Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Coleção de sermões: provisão para a vida

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

22. As cem verdades que têm de ser praticadas para trazermos as palavras de Deus à vida real

Trazer Deus à vida real é ser capaz de praticar e experimentar Suas palavras na vida real, a fim de obter a compreensão da verdade e entrar na realidade delas. Se não pudermos praticar e experimentar as palavras de Deus na vida real, jamais poderemos entrar na realidade da verdade. Todas as palavras de Deus são a verdade; todas são expressas por Ele de acordo com os fatos reais da corrupção da humanidade por Satanás e as necessidades da humanidade corrupta. Se durante a vida real pudermos orar a Deus e ter uma ligação verdadeira com Ele, obter esclarecimento e iluminação do Espírito Santo e compreender as palavras de Deus e saber que Cristo é a verdade, o caminho e a vida, então poderemos ver que Suas palavras, que deveriam ser praticadas na vida real, são muitas. Podemos saber que praticar a verdade na vida real é muito significativo; todas as palavras de Deus são a realidade de vida que o homem deveria praticar e entrar na vida real. As palavras de Deus devem se tornar a realidade das vidas das pessoas e o fundamento de sua sobrevivência; esse é o valor verdadeiro e o significado da vida. Portanto, trazer as palavras de Deus à vida real e entrar na realidade de Suas palavras é exatamente a Sua vontade, e esse é também o resultado que deve ser obtido por Sua obra dos últimos dias.

Agora eu escolho somente dez aspectos das verdades dentre centenas delas, que o eleito de Deus tem de colocar em prática na vida real para servir de base para entrar na realidade de Suas palavras, conforme segue:

1 As dez verdades que têm de ser colocadas em prática para obedecermos à obra de Deus

1) Temos de aceitar as palavras de juízo e castigo de Deus, as quais revelam a verdade da corrupção da humanidade e a substância da sua natureza.

2) Temos de praticar a introspecção em relação a todas as palavras divinas de juízo e castigo, e temos de vir a nos conhecer verdadeiramente.

3) Temos de conhecer, em todas as palavras de Deus, o fato real e a condição verdadeira da nossa própria corrupção por Satanás, bem como nossas verdadeiras deficiências.

4) Temos de aceitar todas as verdades expressas por Deus como a realidade das nossas próprias vidas e o fundamento da sobrevivência.

5) Temos de obedecer totalmente à autoridade de Cristo e todas as Suas palavras.

6) Temos de aceitar e obedecer à liderança e ao pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo, e em estrita conformidade com os arranjos de trabalho do alto, cumprir nosso dever e servir a Deus.

7) Contanto que os líderes e trabalhadores de todos os níveis cumpram seus deveres e resolvam os problemas conforme as palavras de Deus e os arranjos de trabalho do alto, o eleito de Deus deve aceitar e obedecer.

8) Devemos aceitar e ser obedientes a todas as provações e aos refinamentos de Deus, à Sua poda e ao Seu tratamento.

9) Não importa quem comunique, contanto que esteja conforme a verdade das palavras de Deus, o Seu eleito deve aceitar e obedecer.

10) Ao obedecermos a todas as orquestrações e aos arranjos de Deus, independentemente de estarmos mortos ou vivos, devemos obedecer à Sua obra, e não devemos reclamar de jeito nenhum a Ele.

2 As dez verdades que têm de ser colocadas em prática para obedecermos à obra do Espírito Santo

1) Para cada verdade nas palavras de Deus, devemos buscar a obediência ao esclarecimento e à iluminação do Espírito Santo, a fim de obter uma compreensão verdadeira e a entrada na realidade.

2) Se ao colocar a verdade em prática houver um sentido de consciência, confirmando qual forma é a mais realista e a mais frutífera, então esse é o modo que se deve praticar e entrar.

3) Todos os arranjos de trabalho, sermões e comunhão do alto têm o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo; somente a obediência a eles se conforma à vontade de Deus.

4) Não importa se entendemos os arranjos de trabalho, os sermões e a comunhão do alto, pois nós devemos aceitá-los e obedecer a eles e, na prática, ganharemos o entendimento e a entrada.

5) O esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo nos sermões e na comunhão de líderes e obreiros em todos os níveis têm de ser aceitos e obedecidos.

6) Tudo o que provém do esclarecimento e da iluminação do Espírito Santo, quer seja julgamento e castigo ou disciplina e orientação, tem de ser aceito e obedecido.

7) Todo o conhecimento genuíno da verdade das palavras de Deus, proveniente de uma pessoa que busca legitimamente a verdade, tem de ser aceito e obedecido.

8) Temos de apoiar e cooperar com aqueles líderes e obreiros que têm a obra do Espírito Santo; tudo o que os líderes e obreiros dizem e fazem e que corresponde à verdade, também tem de ser aceito e obedecido.

9) Temos de aceitar a observação de Deus em todas as coisas. Caso tenhamos transgressões, temos de vir diante Dele ainda mais, e refletir sobre elas, como também arrependermo-nos de verdade.

10) Se tais transgressões forem descobertas em relação a irmãos e irmãs e houver o conhecimento da verdade da palavra de Deus advindo do esclarecimento e da iluminação do Espírito Santo, então esse conhecimento terá de ser aceito e obedecido.

3 As dez verdades que têm de ser praticadas para orarmos a Deus e adorá-Lo

1) Nas palavras de Deus e na comunicação com Ele, a oração que Lhe é feita tem de buscar entender a verdade, já que somente assim podemos obter o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo.

2) Ao orar, temos de derramar o coração a Deus e confessar as verdadeiras intenções, os objetivos e o estado corrupto, e não proferir meras doutrinas e palavras vazias.

3) Caso tenhamos transgressões, temos de admiti-las a Deus em oração, também conhecer a substância delas e obter o arrependimento verdadeiro.

4) A súplica a Deus deve se conformar à Sua vontade. Devemos orar a fim de satisfazer as exigências de Deus, e temos de orar de acordo com a nossa situação real e com as deficiências reais.

5) Na oração, temos de treinar abrir nossos corações a Deus e buscar a verdade em Suas palavras, a fim de ter progresso verdadeiro ao demonstrar consideração por Sua vontade.

6) Na oração, temos de louvar a Deus por Sua graça e encorajamento. Devemos louvar e adorar ainda mais a Deus, especialmente em relação à entrada da verdade e ao crescimento na vida.

