1. A base para a encarnação de Deus na China nos últimos dias nas profecias da Bíblia e nas palavras de Deus

Versos da Bíblia para referência:

“Mas desde o nascente do sol até o poente é grande entre as nações o meu nome; … diz Jeová dos exércitos” (Malaquias 1:11).

“Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem. Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão os abutres” (Mateus 24:27-28).

Palavras de Deus relevantes:

Hoje, Deus voltou ao mundo para realizar a Sua obra. A primeira parada de Deus é a grande assembleia de governantes ditatoriais: a China, o forte bastião do ateísmo. Deus ganhou um grupo de pessoas com Sua sabedoria e Seu poder. Durante esse período, Ele tem sido caçado pelo partido governante da China de todas as formas e submetido a grande sofrimento, sem lugar onde descansar a cabeça, incapaz de encontrar refúgio. Apesar disso, Deus ainda continua a obra que pretende realizar: Ele expressa a Sua voz e difunde o evangelho. Ninguém consegue compreender a onipotência de Deus. Na China, país que O considera um inimigo, Deus nunca cessou a Sua obra. Ao contrário, mais pessoas aceitaram Sua obra e palavra, pois Deus faz tudo que pode para salvar cada um dos membros da humanidade.

Extraído de ‘Deus preside o destino de toda a humanidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Em muitos lugares, Deus profetizou que Ele ganhará um grupo de vencedores na terra de Sinim. Já que é no Oriente do mundo que os vencedores devem ser ganhos, o local em que Deus finca o pé em Sua segunda encarnação é sem dúvida a terra de Sinim, o local exato em que o grande dragão vermelho descansa enrolado. Lá, Deus ganhará os descendentes do grande dragão vermelho para que ele seja completamente derrotado e envergonhado. Deus vai despertar essas pessoas, cujo fardo de sofrimento é tão pesado, vai acordá-las até que estejam completamente sem sono e fazê-las sair do nevoeiro e rejeitar o grande dragão vermelho. Elas despertarão de seu sonho, reconhecerão o grande dragão vermelho pelo que ele realmente é, se tornarão capazes de entregar seu coração inteiro a Deus, se insurgirão contra a opressão das forças das trevas, se levantarão no Oriente do mundo e se tornarão prova da vitória de Deus. Só dessa maneira Deus ganhará glória. Por essa razão unicamente, Deus trouxe a obra que chegou ao fim em Israel para a terra onde o grande dragão vermelho descansa enrolado e, quase dois mil anos depois de partir, encarnou novamente para continuar a obra da Era da Graça. Ao olho nu do homem, Deus está inaugurando uma nova obra na carne. Mas do ponto de vista de Deus, Ele está continuando a obra da Era da Graça, mas só depois de um interregno de alguns milhares de anos, e somente com uma alteração no local e no programa de Sua obra.

Extraído de ‘Obra e entrada (6)’ em “A Palavra manifesta em carne”

As profecias dizem que o nome de Jeová seria magnificado em meio às nações gentias e que ele seria propagado às nações gentias. Por que isso foi profetizado? Se Deus fosse somente Deus dos israelitas, Ele só operaria em Israel. Além disso, Ele não propagaria esta obra e não faria tal profecia. Uma vez que, de fato, fez esta profecia, Ele certamente estenderá Sua obra às nações gentias, a toda nação e a todas as terras. Já que declarou isso, Ele deve cumprir; este é o Seu plano, pois Ele é o Senhor que criou os céus, a terra e todas as coisas, e o Deus de toda a criação. Independentemente de Ele operar em meio aos israelitas ou por toda a Judeia, a obra que Ele faz é a obra de todo o universo e de toda a humanidade. A obra que Ele faz hoje na nação do grande dragão vermelho — numa nação gentia — ainda é a obra de toda a humanidade. Israel pôde ser a base de Sua obra na terra; semelhantemente, a China também pode ser a base de Sua obra em meio às nações gentias. Ele não cumpriu agora a profecia de que “o nome de Jeová será magnificado em meio às nações gentias”? O primeiro passo de Sua obra em meio às nações gentias é esta obra, a obra que Ele faz na nação do grande dragão vermelho.

