeiro pano de fundo e seus pontos fracos. Depois que todos tiverem um entendimento puro da Bíblia, serão capazes de deixá-la de lado sem hesitação e corajosamente aceitar as novas palavras de Deus. […] A verdade que Deus quer contar às pessoas aqui é que nenhuma teoria ou fato pode substituir a presente obra ou as palavras atuais de Deus, e que não existe nada que possa substituir a posição de Deus. Se as pessoas não conseguem se desvencilhar das malhas da Bíblia, elas nunca serão capazes de chegar diante de Deus. Se querem ficar diante de Deus, elas primeiro devem esvaziar seu coração de tudo que possa substituí-Lo; desse modo, Deus ficará satisfeito. Embora Deus somente explique a Bíblia aqui, não se esqueça de que existem muitas outras coisas errôneas que as pessoas realmente adoram além da Bíblia, e que as únicas coisas que elas não adoram são as que verdadeiramente vêm de Deus. Deus apenas usa a Bíblia como exemplo para lembrar a todos de não tomar a senda errada e não ir a extremos novamente e cair em confusão, quando acreditarem em Deus e aceitarem Suas palavras.

de ‘Introdução’ para Terceira Parte em “A Palavra manifesta em carne”

Por muitos anos, o meio tradicional de crença das pessoas (o do cristianismo, uma das três principais religiões do mundo) foi ler a Bíblia; afastar-se da Bíblia não é a crença no Senhor, afastar-se da Bíblia é um culto maligno e heresia, e mesmo quando as pessoas leem outros livros, a base de tais livros deve ser a explicação da Bíblia. Ou seja, se você diz que acredita no Senhor precisa ler a Bíblia, deve comer e beber a Bíblia e, fora da Bíblia, não deve adorar nenhum livro que não envolva a Bíblia. Se fizer isso, você está traindo a Deus. Desde que existe a Bíblia, a crença das pessoas no Senhor tem sido a crença na Bíblia. Em vez de dizer que as pessoas acreditam no Senhor, é melhor dizer que acreditam na Bíblia; em vez de dizer que começaram a ler a Bíblia, é melhor dizer que começaram a acreditar na Bíblia; e em vez de dizer que retornaram ao Senhor, seria melhor dizer que retornaram à Bíblia. Desta forma, as pessoas adoram a Bíblia como se fosse Deus, como se fosse sua força vital, e perdê-la seria o mesmo que perder sua vida. As pessoas veem a Bíblia tão elevada quanto Deus, e há até aqueles que a veem mais elevada que Deus. Se as pessoas estão sem a obra do Espírito Santo, se não conseguem sentir Deus, podem continuar vivendo, mas, assim que perdem a Bíblia ou os famosos capítulos e dizeres da Bíblia, é como se tivessem perdido a vida. Portanto, assim que as pessoas acreditam no Senhor, começam a ler e decorar a Bíblia, e quanto mais da Bíblia conseguirem decorar, maior a prova que amam o Senhor e têm muita fé. Aqueles que leram a Bíblia e podem falar a respeito dela para outros são todos bons irmãos e irmãs. Por todos esses anos, a fé e lealdade das pessoas ao Senhor tem sido medidas com base no quanto entendem da Bíblia. A maioria das pessoas simplesmente não entende por que deve acreditar em Deus, nem como acreditar Nele, e nada fazem além de procurar cegamente por pistas para decifrar os capítulos da Bíblia. Nunca buscaram a direção da obra do Espírito Santo; nada fizeram, o tempo todo, além de desesperadamente estudar e investigar a Bíblia, e ninguém jamais encontrou mais novas obras do Espírito Santo fora da Bíblia, ninguém jamais se afastou da Bíblia, nem jamais ousou se afastar da Bíblia. As pessoas estudaram a Bíblia por todos esses anos, encontraram muitas explicações e dedicaram muito trabalho; elas também têm muitas diferenças de opinião sobre a Bíblia, que debatem sem parar, de modo que hoje existem mais de duas mil denominações diferentes. Todos querem encontrar algumas explicações especiais, ou mistérios mais profundos na Bíblia, querem explorá-la e encontrar nela o pano de fundo da obra de Jeová em Israel, ou o pano de fundo da obra de Jesus na Judéia, ou outros mistérios que ninguém mais conhece. A abordagem das pessoas à Bíblia é de obsessão e fé, e ninguém pode ter total clareza a respeito da história interna ou da substância da Bíblia. O resultado disso é que, hoje, as pessoas ainda têm uma sensação indescritível de magia quando se trata da Bíblia, sobretudo são obcecadas por ela e nela têm fé. Hoje, todos querem encontrar as profecias da obra dos últimos dias na Bíblia, querem descobrir que obra Deus faz nos últimos dias e os sinais que há a respeito dos últimos dias. Desta forma, sua adoração da Bíblia torna-se mais fervorosa, e quanto mais se aproximam os últimos dias, mais credibilidade eles dão às profecias da Bíblia, particularmente àquelas sobre os últimos dias. Com tal crença cega na Bíblia, com tal confiança na Bíblia, elas não têm desejo de buscar a obra do Espírito Santo. Nas concepções das pessoas, somente a Bíblia pode trazer a obra do Espírito Santo; somente na Bíblia elas podem encontrar os passos de Deus; somente na Bíblia estão escondidos os mistérios da obra de Deus; somente a Bíblia – não outros livros ou pessoas – pode esclarecer tudo a respeito de Deus e da totalidade de Sua obra; a Bíblia pode trazer a obra do céu para a terra; e a Bíblia pode tanto iniciar quanto pôr fim às eras. Com essas concepções, as pessoas não têm propensão para procurar pela obra do Espírito Santo. Assim, independentemente de quanta ajuda a Bíblia deu às pessoas no passado, ela se tornou um obstáculo para a mais recente obra de Deus.