7) Quando encontrarmos juízo e castigo, devemos ver ainda mais o amor e a salvação de Deus, e em nossos corações devemos louvá-Lo e adorá-Lo ainda mais.

8) A oração deve ser feita com a consciência e proferida de acordo com a realidade; não devemos falar de maneira falaciosa nem falsamente para enganar a Deus. Não importa o quanto seja enganador, o homem não pode enganar a Deus.

9) Nas orações a Deus, temos de ter o autoconhecimento. As orações devem se basear no alicerce das Suas palavras, e não devemos orar por coisas que não tenham ligação com a verdade da Sua palavra.

10) Na oração a Deus, temos de ter verdadeira obediência a Ele e adorá-Lo. Temos de nos prostrar em adoração à onipotência e sabedoria de Deus; temos de nos prostrar em adoração ao Seu caráter justo e temos de nos prostrar ainda mais em adoração ao Seu domínio sobre todas as coisas. Se pudermos entender a verdade e tivermos conhecimento de Deus, então teremos de ser ainda mais gratos a Ele e adorá-Lo.

4 As dez verdades que têm de ser colocadas em prática para sermos uma pessoa honesta

1) Para sermos uma pessoa honesta, temos de abrir os corações a Deus e não conspirar ao nosso favor, e temos de ser capazes de verdadeiramente despender e dedicar tudo para realizar a Sua vontade.

2) Uma pessoa honesta tem de ser franca e sincera com Deus, não esconder nada Dele e Lhe falar com sinceridade e com o coração.

3) Todos aqueles que fazem votos e juramentos a Deus têm de cumpri-los, caso contrário estarão enganando-O e traindo-O.

4) Tudo o que é feito para satisfazer a Deus não deve, de modo algum, ser superficial nem pode enganá-Lo, caso contrário, isso é desdenhar de Deus e trai-Lo.

5) Não devemos mentir para os nossos irmãos e irmãs nem enganá-los; temos de falar com verdade e confiança; temos de falar com sabedoria a todo o tipo de pessoa malvada que não ama nem um pouquinho a verdade.

6) Nosso discurso tem de ser completamente correto e em conformidade com os fatos. Se for assim, diga que é assim. Se não for assim, diga que não é assim. Não devemos, de modo algum, ser ambíguos, mentir nem enganar.

7) Não devemos suspeitar de pessoas que praticam a verdade e não devemos medir o coração de um cavalheiro com a nossa medida mesquinha. Devemos olhar para as coisas com base no fato de as pessoas praticarem a verdade ou não.

8) Devemos entender claramente o que amar e o que odiar. Ame tudo o que Deus ama, odeie tudo o que Ele odeia, fique ao lado Dele e seja um só coração e mente com Ele, não se sujeite à restrição e ao controle do homem.

9) Devemos distinguir claramente a intenção e os ardis das pessoas malvadas e dos anticristos, e devemos entender a substância diabólica das suas naturezas e expô-la, denunciá-la e abandoná-la.

10) Para cumprir nossos deveres, devemos defender os interesses da família de Deus, ser leal a Ele, não conspirar por ganho pessoal, não aceitar a restrição de nenhuma pessoa nem coisa e ter como princípio satisfazer a Deus.

5 As dez verdades que têm de ser praticadas para cumprirmos o dever

1) Ao cumprirmos nosso dever, devemos pesar o certo e o errado, se é bom o bastante ou não, de acordo com as exigências das palavras de Deus e dos arranjos de trabalho do alto.

2) Ao cumprirmos nosso dever, devemos praticar a verdade, tomar a defesa da obra de Deus como um princípio e, independentemente de uma ação beneficiar a obra da família de Deus ou não, é assim que devemos agir.

3) Cumprir o dever é responsabilidade e obrigação do eleito de Deus; certamente não é feito por um indivíduo qualquer e, por isso, precisamos ser leais a Deus e obedecer a Ele.

4) Ao cumprirmos nosso dever, não devemos ser restringidos por qualquer tipo de pessoa nem coisa, e muito menos ser influenciados e controlados por quaisquer líderes, nem pelos obreiros. Devemos aceitar a observação de Deus.

5) Ao cumprirmos nosso dever, caso tenhamos transgressões e corrupção a revelar, devemos nos engajar na introspecção e vir a nos conhecer diante de Deus; devemos orar a Ele com um coração aberto para solucionar a nossa corrupção.

6) Ao cumprirmos nosso dever, não devemos ser restringidos por nossas transgressões passadas nem por estados negativos. Se não pudermos cumprir nosso dever, então não seremos dignos do homem.

7) Ao cumprirmos nosso dever, devemos aceitar a poda e o tratamento; ao enfrentarmos a poda e o tratamento, devemos orar e buscar a verdade. Somente quando obedecemos à verdade é que entramos na vida.

8) Ao cumprimos nosso dever, devemos ter todo o cuidado com a vontade de Deus, devemos abandonar a carne, e devemos praticar a verdade a fim de fazer com que entremos na realidade da verdade.

9) Ao cumprirmos nosso dever, devemos aprender a trabalhar juntos, praticar a aceitação da verdade, a obediência à verdade e ser capazes de tratar as pessoas corretamente; somente dessa maneira é que poderemos produzir uma cooperação harmoniosa.

10) Ao cumprirmos nosso dever, temos de defender a obra de Deus e ser leais a Ele e cumprir bem nosso dever em meio a todos os tipos de provações; somente assim é que seremos uma pessoa com verdade e humanidade.

6 As dez verdades que têm de ser praticadas para vivermos a humanidade normal

1) Devemos obedecer à obra de Deus e cumprir nosso dever corretamente enquanto criações, e somente assim seremos pessoas com consciência e razão.

2) O povo escolhido de Deus deve ter vontade de temê-Lo e de se afastar do mal, amar a verdade e ansiar pela luz, bem como se dedicar verdadeiramente a se despender por Deus.

3) Ao desfrutarmos a graça, da salvação e do amor de Deus, devemos ainda mais cumprir todos os nossos deveres para retribuir Seu amor.

4) Nós, seres humanos corruptos, devemos aceitar e obedecer ao juízo e ao castigo de Deus, aceitar a poda e o tratamento, as provações e o refinamento e deixar a vontade Dele ser feita.

5) Ao crermos em Deus, devemos ser atenciosos com a Sua vontade e manter a Sua obra, obedecer aos Seus arranjos e não tramar e lutar por nós mesmos.

6) Devemos ter amor, tolerância e paciência para com os irmãos e as irmãs e ser capazes de perdoar aos outros e viver em harmonia com as pessoas.