Extraído de ‘Deus é o Senhor de toda a criação’ em “A Palavra manifesta em carne”

Somente quando Eu entrar no novo céu e na nova terra Eu tomarei a outra parte da Minha glória e a revelarei primeiro na terra de Canaã, fazendo com que um raio de luz resplandeça por toda a terra, afundada no breu das trevas da noite, para permitir que a terra inteira venha para a luz. Que os homens de toda a terra venham extrair forças do poder da luz, permitindo que Minha glória cresça e apareça de novo para todas as nações. Que toda a humanidade perceba que Eu há muito tempo vim para o mundo humano e há muito tempo trouxe Minha glória de Israel para o Oriente; porque a Minha glória resplandece desde o Oriente, de onde foi trazida desde a Era da Graça até o dia de hoje. Mas foi de Israel que parti e foi de lá que cheguei ao Oriente. Somente quando a luz do Oriente gradualmente se tornar branca é que as trevas do outro lado da terra começarão a se voltar para a luz, e só então o homem descobrirá que há muito tempo Eu saí de Israel e estou ressurgindo de novo no Oriente. Tendo uma vez descido a Israel e depois partido de lá, não posso mais nascer de novo em Israel porque a Minha obra conduz todo o universo e, sobretudo, os raios brilham diretamente do Oriente para o Ocidente. Por essa razão, desci no Oriente e trouxe Canaã para o povo do Oriente. Desejo trazer pessoas de todo o mundo para a terra de Canaã, e assim continuo a proferir declarações na terra de Canaã para controlar todo o universo. Neste momento, não há luz em toda a terra além de Canaã, e todos os homens estão ameaçados pela fome e pelo frio. Dei a Minha glória a Israel e então a retirei; depois levei os israelitas para o Oriente e toda a humanidade para o Oriente. Trouxe-os todos para a luz para que possam se reunir a ela e estar associados a ela, e não mais precisar procurá-la. Farei com que todos os que estão buscando vejam a luz novamente e vejam a glória que tive em Israel; deixarei que vejam que há muito tempo desci sobre uma nuvem branca em meio à humanidade; deixarei que vejam as inúmeras nuvens brancas e os frutos em seus abundantes cachos e, sobretudo, que vejam Deus Jeová de Israel. Eu os deixarei contemplar o Mestre dos Judeus, o tão esperado Messias e a Minha plena aparição que fui perseguido pelos reis ao longo das eras. Trabalharei por todo o universo e realizarei uma grande obra, revelando toda a Minha glória e todas os Meus feitos ao homem nos últimos dias. Mostrarei Meu glorioso semblante em sua plenitude àqueles que esperaram muitos anos por Mim, àqueles que desejaram que Eu viesse numa nuvem branca, a Israel que desejou que Eu aparecesse uma vez mais, e a toda a humanidade que Me persegue, para que todos saibam que há muito tempo retirei a Minha glória e a trouxe para o Oriente, de modo que ela não está mais na Judeia. Pois os últimos dias já chegaram!

Estou fazendo a Minha obra por todo o universo e, no Oriente, trovões estrondosos soam incessantemente, sacudindo todas as nações e denominações. É a Minha voz que trouxe todos os homens para o presente. Farei com que todos os homens sejam conquistados pela Minha voz, caiam nessa corrente, e submetam-se diante de Mim, pois há muito tempo recuperei a Minha glória de toda a terra e a emanei novamente no Oriente. Quem não deseja ver a Minha glória? Quem não espera ansiosamente pelo Meu retorno? Quem não tem sede do Meu reaparecimento? Quem não tem saudades da Minha beleza? Quem não viria para a luz? Quem não veria a riqueza de Canaã? Quem não anseia pelo retorno do Redentor? Quem não adora o Grande Todo-Poderoso? A Minha voz se espalhará pela terra; desejo, diante do Meu povo escolhido, falar mais palavras para eles. Como os poderosos trovões que abalam montanhas e rios, Eu falo Minhas palavras para todo o universo e para a humanidade. Portanto, as palavras na Minha boca se tornaram o tesouro do homem, e todos os homens apreciam as Minhas palavras. O raio ilumina do Oriente até o Ocidente. Minhas palavras são tais que o homem reluta em abrir mão delas e, ao mesmo tempo, as considera insondáveis, mas se regozija com elas ainda mais. Todos os homens estão contentes e alegres, celebrando a Minha vinda como um bebê que acaba de nascer. Por intermédio da Minha voz, trarei todos os homens diante de Mim. Daí em diante, Eu entrarei formalmente na raça dos homens para que venham Me adorar. Com a glória que Eu irradio e com as palavras da Minha boca, farei com que todos os homens venham diante de Mim e vejam que o relâmpago ilumina desde o Oriente e que desci também no Monte das Oliveiras, no Oriente. Eles verão que já há muito tempo estou na terra, não mais como o Filho dos judeus, mas como o Relâmpago do Oriente. Pois há muito que ressuscitei e saí do meio da humanidade, e reapareci com glória entre os homens. Eu sou Aquele que foi adorado por incontáveis eras antes de agora, e também sou o bebê abandonado pelos israelitas, incontáveis eras antes de agora. Além disso, Eu sou o todo-glorioso Deus Todo-Poderoso da era presente! Que todos cheguem diante do Meu trono e vejam Meu semblante glorioso, ouçam a Minha voz e contemplem as Minhas obras. Essa é a totalidade da Minha vontade; é o fim e o clímax do Meu plano, assim como o propósito do Meu gerenciamento. Que toda nação Me adore, que toda língua Me reconheça, que todo homem tenha fé em Mim, que todos os povos se sujeitem a Mim!

Extraído de ‘O ressoar dos sete trovões: profetizando que o evangelho do reino se expandirá por todo o universo’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 2. O que realmente significa ser arrebatado, e como alguém pode ser levantado para diante do trono de Deus

Próximo: 2. O objetivo e o significado da encarnação de Deus na China para fazer obra nos últimos dias

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

2. A relação entre cada estágio da obra de Deus e Seu nome

Também já fui chamado de Messias, e as pessoas uma vez Me chamaram de Jesus, o Salvador, porque elas Me amavam e respeitavam. Mas hoje não sou o Jeová ou o Jesus que as pessoas conheceram nos tempos passados; sou o Deus que voltou nos últimos dias, o Deus que irá colocar fim a esta era. Sou o Próprio Deus que Se ergue nos confins da terra, repleto de todo o Meu caráter e pleno de autoridade, honra e glória.

2. O objetivo e o significado da encarnação de Deus na China para fazer obra nos últimos dias

É nas pessoas da China que a corrupção, a impureza, a injustiça, a oposição e a rebeldia se manifestam mais completamente e se revelam em todas as suas variadas formas. Por um lado, elas são de baixo calibre e, por outro, suas vidas e mentalidades são atrasadas, e seus hábitos, ambiente social, família de nascimento — todos são ruins e os mais atrasados. Seu status também é baixo. A obra é simbólica neste lugar, e após esta obra de teste ter sido realizada em sua totalidade, Sua obra subsequente será muito melhor. Se este estágio da obra puder ser concluído, então a obra subsequente, nem é preciso dizer. Uma vez que esta etapa da obra tiver sido realizada, muito sucesso terá sido alcançado com plenitude, e a obra de conquista terá chegado a um fim completo em todo o universo. De fato, assim que a obra entre vocês tiver sido bem-sucedida, isso será equivalente a um sucesso em todo o universo. Essa é a importância do porquê faço vocês servirem de modelos e exemplos.

5. Por que se diz que a humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado

O Deus encarnado é chamado de Cristo e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus. Seja Sua humanidade ou divindade, ambas se submetem à vontade do Pai celestial. A substância de Cristo é o Espírito, isto é, a divindade. Portanto, Sua substância é a do Próprio Deus, essa substância não interromperá Sua própria obra e Ele não poderia fazer qualquer coisa que destrua Sua própria obra, nem jamais pronunciaria palavras que fossem contra Sua própria vontade.

2. Como a obra de julgamento de Deus nos últimos dias purifica e salva a humanidade

O “julgamento” nas palavras ditas anteriormente — o julgamento começará na casa de Deus — refere-se ao juízo que Deus emite hoje sobre aqueles que se põem diante de Seu trono nos últimos dias. Talvez haja aqueles que acreditem em tais imaginações sobrenaturais como as que, quando os últimos dias chegarem, Deus irá erigir uma grande mesa nos céus, sobre a qual uma tolha branca será estendida e então, sentando-Se sobre um grande trono com todos os homens ajoelhando-se no chão, Ele irá revelar os pecados de cada homem e assim determinar se eles devem ascender ao céu ou ser enviados para o lago de fogo e enxofre. Independentemente das imaginações do homem, a substância da obra de Deus não pode ser alterada. As imaginações do homem nada são senão os constructos dos pensamentos humanos e vêm do cérebro do homem, resumido e recomposto daquilo que o homem viu e ouviu. Portanto, digo que, não importa o quanto forem geniais, as imagens idealizadas ainda não serão mais que um desenho e não podem substituir o plano da obra de Deus. Afinal, o homem foi corrompido por Satanás, então como pode sondar os pensamentos de Deus?

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro