Pergunta 16: Vocês dizem que aqueles que creem em Deus devem aceitar Sua obra de julgamento nos últimos dias e somente então seu caráter corrupto poderá ser purificado e elas próprias serem salvas por Deus. Mas, de acordo com as exigências do Senhor, nós praticamos a humildade e a paciência, nós amamos nossos inimigos, carregamos nossas cruzes, abandonamos as coisas mundanas, trabalhamos e espalhamos o evangelho para o Senhor, e assim por diante. Então, todas essas coisas não são nossa mudança? Nós sempre buscamos desse modo, então também não podemos alcançar a purificação e ser arrebatados para o reino dos céus?

Resposta:

Podemos amar nossos inimigos, carregar uma cruz, vencer o nosso corpo e espalhar o evangelho do Senhor. Esses são comportamentos positivos que provêm da nossa crença no Senhor, e a capacidade de nos comportarmos dessa maneira significa que a nossa fé no Senhor é verdadeira. Esses bons comportamentos podem parecer corretos para outros e como se estivessem alinhados com a palavra de Deus, mas isso não significa que estamos colocando em prática as palavras de Deus e seguindo a vontade do Pai celestial, tampouco significa que abandonamos nossa natureza pecaminosa e nos purificamos. Quando observamos o bom comportamento de outros, não podemos examinar apenas sua apresentação externa; devemos analisar também suas intenções e seus propósitos finais. Se a intenção de alguém é obedecer, amar e satisfazer a Deus, então esse tipo de bom comportamento é praticar a verdade e obedecer à vontade do Pai celestial. Por outro lado, se o bom comportamento de alguém é apenas para receber bênçãos, para ser coroado e recompensado e não vem de um coração que ama a Deus, então esse tipo de “bom comportamento” é como a hipocrisia dos fariseus e não é praticar a vontade do Pai celestial. Se apenas exibir um bom comportamento significa que estamos seguindo a vontade do Pai celestial e que somos purificados, por que, então, cometemos pecados e resistimos a Deus com frequência? Por que ainda levamos uma vida de pecar durante o dia e de confessar à noite? Isso demonstra adequadamente que simplesmente exibir um bom comportamento não significa que estamos praticando a verdade e vivendo a realidade da palavra de Deus, tampouco significa que conhecemos Deus ou temos um coração de reverência a Deus, muito menos significa a capacidade de amá-Lo e de obedecer a Ele. Como dizem as palavras de Deus Todo-Poderoso: “Mudanças em nada mais do que comportamento são insustentáveis. Se não houver alteração no caráter da vida das pessoas, mais cedo ou mais tarde o lado perverso delas irá se revelar. Já que a origem das mudanças em seu comportamento é fervor, associado a alguma obra do Espírito Santo naquele tempo, é extremamente fácil para elas se tornarem fervorosas ou demonstrarem bondade durante algum tempo. Como dizem os descrentes, ‘Fazer uma boa ação é fácil, o difícil é fazer uma vida inteira de boas ações’. As pessoas são incapazes de fazer boas ações durante toda a sua vida. Seu comportamento é ditado pela vida; seja qual for a sua vida, tal é o seu comportamento, e somente aquilo que é naturalmente revelado representa a vida e a natureza de alguém. Coisas que são falsas não podem durar. […] Comportar-se bem não é o mesmo que obedecer a Deus, muito menos é igual a ser compatível com Cristo. As mudanças de comportamento são baseadas na doutrina e nascem do fervor — elas não são baseadas no verdadeiro conhecimento de Deus ou na verdade, muito menos se apoiam na orientação do Espírito Santo. Embora haja momentos em que parte do que as pessoas fazem é dirigido pelo Espírito Santo, essa não é a expressão da vida, muito menos é o mesmo que conhecer Deus; não importa o quanto seja bom o comportamento de uma pessoa, isso não prova que ela obedece a Deus ou que põe a verdade em prática” (‘A diferença entre mudanças externas e mudanças no caráter’ em “Registros das falas de Cristo”). As palavras de Deus Todo-Poderoso nos explicam claramente a essência e a raiz do bom comportamento. O bom comportamento do homem provém de entusiasmo e é uma prática baseada em doutrina e regras, não provém de uma compreensão dos princípios de prática após entender muitas verdades nem do desejo de amar e satisfazer a Deus porque entendemos Sua vontade. O bom comportamento provém das noções e imaginações do homem, e essas provêm das próprias opiniões do homem e de sua natureza corrupta. Portanto, não importa o que o homem faça, que dor ele sofra ou que preço pague, não é praticar a verdade. Não é submeter-se a Deus e não provém da obra do Espírito Santo. Mesmo quando exibimos um bom comportamento e somos capazes de seguir algumas regras, aparentando sermos muito piedosos e espirituais, continuamos propensos a cometer pecados e resistir a Deus por causa do nosso caráter satânico corrupto inveterado, nossa natureza pecaminosa não resolvida e de uma falta de entendimento verdadeiro de Deus. Temos visto muitas pessoas de boa conduta que ainda cometem pecados com frequência e confessam seus pecados após crerem em Deus. Esse é um fato inegável. Comportar-se bem e, ao mesmo tempo, continuar a pecar e resistir a Deus é prova suficiente de que não estão seguindo a vontade do Pai celestial e de que não podem ganhar o louvor de Deus. Os fariseus judeus eram pessoas obedientes à lei com comportamentos superficialmente impecáveis. No entanto, quando o Senhor Jesus veio para operar, por que eles resistiram, condenaram e tramaram freneticamente contra o Senhor Jesus e então O crucificaram? Isso mostra que a natureza de resistir a Deus era inata neles. Independentemente de quão bem se comportassem abertamente, isso não significava que eles entendiam, obedeciam ou eram compatíveis com Deus, muito menos que seguiam a vontade de Deus e foram purificados. Se quisermos resolver nossa natureza pecaminosa e ser purificados, devemos experimentar a obra de julgamento e castigo de Deus nos últimos dias, entender as amplas verdades contidas nela e ganhar conhecimento verdadeiro de Deus, gerando assim obediência e temor verdadeiros de Deus. Caso contrário, o caráter corrupto de Satanás profundamente enraizado dentro de nós jamais poderá ser purificado ou transformado, e jamais seremos segundo o coração de Deus ou admitidos ao reino de Deus.

O Senhor Jesus apenas fez a obra da redenção. Durante a Era da Graça, o homem não podia se libertar de seus pecados, além do mais, não podia alcançar a purificação, independentemente do quanto ele se esforçava ou do quanto lia a Bíblia. Nos últimos dias, Deus inicia Sua obra de julgamento pela Sua casa, de acordo com os passos de Seu plano de gestão para salvar a humanidade. Por meio dessa obra, Ele limpará e mudará a humanidade, libertando-a de seus pecados a fim de alcançar a purificação. Assim como Deus Todo-Poderoso diz: “Embora Jesus tenha feito muita obra entre os homens, Ele apenas completou a redenção de toda a humanidade e tornou-Se oferta pelo pecado dos homens; Ele não livrou o homem de todo o seu caráter corrupto. Salvar o homem plenamente da influência de Satanás não exigiu apenas que Jesus tomasse os pecados do homem como oferta pelo pecado, mas também exigiu que Deus fizesse uma obra maior para livrar o homem completamente de seu caráter, que foi corrompido por Satanás. E assim, depois que os pecados do homem foram perdoados, Deus voltou para a carne para guiar o homem até a nova era e começou a obra do castigo e julgamento, e essa obra tem trazido o homem a um reino superior. Todo aquele que se submete ao Seu domínio desfrutará de uma verdade maior e receberá bênçãos maiores. Eles viverão verdadeiramente na luz e ganharão a verdade, o caminho e a vida” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Através da oferta pelo pecado, o homem foi perdoado por seus pecados, pois a obra da crucificação já chegou ao fim e Deus prevaleceu sobre Satanás. Mas o caráter corrupto do homem ainda permanece dentro dele, o homem ainda pode pecar e resistir a Deus, e Deus não ganhou a humanidade. É por isso que neste estágio da obra, Deus utiliza a palavra para revelar o caráter corrupto do homem e fazer com que ele pratique de acordo com a senda correta. Este estágio é mais significativo do que o anterior e mais frutífero também, pois agora é a palavra que supre diretamente a vida do homem e permite que o caráter do homem seja completamente renovado; é uma etapa mais completa de obra. Portanto, a encarnação nos últimos dias completou o significado da encarnação de Deus e concluiu por completo o plano de gestão de Deus para a salvação do homem” (‘O mistério da encarnação (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”). Pelas palavras de Deus, podemos ver que a obra de redenção do Senhor Jesus estabeleceu o fundamento para a obra de salvação de Deus nos últimos dias e a obra de julgamento nos últimos dias é o grande núcleo da obra de salvação de Deus. Essa é a chave, a parte mais importante da salvação da humanidade. Vivendo a obra de Deus na Era da Graça, somos perdoados de nossos pecados, mas não podemos nos libertar deles ou alcançar a purificação. Somente a obra de julgamento de Deus nos últimos dias pode operar a verdade necessária nos homens, permitir que realmente conheçam Deus, que mudem seu caráter de vida obedeçam e adorem Deus e ajam segundo o coração de Deus. É assim que Deus completará Seu plano de gestão para salvar a humanidade.