7) Devemos ter relacionamentos normais com as pessoas, amar uns aos outros, não enganar as pessoas, não dever nada a ninguém, assim como ser capazes de tratá-las de maneira justa.

8) Devemos ser gratos pela graça de Deus, eliminar os desejos extravagantes e não nos importarmos de ser ricos ou pobres. Devemos aceitar tudo o que vem de Deus e focar viver uma vida significativa.

9) Devemos buscar somente a verdade e contar com as palavras de Deus para nos conduzir, e não devemos viver na mediocridade, decair nem seguir as tendências do mundo, mas devemos viver na luz.

10) Devemos buscar firmemente a verdade, e ao cumprir o nosso dever ou fazer as coisas, estar em conformidade com os princípios, não as regras, e buscar nos tornarmos pessoas com verdade e humanidade.

7 As dez verdades que têm de ser praticadas para nos rebelarmos contra Satanás (o grande dragão vermelho) e abandonarmos a carne

1) Temos de abandonar as filosofias de vida e os princípios de existência de Satanás, bem como suas perspectivas sobre o mundo e sobre a vida.

2) Temos de nos rebelarmos contra as preferências emocionais, os desejos extravagantes e as intenções que provêm da carne corrupta.

3) Temos de nos rebelarmos contra a influência obscura do grande dragão vermelho e de todos os seus venenos.

4) Temos de nos rebelarmos contra todas as tradições ancestrais, as éticas morais e os costumes da humanidade corrupta que violam as palavras de Deus.

5) Temos de nos rebelarmos contra as forças malignas de todos aqueles líderes falsos, anticristos e pessoas malvadas que agem como cúmplices de Satanás.

6) Temos de fazer a denúncia, exposição, rejeição e maldição de todos os tipos de pessoas malignas e de demônios que resistem a Deus.

7) Temos de praticar distinguir, criticar e desmascarar todos os tipos de falácias heréticas provenientes de Satanás, de modo a não sermos controlados nem enganados por eles.

8) Temos de distinguir e rejeitar completamente todas as noções religiosas, ideias teológicas e rituais religiosos que violam as palavras de Deus.

9) Devemos buscar a verdade para tocar a vontade de Deus em todas as coisas, de modo que possamos nos libertar verdadeiramente do controle da influência de Satanás e nos voltarmos verdadeiramente para Deus, a fim de viver diante Dele.

10) Devemos praticar amar tudo o que Deus ama, e odiar tudo o que Ele odeia e, em tudo, praticar a verdade e viver com base nas Suas palavras, tornando-nos pessoas que sejam verdadeiramente obedientes a Ele e que sejam Seus adoradores.

8 As dez verdades que têm de ser praticadas para tratarmos corretamente todos os níveis de líderes e obreiros

1) Não podemos nos basear em nossa imaginação para impor uma exigência tão alta a todos os níveis de líderes e obreiros; contanto que tenham a obra do Espírito Santo, a verdade e a realidade, temos de obedecer a eles.

2) Contanto que os líderes e obreiros cumpram seus deveres de acordo com os arranjos de trabalho e não oprimam o povo escolhido de Deus, devemos apoiá-los e cooperar com eles.

3) Contanto que os líderes e obreiros cumpram seus deveres normalmente e mantenham a obra de Deus, devemos ajudá-los e apoiá-los.

4) Contanto que tudo o que os líderes e obreiros fizerem esteja em conformidade com a verdade, personifique seu amor pelo povo escolhido de Deus e beneficie nossos deveres, então devemos obedecer.

5) Se for descoberto que os líderes e obreiros violaram temporariamente a verdade, ou se sua corrupção foi revelada, não devemos condená-los, mas comunicar a verdade para solucionar o problema.

6) Não devemos nos apegar às transgressões momentâneas dos líderes e obreiros e fazer um grande estardalhaço, causar o mal premeditadamente e decidir que são culpados; devemos tratar as pessoas com justiça.

7) Se a experiência dos líderes e obreiros for superficial e seu trabalho ineficaz, ainda assim sua humanidade será boa e serão capazes de buscar a verdade, portanto, devemos ajudá-los e apoiá-los com um coração afável.

8) Se as transgressões ou corrupções momentâneas dos líderes e obreiros forem reveladas, porém, a estrada que estiverem trilhando for correta e sua humanidade for boa, então eles deverão ser tratados corretamente.

9) Quanto àqueles falsos líderes e falsos obreiros com uma humanidade venenosa, que nunca praticam a verdade, não se deve permitir que escapem; eles devem ser expostos, denunciados e rejeitados.

10) Quanto àqueles falsos líderes e anticristos que não possuem absolutamente nada da obra do Espírito Santo, mas podem, sim, oprimir as pessoas e cometer diversos atos de maldade, eles devem ser completamente expostos e banidos.

9 As dez verdades que têm de ser praticadas para testemunharmos de Deus, exaltá-Lo e servi-Lo

1) Devemos aceitar o que Deus confia a nós, fazer apenas o trabalho substancial que O serve e focar o uso da verdade para solucionar problemas; somente então O exaltaremos verdadeiramente e testemunharemos Dele.

2) Devemos cumprir nossos deveres estritamente de acordo com os princípios das palavras de Deus e os arranjos de trabalho, concluir bem o próprio trabalho e jamais nos intrometer em assuntos alheios.

3) Não importa a hora nem o lugar, todos nós devemos permanecer fieis às palavras de Deus e à Sua comissão, e não sermos restringidos por qualquer pessoa, questão nem coisa.

4) Tudo deve servir aos interesses da casa de Deus; não mantenha status individual, não dependa de status para fazer a obra e dependa de comunicar a verdade para solucionar problemas.

5) Devemos orar a Deus e buscar a verdade naquilo que não entendemos e não tirar conclusões precipitadamente; devemos guardar a nossa língua e pensar cuidadosamente nas coisas antes de agir.

6) Para servir a Deus, devemos ser um coração com Ele; devemos manter Sua obra em qualquer ambiente e mantermo-nos nos deveres e responsabilidades das criações.

7) Devemos buscar um coração que ame a Deus, demonstrar, do fundo do nosso coração, consideração por Sua vontade, nos preocupar com Suas preocupações, pensar em Seus pensamentos e, carregar um fardo pesado por Ele.

8) Se nos esforçarmos para sermos confidentes de Deus, poderemos considerar como glorioso o despendermo-nos por Ele; é melhor sermos o menor na casa de Deus e obedecermos a todos os Seus arranjos.

9) Devemos permanecer fiéis ao princípio de servir a Deus e praticar ações usando a verdade das Suas palavras como base; contanto que tenhamos a certeza de que elas condigam com a verdade, deveremos tomá-las sem sermos controlados por qualquer pessoa, coisa nem objeto.

10) Devemos ser capazes de amar tudo o que Deus ama, odiar tudo o que Ele odeia, ser firmemente um coração e uma mente com Ele, ser fiel à Sua comissão e Lhe ser absolutamente leal.

10 As dez verdades que têm de ser praticadas para passarmos por provações e para testificarmos

1) Devemos crer que Deus é o Mestre de todas as questões e de todas as coisas, que todas as pessoas, coisas e objetos que vêm a nós são permitidos diante do trono de Deus e que tudo deve ser recebido de Deus.

2) Não importa que tipo de provações e refinamentos seja enfrentado, podemos tocar a vontade de Deus e apreciar a intenção de obedecer a Ele, e não devemos cair fora e escapar conforme a vontade humana.

3) Ao enfrentarmos provações e refinamentos, devemos aumentar ainda mais a nossa oração e comunhão com Deus, devemos crer firmemente e depender das palavras Dele para testificar.

4) Ao enfrentarmos todos os tipos de provações, não importa o quanto sejam dolorosas, não devemos reclamar de modo algum e muito menos fazer juízo desatento; é melhor amaldiçoar a nós mesmos do que ofender a Deus.

5) Quanto mais estivermos em meio a refinamentos dolorosos, mais teremos de aprender as lições; a partir delas devemos conhecer o caráter justo de Deus e sermos capazes de louvá-Lo e adorá-Lo.

6) Devemos ter fé verdadeira em Deus, e não importa quantas dificuldades ou perigos enfrentemos, devemos nos manter leais a Ele e nos submetermos aos Seus arranjos.

7) Em meio às provações e ao refinamento, devemos decidir abrir mão de nós mesmos; é melhor sofrer perda pessoal para guardar o testemunho de Deus, a fim de que Ele possa ser glorificado.

8) Quando as provações e refinamentos chegarem, teremos de buscar ainda mais a verdade, ter como princípio satisfazer a Deus e abandonar a carne, não importa o quanto isso possa ser doloroso, bem como testificar.

9) Em meio à guerra entre o que é certo e o que é mal, temos de nos posicionar ao lado da verdade, nos posicionar ao lado do povo escolhido de Deus; devemos ser um coração e uma mente com Ele e cumprir bem o nosso dever para envergonhar Satanás.

10) Devemos crer que Deus é o Mestre de todas as coisas e crer na justiça Dele. Em meio às provações, devemos buscar tocar a vontade de Deus, ser obediente até a morte e produzir testemunho retumbante para Deus.

Na vida real, além das cem verdades que devem ser praticadas, também devemos praticar distinguir muitas perguntas-chave com relação à verdade e ao caminho de vida, bem como buscar a verdade. Somente dessa maneira é que podemos garantir que em todas as matérias estejamos nos conformando à vontade de Deus, realmente separados da influência obscura de Satanás, nos voltando verdadeiramente para Deus e vivendo completamente diante Dele.

Para obter a salvação e sermos aperfeiçoados pela fé em Deus, devemos buscar a verdade e entrar na realidade em todas as coisas. Somente aquelas pessoas que são verdadeiramente capazes de praticar a verdade podem entrar na vida, e o Espírito Santo trabalha somente naqueles que buscam a verdade e a praticam. Assim, todos aqueles que praticam a verdade raramente deixarão de ser salvos ou aperfeiçoados. Alcançar a prática da verdade não é uma questão simples. Entender a doutrina é muito simples, porém, certamente não o é entender a verdade e conhecer a Deus. Devemos ter o verdadeiro conhecimento de Deus e ser capazes de entender e diferenciar as questões-chave referentes à verdade e ao caminho de vida. Dessa maneira, confirmamos que as palavras de Deus são a verdade, o caminho e a vida. Essa é a realidade das coisas positivas; somente isso é compreender legitimamente a verdade e conhecer as palavras de Deus. As pessoas que compreendem de fato a verdade podem entender naturalmente a substância de cada tipo de problema, compreender a vontade de Deus, saber como agir de acordo com a verdade e viver na luz, e ainda mais, saber como praticar a verdade e executar a vontade de Deus.

As pessoas que buscam a verdade devem ver claramente e obter uma compreensão completa dos quarenta pontos a seguir, que estão intimamente relacionados à verdade e ao caminho de vida.

1. Devem ser capazes de ver claramente a raiz e a substância das tendências do mundo e sua escuridão, vir a desprezar o mundo, buscar a verdade e voltar-se para a luz.

2. Elas têm de ser capazes de ver claramente o verdadeiro estado da humanidade corrupta e a substância de sua natureza, têm de ser capazes de abandonar verdadeiramente a carne e libertar-se da influência de Satanás.

3. Têm de ser capazes de ver claramente a natureza diabólica do grande dragão vermelho e a substância reacionária de sua influência sobre o poder, e de verdadeiramente desprezá-lo e abandoná-lo.

4. Têm de ser capazes de distinguir se há alguma diferença entre a influência da humanidade corrupta sobre o poder e a influência do grande dragão vermelho e de Satanás sobre o poder, e de ver claramente a quem pertence, afinal de contas, a humanidade corrupta.

5. Têm de ser capazes de discernir as várias filosofias e princípios de Satanás, os venenos do grande dragão vermelho e de ver claramente a substância reacionária maligna do grande dragão vermelho.

6. Têm de ser capazes de distinguir a substância de todas as ciências sociais, conhecimento e teorias do mundo, e de ver claramente o que Satanás está usando para corromper a humanidade.

7. Têm de ser capazes de distinguir as opiniões de todos os tipos de pessoas bacanas e famosas que pertencem a Satanás, e de ver claramente a raiz da escuridão e malignidade do mundo.

8. Têm de ser capazes de ver claramente a causa e o efeito de vários desastres que lhes ocorrem, ser capaz de ver claramente as consequências de resistir a Deus e obter conhecimento de Seu caráter justo.

9. Têm de ser capazes de entender completamente que os últimos dias do mundo e o fim de todas as coisas são o resultado da corrupção de Satanás, e que ser um inimigo de Deus somente pode levar à própria destruição.

10. Têm de ser capazes de distinguir todos os tipos de heresias e falácias, e por meio delas, ver claramente a substância maligna e absurda de Satanás e permitir entender a verdade e entrar na realidade.

11. Têm de ser capazes de distinguir todos os tipos de concepções religiosas e não depender de noções nem de ritos religiosos para crer em Deus; é mais essencial prestar atenção para obedecer à obra de Deus.

12. Têm de ser capazes de distinguir as concepções e as imaginações de todos os tipos de homem, não depender de concepções e imaginações para olhar para as coisas e tomar a verdade como o padrão de medida de todas as pessoas e coisas.

13. Têm de ser capazes de ver claramente a substância demoníaca da natureza de todos os falsos Cristos, anticristos e aqueles que enganam as pessoas, e chegarem a ser capazes de distingui-los, expô-los, rejeitá-los e amaldiçoá-los.

14. Têm de ser capazes de ver claramente a substância satânica de todos os tipos de espíritos malignos que enganam, corrompem e devoram as pessoas; ser capazes de odiar e amaldiçoar verdadeiramente a Satanás e os espíritos malignos.

15. Têm de ser capazes de distinguir falsos líderes e falsos obreiros e tratá-los conforme sua humanidade, boa ou ruim, e ser capazes de abandonar os típicos falsos líderes e falsos obreiros.

16. Têm de ser capazes de ver claramente os demônios, Satanás, que seguem o caminho dos anticristos e constroem um reino independente; ser capazes de entender a evidência, expô-los, bani-los e romper com eles completamente.

17. Eles têm de ser capazes de ver com clareza e certeza aquelas pessoas que têm a obra do Espírito Santo, que aceitam e obedecem à sua liderança, rega e suprimento.

18. Têm de ser capazes de distinguir todas as coisas positivas provenientes de Deus e as coisas negativas oriundas de Satanás, de modo que possam romper completamente com a sua influência.

19. Têm de ser capazes de distinguir a diferença básica entre as pessoas honestas e as enganadoras, ver claramente se possuem humanidade ou não e se podem ser salvas ou não.

20. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente aqueles que podem ser resgatados e aqueles que não podem, e saber como tratar cada tipo de pessoa de modo diferente.

21. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre aqueles que creem em Deus sinceramente e os incrédulos, a fim de diferenciar os irmãos e as irmãs falsos dos verdadeiros.

22. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre servir verdadeiramente a Deus e resistir a Ele, a fim de discernir os líderes e obreiros verdadeiros dos falsos.

23. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre entender a verdade e simplesmente proferir palavras vazias, a fim de evitar serem enganadas.

24. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças entre agir de acordo com os princípios da verdade e obedecer aos regulamentos, o que ajudará a entrar na realidade da verdade.

25. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças entre as expressões externas de corrupção e aquelas que revelam a substância da natureza da pessoa; somente então é que poderão tratar as pessoas de modo justo.

26. Têm de ter conhecimento da obra do Espírito Santo e ser capazes de distinguir a obra dos espíritos malignos, devem ser capazes de alcançar a obediência à obra do Espirito Santo e evitar ser enganadas por espíritos malignos.

27. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças entre a humanidade normal e a corrupta, o que ajudará a abandonar a carne e a viver a semelhança de uma verdadeira pessoa.

28. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre uma conduta verdadeiramente boa e os atos malvados que perturbam e tumultuam a obra de Deus, o que ajudará a renunciar ao mal e a voltar à virtude.

29. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre exaltar a Deus e testificar Dele, e testificar de si mesmas na execução de seu dever, o que ajudará a abandonar a carne e a praticar a verdade.

30. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre obedecer a Deus e resistir a Ele, o que as ajudará a praticar a verdade e obedecer a Deus.

31. Devem ser capazes de distinguir e ver claramente o que é seguir a Deus e o que é seguir o homem, de modo que não busquem e sigam o homem, mas somente sigam a Cristo e obedeçam a Deus.

32. Devem reconhecer claramente e ter certeza quanto às pessoas em quem o Espírito Santo trabalha na igreja; as pessoas que vivem na corrente do Espírito Santo são o verdadeiro povo escolhido de Deus.

33. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente quem busca a verdade e quais são as pessoas confusas que criam tumultos infundadamente, e também as pessoas malvadas que têm segundas intenções, a fim de garantir que não estejam se posicionando do lado errado.

34. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças entre a comunhão sobre experiências reais e o testemunho falso para enganar as pessoas, a fim de serem capazes de distinguir se as pessoas possuem ou não a realidade.

35. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre a obra de Deus e a obra do homem, a fim de garantir a obediência a Deus e tratar a obra do homem corretamente.

36. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente a prática da verdade e o bom comportamento das pessoas, o que ajudará a praticar com precisão a verdade e a entrar na realidade.

37. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre a realidade da verdade e as letras e doutrinas, o que ajudará a buscar crescer na vida.

38. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre a verdade e a falácia, o que ajudará a buscar a verdade e evitar os enganos das pessoas.

39. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre o caminho verdadeiro e os caminhos falsos, a fim de garantir que permaneçam firmes no caminho verdadeiro e evitem os enganos das pessoas.

40. Têm de ser capazes de distinguir e ver claramente as diferenças básicas entre a igreja verdadeira e as igrejas falsas, de maneira que não sofram o engano e o controle de líderes falsos e anticristos.

Os quarenta pontos acima, que envolvem a verdade e o caminho de vida, devem ser todos esclarecidos para crermos em Deus. Eles também são problemas que as pessoas devem resolver na vida real. Se for verdadeiramente uma pessoa que busca a verdade e volta-se para a luz, então você tem de buscar a verdade nesses quarenta pontos-chave, e deve ser capaz de distingui-los e enxergá-los claramente; somente então você poderá alcançar o entendimento legítimo da verdade e entrar na realidade. As pessoas que conseguem enxergar claramente a substância desses quarenta pontos são as que entendem a verdade de fato e têm a capacidade de distinguir. Somente quando tivermos clareza acerca desses quarenta problemas reais é que entenderemos de fato a verdade e entraremos na realidade, bem como seguiremos o caminho de sermos salvos e aperfeiçoados. Se cremos em Deus há muitos anos e ainda não entendemos completamente esses pontos, nem buscamos a verdade para resolver esses problemas reais, então, definitivamente não somos alguém que ama a verdade e não somos alguém que obterá facilmente a salvação.

Não podemos deixar passar despercebidos esses quarenta pontos que envolvem a verdade e o caminho de vida; temos de buscar a verdade e entendê-la com clareza cristalina. Esses quarenta pontos são tão essenciais e importantes para a questão de as pessoas poderem ou não entrar na realidade da verdade, que não podem deixar de ser examinados e não podem, de modo algum, permanecer mal compreendidos. Somente dessa maneira é que podemos entender a verdade de fato e entrar na realidade das palavras de Deus. As pessoas que buscam de fato a verdade não têm, de maneira alguma, de ser confundidas em sua crença em Deus; elas têm de buscar e entrar na realidade nessas questões-chave. As pessoas que amam de fato a verdade gostam de cumprir seus deveres e de deixar e abandonar todas essas coisas que não têm nada a ver com a verdade. São capazes de abandonar e deixar a fama e o status, os prazeres da carne e os desejos extravagantes. Elas buscam somente a verdade e fazem o que tem sentido. Ao cumprirem seu dever e servirem a Deus, são capazes de prestar atenção para entrar na realidade da verdade e ser uma pessoa honesta, buscando um conhecimento de Deus, a fim de obter mudanças em seu caráter. Especialmente ao lidarem com o problema da fama e do status, elas são ainda mais capazes de escolher a obediência à orquestração e aos arranjos de Deus, de resolver completamente sua natureza satânica e os venenos do grande dragão vermelho, assim como de se tornar uma pessoa com verdade e humanidade. Entretanto, todos aqueles crentes confusos, os perturbadores tolos, os que são vãos, aqueles que bandeiam e os que competem por poder e lucro são estúpidos, ignorantes, extremamente burros e sem vergonha. Se não se arrependerem e endireitarem seus caminhos, então todos serão pessoas a serem eliminadas.

Deus tem expressado muitas palavras em Sua obra dos últimos dias; todas elas são de juízo e castigo, cujo alvo é a natureza e essência da humanidade corrupta, bem como seu caráter satânico. Essas palavras de juízo e castigo contêm muitas verdades, e todas essas verdades são expressas por Deus por meio de juízo e castigo. De acordo com a vontade de Deus, essas verdades são a realidade que Seu povo escolhido deve entender e na qual deve entrar, e são também a substância de vida que esse povo deve obter. Qual é o propósito de Deus em expressar essas verdades? É que o Seu povo escolhido, ao comer, beber e experimentar Suas palavras, possa obter a compreensão da verdade e, assim, entrar na realidade e viver pela palavra de Deus. Para alcançar isso, o povo escolhido de Deus deve focar o ato de trazer Suas palavras para a vida real, de maneira que se tornem um guia para sua conduta e para o tratamento com os outros, bem como a realidade das vidas das pessoas. Se não tiver as palavras de Deus na vida real, o homem não poderá colocá-las em prática; logo, esse tipo de pessoa é alguém que vive fora das palavras de Deus. Uma pessoa que crê verdadeiramente em Deus e busca a verdade não foca somente o entendimento da verdade em Suas palavras; o mais importante é que ela busque a verdade, a obedeça e a pratique na vida real. Consequentemente, pode se libertar das filosofias interiores satânicas do homem e dos venenos satânicos e carácteres satânicos, permitindo que uma mudança fundamental ocorra em seu caráter de vida. Então, se tornará uma pessoa com verdade e humanidade; esse é o objetivo supremo da obra de Deus.

Então, como Deus pode ser trazido para a vida real? O principal é trazer as Suas palavras para a vida real. Ou seja, devemos aprender a praticar viver segundo as palavras de Deus na vida real, depender de colocar Suas palavras em prática para viver, depender de praticar a verdade para viver. Devemos tomar a verdade como substituta para todas as nossas antigas filosofias de vida e tomá-la como substituta para os nossos antigos prazeres da carne. Dessa maneira, por meio da prática da verdade e do viver por causa das palavras de Deus, obteremos a verdadeira obediência a Ele e, assim, obteremos a salvação. Aquele que é capaz de viver pelas palavras de Deus é salvo. Atualmente. há muitos irmãos e irmãs que não sabem como trazer Deus para a vida real, o que significa dizer que não sabem como praticar a verdade no dia a dia. Esse tipo de pessoa é aquele que não entrou na realidade da verdade. Uma pessoa que não entrou na realidade da verdade não sabe o que é praticar essa verdade, e menos ainda como praticá-la em todos os tipos de situações. Esse tipo de pessoa não sabe o que é a fé em Deus, e menos ainda o que é entrar na realidade da verdade. Todas as pessoas que não sabem como praticar a verdade não sabem se suas ações estão em conformidade com a verdade ou não, tampouco se elas estão em conformidade com a vontade de Deus ou não. Se esse tipo de pessoa tem a realidade da verdade ou não, ele mesmo sabe. Por essa razão, pode-se dizer com certeza que todos aqueles que são incapazes de praticar a palavra de Deus na vida real não creem Nele, e pertencem aos incrédulos. Se uma pessoa que crê em Deus não tiver um lugar para Ele em seu coração, como poderá colocar Suas palavras em prática, então? De novo, como podem buscar a verdade?

O fato de uma pessoa que crê em Deus praticar ou não a verdade na vida real é essencial e crucial com relação a ela poder ou não obter a salvação. Quais verdades você está praticando realmente na vida real? Quantas verdades você pratica no total? Quantas palavras de Deus você pratica? Quantas palavras de Deus você vive? As pessoas deveriam saber, em seus corações, onde estão posicionadas. Você leu tantas palavras de Deus e comunicou as verdades por tantos anos. Você as implementou em sua vida? Você entrou na realidade dessas palavras de Deus? Esse é o problema real que deve ser resolvido. Se na vida real você não entrou nem de leve na realidade das palavras de Deus, então você não obteve a verdade. Quando os desastres e as provações se aproximarem, você será capaz de permanecer firme? Algumas pessoas dizem: “Quando eu me deparar com meu desastre, terei minhas próprias maneiras de superá-lo. Eu não nego a Deus nem O traio; isso não é permanecer firme?” Você não está praticando a verdade neste momento, então eu pergunto: Você está permanecendo firme? Você não está praticando a verdade agora de acordo com as palavras de Deus - no momento você é uma pessoa que está vivendo fora da palavra Dele. No momento, você não é uma pessoa que alcançou a salvação. Como você pode falar em permanecer firme?

As pessoas que vivem fora da palavra de Deus são gentios aos Seus olhos, isto é, são incrédulos. As pessoas que têm a verdade podem ver as coisas segundo as palavras de Deus, e por isso são capazes de entender claramente a substância de um problema. Elas sabem ao menos quais verdades deveriam praticar na vida real e também podem entender claramente a substância de todos os tipos de pessoas, bem como onde se encontra a fonte do problema de elas não praticarem a verdade.

Por exemplo, algumas pessoas levantam a questão: “Eu entendo todas as verdades, mas não consigo praticá-las. Que problema tem isso?” Na realidade, a questão é simples. Com relação ao problema de entender todas as verdades, mas de não colocá-las em prática, pode-se dizer certamente que esse tipo de pessoa é o que não ama a verdade. Tudo o que ela fala de entender a verdade é, de fato, somente entender doutrinas. Quanto mais a pessoa pensa que entende todas as verdades, pois na realidade ela não entende verdade alguma; esse é o estado real das coisas. Se a pessoa estiver de fato cansada da verdade em seu coração, mesmo depois de ouvir os sermões do alto e compreender algumas verdades, ela ainda não a aceitará de fato nem a praticará. Essa é a verdadeira resposta à questão.

Algumas pessoas levantam a questão: “O que ocorre, pois quando leio as palavras de Deus, estou sempre sem vigor, sempre sem vontade de buscar a verdade?” De fato, esse tipo de pessoa também não está interessado na verdade, a ponto de estar enfastiado dela. Se não amar a verdade, a pessoa poderá sentir vigor ao ler as palavras de Deus? Se ler as palavras de Deus e não souber onde está o significado, como poderá sentir vigor? E ainda mais, como pode uma pessoa que não ama a verdade, praticá-la? Essa é a explicação mais precisa do problema.

Algumas pessoas perguntam: “Por que não estou disposto a cumprir meu dever?” Todas as que cumprem seus deveres com alegria são pessoas que têm conhecimento da obra de Deus, e também são pessoas que querem buscar a verdade. Por isso, são capazes de pagar o preço. Embora haja algumas pessoas cuja humanidade não seja boa, se lutarem para buscar a verdade e obedecer aos juízos e castigos de Deus e às Suas provações e refinamentos, então poderão certamente mudar. Se não está realmente disposto a cumprir seu dever, então o homem certamente não conhece a obra de Deus, e nem tem a decisão de buscar a verdade, logo, sua fé em Deus é somente de palavras. É fácil ver que essa pessoa não é nem de leve alguém que ama a verdade.

Algumas pessoas levantam a questão: “Por que não consigo amar a Deus?” De fato, amar a Deus não é uma questão simples. A humanidade é profundamente corrompida por Satanás, todos têm a natureza de Satanás, e com respeito àquelas coisas positivas que pertencem à verdade, eles não têm como amá-las. Mesmo que creiam de fato em Deus, não tem como O amarem verdadeiramente, exceto aqueles que, depois de terem sido conquistados pelas palavras de Deus, são capazes de amar realmente a verdade e ter algum conhecimento verdadeiro dEle. Somente então é que podem desenvolver um coração que tem amor por Deus. Isso requer muitos processos. Sem diversos anos de experiência e sofrimento, não se pode alcançá-lo. Todos aqueles que creram em Deus por diversos anos, porém, nunca passaram por juízo e castigo, tampouco por provações e refinamentos, não podem verdadeiramente amar a Deus. Esse é um fato objetivo; somente depois de passarem diversos anos de juízo e castigo, provações e refinamentos, poda e tratamento é que as pessoas podem ser transformadas, podem amar a verdade de fato e seus corações podem alcançar o verdadeiro amor por Deus.

Algumas pessoas perguntam: “Por que eu não consigo desistir da busca constante por status, fama e fortuna?” A busca por status e vaidade é causada pela natureza corrupta de Satanás; se as pessoas não buscarem a verdade, então não poderão ter o conhecimento verdadeiro de Deus. Por isso, não é fácil desistir das preferências carnais e dos desejos de luxúria do homem. Para uma pessoa sem a verdade, é mais fácil falar em desistir da busca carnal do que fazê-lo. Portanto, não é fácil abandonar a carne e desistir da busca de todas essas coisas que não têm conexão com a verdade. Para resolver esse problema, temos de contar com diversos anos de busca pela verdade; somente então poderemos alcançar resultados.

Algumas pessoas levantam a questão: “Por que eu não tenho um coração amoroso para com meus irmãos e irmãs?” O verdadeiro amor também é devido à compreensão da verdade e às mudanças no caráter de vida. O amor da carne é tão limitado; com ele podemos somente amar aqueles que nos beneficiam ou aqueles de quem gostamos; não podemos tratar as pessoas de modo justo. Para alcançar amor por nossos irmãos e irmãs, devemos amar a verdade, amar a Deus em nossos corações e sermos capazes de praticar a verdade. Somente esse tipo de amor é real e confiável, assim, somente as pessoas que praticam a verdade podem tratar os outros de modo justo.

Algumas pessoas levantam a questão: “Por que eu posso oprimir as pessoas, enganá-las e fazer diversos males por status e fama?” As pessoas que foram profundamente corrompidas por Satanás são todas egoístas e desprezíveis, por isso oprimem e enganam os outros por status e fama. Isso é natural. Se não experimentarem o juízo e o castigo, a poda e o tratamento de Deus, as pessoas oprimirão e enganarão os outros. É somente o grau de profundidade que difere. Portanto, a fim de resolver totalmente o problema de oprimir e enganar as pessoas por status e fama, você tem de aceitar o juízo e castigo de Deus, Sua poda e Seu tratamento, e tem de vivenciar as provações e os refinamentos. Somente então você alcançará os resultados gradualmente. Não importa quais deveres executem, todas as pessoas devem passar pela poda e pelo tratamento, juízo e castigo, pelas provações e pelos refinamentos. Somente então poderão praticar a verdade e somente então as mudanças em seu caráter de vida poderão ocorrer.