de ‘Concernente à Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

A Bíblia é um livro histórico, e se você tivesse comido e bebido o Antigo Testamento durante a Era da Graça – se você tivesse posto em prática o que era necessário no tempo do Antigo Testamento durante a Era da Graça – Jesus teria rejeitado e condenado você; se você tivesse aplicado o Antigo Testamento à obra de Jesus, teria sido fariseu. Se, hoje, você juntar o Antigo e o Novo Testamentos para comer, beber e praticar, o Deus de hoje o condenará; você ficará para trás da obra do Espírito Santo de hoje! Se você come o Antigo Testamento e o Novo Testamento, está fora da corrente do Espírito Santo! Durante a época de Jesus, Ele liderou os judeus e todos os que O seguiram de acordo com a obra do Espírito Santo Nele, à época. Ele não utilizou a Bíblia como a base do que Ele fez, mas falou de acordo com Sua obra; Ele não prestou atenção ao que a Bíblia dizia, nem procurou na Bíblia um caminho para liderar Seus seguidores. Do momento em que iniciou sua obra, Ele espalhou o caminho do arrependimento – uma palavra que nunca foi mencionada nas profecias do Antigo Testamento. Não apenas Ele não agiu de acordo com a Bíblia, mas também liderou um novo caminho e fez uma nova obra. Ele nunca fez referência à Bíblia ao pregar. Durante a Era da Lei, ninguém jamais foi capaz de realizar os milagres Dele, de curar os enfermos e expulsar demônios. Sua obra, Seus ensinamentos, Sua autoridade – ninguém fez isso durante a Era da Lei. Jesus simplesmente fez Sua mais nova obra, e embora muitas pessoas O condenassem utilizando a Bíblia – e utilizaram até mesmo o Antigo Testamento para crucificá-Lo – Sua obra ultrapassou o Antigo Testamento; se assim não fosse, por que as pessoas O pregaram na cruz? Não foi porque nada havia no Antigo Testamento a respeito de Seus ensinamentos e Sua capacidade de curar os doentes e expulsar os demônios? Sua obra foi para liderar um novo caminho, não para deliberadamente escolher uma luta contra a Bíblia ou dispensar o Antigo Testamento intencionalmente. Ele simplesmente veio para realizar Seu ministério, trazer a nova obra àqueles que O desejavam e procuravam. Ele não veio para explicar o Antigo Testamento ou defender sua obra. Sua obra não buscava permitir que a Era da Lei continuasse se desenvolvendo, pois ela não levava em conta se era baseada na Bíblia; Jesus simplesmente veio para fazer a obra que Ele deveria fazer. Assim, Ele não explicou as profecias do Antigo Testamento, nem trabalhou de acordo com as palavras da Era da Lei do Antigo Testamento. Ele ignorou o que o Antigo Testamento dizia, não Se importava se estava de acordo com Sua obra, e não Se importava com o que outros sabiam sobre Sua obra, ou como eles a condenavam. Ele simplesmente continuou fazendo a obra que deveria fazer, mesmo que muitas pessoas utilizassem as previsões dos profetas do Antigo Testamento para condená-Lo. Para as pessoas, parecia que Sua obra não tinha base, e uma boa parte dela estava em desacordo com os registros do Antigo Testamento. Isso não é loucura? A doutrina precisa ser aplicada à obra de Deus? E ela deve estar de acordo com as profecias dos profetas? Afinal, o que é maior: Deus ou a Bíblia? Por que a obra de Deus deve estar de acordo com a Bíblia? Será que Deus não tem o direito de ir além da Bíblia? Deus não pode Se afastar da Bíblia e fazer outra obra? Por que Jesus e Seus discípulos não guardavam o sábado? Se guardasse o sábado e a prática de acordo com os mandamentos do Antigo Testamento, por que Jesus não guardou o sábado depois que veio, mas, em vez disso, lavou os pés, cobriu a cabeça, partiu o pão e bebeu vinho? Tudo isso não está ausente dos mandamentos do Antigo Testamento? Se Jesus honrava o Antigo Testamento, por que Ele desafiou essas doutrinas? Você deve saber qual veio primeiro, Deus ou a Bíblia! Sendo o Senhor do sábado, Ele não poderia também ser o Senhor da Bíblia?

de ‘Concernente à Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior:Por que algumas pessoas que acabaram de aceitar a obra de Deus dos últimos dias serão perturbadas por Satanás e por espíritos malignos?

Próximo:Vocês disseram que Deus veio, mas nós não ousamos acreditar nisso porque a Bíblia diz: “Se, pois, alguém vos disser: Eis aqui o Cristo! ou: Ei-lo aí! não acrediteis; porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos” (Mateus 24:23-24). Como podemos, de fato, distinguir o verdadeiro Cristo dos falsos cristos?

Coisas que talvez lhe interessem