Extraído de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

Se os homens pura e simplesmente aceitarem toda a obra redentora do Senhor Jesus na Era da Graça, mas não aceitarem a obra de julgamento e o castigo de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, eles não poderão se libertar do pecado, fazer a vontade do Pai celestial e entrar no reino de Deus. Isso está além da dúvida! Isso porque, durante a Era da Graça, o Senhor Jesus realizou Sua obra de redenção. Devido à estatura do povo naquela época, o Senhor Jesus somente lhes deu o caminho do arrependimento e pediu às pessoas que entendessem algumas verdades e caminhos rudimentares para praticá-las. Por exemplo: Ele pediu que confessassem seus pecados, se arrependessem e carregassem a cruz. Ele ensinou sobre humildade, paciência, amor, jejum, batismo, etc. Essas são algumas verdades limitadas, que as pessoas daquela época poderiam entender e poderiam cumprir. O Senhor Jesus nunca expressou outras verdades mais profundas que têm a ver com mudar o caráter da vida, que têm a ver com ser salvo, com tornar-se limpo, ser aperfeiçoado, etc., porque, naquele tempo, as pessoas não tinham a estatura necessária para suportar essas verdades. O homem deve esperar até que o Senhor Jesus volte para fazer Sua obra nos últimos dias. Ele concederá à humanidade corrupta todas as verdades que eles precisam para serem salvos e aperfeiçoados, de acordo com o plano de gestão de Deus para salvar a humanidade e de acordo com as necessidades da humanidade corrupta. É exatamente como o Senhor Jesus disse: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). As palavras do Senhor Jesus são, de fato, muito claras. Durante a Era da Graça, o Senhor Jesus nunca deu a humanos corruptos todas as verdades que eles mais precisavam para que eles, por fim, fossem salvos. Ainda há muitas verdades mais profundas. Isto é, há muitas verdades que o Senhor Jesus não disse à humanidade que permitirão que as pessoas sejam libertadas de seu caráter satânico corrupto e alcancem a purificação, bem como as verdades que o homem requer para obedecer e conhecer a Deus. Portanto, nos últimos dias, Deus Todo-Poderoso expressa todas as verdades necessárias para salvar a humanidade. Ele usa essas verdades para julgar, castigar, purificar e aperfeiçoar todos os que aceitam a salvação de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. No final, essas pessoas serão conduzidas ao reino de Deus. É assim que o plano de gestão de Deus para, ao fim e ao cabo, salvar a humanidade deve ser concluído. Se as pessoas aceitarem somente a obra redentora do Senhor Jesus, mas não aceitarem a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, elas nunca serão capazes de obter as verdades e de mudar seu caráter. Elas nunca se tornarão pessoas que fazem a vontade de Deus e nunca serão qualificadas para entrar no reino de Deus.