Algumas pessoas levantam a questão: “Por que eu não tenho vontade de obedecer aos arranjos de trabalho do alto?” A desobediência aos arranjos de trabalho do alto também provém da natureza satânica da pessoa. Uma pessoa que não ama a verdade e não pode praticá-la está somente disposta a fazer com que os outros lhe obedeçam. Todas as pessoas que não estão dispostas a obedecer a Deus, também não estão dispostas, claro, a obedecer aos arranjos de trabalho do alto. Todas as pessoas com uma natureza satânica não estão dispostas a obedecer à verdade, e gostam somente de fazer com que os outros lhes obedeçam. Somente as pessoas que amam a verdade é que são capazes de obedecer a Deus e estão dispostas a praticar a verdade. Bem, a maioria do povo escolhido de Deus é capaz de aceitar e obedecer aos arranjos de trabalho do alto e está disposta a ouvir os sermões e a comunhão do alto. Este é o resultado de ser capaz de amar a verdade e de buscá-la. Falsos líderes e anticristos não obedecem nem de perto aos arranjos de trabalho do alto e também não estão dispostos a ouvir os sermões e a comunhão do alto. Essa é a maior exposição da natureza de Satanás. Um anticristo somente gosta de enganar as pessoas e controlá-las, fazendo-as crer nele e obedecer a ele. Assim, ele tem ódio e aversão ao homem usado pelo Espírito Santo; isso também é determinado pela natureza de Satanás. Ser capaz ou não de obedecer aos arranjos de trabalho do alto é a maior revelação de a pessoa ser ou não alguém que verdadeiramente obedece à obra de Deus. O homem usado pelo Espírito Santo, que trabalha para liderar o povo escolhido de Deus, expõe todos os tipos de anticristos.

A obra de Deus é plenamente realizada por Ele mesmo; o homem apenas coopera com Ele. Afinal de contas, é o Espírito Santo que realiza todas as coisas, e as palavras de Deus é que realizam tudo. A chave de a pessoa poder ou não ser salva é ela poder ou não amar a verdade e buscá-la. Se a pessoa puder entender a verdade, então deverá praticá-la; somente assim poderá ganhar a obra do Espírito Santo e entrar na realidade da verdade. Se somente reconhecer a verdade, porém, não aceitar nem um pouquinho dela, e mais importante ainda, não a praticar, então esse tipo de pessoa é a que não ama a verdade. Trata-se de um incrédulo, e não tem jeito de ele alcançar a salvação. O Espírito Santo não força as pessoas; Deus pode apenas aguardar e ter expectativa em relação às pessoas que não amam a verdade e não a praticam. Por isso, a chave de as pessoas poderem ser salvas ou não é elas poderem aceitar a verdade, praticá-la, buscá-la e obtê-la.

As 100 verdades e 40 diferenciações são as verdades que o povo escolhido de Deus tem de praticar para entrar na vida real. Se essas 100 verdades e 40 diferenciações puderem ser praticadas e se for possível entrar nelas, então essa pessoa certamente será salva e aperfeiçoada. Não importa a profundidade em que o homem entre nem se obteve a verdade completamente ou não; pelo menos ele pode praticar e entrar na maioria das verdades. No mínimo, o comportamento e a conduta da pessoa não deveriam resistir à verdade nem ser hostis a Deus. Para colocar de maneira simples, no mínimo nós não deveríamos cometer pecados; esse é o padrão mais baixo que tem de ser alcançado. Uma boa pessoa, no mínimo, é alguém que não resiste à Deus nem se opõe a Ele. Se esse tipo de pessoa puder cumprir seu dever, então será capaz de permanecer; essa é uma condição e uma base para um servidor permanecer. Se o homem possuir a verdade e obtiver vida, então terá alcançado o padrão de ser uma das pessoas de Deus. Embora os servidores também possam permanecer, eles não possuem a realidade da verdade e são apenas pessoas boas que podem cumprir seu dever. Contudo, o povo de Deus, para poder permanecer, tem de obter a verdade e a vida. Tem de dar testemunhos lindos ao cumprir seus deveres. Isso não é igual ao padrão para os servidores permanecerem. Se foi aperfeiçoado por Deus, então você é alguém que tem conhecimento verdadeiro Dele, que pode liderar Seu povo escolhido a entrar na trilha certa de crer Nele, e que pode realizar a vontade Dele. É fácil ver que os padrões para aqueles que foram aperfeiçoados, para o povo de Deus e para os servidores não são os mesmos. Contudo, o padrão mais básico é ser uma pessoa boa e não fazer o mal, e mesmo que não entenda realmente a verdade nem a tenha, é necessário estar disposto a cumprir seu dever e ter um pouco de humanidade. No mínimo, não são pessoas malvadas. Se uma pessoa malvada fizer diversas maldades, acabará sendo punida e não poderá permanecer. Assim, o povo escolhido de Deus tem de entender claramente esses tipos de pessoas e ser capaz de diferenciá-las. Deve saber com que tipo de pessoa deve se associar e de quem se aproximar, que tipo de pessoa deve apoiar e ajudar, e quais pessoas amaldiçoar e abandonar. Tal prática é extremamente útil para você mesmo na busca da verdade e na obtenção da salvação.

Para obter a salvação, você tem de entrar na realidade dessas 100 verdades e 40 diferenciações. Seja qual for a profundidade com que entre, você tem de pelo menos entender verdadeiramente e entrar em algumas delas. Sem uma compreensão dessas 100 verdades e 40 diferenciações é fácil ser desviado, ser controlado e trilhar o caminho errado. Somente se você praticar e entrar nessas 100 verdades e 40 diferenciações é que você será alguém que entrou na realidade da verdade. Se a pessoa crer em Deus por muitos anos e ainda não entender a verdade nem entrar na realidade, então não estará cumprindo bem o seu dever e não dará testemunho. Assim, a pessoa que não buscar a verdade nem entrar na realidade, será insuficiente para Deus; não poderá satisfazê-Lo. Sem a realidade da verdade, ela não é verdadeiramente salva, sem sombra de dúvida. Daqui em diante, as provações serão cada vez maiores; sem a verdade será difícil permanecer firme. As pessoas sem a verdade são todas simplesmente joio e palha; tudo o que conseguem é ser desviadas, controladas por outros e dominadas por eles, sacudidas para se tornar brinquedo de Satanás. Todos aqueles que buscam a verdade devem obter compreensão verdadeira e entrar na realidade dessas 100 verdades e 40 diferenciações; somente isso é entrar verdadeiramente no caminho certo de crer em Deus, seguir o caminho da salvação e ser aperfeiçoado.

1 de dezembro de 2011

Anterior:Somente quando alguém aceitou e obedeceu ao julgamento e ao castigo de Deus é que poderá alcançar a salvação e a perfeição

Próximo:As filosofias e regras de Satanás e as toxinas do grande dragão vermelho devem ser resolvidas para se receber a salvação e se alcançar a transformação do caráter

Coisas que talvez lhe interessem