As pessoas dos últimos dias foram profundamente corrompidas por Satanás; elas estão cheias do veneno de Satanás. Seus pontos de vista, princípios de sobrevivência, perspectiva de vida, valores, etc., estão em inimizade para com Deus. Os homens adoraram o mal e se tornaram inimigos de Deus. Se uma humanidade cheia do caráter satânico corrupto não vive o julgamento e o castigo de Deus Todo-Poderoso e a queima e limpeza pelas palavras, como ela pode se rebelar contra Satanás e se libertar de sua influência? Como ela pode reverenciar Deus, evitar o mal e fazer a vontade de Deus? Podemos ver que muitas pessoas acreditaram no Senhor Jesus por anos; no entanto, apesar de que elas entusiasticamente testemunham que Senhor Jesus é o Salvador e trabalha duro por muitos anos, sua incapacidade de conhecer o caráter justo de Deus e de reverenciar a Deus ainda faz com que julguem e condenem a obra de Deus e neguem e rejeitem o retorno de Deus quando Deus Todo-Poderoso realiza Sua obra nos últimos dias. Além disso, eles até mesmo recrucificam Cristo na cruz quando Ele retorna nos últimos dias. Isso é suficiente para mostrar que, se os homens não aceitarem a obra de julgamento e castigo de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, a fonte do pecado dos homens e da natureza satânica nunca será resolvida de vez. Essa resistência a Deus fará com que eles pereçam. Esse é um fato que ninguém pode negar! Entre os crentes, somente aqueles que honestamente aceitam o julgamento e o castigo de Deus nos últimos dias obterão a verdade como vida, se tornarão aqueles que fazem a vontade do Pai celestial e se tornarão aqueles que conhecem Deus e são compatíveis com Ele. Esses são os qualificados para compartilhar a promessa de Deus e que serão levados ao Seu reino.

Extraído de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

Essa purificação da qual as pessoas religiosas falam e a purificação que Deus exige, seriam elas a mesma coisa? Não são a mesma coisa. A purificação da qual o homem fala não é a purificação verdadeira. Se você realmente alcançasse purificação ao crer no Senhor Jesus, Deus ainda precisaria realizar a obra dos últimos dias? Você tem sido um crente no Senhor Jesus apenas por um punhado de anos, mesmo assim você diz que mudou e que alcançará purificação buscando nesse caminho. Então, olhe para todos os pastores que creem no Senhor Jesus, e aqueles que têm acreditado no Senhor Jesus por toda a vida, eles são purificados? Qual deles é purificado? Quem dentre eles ousa dizer que, tendo acreditado no Senhor por toda a vida, é santo e foi completamente salvo? Você não encontrará uma única pessoa. Eles têm acreditado no Senhor por toda a vida, mesmo assim não ousam dizer que são purificados. Faz sentido dizer que você alcançará a purificação praticando a fé dessa forma? Se um filho ou uma filha dissesse: “Eu passei vários anos na sociedade e percebi a natureza dela”, isso não seria ingênuo? Você pode perguntar aos seus pais e a pessoas muito mais velhas do que você se eles perceberam a natureza da sociedade. Se nenhum deles percebeu, você é capaz de perceber? O homem não entende a verdade e não sabe o que é purificação real. Acredita que, se ele manifestar alguns comportamentos bons, não se envolver em brigas em sua fé, não roubar coisas, não xingar as pessoas e não beber, ele está purificado. Isso não representa a purificação. A que se refere a purificação genuína? Isso envolve uma verdade. Purificação verdadeira se refere a ser liberto das toxinas de Satanás. A lógica satânica no coração dos homens, sua filosofia, várias falácias satânicas, suas leis para a vida do homem e a perspectiva e os valores para a vida que são de Satanás — não são essas as toxinas de Satanás? O que governa o pecado do homem e sua resistência a Deus? São as toxinas de Satanás dentro do homem que o levam a pecar, a julgar, a interpretar mal e a desobedecer. A natureza satânica nos humanos é a fonte de seu pecado. Aos olhos de Deus, todas as coisas pertencentes a Satanás são sujas e más, e o homem tem todos os tipos de toxinas de Satanás dentro dele. Essas toxinas de Satanás se arraigaram dentro do homem, floresceram e produziram fruto, assim a humanidade se transformou em humanidade corrompida, suja e má, e, portanto, a humanidade é capaz de resistir a Deus e de ser Seu inimigo. Isso é um fato. Então, com base nesse fato, qual é o problema que o homem precisa resolver para alcançar purificação genuína? Ele precisa resolver as toxinas de Satanás, os valores e a perspectiva de vida de Satanás, sua lógica, suas leis e suas diversas falácias. A remoção completa dessas coisas é ser verdadeiramente purificado. Se elas não forem removidas, o homem continuará capaz de resistir a Deus, de julgá-Lo, de ser Seu inimigo e de traí-Lo. Apenas quando as coisas de Satanás forem removidas, quando forem resolvidas, a humanidade poderá ser considerada uma humanidade verdadeiramente purificada. É possível resolver as toxinas de Satanás por meio da fé no Senhor Jesus? A fé no Senhor Jesus pode mudar a perspectiva e os valores da vida? Ela pode levar o homem a verdadeiramente obedecer a Deus e a não resistir a Ele? Ela pode levar o homem a realmente conhecer Deus e a adorá-Lo? A fé no Senhor Jesus apenas perdoou os seus pecados; a fim de resolver verdadeiramente a corrupção do homem e permitir que ele ganhe a purificação, Deus precisa realizar Sua obra de julgamento e castigo nos últimos dias. Sem a obra dos últimos dias, a humanidade corrompida não pode obter purificação. Isto é, purificação não é obtida apenas por meio do perdão de pecados, ao contrário, livrando o homem de seu caráter corrompido por meio do julgamento e castigo. Quando o caráter corrompido do homem for resolvido, ele deixará de resistir a Deus, será capaz de obedecer a Ele, de amá-Lo em seu coração e de amar a verdade. Apenas isso é uma humanidade purificada. Alguns não entendem ao que se refere a purificação, acreditando que ser purificado significa não roubar ou não pilhar, não quebrar coisas, não bater e não amaldiçoar os outros. Isso é correto? Isso é errar o alvo por muito; estão vendo apenas a superfície do problema. Sem a verdade, as pessoas veem as coisas de forma simples demais. Não enxergam a fonte ou substância; por isso, não surpreende que pessoas religiosas possam pensar dessa maneira.

Extraído da comunhão do alto

Anterior: Pergunta 15: Nós seguimos o exemplo de Paulo e trabalhamos arduamente para o Senhor, difundindo o evangelho, dando testemunho do Senhor e pastoreando Suas igrejas, assim como Paulo disse: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé” (2 Timóteo 4:7). Isso não é seguir a vontade de Deus? Esse tipo de prática deveria significar que estamos qualificados a ser arrebatados e entrar no reino dos céus, então por que temos de aceitar a obra de julgamento e purificação de Deus nos últimos dias antes de podermos ser levados para o reino dos céus?

Próximo: Pergunta 17: Vocês dão testemunho de que o Senhor voltou em carne para expressar a verdade e fazer a obra de julgamento e purificação do homem nos últimos dias, mas os pastores e presbíteros religiosos creem que Ele voltará em meio a nuvens e que todos os crentes mudarão de forma instantaneamente e serão arrebatados às nuvens para se encontrarem com o Senhor. Assim como Paulo disse: “Mas a nossa pátria está nos céus, donde também aguardamos um Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o corpo da nossa humilhação, para ser conforme ao corpo da Sua glória, segundo o Seu eficaz poder de até sujeitar a Si todas as coisas” (Filipenses 3:20-21). O Senhor é todo-poderoso, e não há nada que Ele não possa fazer. Deus pode nos transformar e purificar com apenas uma palavra, por que, então, Ele ainda precisa Se tornar carne para expressar a verdade e realizar um estágio da obra do julgamento e purificação do homem?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

1. O que é verdade? O que é doutrina e conhecimento da Bíblia?

A verdade é o mais real dos aforismos da vida e o mais alto de tais aforismos entre toda a humanidade. Porque ela é a exigência que Deus faz ao homem e é a obra realizada pessoalmente por Deus, é chamada de aforismo da vida. Não é um aforismo resumido de alguma coisa, nem uma citação famosa de uma grande personalidade; em vez disso, é a declaração para a humanidade do Mestre dos céus e da terra e de todas as coisas e não algumas palavras resumidas pelo homem, mas a vida inerente de Deus. E assim é chamado o mais alto de todos os aforismos da vida.

5. As diferenças essenciais entre o Deus encarnado e aqueles que são usados por Deus

O Deus encarnado é chamado de Cristo e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus. Seja Sua humanidade ou divindade, ambas se submetem à vontade do Pai celestial. A substância de Cristo é o Espírito, isto é, a divindade. Portanto, Sua substância é a do Próprio Deus, essa substância não interromperá Sua própria obra e Ele não poderia fazer qualquer coisa que destrua Sua própria obra, nem jamais pronunciaria palavras que fossem contra Sua própria vontade.

1. Os objetivos dos três estágios da obra de gerenciamento da humanidade por Deus

O objetivo dos três estágios da obra é a salvação de toda a humanidade — o que significa a salvação completa do homem do império de Satanás. Embora cada um dos três estágios da obra tenha um objetivo e um significado diferentes, cada uma é parte da obra de salvar a humanidade, e é uma obra de salvação diferente, realizada de acordo com as exigências da humanidade.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro